quarta-feira, 1 de março de 2017

Picante também fala de si na terceira pessoa ou a "gaffe" de Picante

A Picante hoje acordou maldisposta derivado das parcas horas de sono de que pôde usufruir. Aborrecida que estava a Picante de ter de fazer as coisas que tinha de fazer, que isto a vida é como é e até a Picante tem de trabalhar para poder desfrutar do que pode desfrutar, mas dizia eu que Picante estava enfadada e vai daí que Picante resolve abrir o blogger, qual não é o espanto de Picante quando se depara com um extraordinário e erudito post.
Picante ficou indecisa. Reformulo: Picante está tremendamente indecisa e não sabe do que gosta mais, se daquilo da papa cor de rosa no cérebro com toda a arrogância e pedantismo que a coisa implica, se da finura das bolinhas do motorista ou se, last but not the least, disto de falarmos de nós na terceira pessoa. Que maravilha de escrito! Picante decide fechar a lista de leitura e não ler mais nada, afinal tudo o que viesse saberia a pouco depois desta pérola de finíssima literatura. Picante está maravilhada.

32 comentários:

  1. Como os jogadores de futebol?
    Ou como o papa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eles estão maravilhados? Conte tudo a Picante, querida Mi, não oculte nada a Picante, por quem sois.

      Eliminar
    2. Eu estou maravilhada.
      Nunca estive perto de nenhum (nem do Papa nem de um jogador de futebol que se refira a si mesmo na terceira pessoa), de maneira que é o mais próximo dessa realidade que de momento se arranja.

      Eliminar
    3. Eu estive aí a um metro de João Paulo II.
      E já conversei com o Figo mas ele não falava de si próprio na terceira pessoa.
      (Está a dizer-me que isso é conversa de jogador de futebol de terceira divisão, não é?...)

      Eliminar
    4. Pois nisso dos Papas a mim ninguém bate:
      João Paulo II em Lisboa
      Bento XVI em Luanda (várias vezes ao longo da sua estadia)
      Papa Francisco no Rio de Janeiro.
      :)

      Eliminar
    5. Anita, a recepção a Francisco no Rio deve ter sido maravilhosa. Vi meia dúzia de vídeos e adorei!
      Mas ele vem a Fátima, hei-de vê-lo.

      Eliminar
    6. Eu estava lá em trabalho e o meu escritório fica numa das avenidas em que ele passou. Confesso que tive medo de ir para a rua e acompanhei pela janela e teve tanto de lindo como de assustador!
      Um mar de gente que não deixava avançar os carros e ele de janela aberta. Vi pessoas a mandarem-se de cabeça para dentro do carro :)
      Sem dúvida que ele é um Papa muito especial capaz de emocionar até os menos crentes.
      Ficamos à espera da sua partilha da visita dele a Fátima :)

      Eliminar
    7. Aqui fica um pequeno registo do momento :)
      https://ashistoriasdaanita.blogspot.pt/2013/07/o-que-ves-tu-da-tua-janela-anita.html?m=0

      Eliminar
  2. Obrigada por ter excluído o meu comentário, apesar de nada dizer de especial.
    Ninguém que aqui vem sabe quem é a pessoa. Enfim.
    Está com medo da outra, não é?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem vou aprofundar rede assunto da outra, quem quer que seja a outra, não sei onde me viu mostrar medo mas também não me interessa assim muito.
      O seu comentário foi excluído porque eu achei que tinha alguma coisa de mais. E como aqui mando eu...
      (Confundiu texto pedante e pretensioso com a possibilidade de adjectivar o autor)

      Eliminar
  3. Pensava que não tornava a este assunto...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai este post é um retorno? Muito me conta, é sempre bom saber.

      Eliminar
  4. Picante gostou assim mesmo muito muito?

    ResponderEliminar
  5. "Desfrutar" cara Picante... é "desfrutar"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Picante ficou de tal maneira aturdida que Picante trocou os és pelos is.
      (ainda por cima duas vezes, caramba...)

      Eliminar
    2. Pena não terem sido duas mas sim três vezes...

      Eliminar
    3. Quer um emprego de revisora? Eu nunca revejo nada e assim evitava fazer essa figura de definho espetado no ar...

      Eliminar
    4. Não, a Picante é que evitava dar erros monumentais.
      Este viu-se bem que não foi uma gralha, nem o corretor do iphone.
      Foi erro, mesmo!

      Eliminar
    5. E então? Eu por acaso neguei-o?
      Mas sempre lhe vou dizendo, alma de Deus, que é preferível um erro ortográfico ã falta de educação que a Santinha está a demonstrar...
      Vá pela sombra.

      Eliminar
    6. Calma picante, para quem ficou conhecida por criticar o trabalho dos outros não estou a perceber esta reacção. Adorei a parte "eu nunca revejo nada", atitude típica portuguesa, a desculpar-se. Ironias da vida.

      Eliminar
    7. Não me estou a desculpar, Santinha. Fiz um erro. Houve alguém que o apontou com educação. Respondi a brincar. E depois caíram aqui as do costume de definho no ar.
      É aproveitar, eu não costumo fazer assim muitos erros. Rejubilem, pois.

      Eliminar
    8. Boa tarde para si também. Mas porque não publica o meu comentário?
      Fui mal educada?

      Eliminar
    9. Hum., deixe ver... porque me fartei de correcções é um motivo tão bom como outro qualquer. Porque posso será outro.
      E sim, aborrecem-me pessoas que passam metade da vida à procura de erros de grafia para depois se porém aos gritos, todas contentes, encontrei um! Não sabes escrever!
      É não ligar...

      Eliminar
    10. Porque não aceita críticas, será outro!

      Eliminar
  6. *maldisposta
    (não precisa publicar)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não teria porque não publicar.
      Pode ser que percebam a diferença...

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.