terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Picante também faz um post sobre as eleições americanas

Um pouco por todo o lado as mulheres uniram-se, indignadas, contra o machismo e políticas de Trump, aqui para nós o tipo não passa de um burgesso mal educado mas enfim. Talvez não saibam que a marcha inicial, de Washington, foi organizada por Linda Sarsour, uma fulana apologista da sharia, com ligações ao Hamas, um grupo terrorista, portanto. E esta, hum?

24 comentários:

  1. Olha, essa não sabia. Mas confesso que não liguei muito. Acho que se querem manifestar, manifestem-se mas o homem foi lá parar legitimamente. É isso que me deixa exasperada com esta malta que só diz mal. De uma maneira ou de outra foram os americanos que o puseram lá, as pessoas falam como se ele tivesse roubado o lugar a alguém. Aprendam a perder, safa...
    (sei que não era sobre isto o post mas estava atravessado, sorry.Se achares inapropriado, fazei o favor de apagar.)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei para que servem as manifestações. Tivessem arranjado candidatos de jeito, nunca vi dois candidatos tão pobrinhos como Trump e Clinton.

      Eliminar
    2. Exacto. Aprendam a perder, que nós por cá também. Por cá, houve um que roubou o lugar a outro e o povo teve que comer e calar. E ainda há quem o defenda. Ao menos por lá, diz que ele podia ter menos votos e ganhar. Cá, não podia, mas o resultado é o que está à vista.*

      *Especialistas em Constituição em 3, 2, 1...

      Eliminar
    3. Anónimo das 17:48 como diz o ditado "Onde reina a ignorância a sabedoria não dá palpites".....não vale a pena explicar a quem não tem capacidade de peceber...

      Eliminar
    4. Não matem a ironia, é tão precisa a ironia.

      Eliminar
    5. Sempre se propagará mais facilmente a manchete sensacionalista, a frase bem torneada de um qualquer artigo de opinião, o comentário com piada (ainda que sem outro sustento), do que o facto, o argumento bem construído, a evidência sólida. É que isto de pensar criticamente, de ter a sensatez de não opinar sem saber do que se fala (já nem falo em argumentos, que seriam o ideal), de investigar os assuntos, dá algum trabalhinho e ninguém está para ter essa maçada.

      Por isso sempre serão eleitos Trumps. E também por isso sempre haverá quem, até ao fim desta legislatura, falará no nosso primeiro-ministro que "roubou o lugar a outro".

      Ironia? É precisa, sim. É preciso sobretudo quem a saiba apreciar. Mas não a usem como justificação para tudo e mais alguma coisa. Para propagar informação enviesada já basta a nossa imprensa.

      Eliminar
    6. Mas que informação enviesada? Ora haja paciência, as pessoas sabem como funciona a AR e como é feito o convite ao 1º ministro para que forme governo. Tenham dó.

      Eliminar
    7. As pessoas manifestam-se contra o machismo, a xenofobia e o racismo dele e da maioria das pessoas que ele escolheu para fazer parte do seu gabinete. Ou é proibido uma pessoa manifestar-se? Calculo que quem vá às manifestações - que, já agora, foram um pouco por todo o lado - não tenha votado nele. Isto não é um jogo de futebol, não é aprender a perder. Enquanto houver injustiças haverá sempre gente que falará mais alto, ponto. Qual é a dúvida? Aliás, basta ver no espaço inferior a uma semana a quantidade de vidas que o senhor (lol, senhor) já fodeu. Nos eua e fora, inclusive às centenas de milhares de mulheres que ficaram proibidas de fazer abortos legalmente em países de 3º mundo - ou seja vão fazer ilegalmente, ou seja muitas vão morrer. Enquanto pessoas como aquela besta estiver no poder (pouco me importa se chegam lá democraticamente ou não) vão existir manifestações. Eu lá estarei.
      Já agora, adorava ver as fontes acerca da informação que relatou sobre aLinda Sarsour. É que eu não encontrei nenhuma fidedigna.

