sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Picante esclarece Maria.

Eu não me chamo Filipa, não tenho caracolinhos e, com muita pena minha, não me podem ser atribuídos os textos geniais que ela (a Filipa, obviamente, que isto não há cá milagres) escreveu sobre bloggers com a mania da perseguição e alucinações várias.

PLIM!

(Punhetas a grilos pode ser um entretenimento mais saudável que passar o dia a falar da Picante, essa blogger maléfica e sem coração que tem por objectivo de vida forçar as pobres e oprimidas bloggers boazinhas a encerrar os seus blogs. E a abri-los. E a encerrá-los. E a abri-los de novo. E...)

45 comentários:

  1. Já me dá pena, é que a Maria não tem mesmo noção do que é um blog. Antes de mais, é público, o que significa que qualquer pessoa o pode ler. Tentar condicionar a opinião dos outros, para que todos a felicitem e mandem beijinhos, é trampa, parvoice, infantilidade. Se não gostou do post da Filipa, tinha duas soluções: ou cagava e andava, desprezando quem não lhe interessa, ou lhe respondia na mesma moeda (fosse em comentário, no blog da Filipa, fosse num post seu) e avançava. Agora este "ai, meu Deus, coitadinha de mim" irrita. Devia ser proibida abertura de blogs por gente que se leva demasiado a sério e não sabe rir de si mesmo.
    E atenção, não quero com tudo isto dizer que concordo com tudo o que a Filipa diz, apenas me irrita esta gente, que em resposta a alguma coisa, brada e clama aos céus.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste caso, e se tivesse acesso a toooooodos (e olhe que são para cima de uma catrefada deles) os comentários que não publiquei, ou porque ofendiam terceiros, ou porque me ameaçavam, ou até porque, imagine-se, me rogava pragas, iria concordar com tudo o que disse, acredite em mim.
      Isto não foi um "post à Filipa", a brincar, cheio de palermices, que não são supostos serem levados a sério. O que se passou, desde a introdução à entrevista à Picante, aos comentários que não lhe publicou que lhe permitia defender do ataque a que a blogger lhe estava descaradamente a fazer, até aos eternos queixumes e comentários descontrolados e ofensivos que deixa, é sério.
      Muito sério.

      Eliminar
    2. Caramba, eu não acho normal é que a tipa ande há vários dias a dizer que a persigo, ameaço e sei lá mais o quê.
      Limitei-me a dizer que é falta de educação convidar uma pessoa para nossa casa e desancá-la. E é.
      Passou-se, chamou-me mentirosa, disse que a andava a comentar anonimamente e rejeitou-me os comentários em que eu lhe dizia que nada disso era verdade.
      Depois começou a fazer-se de vítima, que a persigo. E eu calada, cá na minha vidinha. Às tantas tenho de publicar o Mail que lhe enviei, onde lhe digo taxativamente que me recuso a fazer o jogo dela e a entrar numa "guerra".
      Que raio terei eu a ver com o que os outros escrevem?

      Eliminar
    3. (Disso não sabia.)

      Eliminar
    4. Filipa, eu falava no geral, naquela questão do "concordar com tudo o que escreve". No que diz respeito à Maria, concordo com tudo (e muito mais), mas que para aqui também não interessa.

      Num primeiro momento, creio que ninguém gosta de ver as suas "coisas" publicas criticadas, ironizadas, o que se lhe quiser chamar, mas isto de publicar não é só receber beijinhos. Há que tentar perceber se vale a pena a arreliação e se se pode aprender alguma coisa. Porque só com "beijinhos e gosto tanto do teu blog, blá, blá, blá, tens toda a razão", ninguém cresce (só o ego, mas esse rapidamente rebenta).

      A Maria, que teve o seu orgasmo blogosférico quando a Susana a adicionou à sua Lista de leituras, ainda não percebeu como funciona isto dos blogs. É uma pena.

      Eliminar
    5. Eu percebi e por isso disse "neste caso". Pormenorizei porque muita coisa foi apagada para que toda esta situação parecesse favorável à blogger em questão.

      Eliminar
  2. É melhor pôr a máscara de soldar?

    ResponderEliminar
  3. Para a próxima vez que ler "PLIM" juro que cometo uma loucura, pá, eu estou a avisar.

    Ah. Cuidado com os amigos do pai. Eles sabem coisas. Por isso shiuuuuuu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o efeito luz acesa. Plim!

      Que venham. O meu pai é polícia. Plim!

      Eliminar
    2. Pipocante Irrelevante Delirante16 de outubro de 2015 às 10:59

      O meu percebe de leis
      (domina a da rolha, gravidade e murphy)

      Eliminar
    3. O meu percebia de pesca.
      E de música.

      Eliminar
  4. Mas que raio quem é essa Maria???

    ResponderEliminar
  5. Nunca te achei a Filipa. A forma de escrita é diferente e é um blog diferente, essas coisas notam-se. Não sabia era que agora havia a mania de criar perfis para mais comentários, eu sou do tempo que nem seguidores ainda existiam. Enfim. Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Cansada desta novela de mulheres adultas a comportarem-se sistematicamente como adolescentes hormonais. Cheira-me que muitas mulheres da blogosfera não têm empregos, amigas e actividades com que se entreter na vida real.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora é que foo dito tudo. Era tão mais giro quando a dona do blog não andava em enredos.

