terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Picante também fala daquela bizarria de expor pequenos demónios a milhares de desconhecidos

Blog da Carlota
Caco Mãe
Dias de uma Princesa
Cocó na Fralda
A Mãe é que Sabe
My Happy Kids
Socorro sou Mãe

Ties
O Blogue da Mamã*
Stylista
A Pipoca Mais Doce
A Maçã de Eva*
As Minhas Pequenas Coisas*
...

Há muitos mais. A única diferença é que, nos blogs, as crianças são príncipes e princesas, sempre muito bem vestidos, educados e sorridentes. O programa só é pior porque mostra o lado mau de uma criança a quem apetece dar umas boas palmadas enquanto pensamos cá para connosco "Ah! Afinal os meus filhos são uns pequenos anjos..."

* os graus de exposição não são os mesmos em todos os blogs, é um facto. Há os que vendem mais os seus filhos e os que vendem menos. Todos mostram as crianças com o fim de obter algo em troca, na maioria das vezes dinheiro ou produtos, em menor grau os comentários que lhes enaltecem o ego.

181 comentários:

  1. Mas Picante, falta aí o blog "a mãe é que sabe", que se insurgiu contra a exposição da criança sem autorização! WTF? Não tenho nada contra esses blogs, leio muitos e até gosto, mas tem que haver coerência, faz-me tanta confusão um blog que vive da exposição diária de 3 crianças venha reclamar do programa!
    S.F.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou convencida de que há muitos mais. Eu é que não os conheço, achei que esse era mais sobre parentalidade, com uma ou outra fotografia.

      Eliminar
    2. Tem centenas de fotografias e diretos no Instagram! Fiquei foi indignada com a indignação (!)lá demonstrada para com o programa quando fazem a mesmíssima coisa. Pelo menos os outros blogues citados mantêm a coerência ao não dizer mal do tal programa...
      S.F.

      Eliminar
  2. Olá miúda.
    Nem mais. Ainda ontem disse o mesmo.
    Parece que do outro lado o silêncio é absoluto.
    Nem piam.
    Gato escondido com o rabo de fora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Elas acham que é diferente. Como os miúdos não estão a fazer birras é indiferente. As grandes iluminadas.

      Eliminar
  3. Não sei se meteria o blogue da mamã nesse rol, na medida em que as crianças não têm a mesma exposição. Se vamos falar nesse, então teríamos que falar em muitos mais. Bloggers e Instagrammers.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E há. Num menor grau também temos a Pipoca Mais Doce, As Minhas Pequenas Coisas ou a Maçã de Eva.
      Quanto às do Insta não sei que não as conheço mas deve haver aos pontapés.

      Eliminar
    2. Diria o mesmo, na medida em que não se conhece propriamente a identidade das crianças nem se vê imagens do foro íntimo (a dormir, no wc, etc, como nalguns casos). A menos que visse as crianças na rua com a mãe, não as conseguia identificar.

      Eliminar
    3. Nos primórdios do blogue fui lá parar já não me lembro bem o motivo, mas tenho uma vaga ideia que era por ser uma cópia 'blog da Carlota' "dos pobres", e recordo-me de umas fotografias da Bernarda onde se via a cara. Mas la está, era um bebé e os bebés mudam rapidamente de expressão. Anos mais tarde fui lá dar novamente e reparei que as crianças já não eram identificadas.

      Eliminar
    4. Também me lembro de ver fotos no início do blogue em que se via a cara da miúda, mas acho que não focava em detalhe. Mas realmente era muito bebé e os bebés mudam muito. Do Vicente acho que mesmo em bebé nunca mostrou, pelo menos não me recordo de ver.

      Eliminar
    5. Esse até é bastante soft na exposição, a maior parte das fotos são em locais sociais e não se conhece a identidade das crianças. Não desgosto do formato.
      Há blogs que mostram a cara das crianças mas mesmo assim não invadem o seu espaço privado.
      A mim só me faz confusão blogs que expõe momentos íntimos e privados das crianças e dados pessoais, de resto se sairmos com as crianças à rua qualquer pessoa as vê, há câmaras de vigilância em todo o lado e não sabemos quem vê essas imagens. A imagem privada das crianças é que deve ser protegida e é aí que muitos erram.

      Eliminar
    6. A mim faz-me confusão partilhar fotografias dos nossos filhos com milhares de desconhecidos, seja em lá em que situação for. Acresce que nos blogs se contam histórias, as pessoas passam a conhecer algumas coisas da nossa vida, cria-se uma espécie de relação. Eu não acho bem que desconhecidos saibam coisas sobre os meus filhos.

      Eliminar
  4. Não acho que no stylista haja assim uma grande exposição dos miúdos...
    Mas a única diferença de que fala, é ainda assim uma grande diferença!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Elas variam em grau, a exposição. Mas fartam-se de os expor.

      Eliminar
    2. Mais ou menos. Lembro-me de várias há várias a fotografarem os filhos na retrete ou no banho. E, em todos os casos, há um aproveitamento e devassa da imagem da criança sem o seu consentimento.

      Eliminar
    3. Sigo a Stylista mas nem sei o nome das crianças, não me parece que sejam de grande influência naquele blog passam completamente despercebidos, se calhar já estamos a exagerar ;) ?

      Eliminar
    4. Ora, o Manel e a Pia. Como assim não sabe? É que hoje em dia, não é só seguir o blog, o verdadeiro negócio da-se no instagram.

      Eliminar
    5. Por acaso o Blog da Carlota, cada vez mostra menos as filhas e na verdadsnunca vi detalhes íntimos como noutros blogues de mães. Fui lá agora através do seu link e se sempre foi mais moda, agora é ToTALMENTE moda, mas mãe e filhas. Acho gira a ideia.

      Eliminar
    6. A stylista agora mostra imenso! (Percebeu que era negócio e tem-se tentado aproximar nesse aspecto de mostrar os filhos ao Blog da Carlota. Ainda estes dias mostrou imenso a filha doente, os brinquedos, etc. sei onde mora, os nomes, as caras, as idades, o marido, onde passsam férias, a casa da família do marido, a praia...

      Eliminar
    7. A SMS já mostrou o Mateus no banho, a Fernanda já mostrou as duas miúdas na banheira, a Pipoca tem andado mais comedida mas já ganhou muito dinheiro à custa da exposição do puto.