      Eliminar
    8. Referia-me ao comentário do anónimo das 17h48, do qual constava, ironicamente ou não, uma perspectiva errada.

      Saberão, Picante? Tem mais fé que eu nesse aspecto. É que, se sabem, é ainda mais grave o que dizem.

      Eliminar
    9. Eu interpretei a coisa como uma crítica irónica à forma pouco limpa como Costa ocupou o cargo. Pouco limpa, não porque seja manobra ilegal, claro que o homem está lá porque é mesmo assim que a AR funciona, mas porque para o fazer arranjou alianças forçadas com partidos ideologicamente demasiado afastados. Aliás o resultado é o que está à vista.
      Se houve muita gente a ser apanhada de surpresa, na altura, parece-me que agora estão esclarecidos.
      E aquele 3,2,1, levou-me a crer que sim, que sabia, que o comentário era só provocador.

      Eliminar
    10. Quanto a Trump, a única coisa que tenho a dizer é que ainda é cedo para manifestações. O homem ainda não fez nada. Acontece que como é uma besta arrogante, ao invés do animal político que é Obama, as pessoas acham que isto é o fim do mundo. E não é. Seria melhor que se informassem de tudo o que Obama fez nos últimos anos. E fez muito, acontece que o fez com um sorriso encantador, ao mesmo tempo que contava piadas giras.
      Querem um exemplo? O muro de que Trump fala, a delimitar a fronteira com o México, e que tanta revolta gerou, já existe. E não só já existe como foi reforçado durante o mandato de Obama.
      Nem Trump é um diabo nem Obama foi um santo. É escolher se preferimos um matarroano ou um cínico encantador. A maior diferença que lhes encontro está na forma. E olhe que eu gosto da forma de Obama e detesto a de Trump.

      Eliminar
    11. Não fez nada? Logo no primeiro dia, o Trump cortou 600 milhões de dólares por ano a ONGs que promovem o planeamento familiar e programas de reprodução assistida a cerca de 27 milhões de mulheres de países de terceiro mundo. Porque as pussies são para agarrar, não para terem assistência médica.

      Eliminar
    12. Como assim não fez nada? http://www.slate.com/blogs/the_slatest/2017/01/25/today_in_trump_s_america_was_the_worst_day_yet.html (acredite-se ou não na reputação do jornal, tem imensas fontes para diferentes jornais e sites).
      Ninguém diz que é o fim do mundo, já sobrevivemos a pior. Isso não significa que o Trump seja bom e não estejamos a entrar numa era negra da nossa história. Basta ver que a campanha dele, os discursos, até o discurso da tomada de posse foram baseados em ódio, medo e foram muito negativos. Também ninguém disse que Obama é um santo e que resolveu problemas mundiais, longe disso. Mas aos que têm memória curta Obama entrou em 2008 com uma crise assoladora nos EUA e saiu com a taxa de desemprego não existente. Saiu com a guerra no Iraque acaba, embora ainda com algumas tropas lá. Saiu com um sistema de saúde criado - embora agora não sirva de muito. Ao contrário do que muitos dizem, só porque Obama não é catastrofista e sensacionalista, está longe de ser um flop.

      Eliminar
    13. Não anónima, provavelmente fê-lo porque a América está primeiro, na lógica dele. Ele está-se nas tintas para essas mulheres, prefere gastar os milhões em casa.

      Anónima das 13.20h não li o artigo todo e vi lá vários disparates, a questão do muro à cabeça. Quer que lhe ponha aqui uma fotografia do muro? Olhe que ele já existe, o homem não teve tempo de o construir.
      Emigrantes ilegais? Obama deportou milhares. Que foram tratados como criminosos, já agora.
      Quer falar de guerras e de Obama? Sério? Que tal, só para começo de conversa falar da Síria, que está como está porque Obama financiou os rebeldes, visto Assad ser persona não grata?

      Vocês estão a pôr-me na situação de defender Trump, um tipo de quem não gosto, já agora, eu não o quero defender. Limito-me a chamar a atenção para o facto de Obama ter feito muita asneira pela calada. Trump é só um machista arrogante, não é o ser machista e arrogante que o torna incapaz para a função, essas "qualidades" tornam-no apenas antipático. Os media estão a diabolizá-lo, da mesma forma que endeusauram Obama.

