sexta-feira, 24 de junho de 2016

Grandes dúvidas disto daqui dos blogs VI

Porque é que ninguém explica à Child M que o atum também é um animal? Caramba, então tira muito bom a Estudo do Meio e anda para ali convencida que aquilo é tipo cogumelo? Que não sofre quando é pescado e congelado ainda vivo? Que desassossego, senhores!...

72 comentários:

  1. LOL. A child M ainda tem desculpa mesmo com muito bom a estudo do meio... pior é a S* que com 26 ou 27 anos pensa igual a uma miúda de 6 anos :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como assim, pensa igual? Eu estou convencida de que a S sabe que o atum é um animal.
      (e pequena Mada, também o deve saber, aquilo deve é falar-lhe menos ao coração)

      Eliminar
    2. Não sou a anônima de cima, mas a picante está a contradizer se... Primeiro "ataca" a S e depois defende a quando alguém concorda com o seu post.
      Sabe o que é que eu acho? Mas se calhar não vai gostar e provavelmente não vai aceitar o comentário... Mas olha tarde de mais. Acho que tem um fraquinho pela Sonia

      Eliminar
    3. A S* sabe que peixes são animais, mas diz que não a tocam emocionalmente. Lá está, não é defensora de animais, é defensora de cães e gatos... o que ainda é pior que os fanáticos que defendem todos, porque só mostra hipocrisia.
      Seja como for, de alguém que salvaria o seu cão em vez de uma criança desconhecida, não se pode esperar muito.

      Eliminar
    4. Eu acho fabuloso que vocês consigam ver ataques em meras divergências de opinião. A sério que acho. Eu nunca ataquei a S, acontece que discordo profundamente da maneira dela pensar relativamente a este assunto. Mas como a S, há muito "humanizador" dos animais. É um tipo de conversa para a qual não tenho a menor paciência mas não é um ataque à pessoa, quando muito é um ataque às ideias da pessoa. É muito diferente.

      Anónimo das 12.15h nunca vi a S a afirmar uma tolice dessas mas, se o afirmou, acho uma tolice grande. Quanto ao dizer "eu sou pelos animais" e depois escolher comer uns e outros não, lá está, eu seria incapaz de comer cão e como vaca sem qualquer problema. E esmago insectos. Todos os que apanhe dentro de casa.
      Não acho que esse discurso seja hipocrisia, acho só pouco coerente, essas pessoas não são pelos animais, são por alguns animais.

      Eliminar
    5. Os comentários da S* no fb de uma certa fruta do pecado, sobre alguém ter dito que não gosta de um gato...é de revirar os olhos. A coitada da pessoa é quase atirada para a fogueira.

      Eliminar
    6. Fez-me ir lá. Obrigadinha, sim? Ela havia de me falar assim que eu contava-lhe uma história. Acho que é das primeiras vezes que dou absoluta razão à Maçã. Mas pronto, eu acho a S boa rapariga, é pena perder a serenidade mental quanto o assunto é animais.

      Eliminar
    7. Eu diria que por alguns comentários ali colocados eu acho que o que falta a muita gente não a "serenidade" mental mas antes a "sanidade" mental.

      Então aquela que afirma que colocava as malas à porta a quem não amasse os animais dela...ó santa paciência! Devem ser pessoas com muita falta de amor e com muita frustração na vida.

      Eliminar
    8. Picante, a S* não é boa rapariga. É arrogante e mente com frequência. Se o problema dela fossem só os animais estava o mundo bem.

      Eliminar
    9. "eu seria incapaz de comer cão e como vaca sem qualquer problema", então qual é o mal de uma pessoa comer peixe e não comer vaca, por exemplo? Assim como a Picante mete o cão acima da vaca, é legítimo que outra pessoa coloque a vaca acima do peixe.

      Eliminar
    10. Já estava a faltar mais um troll a ofender a S*.

      Eliminar
    11. Engraçado... Em quatro anos de blog nunca tive um fã da S por aqui, muito pelo contrário, já perdi a conta aos comentários ofensivos que rejeito diariamente.
      (mas ainda bem, fico muito contente)

      Eliminar
    12. sou a moça que "quase era atirada para a fogueira" por afirmar que odeio o gato... recebi pela primeira vez na minha vida naquele contexto uma mensagem de ódio privada... deixai-me viver os meus cinco segundos de fama ;)

      Eliminar
    13. (eu gosto da S, identifico-me com ela em algumas coisas, discordo em tantas outras, e fico meio "burra a olhar para um palácio" ao ver tanta escrita que lhe dedicam)

      Eliminar
    14. Ana, tem uma imensa paciência, ganhou a minha admiração, eu teria sido bastante menos delicada, ante a indelicadeza de que foi alvo.