      Eliminar
  5. Caso gritante: A mãe é que sabe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essas estão-se a tornar tão, mas tão chatas... a verdade é que todos esses mummy blogs esgotam os temas ao fim de 1/2 anos (quantos posts dá para fazer com o tema da amamentação? ou de noites mal dormidas? ou de os filhos comerem mal?). É sempre tudo muito repetitivo e forçado: mostrar os miudos, mostrar roupas, mostrar eventos/produtos, falar pela enésima vez sobre os temas que mencionei e acrescentar momentos de descoberta interior das mães, falar de alguma polémica da actualidade porque sabem que dá mais views/comentários *bocejo*

      Eliminar
  6. Podemos também correr a mãe da criancinha à chapada? É que bolas...não sei se me irritou mais a insolência da criança ou a amorfia da mãe.
    Dos blogues, tenho sentimentos contraditórios! acho que há uma linha muito ténue entre o ser negócio puro ( Cacomãe e blog da Carlota por exemplo) e o aproveitar a exposição natural dos filhos no registo que escolheram para o blogue quando são abordadas para parcerias (a Ties, a Cocó na Fralda e até mesmo a Princesa...). Custa-me muito a questão de perceber logo à partida que a exposição das crianças é premeditada e "negociada" e que qualquer imagem delas faz parte de toda uma produção, que nada é espontâneo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Princesa ou a SMS são negócios puros e duros. Não vivem só dos filhos mas usam e abusam da imagem deles.

      Eliminar
    2. Mas o comportamento das crianças tem origem onde??

      A meu ver os únicos culpados daqueles comportamentos são os educadores da criança (mãe, avó e pai). E ao contrário da ama, eu considero que aquela avó tem a sua parte de culpa sim.
      Afinal ela educou a filha incapaz de ser mãe e depois só serve para a desautorizar...

      A mãe é que precisava de ser educada.

      Eliminar
    3. Se a Princesa e a Cocó deixarem de falar dos filhos lá se vai 85% do conteúdo dos respectivos blogs. Elas vivem, maioritariamente, da exploração dos miudos. Já a Pipoca ou a Stylista podem nunca mais referir os filhos e os blogs vivem à mesma. A Pipoca então fala muito pouco da criança.

      Eliminar
    4. Concordo. A Pipoca usa o Mateus pontualmente, poderia nunca ter falado nele que o blog não sofreria um beliscão.

      Eliminar
  7. A mãe é que sabe é um exemplo gritante disso mesmo. Blog, instagram e afins com milhentas fotos das miúdas e falam da exposição da criança na tv. tá bem...
    Não meto de todo a Stylista e a Pipoca mais doce no mesmo "pacote" porque apesar dos miúdos aparecerem as páginas não se centram neles.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois. O grau de exposição é diferente mas ele existe e bem. Conhece as crianças, sabe o nome e mais uma série de coisas.

      Eliminar
  8. A S* das Minhas Pequenas Coisas não vive à custa do filho, nem sequer é desta liga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas já teve a sua parceria à custa do filho, assim de repente lembro-me da pisamonas.

      Eliminar
    2. A grande maioria destes blogs não vivem à custa dos miúdos. As excepções talvez sejam o Blog da Carlota, a Cocó, a Princesa e a Caco. Para estas o blog é mesmo uma profissão e sem miúdos lá se iria o blog.

      Eliminar
    3. Por acaso pisa Monas eh uma marca com um nome bem giro para circular nestes blogs...

      Eliminar
    4. Não Concordo.Tenho reparado que o Blog da Carlota está cada vez mais virado para a moda/ decoração e para ela própria do que para os assuntos da maternidade. E ainda bem porque já não há paciência para as “maezinhas”.

      Eliminar
    5. Cada um ve o aue quer ver. Sim deve ter sido a fernanda que se marcarou de pirata....

      Eliminar
  9. Socorro, sou mãe! é outro gritante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho paciência para esse. Tanta exposição das crianças a puxar aos clichês todos para ver se as leitoras mais ingénuas gostam dela. E ainda, tem muito mau gosto no geral.

      Eliminar
  10. Por acaso, lembro-me de ver umas fotos em close-up da Mada a chorar baba e ranho por causa de uns ovos da Páscoa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o outro miúdo que se espatifou todo? Foi bonito de ver...

      Eliminar
    2. A SMS já enjoa... Aquele blog não tem piadinha nenhuma, ela só vai postando para alimentar a maquina. Deixou de ter graça!

      Eliminar
    3. Eu não vou publicar comentários fora do contexto deste post, ok? A rapariga escreve sobre o que lhe apetecer, responde como lhe aprouver.

      Eliminar
  11. Opá, aquilo é um programa encomendado filmado e montado de modo a servir as audiências. A miúda se calhar pensava que estava a fazer os Morangos com Açúcar ;)

    ResponderEliminar
  12. Faltou-lhe listar o blog Aos pares que também vive, quase exclusivamente, da exposição das crianças.

    ResponderEliminar
  13. Picante, desculpe lá, mas pense um bocadinho naquilo que acabou de escrever...quer dizer, a Picante, está à venda? Tem um blogue para quê, Picante? Para que venham cá enaltecer o ego???

    "os graus de exposição não são os mesmos em todos os blogs, é um facto. Há os que vendem mais os seus filhos e os que vendem menos. Todos mostram as crianças com o fim de obter algo em troca, na maioria das vezes dinheiro ou produtos, em menor grau os comentários que lhes enaltecem o ego."

    Quem não vende os filhos ou não tem filhos para vender [utilizando as suas palavras] Mas tem um blogue, vende o quê?
    Por exemplo, a Uva Passa quando publica fotos na bike é com o fim de obter algo em troca!!? E a Gaja Maria!!? E a Loira!!?
    E a grande obra da Palmier??? E as fotos da Palmier???

    Mas afinal está tudo à venda?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Té, as pessoas podem ter um blog por mil razões, a maioria das vezes será para terem um afago no ego embora digam que gostam é de escrever.
      Estou a falar de exposição e devassa das crianças. Quem expõe os seus filhos qual carne no talho ou o faz para ganhar dinheiro ou para ter um afago no ego.

      Eliminar
    2. Pipocante Irrelevante Delirante16 de janeiro de 2018 às 21:10

      Te, oh Te. Vinde.

      Eu, posso vender a minha dignidade, honra, tempo, corpo, o que for. É meu.
      Dos meus filhos... não.

