quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Que estás a fazer, Picante?

Então... A preparar-me para acabar o ano como o iniciei... A ostentar!

15 comentários:

  1. Oh tia picante, nota-se que é foto tirada n supermercado, olhe lá a etiqueta atrás.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dado que eu estava no linear de champagnes, a escolher, parece-me normal. Também vê uma caixa de veuve, para além da etiqueta que salvo erro era a do moet.
      Acha que a minha intenção era fazer parecer que estava em casa?

      Eliminar
  2. Podemos pegar em todas e fotografar. No fim trouxe Raposoeira, não?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente, a vulgaridade assenta-lhe bem anónimo.

      Eliminar
    2. Nao. O único espumante de que gosto é Murganheira.

      Eliminar
  3. Ah... essa marca é boa? Agora percebi a cara de felicidade dos meus amigos...

    Não percebo nada de champanhe, e não gosto do soberano (pobre mesmo), mas conheço muita gente de "bem" que me insiste em oferecer garrafas de qualidade...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bom, é, mas não vale o que custa. Demasiado caro. Compro sempre Veuve.
      Mas foi uma promessa...

      Eliminar
  4. A ostentar que frequenta supermercados que vendem champagne, é uma danada. Brincadeirinha, Picante. Bom ano para si e para os seus. ;)

    ResponderEliminar
  5. Pipocante Irrelevante Delirante31 de dezembro de 2015 às 14:36

    Um bom ano a todas e todos.
    Um 2016 com blogs que nos divirtam.
    Fiquei a conhecer umas casas novas, não ha paciência para as visitar diariamente, mas a malta está bem disposta lá vai comer um bolo do caco ou mandar um coco.
    Não podia era fechar o ano sem mencionar uma blogger daquelas de referência, ou relevantes. Serve como recado, ou conselho, entenda como quiser, isto porque certamente lhe chegará aos ouvidos.
    A entrepeneur maçã acha que os trabalhadores por conta doutrem são uns resignados, uns pobres de espírito. Ora eu, que por acaso sou sócio/director de uma PME(Zita) que fará dia x uma década de vida (e fossem as minhas dores de cabeça um cliente queixar-se de um preço), posso dizer-lhe que, se algo aprendi, é que sem empregados (ou "colaboradores") leais, competentes e dedicados, não há empresa que aguente.
    O empresario pode ser um portento, cheio de iniciativa, um tubarão em potência, mas até estes simpáticos bichinhos nadam acompanhados.
    A não ser que a " empresa" seja um one man show, mas lamento informar que isso não é ser empresário... Empresário é montar uma estrutura, com processos sim, mas com pessoas. E sem pessoas com talentos e méritos... Nem vender sapatas, nem construir naves espaciais. Por isso, mais respeito por quem trabalha para outros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está coberta de razão, a maçanita. Os sapatunfos que ela vende são todos eles fabricados por jovens empreendedores cheios de garra e corajosos. Alguma vez ela venderia sapatos fabricados por operários fabrirs, trabalhadores por conta de outrem, esses resignados medíocres? Jamais!

      Eliminar
  6. Ao menos não é como muitas que mostram espumante e dizem que é champanhe! Ahahaha

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.