      Eliminar
  2. A criança é tão intelectual... Primeiro foi o muito bom a tudo (no 1. ano....) e agora isto de ficar sensibilizara e de se tornar vegetariana... E especial!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso a criança tem umas saídas bem giras e sim, é especial, como todas as crianças o são. Não entre por aí que não há a menor necessidade.

      Eliminar
    2. "Tem umas tiradas bem giras" contadas pela mãe ou presenciadas por si? É que, parecendo que não, há uma grande diferença entre uma coisa e outra.

      Eliminar
    3. Pois claro que são contadas mas eu suponho que sejam reais ou pelo menos bastante próximas da realidade.

      Eliminar
  3. Pipocante Irrelevante Delirante24 de junho de 2016 às 09:36

    Desde que a pesca não incomode os golfinhos, os atuns que se f...m.

    (barras proteícas à base de insectos, o futuro. Os insectos ainda são "comíveis" ou como é?)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pipocante Irrelevante Delirante24 de junho de 2016 às 11:56

      https://www.exoprotein.com/

      Eliminar
    2. anda a comer e bem um insecto, devia-se informar melhor. pesquise lá por corante E120 (carminas ou corante de cochonilha). Bom proveito na próxima gelatina de morango :D

      Eliminar
  4. Os animais são divididos por categorias...o atum é menos animal...o porco está acima, é mais fofo... e a Vaca, ui, essa está em primeiro no ranking.

    ahahahahaha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em primeiro estão os cães, toda a gente sabe isso.
      (excepto na China, claro)

      Eliminar
    2. Pipocante Irrelevante Delirante24 de junho de 2016 às 11:55

      A vaca lidera na Índia. Até têm direito a banhar-se (e não só) nos rios onde a malta manda uns mergulhos.

      Eliminar
    3. Se calhar na China também estão em primeiro...na categoria de petisco.

      Eliminar
    4. Vocês estão-se a esquecer dos touros, vocês estão-se a esquecer dos touros. Atão ninguém defende as touradas? Ninguém deseja a morte imediata dos toureiros?

      Eliminar
    5. É completamente desnecessário este tipo de barbárie nos dias que correm. Defendo exploração sustentada de animais mas estes horror show sangrentos (seja tourada, lutas de cães, galos e afins, circos deploráveis) deviam terminar. Agora morte, morte não se deseja a um tipo que se veste de lycra e se acha o maior em cima de um cavalo e com uma espada na mão numa arena a ver se faz bife do lombo a um animal vivo. Nem a qualquer outra pessoa.

      Eliminar
    6. Os das calças de lycra não vão para cima dos cavalos. Ficam no chão e enfrentam o touro pelos cornos. Os trajes dos que vão para cima dos cavalos são até bem bonitos, majestosos. Alguns são verdadeiras obras de arte.

      Eliminar
  5. Picante, continua a bater na mesma tecla? A sério? Deixe lá a criança e a a sua noção do mundo, para quem tem seis anos, em paz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deixe-me lá escrever sobre o que me apetece em paz, uma pessoa tem de desanuviar, afinal hoje é um dia muito triste.

      Eliminar
  6. Pipocante Irrelevante Delirante24 de junho de 2016 às 10:26

    Gosto de ver documentários sobre natureza com a minha pequena, que terá a mesma idade do "subject" referido no texto.
    Ao ver um felino caçar uma gazela, perguntou porque é que ninguém dava ao senhor bichinho uma tigela de comida, como fazemos com o animal de estim... familiar de quatro patas cá em casa. Tive de lhe explicar que os animais são assim, nem todos têm a sorte de viver sob o tecto com os humanos, e que nós também temos de arrumar com alguns bichinhos para que nos possamos alimentar. Sem dramas. Se uma criança de 6 anos tem consciência para tomar decisões de vida, como por exemplo quanto ao regime alimentar a seguir, também terá para perceber a cadeia alimentar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até tem mais para perceber a cadeia alimentar mas enfim.

      Eliminar
    2. Nem todos têm a sorte de viver com humanos, ah, ah, ah. Esta foi a melhor que li até agora.
      Portanto, explicou à pequena que o felino só está a caçar porque não teve a sorte de viver com humanos. Bela explicação...

