quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Se me tivessem apetecido blogs nas férias #7

A blogger que assertivamente afirma, num autêntico rasgo de genialidade que os homens são todos iguais, uns idiotas, de imaturos que são, revela ela própria uma tremenda maturidade ao dizer coisas como "será que casei com um merdas", "testículos titânicos" e "nunca conheci um homem que não fosse imaturo".

(e daí talvez seja aquilo do karma e ela tenha razão, vai-se a ver e só conhece homens idiotas de imaturos que são...)

137 comentários:

  1. Ahhhhh... a maçaneta a escrever para não perder terreno para a concorrência

    ResponderEliminar
  2. Realmente não gostei daquele post, e ele que parece ser tão carinhoso com ela, e ela com conversas parvas sobre ele. Já parece a outra a falar mal da sogra só porque sim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paciência de santo lá isso é capaz de ter.

      Eliminar
    2. Desculpem mas quem é que falava mal da sogra? Fiquei perdida...

      Eliminar
    3. A senhora lá dos 4 pólos!

      Eliminar
  3. Testículos titânicos?? WTF, ahahahahahahahahahah

    ResponderEliminar
  4. Olha, se queres que te diga, nem 1/3 desse (daquele) texto consegui ler. É de uma patetice tal, que se fosse (o post) escrito em papel higiénico, nem para limpar o rabo servia.

    ResponderEliminar
  5. Se me tivessem apetecido blogs nas férias #849...tinha aqui vindo! Só que não. Não se perde nada. Mais do mesmo.

    Palavra de Maria

    Boa continuação...Só que não! (já se acabaram não foi?)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmentente. Se bem que ainda estou em mood semi férias, praia ao final da tarde, grelhados à noite, amigos ao jantar, poucas horas de sono...

      Eliminar
    2. Então deixe-se estar nesse mood e dou-lhe um conselho (eu sei, eu sei, se fossem bons não se davam, vendiam-se... Mas digamos que é uma borla), descanse mais! Passa muito tempo a pensar na vida dos outros!

      Palavra de Maria

      Eliminar
    3. Andou a ler-me o início do blog? Foi?

      Eliminar
    4. zzzzzzzzzzz... a este comentário da "Palavra de Maria". É tudo, por agora!

      Eliminar
  6. Ahhhh... a ME a escrever só para encher...

    ResponderEliminar
  7. Ora eis um bom exemplo de grande imaturidade. Eu até gosto da moça e daquilo que escreve mas depois desata a espingardar quando acha que escreveu algo com piada e os leitores não conseguem achar graça, desata a dizer que não precisa do blog quando os leitores não concordam com ela, não tem qualquer problema em chamar as pessoas de acéfalos (defendendo que se trata da sua opinião e que tem direito a ela) mas se alguém lhe diz alguma coisa faz-se de muito ofendida (como se os outros não pudessem também ter uma opinião mais negativo a seu respeito) e agora deu-lhe para apagar comentários que faz e até mesmo posts inteiros (ou então sou eu que sou pitosga e nunca mais vi o post do cão preso no alentejo).

    Quando vi esse post sobre a imaturidade dos homens, pensei para com os meus botões "Ainda bem que ela está (mais uma vez) errada e que os homens não são todos assim. Há é que saber escolhê-los....E eu tive a sorte de encontrar um homem, enfim, como dizer....ah, sim, adulto.". E no fundo se calhar a Picante tem razão e cada um tem o que merece, porque também é preciso ser um homem imaturo para conseguir aguentar muita daquela imaturidade. Claro que se poderia aqui discutir que quem não é como eles é porque é terrivelmente sério, frustrado, não sabe brincar, etc (mas mais uma vez olho para o exemplar cá de casa e vejo o seu brilhante sentido de humor, o seu sentido de oportunidade para quando deve ser palhaço, as nossas brincadeiras e ataques de riso e penso que só quem é realmente imaturo é que não consegue ver a diferença).

    Mas digo-lhe, Picante, que até tenho pena porque efectivamente de vez em quando até acho piada à moça (já achei mais é um facto quando não lhe davam tantos chiliques) e gostava do que ela escrevia.

    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria, eu sigo a MDE, embora nunca comente. Acho-a uma mulher interessante no percurso dela. Não gosto de tudo, claro que não, mas também acho incrível que se escrevam mentiras. É mentira que ela responda que não precisa do blogue quando não concordam com ela. Nunca li uma coisa dessas, mas por favor indique que eu posso estar enganada. É verdade que ela diz que não vive do blogue, pelo que não precisa dele para comer, mas não em resposta a alguém que não concordou com ela em algum assunto. Ela responde isso em contexto próprio, quando lhe dizem que precisa dos leitores para viver e lhe perguntam o que seria dela sem os leitores. E acha algumas pessoas "acéfalas" porque é mesmo a opinião dela, mal ou bem, mas não por não concordarem, sim pela maneira como as pessoas se dirigem a ela. E muitas vezes tem razão. Claro que se a MDE respondesse a uma opinião negativa dizendo que não precisa do blogue para nada faria dela uma anormal, mas não é isso que acontece, é em contexto próprio. E depois de ouvir a entrevista dela na rádio percebi mesmo que é um blogue que não escreve para agradar, pelo que deve ser mesmo verdade que não vive do blogue.

