segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Um dia faria um repost ou, não torno a voltar ao assunto Filipa


Foi este o post que fiz e que tanto ofendeu a Filipa Brás. Se carregarem no link verão os comentários horríveis que deixei que fizessem a seu respeito. Tentei resolver a coisa em privado mas tal revelou-se impossível.
Filipa, podes continuar a acusar-me de deslealdade, de cinismo, de querer mudar a tua linha editorial, o que quer que seja isso de linha editorial, podes continuar a deturpar o que escrevo, insinuando que faço as pessoas crer que viajo quando me limitei a editar um post que apareceu fora do sítio, podes continuar a criticar-me por gozar a publicidade encapotada ou os babyblogs (aconselho-te memofante), podes continuar a insinuar que eu me auto-comento em modo anónimo, ou que faço posts a atirar para o ar por não ter coragem de dizer a quem se destina o que escrevo (memofante outra vez), podes continuar a chamar-me sonsa, a dizer que isto é um pardieiro, continuar, enfim,  a insultar as tuas ex-blogoamigas de uma vida, umas mais que outras. Vais ficar a fazê-lo sozinha, em verdade te digo que eu não sei, nem quero, lutar com este tipo de armas, além de não ter o menor desejo de o fazer na internet e muito menos com uma pessoa que em tempos me foi querida
E isto é tudo o que eu tenho a dizer, foi a última vez que tornei a este infeliz assunto. Afinal isto são só blogs e servem é para nos divertirmos.

Por razões óbvias este post está fechado a comentários.