      Eliminar
    3. Picante, concordo consigo e com o seu post, não estou a desconversar.
      Estou a por em causa uma explicação dada a uma criança que me parece absurda, apenas isso.

      Eliminar
    4. Uma mera comparação entre ter tudo garantido e ter de caçar para sobreviver. Dado o contexto da coisa parece-me claro.

      Eliminar
    5. Lamento, mas dado o contexto a criança tem de perceber é que a pantera não é um animal de estimação. Assim é que explica a cadeia alimentar.

      Eliminar
    6. Isto escrita as pessoas tendem a simplificar. Eu interpretei a coisa como uma comparação entre cães domésticos e vadios, por exemplo. Nesse aspecto é uma sorte.

      Eliminar
    7. Pipocante Irrelevante Delirante25 de junho de 2016 às 01:04

      Caro Anonimo

      Ponto 1: a diferença entre o animal doméstico e o selvagem. O primeiro tem comida acessível, o segundo tem de fazer por ela, e para isso mata outros animais. É um conceito que pode parecer terrível para uma criança de 6 anos, mas tem de o compreender (ainda mais aquelas que são maduras o suficiente para decidir dietas). E aqui passamos para o ponto 2

      Ponto 2: há animais que se alimentam de outros animais, e o ser humano é um deles. Estamos no topo da cadeia alimentar. Do mesmo modo que é terrível o leão comer a zebra, quando poderiam bem ser amigos, terrível é nós comermos um coelho fofinho ou uma vaca patusca. A morte de um animal para nos alimentar é natural. Tão natural como um leopardo matar uma gazela.

      Eliminar
    8. PID, desculpe lá, mas em que é que o seu comentário explica o que eu disse em cima???
      A explicação que deu à sua filha e se a deu como refere, para mim é redutora é enganosa, ponto. O felino não estava a caçar por não ter sorte de viver com humanos.
      Se quer explicar as coisas, então deve fazê-las como deve ser.

      Eliminar
    9. Caga Nelinho que são 8 e 20!

      Porque é que "deve fazer como deve ser"? Porque não pode explicar como quer, pode e sabe de modo a que a pequena perceba, nem que seja mais ou menos e depois mais tarde na escola aprenda o resto?
      Eu percebi a ideia, pode não ser a mais correcta, mas o homem não é professor de ciências do meio ambiente (ou lá como se chama a disciplina agora), arre que chatos/as!!

      Eliminar
    10. Porque o PID acha sempre que é a última coca cola do deserto e apeteceu-me dizer que não é!

      Eliminar
    11. Pipocante Irrelevante Delirante27 de junho de 2016 às 17:55

      Sou só eu a achar uma coca-cola inútil no deserto?

      Nesse aspecto concordo, o je é irrelevante no bloguniverso, mas sempre faz rir, n seja dele, seja com ele.

      Eliminar
  7. É giro ver uma data de mulheres velhas a dizerem mal de uma criança de seis anos. Ahhh Portugal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não seja idiota nem viperina que ninguém está a criticar a criança, que não passa disso mesmo... Uma criança.

      Eliminar
    2. Claramente o problema ali é a mãe, não a criança. Como toda a gente consegue perceber.

      Eliminar
    3. Pipocante Irrelevante Delirante24 de junho de 2016 às 11:54

      Acho que "dizem mal" é da mãe da criança de seis anos. Mas posso estar a interpretar mal.

      Eliminar
    4. Eu sou idiota? Então olhe os comentários acima a atacarem a criança. Acho lindo.
      E os que atacam a mãe, ainda bem que são ultra certas na educação que se deve dar a uma criança. Adorava estar na vida com tantas certezas, a sério. Sortudas.

      Eliminar
    5. Atacar? A sério? Houve um comentário mais duro ao qual eu respondi a chutar para canto.
      As crianças fazem aquilo que as deixam fazer. Toda a gente sabe que elas testam constantemente. Não há grandes surpresas quanto a isso.

      Eliminar
    6. Ultracertas não mas pelo menos não seremos amebas e pessoas que fazem tudo pela moda e para aparecer. Nem que seja algo relacionado directamente com a saúde de um filho.
      Vou só ali perguntar ao meu filho de 7 anos se ele considera por bem tomar o antibiótico receitado pelo pediatra, mas obviamente não o irei forçar a nada, pelo amor de Deus! Ele sabe tão bem o que quer!