      Ela não apaga comentários, já explicou isso. Ela apaga pessoas. E eu percebo, tem direito a não ter de receber todas as pessoas, não se pode criticar por isso. O post do cão está lá. E dias a seguir está um novo post dando notícias da resposta que recebeu da GNR, de algo que ela fez pelo cão, sendo que ela assume também que não gosta de animais. E uma pessoa que se esforça por fazer um bem maior por um cão, por uma questão de princípio e não por ter um em casa, e ter tentado mover as pessoas para ajudar, é de valor. Realmente, há muita gente a querer fazer da rapariga uma coisa que não é. Não gosto de tudo, mas ela não é a burra que querem fazer dela que é o mais curioso, quererem que ela seja uma anormal, apontando-lhe factos que como seguidora nunca vi. É o chamado misturar alhos com bugalhos.

      Eliminar
    2. Caramba. Essa do "não insulta porque acha mesmo as pessoas acéfalas" é fantástica.
      Quer isso dizer que eu posso começar a chamar idiota aos idiotas, gorda às gordas, pindérica às pindéricas, puta às bicicletas da aldeia? É? Afinal acho mesmo isso, é só a minha opinião, não é um insulto...

      Eliminar
    3. E não precisa do blog para viver é mas é o caracinhas. Só queria saber quantas encomendas de chanatas teria, num negócio que nem loja física tem, se não fosse a divulgação que passa a vida a fazer no blog. Aquilo é conhecido como, mesmo?
      Areia para os olhos? A esta hora? Fofinha...

      Eliminar
    4. Juro por todos os santinhos que há no Céu que vi à venda, numa loja de chinês, vários botins iguaizinhos aos que a apple vende. Mas quando digo iguaizinhos é que são iguaizinhos mesmo, até os calcanhares brilhantes e as franjas.Siameses!

      Eliminar
    5. Picante, faça-me um favor. Tinha escrito uma grande resposta ao comentário do Anónimo mas acho que deu erro e não foi submetida correctamente. Para não estar a escrever tudo outra vez e se calhar até me estar a repetir, importa-se de me dizer se tem aí algum comentário meu por aprovar?

      Maria

      Eliminar
    6. Querida picante em resposta ao seu comentário das 13:01 devo lembra-la que no post em que disse que as pessoas que usavam o calçado da Cristina Ferreira tinham "ar de..." não era um insulto era uma opinião!!!!!!!!!!! Tenha dó.....

      Eliminar
    7. Maria, não tenho aqui nada. Deve ter dado erro...

      Ana, fico sempre surpreendida quando constato que há pessoas que não percebem a diferença entre dizer que uns sapatos dão ar de pega ou que a pessoa X é uma pêga. No primeiro caso estou a catalogar os sapatos, no segundo a pessoa. Não é assim tão complicado, esforce-se lá um bocadinho...

      Eliminar
    8. Pipocante Irrelevante Delirante21 de agosto de 2015 às 11:13

      Os chineses são conhecidos por replicar marcas de sucesso.

      Eliminar
    9. É verdade PID.
      (Tenho ideia de ela ter replicado uns Oxford shoes, o ano passado...)

      Eliminar
    10. (mas posso estar enganada, podem ser só parecidos...)

      Eliminar
    11. Pipocante Irrelevante Delirante21 de agosto de 2015 às 11:50

      Acredito mais que tenham sido esses universitários a copiar o trabalho dela.

      Eliminar
    12. Rapariga, ela tem loja. Não é loja dela, mas vende numa loja, num centro cheio de movimento e sobretudo de turistas, junto de mil marcas portuguesas recentes. Tem uma página de FB da marca cheia de gente e aquilo corre tão bem que está para começar outro negócio. Ou achas que é porque corre mal e apenas porque está assente num blogue? Lê as entrevistas dela, diz que seria mau negócio ter um negócio apenas assente numa página de blogue porque não duram para sempre, o que qualquer pessoa com dois dedos de testa concorda. Mas confirma que foi através do blogue que tudo começou. Só inventam.

      Eliminar
    13. então se ela não tivesse alguns leitores antes da marca nascer
      esses mesmo iam comprar os sapatos caros, sem conhecer quem esta por de trás?

      provavelmente muita gente nem ia ligar, porque as zaras também tem copias das copias

      Eliminar
    14. Ai, Picante, obrigada. Lá terei eu de escrever tudo outra vez (que maçada).

