quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Ah! As maravilhas do multiculturalismo!...

Diziam-me uns posts atrás, que não havia qualquer problema com a Suécia, a comentadora estava farta de ouvir falar da situação da Suécia, isto a propósito de problemas originados por muçulmanos e pela sua recusa em integrarem-se, e não via nada de problemático na Suécia.
Realmente a Suécia é maravilhosa, respeita de tal maneira os costumes e culturas que mantém casamentos ilegais, de adultos com meninas.
 Mais aqui.

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Agora a sério...

Que botas são aquelas, minha santa Teresinha? Aquilo custa mesmo dinheiro ou pagam-nos para as usarmos?

terça-feira, 26 de setembro de 2017

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Das coerências

Li algures, no FB, que vai sair de Lisboa, uma das cidades mais gay friendly, o que quer que isso seja, mas dizia eu que vai sair de Lisboa um paquete onde só entram gays. 
E agora pergunto eu. Que acham os meus amigos que aconteceria se este mesmo cruzeiro, ao invés de ser restrito a gays, fosse restrito a casais hetero? Hum? Era outra vez uma festa, verdade? Censuravam o cruzeiro, à semelhança do que fizeram com o livro, verdade? Quer isto dizer que vivemos numa sociedade onde está certo discriminar toda a gente excepto gays, trans, ciganos, muçulmanos e afins? Esses são intocáveis, isso eu sei. É que ou este cruzeiro é um claro caso de discriminação ou eu não percebo nada de discriminação.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Apesar do atraso Picante ia falar da confusão dos livros para meninas e meninos e de como aquilo os iria traumatizar condicionando as meninas a ser empregadas de limpeza e os meninos a trolhas

Acontece que a minha muito querida blogoamiga Mirone me estragou o post, deu em primeira mão a novidade de que a Jonh Lewis aboliu as secções menina e menino, passando a ter uma única seccão. Acresce à coisa que este post foi iniciado a semana passada, oras na semana passada fiquei a modos que estendida à beira da piscina com uma contratura nas costas, a coisa foi tão má ou tão boa que me reteve no Algarve uma semana para além do suposto, visto que a vossa Picante estava incapaz de se sentar e conduzir até Lisboa. Ele há locais piores para se ter uma contratura, isso é verdade, não me posso queixar e não me queixo, mas o que eu queria mesmo dizer é que a semana passada não me apeteceu escrever, tive uma contratura, não sei se já disse, e a verdade é que já se me varreu da ideia o que queria dizer sobre a importante temática de termos um governo que não se inibe em censurar livros. Mas isso agora também não interessa nada porque entretanto a Coreia do Norte, esse democrático regime que foi saudado pelo PCP na festa do Avante, lançou mais um míssil e houve novo atentado em Londres, muito provavelmente em nome daquela religião da paz.
Ah! E as Rosinhas descobriram a grande novidade que é o OLX.

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Das borrachas selectivas

"O primeiro passo para liquidar um povo é apagar-lhe a memória. Destruir os seus livros, a sua cultura, a sua história.
Depois, arranjar alguém que escreva novos livros, fabrique uma nova cultura, invente uma nova "história".
Em breve, a nação começará a esquecer-se daquilo que é e daquilo que foi."

Depois de a estátua de General Lee ter sido vandalizada por meia dúzia de mentecaptos, imbecis, fanáticos, ignorantes e outros mimos que tais, não me lembro de nada mais simpático com que os possa apelidar, a vossa Picante vem sugerir a destruição de uma série de outros monumentos que ofendem a sociedade por nos lembrarem tempos racistas, xenófobos, machistas, nazis ou o raio que parta esta gente que agora deu em querer apagar a história por a mesma não ser politicamente correcta e/ou ofender as sensibilidades dos borboletinhas. Estão prontos? Ora então vamos a isto:
Padrão  dos descobrimentos
Mosteiro dos Jerónimos
Castelo de Guimarães
Torre de Londres
Trafalgar Square
Todo e qualquer campo de concentração (afinal o holocausto não existiu, foi uma invenção dos israelitas, esses grandes malandros)
Kremlin (aposto que por esta não esperavam, mas como os comunistas foram os maiores assassinos de toda a história, devem concordar que se elimine toda e qualquer referencia à revolução de dezassete...)
Ponte Salazar

Continuamos?...