      Eliminar
    7. Ei, eu não sou velha, só tenho 85 anos! Mas que parecem 84! Invejosa!

      Eliminar
  8. É raro que alguém se torne vegetariano de um dia para o outro. A maioria começa por eliminar a carne, mas não se apoquente que a pequena lá chegará.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exato. Quando se começa muito cedo (a não ser que os pais já sejam vegetarianos/vegan) geralmente começa-se com o Piscetarianismo, que inclui peixe/outros produtos do mar e que vamos ser sinceros: provavelmente de todas as opções alimentares ainda deve ser a mais saudável.

      Agora não entendo porque estão a criticar a miúda ser vegetariana. Ser vegetariano não é uma moda, é sim acreditar-se que não é correcto a morte de ser vivos. Eu sou omnívora, mas tenho noção que o sou por escolha pessoal e que não preciso de carne (a única vitamina que não é possível ter numa dieta vegan é a B12 e um simples suplemento basta) para sobreviver. Não fico ofendida com vegetarianos e vegans como se a existência deles fosse um ataque pessoal à minha pessoa. Não entendo mesmo esta necessidade de se ficar ofendido, a não ser que alguém se vire diretamente para nós e nos ataque.

      Eliminar
    2. Nem a miúda é vegetariana, nem a estão a criticar. Não sei quantas vezes é preciso dizer isto.

      Eliminar
    3. "um simples suplemento basta"
      Simples suplemento esse que tem um impacto enorme em termos ambientais e que tem efeitos secundários no nosso organismo.
      Além disto, se é necessário tomar suplementos para sermos saudáveis esse será provavelmente o maior indicio que a nossa dieta não é saudável. Ou então podemos dizer que as pessoas subnutridas ou com défices alimentares não são doentes, com "um simples suplemento" já ficam sem carências... mas isto cabe na cabeça de alguém?

      As modas são arriscadas. Tivemos a moda das pessoas serem quase anoreticas, depois a morda das obesas, depois a moda das dietas baseadas nas carnes, nas algas, a dieta baseada na água, a do vinagre e todas as outras baseadas em tudo e mais alguma coisa (em breve inventa-se uma qualquer das pedras...há muitas em todo o mundo e não engordam). Depois surgiu a moda dos vegetarianos e agora como já é "main stream" para serem diferentes e muito cool querem ser "vegans" para serem todos mui fixes e evoluídos...depois é só encharcarem-se em suplementos para suprimir aquilo que a alimentação não lhes dá.

      Podemos também afirmar que uma pessoa pode comer Mac todos os dias que lhe basta uns suplementos vitamínicos para que não fique com carências...e depois afirmemos todos que isso é muito saudável pois afinal já não vai haver carências...
      Eu não sei porquê mas confio muito mais nos milhares de nutricionistas que continuam a jurar a pés juntos (e a mostrar cientificamente) que o equilibrio é essencial e que nós somos seres omnívoros...por muito que isso custe ser aceite pelas pessoas que não percebem nada de nutrição mas que percebem muito de moda (e de "movimentos"* e de "extremismos")

      (A mim os movimentos fazem-me sempre lembrar as seitas e as lavagens cerebrais que eles fazem às pessoas)

      Eliminar
    4. "Depois surgiu a moda dos vegetarianos e agora como já é "main stream" para serem diferentes e muito cool querem ser "vegans" para serem todos mui fixes e evoluídos"

      O vegetarianismo é uma "moda" recente? por favor, elabore sobre isso, estou curiosíssima!

      Eliminar
    5. Anónimo eu sei que os suplementos são lixados, mas não acho que seja para quem os toma por motivos éticos dos animais um preço alto a pagar (até porque como disse, é só a B12 e não nenhuma bomba). Obviamente também prefiro seguir a opinião dos nutricionistas (até porque já há estudos que dizem que a dieta que é melhor para a saúde é a do Piscetarianismo, muito próxima à Mediterrânea)mas não acho mesmo que isto seja uma moda para a maioria dos que seguem essa ideologia (tirando as Beyoncés que são vegans durante um mês para ficarem elegantes e depois andam com peles). O que para mim não faz sentido é a necessidade louca que muita gente sente em defender-se perante os hábitos alimentares dos outros. Deixem os vegetarianos comerem o que querem e o que lhes bem apeteça, desde que estes não se metam na vossa vidinha (que isso também não admito).