      Quem não souber ver a diferença...

      Eliminar
    3. "Te, oh Te. Vinde."

      Nunca lhe ensinaram a ter respeito pelos outros? Pensa que está a falar com quem?

      Eliminar
    4. Então?! O PID teve respeito, disse "vinde", não teria se dissesse: "anda cá, filha"!
      Não que venha aqui fazer de advogada do PID, mas por favor, sejamos sensatas!
      Não tens de quê, PID... choca aí, cá mais 5!!

      Eliminar
    5. Pipocante Irrelevante Delirante17 de janeiro de 2018 às 12:49

      Té, caríssima Té, por quem sois.
      Vá, relaxe, respire, beba um copo, e sente-se aqui à minha beira. Mais calma?
      Pronto, agora refute o que escrevi, é para isso que cá estamos.
      Por obséquio e respeitosamente.

      Eliminar
    6. Anónima das 12:29;
      Tão audaz!! sob a capa do anonimato. Quanto ao seu suposto cliente, entendam-se os dois. Eu, não vou descer ao vosso nível.

      Eliminar
    7. Uuuuhhhh... Não seja por isso! Capitolina Andrioleta, CC nº 113456 0Zc, encontro-me consigo para um frente-a-frente, quando e onde quiser, é só marcar! E aí descemos ambas ao mesmo nível! Talvez uma luta na lama, ou se não quiser descer tanto, uma luta de almofadas!

      Não diria audaz, diria com sentido de humor, mas já percebi que perdeu o seu algures! Paciência, adiante!

      Credo, de onde sai este pessoal?! Que azedume! Fui, na capa do meu anonimato... MUUAAAHHH (gargalhada maléfica)

      Eliminar
    8. O problema parece que não foi falta de humor mas sim de argumentos. Dá uma de virgem ofendida e já não tem que apresentar argumentos.

      De facto o PID teria que descer muito de nível...

      Eliminar
  14. Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!! E o socorro sou mãe? Eu acho maravilhoso esta partilha de fotos das crianças na sanita, doentes, no banho, em que escola andam, que sítios frequentam. A segurança acima de tudo! E direitos das crianças? Que coisa mais provinciana. A mãezinha é que sabe, e se a mãezinha quer expor a criança, a mãezinha expõe. (quem diz mãe, diz pai).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vá, Picante, vá. É que há posts com quase 100, sim, 100 fotos das criancinhas.

      Eliminar
    2. Mas olhe, é tudo muito orgânico, muita parentalidade positiva e o camandro, super saudável, super top, super tudo. Só nos direitos das crianças é que não. O que acho mais interessante é que os pais julgam-se no direito de exporem as crianças, porque já se sabe, nós somos donos dos nossos filhos, e os filhos são objectos para usarmos em nosso belo prazer, agora a declaração dos direitos humanos entre tantas coisas diz algo assim, logo no 1º artigo "Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de
      consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.", daqui deduz-se que se os paizinhos querem expor os filhos, então os filhos podem na mesma moeda (porque a reciprocidade é muito bonita) expor os pais nas situações mais estapafúrdias, é isto não é? No artigo 3, diz "Todo indivíduo tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal. " estes pais conseguem garantir a segurança pessoal no futuro, não conseguem? Convenção dos direitos da criança, o superior interesse da criança, está salvaguardado, não está? Pois está claro que está! A opinião da criança? Esta aqui então é requisito preenchido em todos os blogs. Novamente o direito à protecção, e direito à participação, outros requisitos preenchidos. A mim choca-me, revolta-me e deixa-me profundamente nauseada, que achem que o que fazem é "na boa", não tem mal, é tudo à vontadinha.

      Eliminar
    3. Eu, Tú e os Meus Sapatos...

      Eliminar
    4. Arghhh essa é outra. E as publicações no Facebook a falar da filha que é tão única, tão especial, sempre tão diferente de toda a gente, que não conhece mais ninguém assim. Mas ainda assim fala mais da filha, do que a expõe fotograficamente em certas situações (exemplo das doenças, que só ela também tem).

      Eliminar
    5. O meu comentário não foi aceite porquê? Esta é das intocáveis? Não disse mentira nenhuma e tudo o que disse é bem visível na página dela

      Eliminar
    6. Porque não me apeteceu. Não vou publicar comentários fora do contexto do post. Exposição de crianças, é disso que falamos.

      Eliminar
    7. Em 80 e tal comentários só o meu era fora do contexto, ok!

      Eliminar
    8. Não sei o que não percebe quando digo que estamos a falar de exposição de crianças. O seu comentário não passa de uma crítica à blogger, perfeitamente descontextualizada.

      Eliminar
    9. Outro exemplo: dois para um - daddy blog.

      Eliminar
  15. E no entanto a irmã tem uma postura completamente diferente e é contra a exposição das crianças. Blog: A mãe já vai

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Irmã da socorro sou mãe, entenda-se

      Eliminar
    2. Mas está a mudar. O dinheiro fala mais alto. No insta já pos uma foto da mais pequena.

      Eliminar
    3. Ia jurar que não são irmãs mas amigas apenas e tanto uma com a outra expõem os filhos diariamente no insta ( não tenho nada contra )

      Eliminar
    4. A Rita Ferro Alvim (Socorro sou mãe) e a Maria Ana Ferro (A mãe já vai) são sim irmãs

      Eliminar
    5. Por acaso gosto muito da Maria Ana do blog A Mãe já vai, acho-a genuína.

      Eliminar
    6. Sempre desfocados, de lado, de costas. Se os vir na rua só os identifico se tiverem com a mãe.

      Eliminar
    7. São irmãs. A mãe já vai não mostra o rosto dos filhos e tem uma postura bastante reservada.

      Eliminar
    8. E também expressou a sua opinião acerca do programa, mas com legitimidade para o fazer. Gosto muito dela também, muito diferente da irmã, mais low-profile.

      Eliminar
    9. Acho a MariAna Ferro um campeonato completamente diferente das outras bloggers/instagramers. Fala dos filhos mas sempre com alguma reserva e não mostra fotos explícitas deles. Moro relativamente perto dela e frequentamos os mesmos sítios e não reconheceria os miúdos na rua se não tivessem com ela. Já a Cacomãe que também relativamente perto consigo reconhecer miúdas, mãe, sogros, cunhada e escola que frequentam as crianças. Todo muito respeitoso da privacidade pois então.

