segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Não faças o que eu faço, faz o que eu digo...



E vergonha na cara? Chegará algum dia a haver?

48 comentários:

  1. Pipocante Irrelevante Delirante13 de novembro de 2017 às 13:52

    Se a Picante não vê a diferença...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De certeza que a culpa é do Passos, isso eu sei.

      Eliminar
  2. Que chatice as pessoas andarem a investigar... agora como vai culpar o anterior governo?
    Pior foi o presidente da CML com a sua habitual cara de cómico com risinhos a dizer que nada sabia desse jantar, sem se preocupar em mentir descaradamente.

    Será que há alguém neste governo/partido com carácter e coluna vertebral para assumir os erros e tentar resolver as coisas de frente sem culpar os outros e fingir desconhecimento?

    ResponderEliminar
  3. Para o ano já há solução:
    https://peripeciasdeumsolteiro.blogspot.com.es/2017/11/web-summit-e-o-panteao.html

    ResponderEliminar
  4. Vamos falar da tecnoforma?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não. Vamos falar de não cuspir para o ar e de assumir responsabilidades.
      Isto nem seria um caso se houvesse um mínimo de hombridade.

      Eliminar
    2. Vamos. A Tecnoforma é um assunto morto e enterrado (olha!, que bela analogia. Cento e tal mortos em incêndios + 5 de legionella e agora a Tecnoforma) que dá muito jeito desenterrar de cada vez que o Costa começa a ficar com os ditos apertados. Vai daí, usa-se um método agora muito em voga: vai-se ao velório buscar o morto e distrai-se a malta até a tempestade passar.
      Acertei?

      Eliminar

  5. Depois de lá repousarem um futebolista e uma cançonetista, e o maior humanista da nossa história, um herói nacional, reconhecido pelo mundo, uma pessoa de bem que tudo sacrificou da sua vida e da sua família para salvar mais de 30.000 vidas estar enterrado numa campa esquecida da história, por mim até podem festejar lá o Carnaval.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aristides Sousa Mendes.
      Um dos que Camões ainda não conhecendo, hoje certamente se honraria de incluir "E daqueles que da lei da morte se vão libertando."
      Jaz numa campa num qualquer lugar esquecido.
      Até podem lá armar o Circo que fica muito bem.

      Eliminar
    2. Aristides de Sousa Mendes, Picante. Aristides. ;)

      Eliminar
    3. Falase de Aristides de Sousa Mendes, Picante. E tenho de concordar com o Corvo. Alguma vez teria de ser... ;)

      Eliminar
    4. É verdade. Não se percebe por que razão não está o seu corpo no Panteão.

      (concordamos todos, não é tão lindo?...)

      Eliminar
    5. Olá, Filipe, boa noite.
      Concorda comigo e concorda muito bem.
      Assim todos me ouvissem que viviam muito melhor.
      Não ficavam mais ricos nem menos pobres mas os níveis de conhecimentos disparavam para lá da estratosfera.
      :)))

      Eliminar
    6. sai aquela coisa e a água benta para o pássaro, faz favor.

      Eliminar
  6. Vá lá ajudar a sua amiga Uva Passa, que não percebe a diferença entre o Cemitério do Lumiar e o Panteão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, mas acontece que eu até nem discordo dela. Não sou nada contra o aluguer e rentabilização de monumentos, desde que sob determinadas condições.
      Quanto a mim isto nem seria um caso se o nosso querido PM não estivesse tão mais preocupado com o que vai pelas redes sociais do que com a governação de Portugal.

      Eliminar
    2. A Uva Passa percebe perfeitamente. O caro...mais cara que caro, anónima é que percebe pouco ou nada.
      Cemitério do Lumiar. Obviamente a Uva referia-se a Alvalade, ao estádio, que tudo que lá entra morre.
      E algum que por sorte escape fica traumatizado de tal maneira que mais lhe valia morrer.

      Eliminar
  7. A Picante vê o Correio da Manhã?...Muito me conta...

