quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Gritar para dentro

De que serve ter um blog que ninguém lê?

45 comentários:

  1. De que serve um blog que diz mal de outros?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para isso mesmo, qual é a dúvida?

      Eliminar
    2. É um blogue tem de ser produtivo? Já agora, o que considera um blogue produtivo?

      Eliminar
  2. ´tão, serve para....ai....como é que se chamam aquelas coisinhas que fazem tlim tlim quando se lhes bate o vento e que as pessoas as penduram nas janelas ou nas portas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal e qual! Que tonta que sou, baralho tudo, nunca me lembro de nada, quase pareço burrinha.
      Isso, Picante, é uma espécie de espanta espíritos.

      Eliminar
  3. Gritar para dentro? Isso não deve fazer bem nenhum...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu quando grito é para fora, normalmente quando bato com o dedo mindinho no rodapé. Acho sempre que alivia a dor, embora senhor meu pai me garantisse que não, que a dor não passaria por ensurdecer os restantes habitantes da casa.

      Eliminar
    2. Mas que alivia, ai isso alivia.

      Eliminar
  4. Pipocante Irrelevante Delirante1 de outubro de 2015 às 13:07

    Escrever (ainda) devia ser um prazer

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para muitos não passa de ganhar uns trocos. Mas sim, tem razão.

      Eliminar
  5. É para deixar para os filhos. Assim tipo... herança virtual.

    ResponderEliminar
  6. Credo Picante!!!
    Isso até me causa uma espécie de asfixia aqui ao nível da garganta... isto de ficar com coisas 'entaladas' faz muito mal à saúde. Depois andam as malucas todas anémicas a promover rastreios.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah! Então é por isso, para não ficar com as coisas "entaladas"...

      Eliminar
  7. Em princípio há sempre uma pessoa que lê (a que escreve). :P

    ResponderEliminar
  8. Olhe isso de gritar para dentro não sei, mas não fará assim muito bem à saúde. Já as casas, encontram-se muito bem, e boas!, no OLX. Imovirtual o caraças. (Desabafo: nada contra publicidade em blogues, cada um leva a vida como pode, mas que é com cada tiro.... Pronto, já estou melhor. Obrigada Picante!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto é das histórias tolinhas que inventam à volta da coisa.

      Eliminar
    2. Fosse só isso Picante - que já não era pouco - e a bloga até era um sítio porreiro. O problema são os homicídios gramaticais, o genocídio da língua portuguesa. (Sou um bocadinho dada ao drama) Enfim, não sei quem, ou se revêem os textos, mas a maioria é... Má. E estou a ser simpática!

      Eliminar
  9. Mas... mas... há blogs que ninguém lê? Pensei que tinham todos milhares de visitas diárias. Eu tenho pelo menos 3, a minha e a das minhas duas amigas que sabem do blog.

    ResponderEliminar
  10. Como é que se pode saber se ninguém lê?

    ResponderEliminar
  11. Um blog que ninguém lê conta uma história, mostra momentos de alguém é um documento histórico, um diário virtual de sons, palavras, imagens e sentimentos que mais tarde servirá para recordar e deixar como herança a familiares.

    O meu é lido tanto por 4 como por 700 pessoas mas não me perguntes como é que isso acontece mas eu gosto tanto de lá escrever que nem me importa se for só eu a ler alguns artigos :P

    ResponderEliminar
  12. Bem, n sei a q blogue se refere (admito q me esteja a escapar a piada) mas, objectivamente, n vejo mal nenhum nisso. É uma espécie de diário. Eu por exemplo nunca escrevi para os outros me lerem. Mas imagino q n seja isso q aqui esteja em causa ;)

    ResponderEliminar
  13. Eu leio e divulgo e não grito para dentro, grito sim, mas para fora e alto!
    Isabel Guerreiro
    http://conchasebuzios.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

  14. Então, é para desabafar... é um bocadinho como falar sozinho (eu falo muito sozinha e quero lá saber que me chamem doida!)

