domingo, 4 de outubro de 2015

Das legislativas

Se houver maioria vou buzinar para a rua.

35 comentários:

  1. Parece que o velhinho ditado não contar com o ovo no cu da galinha se mantém actualizado.... Piu piu piu!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na verdade eu não contava. Mas lá que queria...

      Eliminar
  2. serio???????????????? Sinceramente nao entendo como se pode votar em pessoas que estao a destruir o pais. A nao ser que seja alguem que possa lucrar com isso. Deve ser dona de um hospital ou de uma escola particular.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se gosto deles? Não, não gosto. Mas são os menos mais, a alternativa foi o que se viu.

      Eliminar
    2. "Deve ser dona de um hospital ou de uma escola particular."
      se fosse, pelo historial do PS quem queria que ganhasse eram os ditos (PS).

      Há pessoas que devem sofrer de amnésia. E já agora leu o programa do PS? Consegue-me dizer onde é que eles vêm melhorar isto tudo? (Prometeram-lhe muito, não foi? Pena no programa deles as coisas serem bem diferentes)

      Eliminar
    3. Veja se percebe então, é mais ou menos isto: http://arevoltadadestemida.blogspot.pt/2015/10/a-vitoria-da-coligacao.html

      Eliminar
    4. Eu percebo perfeitamente, se os votos em branco contassem o meu seria em branco.
      Até lá o voto em branco só leva a que meia dúzia decida o futuro do nosso país. Quem lá vai sempre votar, com votos válidos são, por norma, os fanáticos que não lê os programas, nem quer saber em que é que vota porque vota de palas nos olhos porque têm "partido" e não percebem que nenhum partido ainda abraça verdadeiramente as ideologias deles (pelos menos os maiores). Alguns demonstram uma doideira tal como se tratasse de um clube de futebol...ora parece-me de burros quem vota sempre no mesmo só porque...sempre votou no mesmo e até porque a familia já era do partido X ou Y (e contra a minha familia falo pois são exatamente assim).

      O PS há muito tempo que deixou de ser de esquerda, pela atitude governativa e pela forma como têm vindo a governar constantemente concedo-lhes mais uma atitude quase comunista e de extrema direita. Aliás, pessoalmente acho que são mais de direita que o próprio PSD.

      Eu não tenho partido. Eu leio os programas e ouço os debates e tento ver o que eles fazem ao invés de ouvir somente o que dizem. Este ano adoraria que tivesse existido uma alternativa que não fosse extremista, uma alternativa que tivesse bom senso, que tivesse noção da realidade e que se apresentassem de uma vez como verdadeiramente interessados no bem comum de todos ao invés de pensar somente neles e no poder que pretendem alcançar. Não existiu.

      O PS tem um programa que mete medo. A coligação, nestas eleições foram a meu ver o "mal menor". Ontem não votei em quem lá queria mas contra quem não queria lá. Porque, infelizmente nenhum partido da oposição conseguiu apresentar um plano à altura, com base na nossa realidade e com base nas necessidades do país...

      Se os votos em branco contassem para alguma coisa, ontem o meu voto teria sido em branco.

      Eliminar
    5. Anónimo, estou consigo. Eu não gosto do Passos e sabe Deus que fizeram muita porcaria. Mas infelizmente são os que acho menos maus.

      Eliminar
  3. Ainda estou a processar os 23 deputados dos BE.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também estou meia parva. Mas a verdade é que a Catarina Martins foi brilhante, durante a campanha.

      Eliminar
    2. Continua a ser. Tivesse ela ideias de jeito...

      Eliminar
    3. Acho-a fraquinha, muito boa no bota-abaixo mas uma nulidade no que diz respeito à apresentação de propostas concretas. Nos debates esteve pior que os adversários (e não foi porque eles fossem muito melhores). Não tenho dúvidas de foi o papel da Mariana Mortagua na comissão do BES que tornou este resultado possível.