      Ao anónimo das 22:31,

      Eu também acho a MDE uma pessoa interessante e nem sequer faz parte daquelas bloggers que acho tão mázinhas, mas tão mázinhas que as leio só para poder abanar a cabeça e rir-me com o rídiculo de tudo aquilo. Já a leio há muitos anos e acho que ela tem um bom sentido de humor, gosto da escrita dela, gosto da forma como escreve os posts e acho que por vezes fala de temas interessantes...Ou seja, não venho para aqui fazer da MDE aquilo que ela não é, insultá-la só porque não a suporto, falar mal só por sim. Mas também acho que que a MDE que hoje escreve não é a mesma MDE que escrevia há cinco anos atrás e que tem revelado uma faceta que ou antes não existia ou que não era tão visível a quem lia o blogue. Acrescento ainda que não a comento até por não gostar da maneira como responde a outros comentadores (ou seja, não estou aqui ofendida ou melindrada com nenhuma resposta que me tenha sido dada).

      Quanto àquilo que me diz no seu comentário:

      - Em relação ao post do cão, fui confirmar. Tanto no telemóvel como no computador, o post continuava sem aparecer. Mas como a Anónima me dizia que estava, tentei perceber o que se passava e percebi que estava apenas a ver os "destaques" e não "todas as histórias". Seleccionando esta última opção aparece o dito post do cão. Era portanto azelhice minha (embora eu tenha posto a hipótese de estar a ser pitosga quando escrevi o meu comentário).

      - Quanto ao apagar pessoas e não comentários/posts já não posso concordar. É verdade que ela apaga pessoas (ela própria o assume) mas já vi respostas delas desaparecerem enquanto que a pessoa e o comentário original ali se mantêm. Será novamente azelhice minha?

      - Quanto ao viver do blogue, também não acho que viva. Pelo menos, não como a PMD. Mas não sejamos burrinhas e dizer que não o usou para lançamento da sua marca (até porque ela própria o diz). Mas mesmo que não o tivesse feito, há necessidade de estar constantemente a dizer que não precisa do blogue para viver? Pode agora dizer-me que ela diz isso quando a insultam e ameaçam de tirar o gosto da página, mas infelizmente já vi, perante leitores que dizem que o blog agora tem demasiada publicidade ou que se foca muito naqueles assuntos que já se sabe serem controversos (são críticas? São. Mas não podem ser críticas construtivas se ditas com educação?), respingar que se não gostam porque é que lêem, que não precisa dos leitores e do blogue para nada, etc, etc....

      - É claro que quando ela chama "acéfalos, merdas, burros, povo, grunhos, etc" é a opinião dela. Mas experimente apenas ir a um post daqueles em que acha que ela não teve a melhor atitude e dizer-lhe isso mesmo "Neste caso, acho que a sua atitude não foi muito madura/correcta/adulta/certa..." e verá como na maior parte das vezes ela se mostrará terrivelmente ofendida e atacará imediatamente. E não, não me diga que ela ataca apenas quem é mal-educado.
      E continuando a falar de opiniões, o que diria se agora a Picante escrevesse aqui um post simples e claro dizendo "Eu acho que a MDE é imatura, estúpida e não tem sentido de humor!" (ou seja lá qual for a opinião da Picante. Estes termos inventei-os agora)? Quanto aposta que a MDE armaria uma barraca, acusaria a Picante de bullying, ameaçaria com a polícia e com os tribunais? Mas a Picante deu apenas a sua opinião, certo?

      (continua...)

      Maria

      Eliminar
    15. (continuação)

      - Lembro-me, por exemplo (da altura em que ainda se comentava no blog), de um post sobre uma ocasião em que ela fez uma paralítica ao namorado ou dos inúmeros posts sobre puns. Há leitores que acham imensa piada e há outros que não vêem onde está a piada. Destes últimos, há os que atacam e são mal-educados, e há comentam educadamente. E no entanto, a MDE coloca-os a todos no mesmo saco dizendo que quem não dá puns à frente dos seus companheiros é frígida, incapaz de ter intimidade, que só fazem amor de luz apagada, que não têm sentido de humor, que sabem lá o que é uma relação a sério, etc, etc....Acha que há necessidade disto, de dizer estas coisas só porque há quem ache que um casal para ser íntimo e feliz não precisa de dar puns um à frente do outro?