    ResponderEliminar
  8. http://observador.pt/2017/11/12/cmtv-noticia-jantar-no-panteao-organizado-pelo-turismo-de-lisboa-quando-costa-era-presidente-da-camara/

    ResponderEliminar
  9. Picante, reveja lá as suas fontes, porque esta notícia foi desmentida... (http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2017-11-13-Turismo-de-Lisboa-fez-jantar-no-Panteao-quando-Costa-era-presidente-da-Camara)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é tão fácil alegar desconhecimentos em situações, que de qualquer forma, somos os máximos responsáveis!

      Eliminar
    2. Ora, e estava à espera de quê? Que fosse confirmada? Oh, por favor, claro que #aculpaédoPassos.

      Eliminar
  10. Tantos jantares que lá houve,ninguém se indignou,não percebo tanto falatório. Em 2003,o Durão Barroso fez lá uma apresentação do Harry Potter.E eu até nem votei nestes,mas parece que andam à procura de "casos".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o governo a reagir às redes sociais. Outra vez...

      Eliminar
  11. A picante só lê a Vogue é é preciso que ela traga uma oferta. Ahahahah

    ResponderEliminar
  12. Para a Picante é mais ou menos assim: dois pesos, duas medidas. Em outro post fez referência à importancia de se ler várias fontes, entre as quais o Observador - jornal que não aprecio - mas agora que não convém, não se dá ao trabalho de fazer o trabalhinho de casa antes de vir para aqui lançar "postas de pescada".
    Pois então, fica aqui a transcrição do que refere o então presidente da Associação Turismo de Lisboa: "Vítor Costa, confirmou a realização do evento em 2013, mas afastou qualquer responsabilidade do então presidente da câmara. “Os presidentes da CML que têm presidido à ATL não são estatutariamente executivos e, por isso, não se pronunciam nem conhecem, nem têm que se pronunciar, sobre programas concretos destes milhares de ações”, escreveu. Mais: “O dr. António Costa não foi consultado e não teve conhecimento, nem tinha que ter, de um jantar organizado pela ATL em 2013 no Panteão no âmbito de uma ação promocional de rotina”.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda que tenha sido assim não faz a menor diferença. O evento, além de constar no programa do Web summit, foi autorizado pelo Ministério da Cultura. Ao que sei o ministro da cultura faz parte deste governo.
      Fui ensinada que em caso de asneira cabe sempre ao chefe assumir a responsabilidade. Pelos vistos o sr Costa tem um estilo diferente de liderança, o estilo sacode a água do capote.

      Eliminar
    2. Quantos anos tivemos de governo Passos? Onde andava a senhora nessa altura? Hum?
      E a tecnoforma? E o MAI que recebia subsidio para casa e tinha casa própria em Miraflores? Hum? Relvas? Hum? Não? Nada?
      Privatizações à bruta? Nada ainda?
      Desemprego? Roubo de pensões? 8 horas de trabalho? Nicles?

      Eliminar
    3. Croc,
      Essa coisa de desculpar as asneiras de uns com as presumíveis asneiras de outros é tacanha. Coisa de gente medíocre.
      Nos últimos 23 anos tivemos 16 de governo PS, pensei que soubesse.

      Eliminar
    4. Sei pois.
      E se for correcta, verá que não estou a desculpar nada nem ninguém. Estou a constatar que V.Exa está sempre a bater nestes.
      Bateu nos outros durante 4 anos?
      E diga-me mais uma coisa:
      Tem gozado os feriados que estes devolveram e que os outros (os maiores), roubaram? Ou pede para ir trabalhar?
      "presumíveis asneiras...". Delicioso.

      Eliminar
    5. Croc, espera mais um ano ou dois e vais ver como elas te mordem. O sacrifício de tantos portugueses para conseguir levantar o país é simplesmente ignorado, o governo anda a gastar à fartazana, desequilibrando as contas que só pelo esforço dos portugueses se endireitaram, há dinheiro para tudo e mais um par de botas, e mascara-se dívida à descarada, mas o Centeno já vai avisando que os juros vão subir. Quando abrires os olhos vais estar enterrado até à ponta dos cabelos. Tanto que ainda vais achar a austeridade do Passos uma brincadeira de meninos.
      Mas continua a vive nesse teu mundinho de fantasia, não abras os olhos que não é preciso.

