quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Mais curtas

No último mês a única coisa que ouvi a esquerda dizer foi que tinham uma maioria estável, que tinham um acordo e não sei o quê. Agora leio o Daniel Oliveira, esse demagogo notável, e percebo que o acordo afinal pode ser curto, que se o PS não "anda na linha" os outros lhe suspendem o apoio parlamentar. E isto antes da tomada de posse. Quão desonesto pode um tipo ser?

20 comentários:

  1. picante. deixe lá isso. está a pregar no deserto ou para os peixes, vá lá. ninguém está a ligar nenhuma à sua azia inconsequente de direita. deixe lá isso e vire a agulha de novo para os rosinhas ou mesmo para os azul cueca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje só terá disto. Estou muito divertida a gracejar sobre o assunto.
      Olhe que quem avisa...

      Eliminar
    2. Já que anda a vasculhar tudo, já encontrou a explicação para o governo de P&P, nos reduzirem a taxa de 35%, para 0%?????????? Quão desonestos podem uns governantes ser????????

      Eliminar
    3. Já falei disso. No post anterior.
      Foi uma previsão, sempre foi dito que aquilo dependeria da receita fiscal, a qual só é apurada no final do ano.
      (O Sócrates também não ia fazer austeridade e foi até ao PEC 4...)

      Eliminar
  2. Não está a pregar no deserto nem para os peixes, no fundo e mesmo que de nada tenha servido, o maior número de votos não foi no partido do primeiro ministro indicado. Daí, haver muita gente indignada com esta vergonha que se está a passar.
    Picante, se isto não fosse tão sério, dava para rir a bom rir.... Mas nós já sabemos quem paga e quem arruma a casa... Vamos acompanhando na medida do possível...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vendo por esse lado, o maior número de votos também não foi no PAF. E não, não concordo com o que se está a passar.

      Eliminar
    2. E quem é que está a dizer que a PaF teve maioria?

      (o Porto e Benfica juntos também têm mais pontos que o Sporting, ainda assim nós estamos à frente...)

      Eliminar
    3. A sério picante? Vai entrar também por essa comparação estúpida? Não percebe a diferença ou é mesmo só para meter lenha na fogueira?

      Eliminar
    4. Quando me dizem que a PaF perdeu as eleições não consigo usar outro tipo de argumentário.

      Ou vamos todos fingir que há um acordo sólido, com ideias estruturais comuns, entre PS, BE e CDU?

      Eliminar
    5. Mas eu não disse que o PAF perdeu as eleições, a verdade é que a maioria dos votos foram à Esquerda. O mais correcto seria uma coligação à esquerda antes das eleições, a seguir era este novo governo ser uma verdadeira coligação, ainda que tenha sido formado pós-eleições, que não é o que se está a verificar. Nem sou a favor do PAF, nem sou a favor do Costa, muito menos da Catarina Martins. Estou a relatar factos. E concordo inteiramente com a Picante, não há um acordo sólido à Esquerda.

      Eliminar
    6. Ninguém vai fingir nada, mas o problema é que a maioria dos que mandam bitaites não fazem a mínima ideia de como funciona este pais, não sabem que votam em deputados e não em governos, não sabem que o presidente da Republica pode convidar qualquer partido com assento parlamentar para formar governo, até mesmo o zé da esquina que só tem um deputado, que o parlamento se assim o entender pode rejeitar esse governo com uma maioria de votos contra e que nesse caso restam ao Presidente decidir se dissolve o parlamento e convoca novas eleições ou se convida outro partido com assento parlamentar a formar governo.

      O que o PS fez aqui com estes acordos foi de alguma forma garantir que teria o apoio da maioria parlamentar para formar governo.

      Choca-me que as pessoas falem disto como se fosse um campeonato de futebol, que não se interessem minimamente por entender como as coisas funcionam, mas choca-me ainda mais que perante este cenário façam figas para que este governo dure meia dúzia de meses em vez de dar certo, não entendendo as consequências que isso acarreta. O PS como governo vai precisar tanto do apoio parlamentar de outros partidos como a PAF iria precisar, uma vez que nenhum dos dois detém a maioria dos deputados, acordos teriam sempre que ser feitos, mas lá está choca mais a certas pessoas que o BE e o PCP possam fazer esses acordos com o PS do que chocaria se o PS os fizesse com o PSD.

      Este país não pertence a nenhum partido meus amigos, nem tão pouco a um primeiro ministro.

      Eliminar
    7. Eu também não contesto a legitimidade legal deste governo, atenção.

      (esclarecidas, Anónima)

      Eliminar
    8. (só não acho é que o PS seja realmente um partido de esquerda. É de centro)

      Eliminar
    9. lady_m:
      100% de acordo com o que diz. Não votei PaF mas também não quero esta coligação.
      mas olhando para os resultados eleitorasis, percebi logo no primeiro dia apos as eleições que esta seria uma solução que iria ser apresentada.
      Da mesma forma que se o PS tivesse 8% dos votos e os restantes 62% fossem em partidos de direita, haveria também uma coligação de direita (e não tenho a menor duvida.. até porque CDSs e outros de direita coligam-se sempre a quem conseguem....)

      Eliminar
    10. Pois lady m, é mm isso. Acho q andam todos mto ocupados em querer q isto falhe, ao mm tempo que batem no peito a dizer q querem o melhor para o país.
      Mas pronto, eu tb não sou nenhuma santa e tb n nego que no passado tb esperei q o governo do Passos caisse o quanto antes...

      Eliminar
    11. Eu não quero que Portugal falhe. Só não acredito é que isto possa dar bom resultado. Oxalá esteja enganada.

      Eliminar
  3. Anónima da MiniMe
    ahahahahahahahahahah
    ahahahahahahahahahah

    Nos blogs inventamos personagens. Ainda que as tenhamos de ir buscar a blogs estrangeiros...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (não resisti... fiz um post daqueles mauzinhos...)

      Eliminar
    2. Uma coisa é inventarmos uma personagem, não creditarmos por vezes uma foto (por esquecimento...) está no limiar do aceitável, outra é apropriarmo-nos do trabalho de alguém e passar-mos como se fosse nosso, alguém achar que aquele trabalho é nosso e ainda incentivarmos. Chiça, são trivialidades, coisas mínimas, a sério que achei aquilo um pouco para o doentio...

      (agora aguardo o post. Certamente será merecido.)

      Eliminar
    3. Não é doentio. É só falta de verticalidade. Nem de propósito vi lá um post sobre o que passa aos filhos, que o importante é o conteúdo.
      (amanhã...)

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.