      Eliminar
    10. Estava aqui a ler os comentários e não resisti. Caríssimas, não sabem conjugar o verbo ESTAR? Não é “tivessem com ela”, é estivessem com ela. Não é “tiverem com a mãe”, é estiverem. Existe o verbo ESTAR e o verbo TER.
      Pronto, agora posso dar a minha opinião sobre exposição de crianças. Não concordo e acho até que os pais deviam ser severamente punidos por isso. Não concordo que as crianças sejam expostas nas redes sociais, em revistas, etc. com nome e fotografias do rosto. Acho totalmente errado e não compreendo como é que isto não é do senso comum.
      Catarina

      Eliminar
  16. Tenho um blog que funciona como um género de diário pessoal. Algumas pessoas amigas, marido incluído, também seguem e comentam. Agora estou grávida e tenho registado esta fase no meu blog, tal como registo outras tantas coisas da minha vida, inclusive com fotos. Portanto, se agora quiser começar a colocar também fotos da minha criança, isso significa que vou querer ganhar alguma coisa com isso?!

    Explique lá esse teoria tão pequenina.

    Diga lá, o seu mal é não ter vida própria para saber o que escrever, certo? Ser tão pequenina que nunca conseguiria manter um blog pessoal? Ou é apenas e tão só uma alminha que veio a este mundo condenada? É que não consigo entender o que leva uma pessoa a tirar tempo do seu dia para gerir um espaço tão vergonhoso como este.

    E sim, eu tirei um pouco do meu tempo para ler este post e comentar, na esperança de que se faça luz nessa cabeça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quanta confusão vai para aí na sua cabecinha pouco iluminada. Não se fez luz por aí, não... Ohhhh minha querida, não chega lá sozinha? Precisa de ajuda é? Portanto o seu blog está em modo privado certo? Ou qualquer anormal pode lá chegar? Como a criança é sua, pode expô-la como lhe apetece, é isso?
      "se agora quiser começar a colocar também fotos da minha criança, isso significa que vou querer ganhar alguma coisa com isso?!" a sério??? Alguém explique à jovem, porque a mim não me apetece.

      Eliminar
    2. Querida dona Joaquina, deixe-me adivinhar, veio aqui ter por acaso e foi só este post que leu, não é verdade? É sempre assim...
      Já que publiquei o seu mal educado comentário também lhe respondo: faz de si uma egoista que expõe o seu filho a desconhecidos em troca de um "taoooooo queridooooo". Procura afagos no ego, claro.

      Eliminar
    3. Anónima das 13.46, e que tal a senhora ter um pouco de noção, um pouquinho só, nem é pedir muito...vá lá, faça um esforço...leia com olhos de ler.

      Eliminar
    4. Portanto tem um blog que é lido por meia dúzia de gatos pingados e acha que se pode por na mesma liga que, por exemplo, a Cocó na Fralda?

      Eliminar
    5. Anónimo das 14h50, para a Picante isso é tudo a mesma liga. Para mim, há diferenças consideráveis.

      Eliminar
    6. As razoes subjacentes à exposição são as mesmas, parece-me. O impacto da exposição é que é consideravelmente menor no caso de um blog ser lido por meia dúzia de gatos pingados.
      Mas se está mal, está mal. Ou acha que é por o blog ter menos leitores que não há o perigo de um desconhecido desenvolver uma qualquer obsessão? Ou que não passa a mensagem às crianças que está ok expôr a vidinha na internet?

      Eliminar
  17. A Inês do eu mãe também falou do SuperNanny, muito triste!

    ResponderEliminar
  18. Coitada da S*, que foi sempre tão sua amiga e que a Picante tanto protegia e agora vê-se nestes assados...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas foi das primeiras a comentar o Facebook da princesa contra a Picante. Esqueceu-se da altura que era comentadora assídua aqui do estaminé.

      Eliminar
    2. S*, esse ser iluminado que gostou do programa e que até lhe viu a utilidade de se por a pensar que tem de tentar educar bem o filho...

      Eliminar
    3. Não se apoquentem, já lá está a adenda a dizer que acha aquilo tudo muito mal...

      Eliminar
    4. Que tenha gostado... gostos não se discutem. Mas é preciso ver aquilo para se convencer que tem de tentar educar bem a criança?
      Às vezes pergunto-me se ela é mesmo assim tão tontinha, ou se fabrica aquela personagem para o blog a acreditar que aquilo a faz parecer querida e fofinha.

      Eliminar
  19. Será que nenhuma destas mães coloca a possibilidade, de os filhos num futuro próximo detestarem estar na Net?!
    Acredito que agora não, devem quase todos achar que as prendas vêm no correio e todos ou quase todos os dias receberem presentes...mas e depois?! As crianças são muito crúeis, umas para as outras, e ninguém pode garantir que não vão sofrer com alguns destes conteudos. Pessoalmente, penso que deveria haver legislação que proibisse esta exposição. Depois há casos mais flagrantes do que outros, o Blog da Carlota, ties, socorro sou mãe a Cacomae, são os que mais exposição t~em. Já a pipoca, naõ me parece que possa entrar nessa corrida...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já para não falar de que as fotografias das crianças podem ir parar a sites de pornografia infantil.
      Ou do risco que as crianças correm porque, ao contrário do que as suas mamãs dizem, nos blogs sabemos a história delas: como se chamam, onde vivem ou estudam, do que gostam... enfim, desenvolvemos uma espécie de relação à distância com elas, coisa que não acontece com uma criança que faz publicidade ou um filme, por exemplo.

      Eliminar
    2. (não entra porquê? Não expõe o Mateus? Não o leva a eventos? Não conta historietas sobre ele? Se o vir na rua não sabe quem ele é?)

      Eliminar
    3. Pelo menos as situações de intimidade não deviam ser publicadas...e os dados das escolas e onde vivem nem se fala... mesmo que expondo as crianças à semelhança de publicidade e filmes, podem não revelar dados pessoais.

      Eliminar
    4. Uma vez reconheci a pipoca, exactamente pelo.... Mateus!! Nem foi por ela, foi o miúdo que me chamou a atenção! E sei exactamente onde estudam as da Caco e as da Fe! Graças a Deus nao sou psicopata, nem tendências para, mas imagine que se eu sei há muitos que também sabem até porque não andei a fazer perseguições, estas informações vem ter as redes sociais porque as mães não as protegem, e os pais? Onde raio anda, os pais de todas as Cs, e de todas as outras?