      - Mesmo em relação ao post do cão, eu fui uma das que (mas não comentei) li aquilo e não percebi que a MDE tinha tentado mesmo fazer alguma coisa e não estava apenas a mandar os seus leitores fazerem-no. E é verdade que houve quem reagisse de forma mais bruta mas houve também quem reagisse de forma educada. Mas isso não interessa porque logo de seguida foi escrito um post, muito ofendido, a chamar claramente a quem não tinha compreendido aquele post de "mal-disposto, merda de gente, etc" e perguntando-se porque é que as pessoas não param para pensar e não se perguntam "será que ela fez alguma coisa"? E eu pergunto: e é assim tão complicado parar para pensar e ver que se calhar a forma como as coisas foram escritas não foi assim tão clara e daí ter havido várias interpretações? É que isto da escrita tem o seu lado mau e cada um lê as coisas no tom que quer. Eu acho que a MDE lê os comentário opostos aos dela com um tom de quem a estão a atacar e insultar, da mesma forma que eu e outros podemos ter lido aquele post com um tom de nariz empertigado e "façam lá a denúncia que eu vou comer em paz". Mas não pode exigir aos outros saberem em que tom ela escreve as coisas se ela própria não tem esse comportamento para com os outros. Por isso, pergunto novamente "Haveria necessidade de responder assim, insultar assim as pessoas?".

      - A MDE não é burra. E sabe perfeitamente que há assuntos que se forem falados geram discussão (como os animais, como a amamentação, etc). "Ah, mas é o blogue dela e ela escreve sobre que quiser". Claro que sim, ninguém diz o contrário. Mas não vamos dizer que é inocente a forma como se refere a estes assuntos e principalmente os termos que usa, deliberadamente escolhidos para incendiar as opiniões. Mas lá está, não acho que tenha maturidade para o assumir e coloca-se depois no papel de vítima ofendida dizendo que só dá a opinião dela e que vêm as fanáticas para ali mandar vir com ela.

      - Quando a comecei a ler, gostava muito dos pots sobre o homem. Achava que ele era inteligente e com sentido de humor (e não tenho razão para achar o contrário agora) e nem acho que o facto de ele nada dizer quanto às coisas que ela escreve sobre ele faz dele um tótó. A relação é deles e se permite estas coisas, ainda bem e é para o lado que eu durmo melhor. E se ela diz que ele é imaturo, eu acredito nela. Mas eu também acho que ela é pelas atitudes que cada vez mais demonstra no blog.
      Continuo a achar que ela é inteligente, que tem sentido de humor, que escreve bem mas não sou uma seguidora cega e não deixo também de ver que tem uma imensa facilidade em colocar tudo no mesmo saco (exemplo fácil: o homem dela é imaturo logo todos os homens o são. Ou "se eu dou puns e isso faz com que haja mais intimidade com o meu companheiro, então quem acha isto errado é frígida"), que quando se sente atacada (porque o é mesmo ou porque assim o interpretou) é incapaz de responder sem colocar um pequeno insulto no meio, que nunca dá o braço a torcer e admite poder estar errada, e mais uma série de comportamentos que fazem com que eu tenha a opinião que ela é também bastante imatura.

      Maria

      Eliminar
    16. Picante, desculpe ter abusado deste seu canto e não voltarei a escrever posts deste tamanho.

      Maria

      Eliminar
    17. Maria, esteja à vontade.
      Eu concordo consigo, detesto a maneira arrogante e sobranceira como ela responde a quem está em desacordo. Revela uma enorme falta de tolerância e poder de encaixe. E já não é tão novinha que se justifique com aquilo do extremismo próprio da juventude.

      Eliminar
    18. Anónimo, uma pessoa que não precisa do blog ou dos leitores para nada não vai para lá pedir às gentes do Porto que inudem a loja A, B ou C de mails, para que tenha os sapatos dela. Precisa sim. Não há mal nenhum em assumi-lo, o blog faz parte da máquina.

      Eliminar
    19. "É mentira que ela responda que não precisa do blogue quando não concordam com ela."... Eu sigo-a, antes por gostar, agora porque me divirto imenso com os chiliques que volta e meia lhe dá e para poder comentar aqui, e é verdade sim, não por essas palavras, mas ela já disse mais que uma vez que não precisa dos leitores do blog, assim por estas palavras (mais ou menos).

      Eliminar
    20. A história do cão, por favor, não brinquem comigo. Aquilo foi claramente para agradar aos leitores que lhe dão na cabeça por ela andar sempre a falar mal do gato. Mas andamos a brincar?! Uma pessoa que não gosta de animais, segundo a própria, vai-se importar por uma cão (bem tratado, segundo a própria) estar apenas preso? Eu vivo numa aldeia e quase todos os meus vizinhos têm pelo menos 1 cão preso, ou porque têm mais cães e eles começavam à porrada, ou porque têm quintais e os cães estragavam tudo, ou porque têm crianças e eles podiam-lhes morder. Mas são todos muito bem tratados. Eu própria já tive cães presos (agora consigo ter 3 soltos), por alguns desses motivos e sempre os tratei muito bem, e sempre os adorei. Agora lembrou-se de divulgar aquilo, dum cão, que segundo ela viu parecia bem alimentado, bem tratado, só estava num terreno, possivelmente sem vedação, preso. O dono até gosta do cão, trata-o bem, vai lá a gnr incomodar (fazer o trabalho deles) a pessoa, e leva o cão para um canil, para abate, que é muito melhor. Enfim!