      E Picante, não sigo o blog da senhora. Sigo o seu e deu a entender que a criança estava a tentar sê-lo. Não acho que você a esteja a criticar, mas há aqui alguns comentários mais desagradáveis em relação às opções alimentares da menina e de como a mãe a deixa tomá-las.Obviamente que não podemos deixar as crianças comerem tudo o que quiserem, mas nem 8 nem 80.

      Eliminar
    6. É, no meu tempo (tenho 33 anos), nem teria coragem de dizer uma coisa dessas à minha mãe! E somos super chegadas ainda hoje.
      Ela provavelmente mandar-me-ia dar uma curva e dizer, como disse muitas vezes (a outras coisa): "Quando trabalhares e ganhares para viveres em tua casa, fazes o que quiseres"... remédio santo!
      Hoje em dia há tempo a mais para paneleirices a mais!

      Eliminar
    7. Anon das 04.42h espero que tenha compreendido que o meu post foi completamente sarcástico e o timeline não está correcto. Ou talvez esteja correcto e a grande panca no futuro seja comer pedras, pois os cientistas até já revelam células sensitivas em plantas: ou seja, as plantas aparentemente também sentem e têm emoções [teoria ainda muito no inicio e pouco comprovada]

      Adiante: os vegans não podem afirmar a pés juntos que aquilo é uma dieta saudável se precisam de suplementos. Dizem os especialistas que ninguém precisa (ou deve) tomar suplementos pois tudo o que o corpo precisa se encontra na alimentação. Salvo determinadas situações por défices funcionais onde não ocorre a absorção dos nutrimentos. Ora quando se têm défices no organismo isso é o oposto de se ser ou estar saudável.

      Lá está, eu sei que é mais do que a alimentação e conheço bem o suficiente do "movimento" vegan para o considerar como uma seita.
      E não tenho realmente nada contra uma pessoa seguir e fazer isso. Também não tenho nada contra que ninguém se droga desde que não me afecte...

      Mas sou muito contra os vegans que andam a decidir que os seus animais de estimação (cães e gatos) passem a ser vegans [sim, sim é real...e parvo... mas real] ou que metam as crianças nessas tretas.
      Para mim obrigar uma criança a seguir uma dieta vegan quando os especialistas da área afirmam que isso trás carências e não é o mais saudável é andar perto da pura negligência e maus-tratos e é para mim exatamente o mesmo como se estivessem a dar alcool a um menor, a deixá-lo fumar ou deixá-lo drogar-se. Se nos adultos isso não me custa nada, com crianças a história é outra.
      Uma vez que se sabe que não é saudável (os especialistas que estudam e sabem bem mais que as pessoas que acham a ideia gira dizem-nos que o ideal não é essa alimentação) associado aos défices no organismo para os quais se tem de encharcar os miúdos em suplementos para mim serão motivos suficientes para considerar esta atitude tudo menos a que um bom pai/mãe deveria promover.

      Eliminar
    8. Excelente análise (anónimo das 16:43). Concordo completamente.

      Eliminar
  9. Continuem a criar pequenos déspotas, continuem a ser fantoches nas mãos dos filhos e a cederem aos seus caprichos. Como se fosse normal que quem paga as compras e quem cozinha seja serviçal de petizes de 6 anos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Você deve ser daquelas mães muito amargas, livra!

      Eliminar
    2. Ou das que educa!

      Eliminar
  10. Quero lá saber do atum e da criancinha da mãe blogger mais chata do universo. (Tenho tanta pena que não haja um thread na GOMI dedicado às bloggers nacionais...)

    Só quero lançar aqui a grande hipótese de a converseta do croquete da PMD que não teve (de forma muito suspeita) qualquer seguimento publicitário foi, segundo as minhas geniais deduções, um inquérito encomendado pel'A Padaria Portuguesa para saber o que as pessoas procuravam num croquete. De há 3 ou 4 semanas para cá, existem uns croquetes a imitar os do Tico-Tico à venda em todas as Padarias, mas claro que não sabem ao mesmo. Querem apostar? Querem, querem?

    ResponderEliminar
  11. Os atuns são congelados vivos??!! F*da-se! nunca mais como atum!

    ResponderEliminar
  12. Pipocante Irrelevante Delirante26 de junho de 2016 às 17:43

    Se a pequena vê o que um derrame de crude faz às focas, recusa-se a voltar entrar no carro e obriga os progenitores a levarem-na às costas à escola.

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.