      Eliminar
    5. O seu vizinho também deve saber dos seus...e sabe-se lá quem é o seu vizinho. Olhe, ponha-se numa redoma. Já ouviu falar de algum caso, eu também, por gente que nunca foi à internet.

      Eliminar
    6. Os meus vizinhos apenas veem os meus filhos e sabem que são meus filhos. De resto apenas sabem aquilo que eu resolver contar-lhes sobre eles.
      Acresce, estimada dona Joaquina, que eu sei quem são e onde moram os meus vizinhos.
      (estas cabecinhas pensadoras...)

      Eliminar
    7. Eu já disse que não sou de Lisboa e consigo identificar a escola... Vivo no norte do país. Ora parece-me que é muito diferente do meu vizinho me reconhecer... Já agora, por acaso os meus vizinhos não viram o interior da minha casa, não sabem onde vou passear, onde vou de férias ou onde os meus filhos estudam...

      Eliminar
    8. O seu vizinho não sabe porque não quer saber, ora!!

      Eliminar
    9. Teria que ser um stalker para o saber (e isso é crime).

      Eliminar
    10. E como é crime não o fazem ahahahah

      Eliminar
    11. Gosta de desconversar, não é?

      Se não consegue ver o problema no facto de exporem os filhos ao ponto que qualquer pessoa conseguir identificar os locais por onde os filhos passam o problema não é meu.

      Um exemplo internacional foi a Kardashian que foi assaltada e ameaçada com uma arma porque identificou onde estava ou iria estar e um diamantezinho...
      Que nunca nenhum tarado faça mal aquelas crianças pela estupidez dos pais.

      Eliminar
  20. Faltou aqui o Aos Pares (e provavelmente tantos outros).

    ResponderEliminar
  21. Não entra, no sentido em que de todas pouco o faz, e no sentido de que o blog sobrevive sem a criança, já os outros...

    ResponderEliminar
  22. O despudor com que se expõem os filhos em blogs é deveras assustador e abjeto, uns mais do que outros, mas abjeto e assustador...

    Mas não tenhamos ilusões: quem vai a correr pôr "likes" no facebook dessas senhoras e bajulá-las nos respectivos blogs também não é melhor... Sim, porque, como sabeis, elas não publicam os comentários desagradáveis...

    E como já percebemos, os seus blogs são o seu NEGÓCIO, não adianta fazer de conta que não sabemos disso... Portanto só os PALERMAS E TONTINHOS é que alimentam esse ardil e contribuem para a negociata familiar.As marcas adoram patrocinar quem tem muitos "likes", não é verdade?

    A ingenuidade é o que as faz ganhar dinheiro. E, ainda por cima, à vossa custa e à vista de todos... Tudo o que elas ganham das marcas (viagens, roupa, malas, perfumes, produtos de beleza...) é consequência da importância que lhes dão.

    IGNOREM-NAS: NÃO COMENTEM NOS SEUS BLOGS, NÃO FAÇAM LIKES NO FACEBOOK! Talvez seja o contributo mais válido para contrariar aquilo que se critica...

    ResponderEliminar
  23. Aos pares excede tudo...talvez porque a autora tem uma escrita péssima e por serem 4 crianças.

    ResponderEliminar
  24. O eu mãe também falta nessa lista e como! Só mostra os garotos para publicidade, mais nada e depois falou mal do programa, muito amofinada!
    São todas umas hipocritas!

    ResponderEliminar
  25. Os putos dos blogs são os verdadeiros herdeiros da parada.

    ResponderEliminar
  26. Pipocante Irrelevante Delirante16 de janeiro de 2018 às 21:16

    Não vi (nem espero ver) a supernana, muito menos conheço a fauna acima mencionada.
    Direitos da criança. À intimidade, à privacidade. Devem ser defendidos pelos pais. Os pais são tutores, não são proprietários. No dia em que a petizada tiver noção de consequência e souber tomar decisões, que postem fotos a ca*ar e escrevam o que fazem minuto a minuto.
    Tudo o resto é conversa da treta, e só tenho pena queva SS não leve a serio isto dos blogs.

    ResponderEliminar
  27. A Cocó agora está a mudar o alvo,as crianças vão crescendo,virou-se para a escrita!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16 de janeiro de 2018 às 21:40

      A serio?! A Cocó virou-se para a escrita?!...NÃO!!! Não é possível!
      E a justiça não faz nada? Fica impávida e serena e deixa passar tão horrendo crime?!
      Virou-se para a escrita. Ao ponto a que chegámos.
      Por mim já posso morrer que seguramente já vi tudo neste infame mundo...Virou-se para a escrita. Francamente. Se isto não é um aviso do Apocalipse francamente não sei o que seja.

      Eliminar
    2. Corvo, assertivo como sempre!! Felicito-o pela sua postura.

      Eliminar
    3. Cara Té; muito obrigado.
      Há duas qualidades de personagens.
      As que vivem as suas vidas, e as que não as tendo vivem as das outras.
      As primeiras riem e as segundas definam.

      Eliminar
    4. Definham, queria dizer.
      O que faz toda uma sagrada diferença.

      Eliminar
  28. Pic, eu até gostava de comentar qualquer coisa. Qualquer coisinha.

    ResponderEliminar
  29. Mas o asco que esta situação me provoca ... eu nem sei o que dizer...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um nojo. Não há muito mais a dizer da atitude de um adulto que se aproveita de uma criança que está sob a sua protecção. Um nojo.

      Eliminar
  30. Várias coisas que eu não entendo: este programa já passou em duas versões pelo menos na nossa tv (não generalista, ok, mas versão UK, que acho que é a original, e USA) e nunca ninguém achou mal, porque são estrangeiros já não importa os direitos das crianças?
    Outra coisa, há semanas que passam a promo do programa, as associações de psicólogos e as queixas à erc só foram feitas depois de o programa ir para o ar porquê? Se realmente tivessem tanto os interesses das crianças em vista tentariam tentado parar a exibição antes.
    Ainda, nalgum blog li comentários sobre o bullying que as outras crianças da escola da miúda lhe poderiam fazer por causa do programa, ora eu não tenho filhos mas já foi a minha profissão cuidar deles 24/24h e de certeza que a um domingo às 22h quase não estariam a ver tv nem estariam a ver um programa daqueles, isto miúdos de 6/7 anos que acho que era o que tinha aquela miúda.
    Por último, é como diz a Picante, exposição é exposição e das duas uma, ou é toda má e contra os direitos das crianças ou uma porque é negativa não pode passar a ser má, e a outra porque tem laços cor de rosa e uma parceria super top pode continuar ser boa.
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A OPP já se tinha pronunciado e tinha dado um parecer negativo ao programa. Queria que fizessem o quê? Que fossem bater na senhora? Ou lhe tirassem a cédula profissional pré - situação?