      Eliminar
  7. Esta coisa da Maria é o momento Pedro Guerra/ Bruno de Carvalho dos blogs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adoro o Bruno de Carvalho e o seu "vááááááá, diga láááááá"

      Eliminar
    2. Pipocante Irrelevante Delirante16 de outubro de 2015 às 14:16

      Vamos ser sérios Filipa, vamos ser sérios

      Eliminar
    3. Mas quem é a Maria??????????????

      Eliminar
    4. A Maria cara Teresa deve ser ou um fenómeno muito pouco interessante/notório ou uma coisa muito recente.
      Eu acompanho o blog da Picante há quase 2 anitos, estive fora um mesito... e de repente é isto... não pesco nada.

      Eliminar
    5. PID, se soubesses o tempo que já perdi por essa net à procura dessa mítica entrevista do Bruno de Carvalho e a sua belíssima voz, saberias que estou muito, muito a sério.
      Infelizmente não a encontro em lado nenhum.

      Eliminar
  8. Sinto-me excluida. Nao sei de nada, nao percebo nada.

    ResponderEliminar
  9. Cobardes. Só falam em código... Falem sem medo suas cobardolas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha um anónimo a chamar cobardes com B... Também prefiro.

      Eliminar
    2. Código? Como código? Quer um post mais claro e directo que este?
      Onde digo taxativamente à doce Maria que vá bater punhetas a grilos e que não estou para a aturar?

      Eliminar
    3. Que classe. Os seus pais ficariam orgulhosos. Parabéns.

      Eliminar
    4. Pois ficariam. Eu não ando por aí a montar esquemas desonestos, a mentir e deturpar, para depois me fazer de vítima e tentar imolar alguém em público. Acredite que ficariam.

      Eliminar
  10. Mas que raio aconteceu ??? Ninguém explica , Oh pah vou deixar de cá vir

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido anónimo vá ver se o túnel do Marao já está pronto !! Sim ??!!! Que mania de se meterem onde não são chamados . Já agora , sou anónimo porque não tenho conta no Google , nem coisa que o valha mas qualquer coisinha sou a Sofia da cidade de Guimarães .

      Eliminar
  11. Quem é a Maria e tão a falar do quê?!?!
    Pu favoiiii!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Maria é aquela tipa a que vulgarmente chamamos de sonsa , aquela que não parte um prato e depois, vai-se a ver, escaqueira o serviço todo.Vale a pena ver a sonsice de post que publicou hoje....

      Eliminar
    2. Qualquer sonsa que se preze é inteligente, aquilo é tudo tão óbvio que se vê bem o objectivo da coisa.
      (esse seu comentário e respectiva resposta também se irão auto-destruir, não leve a mal)

      Eliminar
  12. Pipocante Irrelevante Delirante18 de outubro de 2015 às 19:20

    Ainda se aquilo tivesse graça... Ou qualidade de escrita.

    ResponderEliminar
  13. É pah, a maria até dá vómitos. maria quando leres este comentário ( sim que como velhaca que és vens cá ler ) fica a saber que és infinitamente pior do que aquilo que dizes que estas pessoas são.

    ResponderEliminar
  14. Pessoas, desculpem mas não vou publicar esses comentários.
    Não tenho a menor paciência para aturar o fenómeno vitimização que irá resultar de comentários menos abonatórios.
    (ela que continue, está a fazer um excelente trabalho a "despir-se" e mostrar o que é...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando o "fenómeno" nos atinge a nós já não tem tanta piada, pois não? Bem me parecia.

      Eliminar
    2. O único fenómeno digno de registo, a pedir meças ao do Entroncamento, foi a transformação do blogue da Maria. De blogue irrelevante e chato, passou a blogue de má língua, mas igualmente irrelevante e chato na mesma. Mas coitadinha da Maria, é uma vítima, as outras é que são más, ela odeia essas coisas, está sossegada no cantinho dela sem fazer mal a ninguém. Só que não.

      Eliminar
    3. parece estar a par de tudo o que se passa no blogue da maria, pms

      Eliminar
    4. Pois sei. Até sei que se acagaçou fez uma mexida na lista de blogues que segue.

      Eliminar
    5. Por causa desse comentário fui lá. Reparei que também retirou o Salgado, por quem tanto suspirava. E depois deu-se-me uma curiosidade e fui ver se ele mantinha o link para o blog dela, a propósito da entrevista que lhe concedeu e que, sei-o agora, não passou de um estratagema para aumentar o número de visitas daquele pardieiro. O objectivo era capaz de passar por ter mais pessoas a ver como a maléfica Picante destratava e perseguia a pobre e indefesa vítima. Tanto que pôs a minha entrevista imediatamente a seguir à dele (bem que a coisa lhe saiu ao lado, que apesar de se queixar repetidamente aos quatro ou cinco comentadores que tem eu não lhe lancei um ataque nenhum). Pois que o Salgado apagou esse post, suponho que não tenha achado grande graça a ter sido usado num esquema manhoso para dar uma lição à maléfica Picante.
      Deus me dê paciência...

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.