quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Por aqui temos as donas Marias

A tipa que não conseguia subir a rua de dois sentidos por haver um automóvel parado em segunda fila que lhe obstruía a passagem, forçou e põs o nariz na minha faixa. Como eu não parei teve de travar, ficando parada em sentido contrário.
Depois foi vê-la a buzinar, enquanto gesticulava zangada, que eu era uma idiota, que parecia impossível, toda a gente sabia que a prioridade era de quem subia.

34 comentários:

  1. Perde-a que contorna o obstáculo. Ainda no outro dia dei com uma situação semelhante, em que um senhor achava à força toda que tinha prioridade sem a ter, mas na rampa do estacionamento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pipocante Irrelevante Delirante12 de novembro de 2015 às 15:56

      Numa subida, a prioridade (entre veículos iguais) é de quem desce. A não ser que esse veículo esteja no início da sua descida, e lhe mais fácil retroceder.

      Eliminar
    2. Se, para contornar o obstáculo, tiver de invadir a outra faixa não tem prioridade...

      Eliminar
    3. A prioridade é de quem tem a faixa desimpedida. Não há qualquer dúvida sobre isso.

      Eliminar
  2. Pipocante Irrelevante Delirante12 de novembro de 2015 às 15:43

    A prioridade é de quem?

    Há duas soluções:
    - aviar uma chapada na senhora para exorcizar o demónio que a estupidifica
    - tirar as chaves do carro e telefonar a um senhor polícia para que ele venha decidir quem se deve mexer

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora... Eu ri-me e aumentei o volume do som. Agora aborrecer-me com menoridades...

      Eliminar
  3. E tu pensaste: "Olhem-m'esta! Outra do BE!"

    ResponderEliminar
  4. A sua vida é um inferno, Picante. Um inferno...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso a minha vida é bem boa, a maior parte dos dias. Cansativa mas muito boa.
      Bom fim de semana, Cláudia.

      Eliminar
    2. Ah! Picante, mas não tem só as donas Marias por aqui, pelos vistos, também está a dar-se o milagre da multiplicação das Cláudias Filipas. Veja lá, comento dois dos seus posts, e aparece logo uma outra Cláudia Filipa, com este comentário...vamos chamar-lhe irónico, não é? agora toda a gente é muito irónica e ninguém é mau-caráter, realmente...e ainda dizem que não há coincidências...
      Aqui está o exemplo de um casal perfeito, a cobardia de mão dada com o golpe baixo.
      Tenha atenção a isto, Picante. Comentários sorrateiros a tentar promover mau viver, não são meus, mesmo que venham com o meu nome.
      Agora sim, sou eu, e agora sim, bom fim de semana, Picante.

      Eliminar
    3. Nem sei que lhe diga. Em tempos fizeram esta graça a uma outra comentadora. Acho lamentável que haja gente triste e sem escrúpulos a este nível.
      Eu estranhei o comentário, achei um bocado ácido mas depois pensei que era a brincar e não liguei. Enfim...
      Bom fim de semana, Cláudia, estou para aqui ainda em choque, agarrada às notícias.

      Eliminar
  5. Pipocante Irrelevante Delirante12 de novembro de 2015 às 16:03

    Isto tudo porque o mulherio não sabe fazer ponto de embraiagem, é o que é...

    (vá, vinde, vinde...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje em dia as mudanças são automáticas...

      Eliminar
    2. PID, pensei o mesmo!! :D

      Eliminar
  6. gente que só sabe empatar é do pior que há na estrada...

    ResponderEliminar
  7. O problema disto tudo é de quem estaciona em 2.ª a fila e lixa a vida a quem cumpre as regras. Acontece por todo o lado em Lisboa, é impressionante. E se uma pessoa reclama, ainda olham indignados, como se fosse perfeitamente normal bloquear o trânsito numa rua só porque o senhor decidiu tomar café e não podia estacionar o carro a 100m. Inacreditável a falta de civismo e de noção de tanta gente...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso dou-lhe toda a razão. Aquela rua não tem muito trânsito, mas há sítios onde a coisa é caótica. Mas esses nunca são multados, é coisa que me transcende.

      Eliminar
    2. Também me transcende! O que me parece é que, como se ausentam durante "pouco tempo" para ir tratar de um assunto ou outro, não dá tempo para serem apanhados pela EMEL e lhes ser aplicada uma coima. Quem estaciona durante um período de tempo mais longo e deixa passar a hora do ticket, ou estacionou num sítio que não incomoda, mas é num cruzamento ou outro lugar do género, arrisca-se mais a que a EMEL passe por lá e sejam coimados.

      Eliminar
  8. Na realidade irritam-me mm é os tipos q param em segunda fila... (sem ser uma situação de emergência). Será q n compreendem o embaraço e perigo q podem causar aos outros.
    E depois ainda adoro qd se dirigem pacatamente para as viaturas e nem desculpa pedem. Falta de civismo.

    ResponderEliminar
  9. Aplicar a regra na situação errada, mas que se possa confundir com a certa. Tantos que andam a fazer assim...

    ResponderEliminar
  10. Mas custava lhe muito dar o jeitinho? Ou é mais importante ter razão?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora! Aqui está uma boa questão.
      (Geralmente as senhoras não apreciam isso do "jeitinho" para, sobretudo, com outras senhoras).

      Eliminar
    2. Então e à outra custava-lhe muito cumprir o código da estrada? O código é para se cumprir não é para andar com jeitinhos.

      Eliminar
    3. Anónimo, eu não faço jeitinhos. Aliás sempre ouvi dizer que jeitinho fazem as ... essas mesmo.
      E, respondendo à sua pergunta, sim, custava. Eu ia na minha faixa, ela tentou meter-se à força, o "jeitinho" implicava fazer marcha atrás numa subida violenta. E a senhora não mostrou a mínima delicadeza, muito pelo contrário, armou-se em esperta.
      Por acaso eu costumo dar passagem no trânsito, não sou mesmo nada "fussona"

      Eliminar
    4. As senhoras não costumam gostar de fazer jeitinhos aos senhores exactamente porque os senhores acham que as senhoras, por o serem, deveriam fazer-lhes o jeitinho, ó anónimo das 9:28...

      Eliminar
    5. Ai os trocadilhos com o "jeitinhos"!
      É de transito que se fala não é? É que nas conversas dos jeitinhos "das... essas mesmo" não me meto.

      A saber, se a senhor que se meteu na faixa contrária não mostrou a mínima delicadeza, pois aí já dou razão à Picante.

      Ass: anónimA das 09:28

      Eliminar
  11. Respostas
    1. Ali é difícil. Só de autocarro.
      (sempre detestei autocarros, preferia ir a pé, nos tempos em que o usava)

      Eliminar
    2. Eu também prefiro o autocarro, mas devido ao tempo, tem de ser metro.
      Carro só em último recurso. Em Lisboa, é praticamente impossível estacionar, seja onde for :-)

      Eliminar
    3. Sorry, li mal.
      Eu prefiro o autocarro ao metro.
      Isto de ser sexta, dá nisto. 5% de capacidade mental em sexta e 95% repartida pelos próximos dois dias.

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.