      Eliminar
    2. Caro/a anónimo/a, se a OPP já tinha ou não dado um parecer negativo não sei, sei que o boom das críticas e da entrada em cena das instituições foi pós emissão.
      E a premissa do programa era clara na publicidade que passou, como disse até já passaram outras versões do mesmo programa na nossa tv. Quanto à senhora, nunca me referi a ela no meu comentário, a decisão/atitude, a haver uma, é ou da tv dona do programa ou em última instância dos tribunais. Se a OPP se pode pronunciar tendo como base as promos ao programa, também as outras instituições o poderiam ter feito, assim como o ultraje das redes sociais podia (devia) ter logo acontecido antes da emissão do programa,
      É que exposição das crianças é exposição das crianças, sejam 40 minutos de programa ou 20 segundos de promo, não acha?
      Maria

      Eliminar
    3. Mas as acções já tinham começado antes do programa ser emitido. Foi na fase da promoção.

      Eliminar
  31. A Mais Picante nestas coisas não falha. No caso de A Maçã, de facto fico um bocado surpreendida com alguns excessos nas fotos. O pai e a bebé em pijama, por exemplo. E fico surpreendida porque achava mesmo que iria haver mais resguardo. Há necessidade de partilhar isto? Estas coisas já não podem ficar apenas entre família? Mas ainda que a bebé apareça rodeada de produtos das marcas do costume, parece-me mais que a exposição é para obter elogios e aceitação. O que, cá para nós, é só tontinho: qualquer foto de bebés leva logo os comentários do costume, "que lindo, que amoooor, que crescida"... Enfim, hoje em dia parece que as pessoas só são felizes se viverem as suas vidas publicamente e se receberem likes e comentários positivos.

    ResponderEliminar
  32. Para uns blogues colocam a hiperligação, para outros não. Não me diga, Picante,também se rendeu às maravilhas da publicidade? :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpe? Todos os blogs ali de cima têm link. Isto é mesmo vontade de dizer alguma coisa não é?...

      Eliminar
    2. Não, não é. Foi lapso meu, pelo qual peço desculpa. No telemóvel só me apareciam alguns blogues com a hiperligação.

      Vive-se mal com a crítica, quando é em causa própria. Já quando com os outros, para a frente é que é o caminho!

      Eliminar
    3. Não se vive mal com a crítica. Já com observações tontas...
      Pode ter sido erro mas a observação era tonta.

      Eliminar
    4. Já pedi desculpa, ok? Só alguns blogues me apareciam destacados a vermelho. E a observação era irónica, ok? Estava a meter-me consigo por causa do raio da publicação e exposição dos miúdos, que é abominável. Mas não, o programa da SIC é que tem todos os defeitos.

      Eliminar
    5. Ok, Ok, não nos vamos agora zangar. Pareceu-me mais um daqueles comentários que visam só criticar alguma coisa que digo independentemente do contexto. Não lhe passa pela cabeça quantos recebo assim.
      As minhas desculpas e tenha uma boa tarde.

      Eliminar
    6. os as vermelho foi os que nunca visitou

      Eliminar
    7. Exacto, por isso são bem mais do que aqueles que já visitei, Ana Sofia Santos. :D

      Eliminar
  33. Aos pares também é flagrante! Sem crianças não havia blogue! Nesse, o único conteúdo e mesmo a publicidade! Ao nível da escrita é zero!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade verdadinha. E a confsão que me faz a malta que decide ter um blog e nem sabe escrever?... Ele é erros ortográficos, ele é pontuação errada, ele é repetição das mesmas palavaras/expressões... Uma tristeza.

      Eliminar
    2. Eu sigo alguns desses blogues, sobretudo os que não se centram tanto só nas crianças, na maminha, na birra e nas constipações, mas esse aos pares é tão mau tão mau, tão mau! Zero orgânico, zero natural, zero inspirador. Não percebo como existe, quem lê???

      Eliminar
  34. Diga-se o que se disser mas o nível de exposição a que a Pipoca presta o filho é ínfimo comparado com outras bloggers. Ela leva o livro a eventos e tal mas sem o miúdo o blogue poderia existir na mesma. Contudo,há outras bloggers que, estando-se gastar o filão dos filhos, já se estão a virar para outras vertentes, nomeadamente os filhos dos outros...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uuui não diga que é a escrita!!Aparece ai o intelectual a zurzir!!

      Eliminar
    2. Qual intelectual?
      Dasssss!

      Eliminar
  35. Pipocante Irrelevante Delirante18 de janeiro de 2018 às 23:36

    O Instituto de Apoio à Criança (IAC) considerou também que o programa é uma "violação do direito de uma criança à sua imagem e à intimidade da sua vida privada".

    Já a UNICEF Portugal afirmou que este "vai contra o interesse superior das crianças, violando alguns dos seus direitos, nomeadamente o direito da criança a ser protegida contra intromissão na sua vida privada", apelando à intervenção do Estado.

    ResponderEliminar
  36. Há também o da Happy Brunette que volta e meia mete fotografias dos filhos no banho (isto no Instagram) e não tem feito mais nada do que posts com a crianças no blog.

    ResponderEliminar
  37. O Eu, Tu e os meus sapatos é flagrante. Usa a imagem dos miúdos até à exaustão e faz render o peixe como poucas.

    ResponderEliminar
  38. Eu cá também exponho muito o meu... mas não lhe chamo filho. ;)

    ResponderEliminar
  39. https://www.buzzfeed.com/remysmidt/mila-emma-katie-stauffer?utm_term=.wyjVZM270o#.lrbRvAYNkJ

    Um artigo interessante relacionado com este tema, achei interessante o quão regulados os anúncios no instagram começam a ser nos Estados Unidos.

    (não precisa de postar o comentário, queria só partilhar consigo)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que a coisa mais natural do mundo é os franceses agarrarem crianças desconhecidas para lhes dar beijinhos na rua. Vocês não sabiam?! Nem eu...