      Eliminar
    21. Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahah isto é tão delicioso.
      Pois não, claro que a miúda não precisa do blogue nem do respectivo facebook para viver, pois claro que não. Que disparate, sua cambada de acéfalos.
      Era fazer tudo igual mas sem usar estas duas plataformas para promover o seu negócio lá dos sapatos e outros que por aí venham (e acho muito bem que sim - e sem ponta de ironia, que isto temos todos de fazer pela vida) e eu queria ver. Bem podia a rapariga dar as entrevistas que quisesse (que, lá está, só as tem por ser autora do blogue) que queria ver quanta gente lhe ia dar lá com o site dos sapatos e quanta gente lhos comprava. Quantas marcas de calçado "anónimas" (ou seja, cujo gestor não é conhecido por outras andanças) se safam com meia dúzia de modelos vendidos online? Calçado hã, não estou a falar de roupa ou acessórios home made. Procurem... Procurem e depois digam-me quantas encontraram. Porquê? Porque a moça é so muito mais esperta que toda a gente e porque o seu calçado é para lá de espetacular. Mas sim, achar que o sucesso (e ganha pão) da rapariga vem do blogue é só muito estúpido.
      É tão feio cuspir no prato. E para o ar, para o ar também é feio.

      Eliminar
    22. Eu não sei o que é mais surpreendente, se os chiliques dela, se a capacidade de algumas pessoas para não os ver/ler. É que, quem a siga frequentemente (não é o meu caso) tem que ser muito capaz para evitar tantas situações de desrespeito despropositado, chiliques de todo o tamanho e ofensas a vários comentadores que não foram ofensivos...

      Em relação a não precisar do blog... ela diz e até age várias vezes como tal mas já foi explicado o motivo pelo qual o blog lhe foi essencial para ter um negócio de sucesso.

      Eliminar
    23. "Foi"??! Como assim " foi"? Passado?!! Ela que experimente fechar hoje o blogue (e a página de FB associada) sem fazer a propaganda (e levando leitores) para um outro FB pessoal no mesmo género (chiliques required claro) e onde faça a ponte para os sapatos a ver quantas mais temporadas aguenta a marca... Assim, como uma marca normal em que não se sabe nada da vida de quem está por trás... Não fazia mais duas, apostaria. Caía no esquecimento em três penadas (e fazer sapatos não é o mesmo que fazer roupa... Fazer sapatos sai caro, o material é muito caro, são muitos números. É outro volume de negócio, requer outro - muito maior investimento, o risco de falência é portanto muito superior.) Os sapatos não são da Ana não sei quê são da MDE, é diferente. Negar isto é só tonto. E é ver.. Diga o que disser... É ver se a MDE desaparece para dar lugar à fulaninha de tal que fala exclusivamente dos seus negócios... Não desaparece.

      Eliminar
    24. Foi essencial para iniciar era o que queria dizer. Não sei o volume de negócio, nem se o nicho que criou (se é que o criou) está fidelizado ou não mas se já estiver provavelmente quem tiver gostado continuará mas claro que tem que investir em publicidade para a marca e provavelmente o blog é-lhe essencial nisso à mesma.
      Acho que só mesmo quem a siga e goste dela para lhe comprar os sapatos.

      Só não concordo que fazer sapatos saia muito caro. Sai caro é fazer os moldes (numa fabrica) mas pelo tipo de sapato que vi no site acho que são "basicos" e qualquer empresa os tem. Com 10€ compra-se material (pele, de muito boa qualidade). Aliás muito sapato que é vendido por 150€/200€ não tem mais que 10€ de pele, tem é mão-de-obra, marqueting, etc por detrás... Por isso é que no norte se encontram muitas sapatarias "anónimas" com sapatos de imensa qualidade (e de pele) por 40/50€ - paga-se a mão de obra (que é mal paga) e o material. A publicidade ficam para as marcas e é uma grande parte do budget.

      Pessoalmente não lhe compro sapatos pois não me agradam particularmente mas isso não invalida que existam gostos para tudo...

      Eliminar
  8. Ora bem, como se costuma dizer "cada um tem o que merece". Talvez generalize para não se sentir tão mal com o que lhe saiu na rifa.

    ResponderEliminar
  9. Vamos tentar deixar o rapaz de fora disto, ok?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está aí um "de" a mais... Antes que alguém desate aos gritos.

      Eliminar
    2. Picante, num blogue deste teor, escrever um post destes e esperar/pedir que se deixe o rapaz de fora nos comentários, não é lá muito razoável, é?

