sábado, 3 de fevereiro de 2018

Mulherzinhas

Não peças a quem pediu nem sirvas a quem já serviu. Principalmente se tiveres ter sido tu a dar ou mandar.
Por mais tolerante que tenhas sido para com as fragilidades alheias, essas pessoas vão olhar-te com raiva, haverão sempre de se recordar que, pelo menos em tempos, estiveram uns furos abaixo, ainda que tenham passado muitos anos.
(na verdade estou a ser simpática, elas continuam muitos furos abaixo, nunca passarão de umas mulherzinhas...)

7 comentários:

  1. olha se eu não comesse quem já comeu...

    ResponderEliminar
  2. Conheço como:
    "não peças a quem pediu, nem sirvas a quem serviu"

    já que vamos numa de ditos, que tal este?
    "quem cabritos vende e cabras não tem, de algum lado lhe vem"

    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Corrigido.
      Diria que quem vende cabritos e não tem cabras é político....

      Eliminar
  3. Não peças a quem pediu, nem sirvas a quem serviu. Acho que é assim. Na forma como escreveste fica esquisito ahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estava ali um “não” a mais, já retirei.
      (e eu a olhar para os vossos comentários, a ler o que tinha escrito e a pensar que estava igual, pura e simplesmente não lia o “não” ahahahah)

      Eliminar
    2. Continua lá um Ter a mais.

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.