      People have commented about stealing Mila, but Katie said she has said the same thing to people, like to her friend who just had a baby.

      “Even the comments that we get on my pages from men, like ‘I love Mila,’ like, in other cultures, I think that’s just how, as maybe weird as that sounds, that’s normal to them,” she said. “I don’t know. I can’t explain it without even sounding weird myself.”

      She offered a similar explanation for the man who, in New York City, stopped them and, without permission, kissed Mila on the cheek. “I would never do that to a little kid. But they were from, like, France, where that’s normal. Like, that’s how they greet people or whatever,” she said.

      Eliminar
    2. E pelo menos ela TENTA nunca colocar imagens das filhas nuas...

      I didn’t post them, like, naked,” she said. “I’ve tried to never post, like, naked pictures. They have clothes on. They have a diaper that has unicorns on it.”

      (tinha que ser americana...)

      Eliminar
    3. Achei essa senhora de uma imbecilidade atroz. Constato, algo entristecida, que as bloggers portuguesas têm muito por onde se inspirar.

      Eliminar
    4. No que concerne a imbecilidade ninguém bate os americanos...

      Eliminar
    5. Mas o que achavam? Que os baby blogs foram inventados em Portugal? Já se fazia o mesmo há muitos anos em blogs internacionais, apenas se importou o conceito. Muito antes de surgirem blogs de mães e crianças neste formato por cá, já conhecia 2 ou 3 blogs estrangeiros de grande sucesso. Nenhuma blogger devia hastear a bandeira da originalidade.

      Eliminar
    6. Eu também já conhecia há alguns anos mas nunca tinha lido uma entrevista como esta onde a mãe descarta todos os sinais de alerta!!

      Eliminar
    7. Aliás os americanos têm aqueles reality shows cheios de crianças..

      Eliminar
    8. Nos EUA, a publicidade em social media esta completamente regulada e as autoridades sao bastante vigilantes: andam em cima dos anunciantes, mas tambem dos "influencers".
      "influencers should clearly and conspicuously disclose their relationships to brands when promoting or endorsing products through social media: daqui: https://www.ftc.gov/news-events/press-releases/2017/04/ftc-staff-reminds-influencers-brands-clearly-disclose

      Eliminar
    9. A publicidade / venda de produtos é uma coisa, outra é a exposição excessiva das crianças. Não percebeu que o problema era esse?

      Eliminar
    10. Já eu acho que no que diz respeito a imbecilidade ninguém bate as comentadoras da Mais Doce. Bocejo.

      Eliminar
  40. O que será que deu ao Patife para começar a visitar rosinhas e afins?

    ResponderEliminar
  41. Picante, não pretende que publique este comentário, mas gostava que tivesse oportunidade de ver este vídeo da Lovely Pepa e, se achar pertinente, dar a sua opinião sobre isso. Principalmente sobre o papel da Vogue Espanha no meio disto tudo...

    https://www.youtube.com/watch?v=goYuFYvMfmk

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confesso que não tive paciência para ouvir isso até ao fim. Ao que percebi, a Mais Doce lá do pedaço queixa-se dos comentários odiosos que recebe. É isso não é? Vi alguns comentários, desagradáveis é um facto, mas parece-me que são ossos do ofício, não é? Da mesma maneira que há uma série de gente que a idolatra, haverá outra série de gente que a achará parva, aldrabona, fútil... you name it.
      Faz-me confusão que as bloggers insistam em pespegar com parte da sua vida na internet e achem que o resto do mundo é mau só porque de algum modo não gosta delas e não se inibe em dizê-lo. Se as pessoas criticam escritores, actores, políticos, porque raio é que não hão de criticar bloggers? É uma profissão tão pública como qualquer das outras. Acresce que, à semelhança dos políticos, metade delas andam nisto para tentar enganar o próximo. Dizer ai as pessoas que não gostam de mim sofrem de mal de amor, como a Ana Garcia fez ontem na rádio comercial, é só estupido.
      Não posso comentar a parte da Vogue, não cheguei lá.

      Eliminar
    2. E quando a Pipoca mais Doce deixava comentários, nos hateblogues que hoje em dia ela tanto critica, a criticar outras bloggers?

      Este é só um exemplo:

      http://misspittyfane.blogspot.pt/2010/04/aqui-me-confesso.html?m=1

      Eliminar
    3. Não chega lá porque não lhe interessa. O que faz aqui nos seus textos é nada mais que ciberbulling. Nos seusctextos e ao publicar os comentários que publica. Uma vergonha! Uma maldade! Qualquer pessoa pode inventar o que quiser sobre as bloggers e vir aqui dizer que há sempre alguém que acredita, mesmo que seja mentira. Pergunto-me que tipo de pessoa é você e as frustrações que deve ter na vida para se dedicar a dizer mal, só por dizer. Chama-se destilar veneno. Ou má pessoa. No fundo uma coitada...

      Eliminar
    4. Picantinha, a MD já está a tentar tirar proveito neste assunto. Muito mimimi e dêem-me lá festas no ego que eu gosto e preciso.

      Eliminar
    5. Não é estúpido, não percebeste nada. É sentido de humor, era uma piada, é sarcasmo!
      E estes são os argumentos da criatura enquanto não lhe ocorrem outros.
      Agora pergunta sobre o que pode fazer piadas. Alguém lhe respondeu que uma boa ideia era fazer sobre ela própria. Na mouche.

      Eliminar
    6. o meu comentário sobre as fotos que tirou a socapa dos sem abrigo em ny não viu a luz do dia.
      Uns são mais dignos que os outros nas ofensas ou na sua vida privada

      Eliminar
    7. Como é que acha que foram tiradas algumas das maiores fotos da história da fotografia ou do fotojornalismo? Acha que os fotógrafos andam com papelinhos atrás para pedir autorizações? Essa série de fotos que a Pipoca fez, se não estou em erro, eram sobre a temática da solidão. Não eram gratuitas, não eram despropositadas, não faziam um uso abusivo da imagem dos fotografados, eram até bastante bonitas e sensíveis. Além disso, e a menos que seja para fins comerciais, as pessoas podem ser fotografadas no espaço público sem que seja necessário o seu consentimento. Se quer ser maldosa, pelo menos informe-se, caso contrário passa só por ignorante.