      Eliminar
    3. Não sei a que teor se refere. Mas eu estou cá para garantir que o rapaz não será insultado.

      Eliminar
    4. Não é preciso insultá-lo, a própria mulher faz esse papel lindamente. E ele deixa.

      Eliminar
    5. O rapaz tem um ar assim digamos... enfim...

      Eliminar
    6. Lol ao comentário das 08:44, muito bom!!

      Eliminar
  10. Como deixa-lo de fora se ela o insulta publicamente?!!! É um pouco difícil.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda assim. Vamos tentar não lhe chamar nomes.

      Eliminar
  11. Aquilo tudo quer dizer que eu fiquei com o último homem decente? Ena pá que sorte, e eu a pensar que ganhar o euromilhões é que era difícil!

    ResponderEliminar
  12. Esta sei quem é. É a que não sabe quem foi Victor Hugo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O texto assim faz crer. É referido só como um homem que deu nome a muitas ruas...

      Eliminar
    2. WTF?? Ela apagou o dito post dos imaturos? Picante, cabo-lhe a paciência de conseguir o que ela escreve. A maioria das vezes que lá vou é quando estou a tentar perceber de quem fala, porque de resto leio a primeira fase e... boring!

      Eliminar
    3. Aquele post específico chamou-me a atenção, de tão tolo que era.

      Eliminar
    4. Também não sabe o que significa "Neuf"...diz que a ponte de "nova" não tem nada :D

      Eliminar
    5. Ofiusa, vivendo em Paris, tendo oferecido dicas de viagem, não é a MDE que está errada, foi você que não soube ler. Não foi Victor Hugo que nomeou ruas, foi o nome dele que deu nome a muitas ruas. E não está errado, apenas não soube ler, ela escreveu correctamente. E para a Anónima a a ponte Neuf também é chamada de ponte "nova", não por tradução, mas porque tem uma construção diferente das outras e assim se chamou desde então, mas para as distinguir, o mesmo que chamar a ponte Vasco da Gama de "ponte nova", por ter sido a mais recente. Uma visita à Wikipédia explica-lhe isso.

      Eliminar
    6. Não preciso da wikipedia para compreender bom português, Em Paris. A MDE até pode saber isso que diz, mas o texto não deixa margem para dúvidas, está a associar diretamente o "Neuf" a "nova" pelo que naquele contexto é assim que se interpreta. Não estou dentro da cabeça dela para saber o que quis dizer, limito-me a interpretar o que está escrito.
      Quanto à outra observação que foi feita sobre Victor Hugo, volto a repetir, se a MDE sabia a importância da pessoa a que se referia exprimiu-se muito mal: " Um homem, de nome Victor Hugo (vão encontrar pela cidade praças e ruas com este nome)..."....isto é forma de falar de Victor Hugo? É a mesma coisa que dizer: Mozart, um homem que tocava piano...ou Barak Obama, um homem que vive na Casa Branca...

      Eliminar
    7. Mas saberá ela realmente quem foi Victor Hugo? Aí está a questão...
      Tudo o que ela escreveu também poderá ser encontrado na wikipedia e afins.. com fotografias melhores e tudo... quanto à Neuf... sem comentários...

      Eliminar
    8. Caro Em Paris (também já lá vivi, que saudades!), se calhar foi a minha frase que foi dúbia. Eu não tencionei escrever que o Victor Hugo andou literalmente a dar nomes às ruas de Paris. O que eu tencionava realçar foi ele ser referido simplesmente como um homem que lutou pela reconstrução da catedral e que deu nome a muitas ruas, no senti do de alguém ter dado o seu nome a ruas e avenidas como homenagem. E continua a fazer-me muita impressão ele ser simplesmente referido como "um homem", quando ele é o Victor Hugo, um dos maiores escritores de França, daí que seja tão homenageado, mais do que pela questão da catedral, até. Espero ter clarificado o meu comentário anterior.

      Eliminar
    9. Victor Hugo? Imperdoável não saber-se.
      Que falta de instrução gritante.
      Era um rapaz que jogava hóquei patins no F C do Porto.

      Eliminar
  13. Só te faltou foi compreender o texto. Ela não insulta o marido e além disso ele lê o blogue.

    Ou pelo menos eu compreendi o texto, que fala da diferença entre homens e mulheres, não de insultar homens.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Catarina. Eu não percebi o texto. Uma pérola daquelas, que apelida os homens em geral de imaturos e idiotas, o marido em particular um merdas, deduzo que por causa de velocidade excessiva, as mulheres é que são todas muito adultas, os homens (já disse que são uns idiotas imaturos?) não passam de uns criançolas. Não percebi o texto, efectivamente tem razão.