    ResponderEliminar
  15. Respostas
    1. Já cá faltava eu, mas a mim também.. já vi rastreios a anemias, mas ando de volta e uma encomenda da fedex e já me baralhei toda...

      Eliminar
  16. é uma maçada de facto, não puder mostrar aquilo que (não) se tem.

    raios.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso até se tem. Não é nada bonito de se ver mas isso já são outros cinco tostões.

      Eliminar
  17. Para registo biográfico pode ser uma opção.

    ResponderEliminar
  18. Picante, Picante... não desdenhe de prazeres que desconhece. E "ninguém" é uma generalização, portanto, um abuso.

    ResponderEliminar
  19. Já agora: existiu, saudosa!, uma rádio que dizia assim "Rádio, para uma imensa minoria"!
    As massas enchem, sem dúvida, mas alimentam muito pouco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema, Kina, é fazer uma coisa com qualidade de massas que afinal vai parar a um nicho. Que acha a coisa risível, ainda por cima.
      (é sempre desagradável, quando se falha o target...)

      Eliminar
  20. Antes um blog que você acha que ninguém lê do que um que vive de crítica e maledicência, a escória da blogosfera. Que inventa histórias para si, num exercício de fantasia ao nível da Disney, depois esquece-se e cria outras histórias e acha que as pessoas têm memória curta. Você precisa de se tratar. Coitados dos seus filhos, se é que existem, espero que sejam mais um produto da sua imaginação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por falar em inventar histórias, a inventora-mor bem podia ir de visita à família para nos rirmos mais um bocado.

      Eliminar
    2. Oh Picante, este seu amigo anónimo já ganhou a taça xD

      Martha

      Eliminar
    3. Anónima... Deixe-me adivinhar... LSD?

      Eliminar
  21. Sabe o que me arrepia Picante? Pessoas que se danam todas porque vêem um cão à venda (que me salta a tampa também); mas que não hesitam em vender a imagem dos filhos de ânimo leve, despreocupadamente, e que dormem bem (dormirão?) mesmo sabendo que as fotografias que publicam deles (muitas em trajes de banho!!!) podem estar a servir para um rebarbado qualquer estar a usar-se delas em frente a um computador num qualquer site pornográfico.
    Ou pior - notar que é facílimo saber em que escola andam grande parte dos filhos da blogosfera, pequenos seres indefesos que sorriem para as fotos inocentemente...

    E olhe que esta é uma questão muito mais séria que publicidade disfarçada, das anemias e dos Barrais e das amigas As, Bs e Cs que querem uma casa e por aí fora.

    E sobre isto não se legisla?!... Mas que direito tenho eu de usar o meu filho para fazer dinheiro e atrair "parcerias" num blog?! Quê, só porque o pari?!

    Martha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Começa agora a haver alguma preocupação nesse sentido. Já houve pelo menos um juiz a proibir os pais de porem fotografias dos filhos na internet.
      (muita gente é burra ao ponto de achar inócuo, não percebe a diferença entre contar a vida das crianças num blog ou anúncios na televisão, por exemplo)

      Eliminar
    2. Não sou nenhuma depravada nem maluca.
      Mas lendo alguns blogs muito por alto (e raras vezes) sei onde poderia encontrar as escolas de algumas crianças e de outras já não tão crianças.
      Há um artigo hoje no Observador acerca do assunto. Blogs ou facebook.

      Eliminar
    3. http://observador.pt/2015/10/02/predadores-recorrem-ao-facebook-dos-pais-terem-acesso-imagens-dos-filhos/

      Mas o dinheiro, as visitas e a bajulação contam imensamente mais que essas minudencias que só calham aos outros...

      Eliminar
    4. Sim. Muito medo. Mas se alguém as alerta ou avisa ainda somos vistas como maliciosas ou invejosas.

      E não é só em grandes blogs, uma das ex (?) amigas cá do sitio também adora publicar fotos do sobrinho... e ela é tão fácil de encontrar.

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.