      Eliminar
    8. De todas as coisas que nunca pensei ouvir foi a Ana Garcia dizer que os “haters” têm falta de amor, é um argumento tãooooooooo 2008, pelo amor da Santa.
      Quanto ao Post que escreveu fico para aqui a pensar se acredita mesmo naquilo que escreve e acha que alguém criticar a sua imagem, quando ela vive de tentar impingir essa mesma imagem aos outros é ódio, ou se é só discurso de vitimizacao. É que na primeira hipótese fico a achar que é lerda das ideias, na segunda que é uma grande sonsa, venha o diabo e escolha.
      É preciso ter uma enorme lata para achar bem que se critique a roupa dos Óscares, ao mesmo tempo que se acha ódio criticar a que ela passa a vida a tentar vender.

      Eliminar
    9. Dona Joaquina não diga disparates. As pessoas podem efectivamente inventar o que quiserem, acontece que eu apenas publico comentários sobre aquilo que as próprias bloggers tornam público.
      Eu gozo coisas que acho ridículas. Não vejo qual é o problema em gozar fatiotas ou super egos. Ou é só a PMD que pode ser sarcástica?
      Não gosta? Olhe... coma menos.

      Eliminar
    10. Eu lembro-me dessas fotografias. Bem giras. Mas por acaso não faço ideia se é permitido ou não divulgar imagens alheias. É verdade que o objectivo último não é comercial mas é um espaço com intuitos comerciais que é público. Não faço mesmo ideia se carece ou não de autorização, o senso comum diz-me que sim mas não sei.

      Eliminar
    11. Anónimo31 de janeiro de 2018 às 10:43 ahah podem podem. Por isso um rabitt foi fotografado por um fotografo bem famoso e levou processo em cima. Teve que retirar a fotografia do mesmo em todas as edições (livros) seguintes com mais uma quantia de dinheiro. E o senhor só ia na rua a passar quando lhe foi tirada a fotografia.
      Aquelas fotos não eram bonitas, só mostram o degredo e sem qualquer conceito ou contexto. Mas podem ir para as ruas de Lisboa fazer o mesmo, certo? Gostava de ver

      Eliminar
    12. Lá está, nesss caso as fotos estavam a ser usadas para fins comerciais. A MD não lançou nenhum livro de fotografia, não fez nenhuma exposição. Quanto à beleza das fotos, variam de pessoa para pessoa. Eu achei muito bonitas, e tinham um contexto, ela tirou-as para um trabalho de um curso de fotografia e tinham um tema.

      Eliminar
  42. No meu blog o meu filho aparece num dos textos sentado no bacio.. Agora é que tenho noção do quão piroso é o meu blog.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confesse... isso foi para eu ir lá espreitar não foi? Não vi por lá uma única fotografia onde a cara da criança pudesse ser reconhecida...

      Eliminar
  43. Anónima das 18h22:

    Pois, se quem hoje defende a Pipoca Mais Doce com unhas e dentes soubesse que, há uns anos, era ela quem ia a um hate blog criado para gozar com outra blogger, rir e comentar, talvez percebessem que é uma das mais sonsas da blogosfera. Espero que quem cá vem depois do post de ontem fique a saber disto.

    “Quem não gosta de mim sofre de mal de amor” é um daqueles argumentos tão fresquinhos que começo a desconfiar que seja assim tão esperta.
    Vera

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não foi a MD que disse isso, foi a Joana Azevedo. Pelos vistos a Vera também não é lá muito esperta. Vá ouvir de novo.

      Eliminar
  44. Há pelo menos mais dois blogs que também "usam" os miúdos, mas de uma forma discreta - http://lifestyle.ohmaria.pt/ (aqui há alguns artigos sobre o filho e aparecem fotos do mesmo)
    Neste - http://mini-saia.blogs.sapo.pt/?skip=24 (mais uma onde aparecem as filhas da autora, mas de forma esporádica).

    ResponderEliminar
  45. É, a pipoca émuito boazinha mas não se lembra de quando achincalhou a Marta Rebelo aqui há tempos. Espanta-me que só falem da Sofia Alves e se esqueçam desse episódio.
    E há menos de um mês fartou-se de gozar com o cabelo de uma pivot do jornal da Sic. E deixou a horda de seguidores que agora a defendem, fazerem um rol de comentários disparatados sobre o assunto.
    A Lovely pepa não goza com ninguém, anda ali na sua vida, agora a MD faz do blog um local onde se goza todos os dias com alguém. Ela própria eu que aquilo é um blog de ironia e sarcasmo. A ser assim não tem de ficar indignada com o que dizem dela. Quem diz o que quer, ouve o que não quer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um bocadinho exagerado, esse comentário, verdade?

      Eliminar
    2. Essa é a mesma Marta Rebelo que participava num programa da SIC mulher a rasgar na roupa das famosas?

      Eliminar
    3. Fartou-se de gozar com o cabelo... Ahahahah! Fez um comentário sobre o penteado (que para mim difere de cabelo). Ainda vem que há gente tão correcta que nunca se ri de ninguém, nao devem ver programas humorísticos nem nada, meu Deus.

      Eliminar
  46. De facto, é preciso ter muita cara de pau para criticar hate blogs quem já aplaudiu hate blogs no passado.
    A Kitty Fane tinha realmente muita categoria.

    ResponderEliminar
  47. Pónei das 17:48 perdeu-se aqui e deixou um poio pelo caminho? Esse argumento é do milho frito. Vá, agora de volta aos estábulos ajudar a outra a procurar as meias.
    Vera

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, não é. Não insista na burrice. Vá ouvir o podcast outra vez. É a Joana Azevedo que diz por duas vezes que para ela quem deixa comentários parvos é porque tem falta de amor. Nunca foi a Pipoca a dizer isso, mas lá está aquela coisa de que quem conta um conto acrescenta um ponto. O que a Vera está a dizer é simplesmente mentira.

      Eliminar
    2. Por acaso eu também achei que tinha sido a MD a dizer aquilo. Mas se não foi, não foi.

      Eliminar
  48. e mesmo uma besta burra incentivadora da má língua. De ser a cabra mor do seu emprego... se for chefe deve ser uma vaca grande e gorda que todas as pessoas devem odiar. Arranje um espelho oh bruxa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha um pequeno pónei!
      Foi libertador, esse comentário, dona Joaquina? Sente-se melhorzinha?

      (evite o tratamento na segunda pessoa, afinal eu sou classe A Superior, a dona Joaquina está carradas de furos abaixo, fica mal....)

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.