sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Deus nos ajude

As Rosinhas começaram em força a dar-nos as suas sugestões de presentes giros e cheios de pinta para o Natal.

(e nós haveremos de os ignorar, nada de novo...)

26 comentários:

  1. Vc não vive sem elas..lolol

    ResponderEliminar
  2. Pipocante Irrelevante Delirante11 de novembro de 2016 às 12:26

    Já?
    Houve bypass ao são Martinho, ou nenhuma empresa de castanhas se chegou à frente para umas parcerias?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada de nada. Não deve haver assadores de castanhas em saldo, passaram directamente ao natal.

      Eliminar
  3. Não há paciência!!!E a "Popota"????

    ResponderEliminar
  4. Elas a darem sugestões de natal em força e a picante a criticar diariamente as outras bloggers também em força :)

    ResponderEliminar
  5. Raios parta, logo hoje que eu ia fazer a minha lista! Mas a lista do que eu quero, tenho lá ideias para os outros

    ResponderEliminar
  6. A Popota tem sempre boas parcerias, isso está sempre garantido.

    ResponderEliminar
  7. Qual a essência deste blogue? Ah pois, é oco. Possa que cobra.

    ResponderEliminar
  8. Não posso! Já nem ponho a minha

    ResponderEliminar
  9. Esse título não pertence ao post anterior? Tanto se me dá se negar tal. Estou a lixar- me para quem dá importância a coisas sem ela e não sabe avaliar um poder absoluto instalado no maior país do mundo. Pois é, saí da moita, again;-)

    ResponderEliminar
  10. Aprecio imenso este blogue assim. É um facto que, se não fossem os outros, os das Rosinhas, não haveria quase material para este. Contudo, é bom que haja quem veja o que está incorrecto, que não tem que ser necessariamente invejoso e de mal com a vida, e que assinale as oportunistas que pílula por essa blogosfera. Que cada vez são mais; é sinal que o negócio vai dando até aparecer uma novidade tchanan.

    Vir aqui é quase um escape diário. São uns dez minutos que me concedo a uma vida caótica. Muita das vezes nem comento, mas parece que saio daqui mais bem disposta. Não pertenço ao grupo das invejosas de que falei atrás, quiçá das de mal com a vida. Mas também cheguei a um ponto que não sei se quero a quero melhorar. Por diversas tentativas que fiz só sofri desilusões. Muitas, mesmo. E cheguei a um ponto em que a minha solidão é partilhada com uma doença chata que me foi detectada há uns meses. É partilhada com ela e com este blogue, sempre que a disposição mo permite.

    Acredito que, como eu, haja por aqui muitos leitores/as. Portanto, quem vier falar criticar que pense que há alguém que se distrai com isto. Vivemos em democracia, não? É ou não isso que as indefectíveis comentam nos blogues das tias?

    Grata por me lerem, caso o comentário seja publicado.

    S. (Uma leitora assídua)

    ResponderEliminar
  11. Pois ainda bem que este blog existe, a maioria das rosinhas não permite comentários que não se diga só bem, a parte negativa não publicam, ainda bem que aqui podemos mostrar a real opinião, porque não duvidem, todas elas passam aqui a cuscar! Já não há pachorra para posts encomendados e a carneirada a acreditar que sim, realmente todas elas de repente acham que não podiam viver sem aquilo! Numa viagem bora la enfiar uns comprimidos e dizer que temos medo de andar de avião e já agora para ficar bem na foto e dar mais style um passaporte para uma viagem na UE e dizer que perdeu se o BI..... Só por este tipo de atitudes se vê o pedigree das blogas, uma cambada de deslumbradas que não tem onde cair mortas se não fossem as borlas ou então casamentos de conveniência! Ainda bem que existe este blog, uma lufada e riso garantido!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ela vai usar o passaporte para tudo agora hahahaha

      Eliminar
  12. Há dias comentei num blog in que era uma pena que a marca x já não fizesse tamanhos para a mais velha da blogger porque a garota estava enfiada num vestido que nem como túnica disfarçava que era claramente pequeno para ela. Não foi publicado.
    A miúda já é uma matulona. A minha nunca toleraria ser fotografada e exigida (nem sequer andar na rua) com roupa daquele tamanho e nem eu a sujeitaria a andar alegremente a mostrar as cuecas só por causa de uma "parceria"... enfim, tudo pelo dinheiro.

    ResponderEliminar
  13. Já não há cu, para tanto histerismo numa gravidez. Ai as manchas, ai o peso, ai o zika. Ainda noutro dia uma psicóloga sugeria que fizesse terapia porque revelava não se sentir bem com o corpo. E a mim parece-me o mesmo. Eu grávida não pensei em nada disso. Preocupei-me mais em estudar métodos educativos do que o meu corpo. O meu corpo, o meu corpo, o meu corpo. Ai e o meu ânus que escureceu e a minha pepeka que está horrível.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Picante saudades de a ver desenvolver estes assuntos!

      Eliminar
    2. Por acaso, também acho que raia o doentio.

      Claro que é normal uma mulher grávida preocupar-se com a sua aparência, mas, em cada post, ela parece querer mostrar como a gravidez não a domina, como se estivesse em guerra.

      Eliminar
  14. http://mobile.nytimes.com/blogs/well/2016/07/29/why-i-decided-to-stop-writing-about-my-children/?WT.mc_id=2016-KWP-MOBILE-INTL_AUD_DEV&WT.mc_ev=click&ad-keywords=IntlAudDev&kwp_0=197288&kwp_4=770919&kwp_1=387338&_r=5&register=facebook&referer= Achei interessante. Uma pena nao haver mais pais como este... boa semana para si picante x

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.