      Eliminar
    14. A sério, culpa o Obama pela guerra da Síria dá cabo de mim. As pessoas têm *MESMO* memória curta, não se lembram do que aconteceu há 10, 20 anos atrás. Não se lembram como é que começou a crise do Médio Oriente. Não percebem como o extremismo foi criado. E além da memória curta, varre-se da cabeça delas o nome do Putin. É inacreditável.
      O Trump não é machista arrogante. O Trump é sexista, é xenofobo e racista, características (não são qualidades) que NÃO lhe deviam permitir ser presidente ponto.
      O Obama não é um santo, novamente. São poucos que o dizem. E tem toda a razão relativamente aos imigrantes que ele deportou. Mas também conseguiu nacionalizar milhões. Relativamente ao muro, conte-me lá, foi o México que pagou o gradeamento que já lá está? Oh fofa, eu sei como funcionam as fronteiras do EUA, na minha opinião são desumanas. O que ninguém quer, ou ninguém devia querer é fazer disso um cântico para um presidente.
      Se não quer defender um ser humano nojento, não o defenda. E já agora, não sei que disparates fala do artigo já que são literalmente coisas que o homem fez em menos de uma semana. Ah, são disparates sim, já que ele claramente só vai fazer merda!

      Eliminar
  2. Isso são "factos alternativos", é falso. Nos EUA de hoje, é mesmo preciso escolher muito bem as fontes da informação. Este artigo tem alguns links que permitem conhecê-la melhor: http://www.huffingtonpost.com/entry/linda-sarsour-womens-march-attacked-online_us_58865134e4b0e3a7356adbb2

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh sim, o Huffingtonpost, esse bastião de credibilidade, quintessência do jornalismo de investigação.

      Eliminar
    2. Bom eu vinha aqui dizer que esse jornal não passa do CM cá do burgo mas já se me adiantaram.

      Eliminar
    3. E entao onde anda a ler sobre a Linda Sarsour, Picante? E que se andar na Fox News, encontra muita coisa desse genero.

      http://forward.com/fast-forward/360949/far-right-slams-palestinian-march-organizer-linda-sarsour-as-anti-semite/

      Eliminar
  3. Sim...porque as informações veiculadas pelos blogs são muito mais fidedignas e nada tendenciosas.

    ResponderEliminar
  4. Tudo gentinha quê não conhece as melhores democracias ...onde a maioria é que conta, não órgãos colegiais. A America não é exemplo em coisa nenhuma. E falo do bom que do mau são pródigos. O god bless lava tudo.

    ResponderEliminar
  5. Nao vou entrar me discussao dos disparages do Trump, das asneiras ou qualidades do Obama senão ia ser conversa longa, mas adiciono só que o muro e vedações existentes só ocupam cerca de 30% da fronteira com o México e construído bem antes do Obama (se não estou em erro nos anos 80) e as partes reforçadas durante o mandato deste foram pontuais em zonas em que há maiores problemas. A construção do restante do muro não aconteceu antes porque ficou provado que não resolveria o problema e portanto seria desperdício de dinheiro. Além de que a maioria dos imigrantes Mexicanos entra legal (alguns por avião, outros carro...) e depois ficam lá ilegalmente. Claro que houve deportações com o Obama, como sempre ouve e haverá, mas ele conseguiu ao menos criar um sistema que permite que os ilegais que vivem, trabalham... nos Estados Unidos consigam legalizar a sua situação evitando assim a eterna situação de abuso dos empregadores a estes trabalhadores. Quanto a Sra em questão não sei se a história das ligações é verdade, mas para ser honesta parece-me um bocado coincidência a mais que a organizadora de protestos contra o Trump seja apresentada como tendo associações a grupos extremistas... Parece-me mais uma verdade alternativa do Trump que já fez o mesmo a outras pessoas que falaram mal dele.
    Nadia Velosa

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.