      Eliminar
    6. Subscrevo o que disse o Croc.
      Quanto à Picante (cujo blog gosto de visitar de quando em vez, mas que me aborrece ver a visão tão parcial no que toca à política), mais tacanho do que vir desculpar as asneiras de uns com as e passo a citar a própria "presumíveis asneiras de outros" - e com essa simples frase demonstra o quão tendenciosa é nestas questões -, é vir fazer alardes e criticar posturas análogas às adoptadas pelo "seu" partido.

      Eliminar
    7. Presumíveis, sim, Ao que sei o caso Tecnofarma foi arquivado. Se no seguimento do que disse Bruxelas houver outras conclusões cá estaremos.
      Quanto a isso, de não criticar os outros e de ser tendenciosa, nem sei se chore ou se ria. Isto por acaso é algum jornal onde se transmitam factos? Ou terei de criticar quem vocês querem que critique só porque vocês querem que critique?
      Por favor...

      Eliminar
    8. Eu cá gostava da crise, estava tudo mais barato e o ordenado o mesmo.

      Eliminar
  13. Silly season de outono? É que acho que o pessoal anda a ficar sem assunto e ocupa-se com coisas destas. Então, vamos lá a ver:
    - não sou de Lisboa e a única vez que visitei o Panteão Nacional estava lá uma exposição de arte sacra e para isso o local estava com as janelas tapadas para a exposição ser realçada com a falta de luz natural. fiquei a modos que muito desiludida por não poder ver a arquitetura do espaço e ter de ver relicários às escuras mas pronto
    - quem é que nunca foi a um concerto (de música religiosa ou não) numa igreja onde há tipo montes de pessoas enterradas no chão e nos sepulcros que costuma haver nas laterais?
    já nem vou falar dos outros eventos que já ocorreram naquele espaço...
    E considerando que puseram o eusébio ao nível de personalidades como Camões e assim (sim, sei que não está lá sepultado mesmo) todo o conceito de panteão nacional fica assim um bocadinho para o enxovalhado sem precisar de jantares...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando a acção política se move ao sabor das redes sociais temos estas pantominas.

      Eliminar
    2. Foram pela arte.
      Eusébio e Amália.
      Por mim, e uma vez que prevalece a arte em detrimento da cultura, acho que deviam transladar para lá Alves dos Reis, que esse sim! Arte pura.

      Eliminar
    3. Pela morte de Eusébio e pela de Amália foram decretados três dias de luto nacional.
      Pela de Saramago dois dias.
      Vale o que vale.

      Eliminar
    4. eusébio? arte? fiquei confusa...

      Eliminar
  14. Pipocante Irrelevante Delirante14 de novembro de 2017 às 13:54

    A culpa é do anterior. Mesmo daquelas leis que existiam ha dois anos e não foram entretanto revogadas. Ou no mínimo, fizeram pior. Por isso o que se faça mal tem desculpa.

    Entretanto, vai ser criada uma empresa pública para gerir a floresta. Estamos salvos!

    ResponderEliminar
  15. Mais do que isto tudo, o que verdadeiramente acho incrível é que as mortes por Legionella estejam a ser praticamente apagadas do registo. Aliás já foram transformadas em estatísticas e pelo visto até está tudo dentro da ordem.
    O que eu não entendo é que se vá a um hospital a uma consulta de rotina, morrer passado uns dias e ainda ser levado do velório para fazer uma autópsia porque não se comunicou não sei o quê atempadamente... Isto tudo na mesma cidade que acolhe os empreendedores que vão mudar o mundo e a quem nós fazemos vénias porque nos escolhem para fazer jantares.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso aqui até acho que o Min da Saúde esteve bem. Não me parece nada que se esteja a tentar esconder o que quer que seja. Quando a isso do velório... bem...

      Eliminar
  16. O melhor seria chamar Passos, Relvas, Dias Loureiro, Lima Duarte, Narciso,Isaltino ... ah e o Portas dos submarinos.

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.