      Eliminar
    4. Ela não é fraquinha. Só não tem de governar e sabe isso. Se tivesse não poderia ter aquele discurso.
      (mas sim, houve um aproveitamento do discurso da miúda sobre o CEO que desconhecia tanta coisa...)

      Eliminar
    5. Lá está, é fraquinha. Não consigo levar a sério quem se limita a fazer barulho só porque pode.

      Eliminar
    6. (Goste-se ou não dela, a MM fez muito mais na comissão do BES do que mandar a boca do CEO que nada sabe ao Zeinal Bava).

      Eliminar
    7. A esquerda pode dar-se ao luxo de fazer aquele tipo de discurso exactamente por não ter quaisquer hipóteses de governar. Não acho que isso faça deles mais fracos, acho que aproveitam as circunstâncias. Se me convencem? Nunca.
      Mas as miúdas estiveram bem.

      Eliminar
    8. Concordo tanto mas tanto contigo Mirone. Não gosto da Catarina Martins, detesto a postura dela e tenho plena convicção que estes 23 deputados são fruto do trabalho da Mariana Mortágua.

      Eliminar
  4. Parece que vai ter que guardar a corneta....

    ResponderEliminar
  5. Pipocante Irrelevante Delirante5 de outubro de 2015 às 00:42

    Os franchisados do BE ficaram em branco.
    É pena.
    Mas afinal, ganharam, porque o objectivo era derrotar a direita. Ou melhor, deixá-los ganhar, mas por poucos.
    A Joana até atrás do Zico ficou. E dos tipos do PNR. Parece que o discurso xenófobo ainda bate um bom par de mamas.
    O PSD na Madeira, apenas, tem mais votos que o PAN (força política mais votada daqueles sem representação) no país inteiro.
    Ainda não foi desta que tivemos um governo patriótico de esquerda liderado pelo Garcia Pereira.
    Para o ano há mais (e não me refiro às presidenciais)

    ResponderEliminar
  6. Pipocante Irrelevante Delirante5 de outubro de 2015 às 00:48

    Afinal o Zico mete um deputado.
    O Cardinalli que faça as malas e emigre.

    ResponderEliminar
  7. Não fomos agora, mas iremos daqui a um ano, pelo menos em casa deu para saltar e gritar!!!

    Vamos ver como vai correr, não vai ser fácil....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que pode ser muito bom. PS e PSD terão necessariamente de se entender e fazer compromissos. Pode ser bom.

      Eliminar
    2. Nestas alturas, o que eu gostava que o voto não fosse secreto! E depois, "inteligências" superiores como as que aqui pairam, que levassem com os cortes e a merda que este governo via continuar a fazer, que pagassem milhares de euros por acesso à saúde. E os burros, como eu, ficávamos a rir!

      Eliminar
    3. Cara anónima das 14.31h e acha mesmo que Portugal pode existir sem cortes naquilo que foram despesas desmedidas ao longo de décadas sem que se meta cá a troika outra vez em 3 tempos?!

      Eliminar
    4. Acha mesmo que PS e PSD se vão entender, Picante?

      Eliminar
    5. Acho que não vão ter outro remédio. Até porque a ala "Segurista" do PS já o confirmou. O Costa saiu extraordinariamente enfraquecido, se se conseguir manter não vai querer ser recordado como o tipo que minou ainda mais o PS, impedindo a governabilidade do país.
      E não é mau que tenham de se entender, tira arrogância ao PSD.

      Eliminar
  8. Claro que ias, tu e a betada toda atrás. É que pela forma como falas e de tudo o que vejo teu, a coligação governa muito mal, deviam esmifrar bem esmifradas pessoas como tu, que ainda andam aí na boa vida. Isto da direita é sempre assim, os da alta estão sempre a subir e quem se lixa é o mexilhão!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó mas eu sou esmifrada... Ó se sou. Pago os meus impostos, obscenamente elevados, por sinal.

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.