      Eliminar
    2. Pipocante Irrelevante Delirante20 de agosto de 2015 às 23:26

      Ah bom
      Eu acho que as mulheres são todas umas irracionais, mesquinhas e egoístas. Umas reais cabras umas para as outras, e umas vacas em geral.
      Os homens são racionais, companheiros e altruístas. E o mundo só se mantém a rodar porque para cada mulher há um homem para controlar e pôr no sítio.
      Mas não encare isto como um insulto, apenas uma constatação.

      Eliminar
    3. Mas o que é que te interessa a ti a maneira como ela trata o homem dela? Chegou agora a defensora dos homens oprimidos. A verdade é que eles se dão bem (nota-se no blog), têm uma boa relação e uma boa vida. Se tu tens uma vida de merda, um homem que é uma besta, faz algo para mudar (a tua vida) e deixa os outros em paz. Tu fazes-lhe uma perseguição que é uma vergonha. Esquece, olha para ti e para as tuas amiguinhas, muito mais criticáveis do que ela.

      Eliminar
    4. Este esteve quase a não ver a luz do dia. Mas é tão estupido que não resisti...

      Eliminar
    5. Sim picante não compreendeu o texto nem percebe o blog senão tinha percebido que esse post vem na sequencia dos posts em que a maça refere o medo que tem que o marido goste de velocidade, de corridas de carros, do medo que tem que ele tenha um acidente ou morra numa dessas corridas estupidas. E imaturidade masculina de achar que as coisas só acontecem aos outros e eles são sempre os maiores

      Eliminar
    6. Sim Ana, tem toda a razão. Todos os homens acham que os acidentes do acontecem aos outros. São umas crianças imaturas, mas onde é que eu tinha a cabeça quando achei o texto tolo?

      Eliminar
    7. Oh, Ana, então e o meu marido que acha que estas coisas não acontecem só aos outros? Não é imaturo ou não é homem? Agora fiquei na dúvida....

      Eliminar
    8. Viva a Ana! Eu estava a ver que era a única a ter percebido o texto e até já estava a pensar que eu não tinha percebido era nada. Aquilo tem a ver com boys will be boys, boys and their toys, é sobre homens e os seus momentos. Aquilo tem a ver com excesso de velocidade e até deixa um vídeo de um acidente de viação no fim do post. Picante, abre a pestana, o texto não é sobre o marido no seu carácter, é sobre excessos masculinos. Não percebeste mesmo ou percebeste e queres fazer parecer que é outra coisa?

      Eliminar
    9. Ai aquilo era ela a ser espirituosa? Está certo.
      (quando muitas pessoas não percebem uma mensagem a culpa é do emissor)

      Eliminar
    10. Bravo anónimo das 14:39 até que enfim alguém que também entendeu o texto, eu não teria escrito melhor.

      Cara picante, existem aqui comentários de pessoas que nem o texto todo leram mas vieram criticar......se calhar existem muitas a criticar porque todos criticam, e muito poucas com cabeça para pensar por elas...

      Eliminar
    11. Ora aí está! Muita falta de nível nestas comentadeiras.
      Nem uma "engenheira" nem nada.
      Assim não vai lá, ó menina Picante.

      Eliminar
    12. Vou começar a assinar "xotôra", tenho uma licenciatura de 6 anos (antes de Bolonha)! Qu'é isso de blog com falta de nível, este blog tem imenso nível!
      Ainda as outras diziam que se admiravam da profissão (do cargo) em que a picante estava, se imaginam que ela tem leitoras (e "comentadeiras") licenciadas matam-se! Não literalmente, espero!

      Eliminar
  14. Eu até acho que ele tem paciência de santo, para aturar o que atura.
    Por vezes acho-a tão insuportavelmente... Olhe... Imatura!

    ResponderEliminar
  15. Pipocante Irrelevante Delirante20 de agosto de 2015 às 22:32

    Se o dito fosse tão imaturo como se diz na net, ao ler aquilo, aplicava-lhe um par lapadas, e depois ia à conservatória tratar das papeladas devidas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ela deve ter razão. O tipo deita-se no chão, no meio dos cães, em plena calçada, pelo amor de Deus. Deve ser imaturo...

      Eliminar
    2. Pipocante Irrelevante Delirante20 de agosto de 2015 às 23:28

      Não gosta, tem bom remédio.
      Imaturo ou não, ate pode serverdade tudo e mais um queijo da serra, ler aquilo escrito, publicamente, sobre mim? Homessa...

      Eliminar
    3. Eu estava a brincar...
      (mas a parte de se deitar na calçada é verdade)

      Eliminar
    4. PID(e), sim senhor, que valentão! As mulheres domam-se à chapada! E já agora, porque ficar por aí? É melhor dar-lhe logo um tiro nos cornos... Mas quem é que estas vacas julgam que são??

      Só espero é que nenhuma desgraçada tenha tido a infeliz ideia de casar consigo.

      Eliminar
    5. Adoro quando as pessoas percebem a ironia da coisa...

      Eliminar
    6. Pipocante Irrelevante Delirante21 de agosto de 2015 às 11:51

      é a tal faca de dois legumes...

      Eliminar
    7. Picante, não resisto em iluminar-te: aquilo não é o meio da rua, é propriedade privada!

      Eliminar
    8. LOL! Ele não se deitou na rua, sabes pouco.

      Eliminar
    9. Ninguém disse que a calçada era a via pública. Deitou-se na calçada, porque é assim que se chama aquele pavimento, na rua, porque não está "debaixo de telha" mas sim ao ar livre. Se eu me deitar na calçada que dá acesso à minha garagem, ainda que dentro dos muros da minha propriedade, estou deitado na rua, na calçada.

      Eliminar
    10. O homem (PID) tava a brincar, credo! Eles nem casados são, ele não precisava ir à conservatória!

      Eliminar
    11. É. Se calhar os masoquistas não têm direito à vida.

      Eliminar
  16. Minha gente, acabei de apagar uma série de comentários, uns propositadamente, mas dois ou três foram levados na onda e também desapareceram.
    As minhas desculpas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ei! E apagou até onde?

      Eliminar
    2. Não os cheguei a publicar. Eliminei uma série deles, alguns por engano.

      Eliminar
  17. Picante, se não gostas de determinada blogger, porque a lês?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para se divertir com a estupidez da dita.
      Razoável e aceitável.

      Eliminar
    2. Não lhe chamaria estupidez mas pronto...

      Eliminar
    3. Mas este pessoal não sabe ao que vem?!!

      Eliminar
    4. Para ter conteúdo para o seu próprio blog?

      Eliminar
    5. Deve ser muito triste ter que ter um blog para se divertir com a "estupidez" alheia.

      Eliminar
    6. Sou uma fácil, eu, qualquer coisinha me diverte. Não é nada triste, é até muito alegre.

      Eliminar
  18. Eu queria só aproveitar a oportunidade para dizer que acho a NM uma mulher fantástica, tremendamente interessante mesmo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nê, meu anjo, estás logada. Ora repete lá a coisa como Anónima, é muito mais credível...

      Eliminar
    2. Não, a NM tem razão, se ela não gostar dela, quem gostará?!

      Eliminar
    3. Ahahahahahahahah Exactamente! E falar na terceira pessoa, qual jogador da bola, também é normal. Tudo certo, portanto, e tudo está bem quando acaba bem e isso. :)

      Eliminar
  19. Leio blogues em geral, não sou fã desiquilibrada de nenhum. Tiro ideias de vários, todos tem textos divertidos, interessantes, de seca, e de tédio. Elas podes ser tontas, ridículas, mas entre Pipoca, matxis-matxis, PN, maçãs, pequenos-almoços com sementes, é evidente que qualquer uma delas tem um casamento mais feliz do que o teu. A felicidade não te permitiria escrever coisas destas durante tanto tempo, só a falta da felicidade. Se calhar o teu casamento nem é infeliz, só gasto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Xana, ó doce Xana... As coisas que a Xanocas consegue ler num blog... Inteligente Xana, primeiro era a inveja, eu tinha era inveja delas terem muitos leitores. Depois eu arranjei muitos leitores e era porque ninguém me pegava, morreria seca e amarga que nem filhos tinha. E eu tive filhos e afinal até me pegavam e passou a ser o tipo que me pegou que não se aguentava à bomboca. Agora aguenta mas é mau para mim. Ó doce e inteligente Xana...

      Eliminar
    2. Eeeeiiii, eu até tenho um casamento feliz e TAMBÉM tenho tempo para vir para aqui dizer mal. Fazer o quê, prefiro dizer mal do que acho mal, do que me fingir de boa e muito feliz com a estupidez alheia! Mas não podemos ser todos iguais, não é?!

      Eliminar
    3. Pipocante Irrelevante Delirante21 de agosto de 2015 às 16:12

      Xana, Toc-Toc, tralalala...

      "é evidente que qualquer uma delas tem um casamento mais feliz do que o teu"

      É? Porquê? Porque aparecem a sorrir em fotos? Ohhhhh...

      Eliminar
    4. Confesso que é isto que me espanta: quando falamos de bloggers conhecidas fica sempre mal pressupor o que quer que seja. "Ah, o marido dela deixa que ela fale mal dos sogros, então não tem tomates", "Ah, o marido dela deixa que ela o trate por merdas, é um tótó",etc, e logo vem quem defenda que não podemos dizer estas coisas, que interpretámos mal, que somos invejosas, que sabemos lá como é a relação deles, blá, blá, blá....

      A Picante tem um blog satírico e já não há problema em dizer que é invejosa, que é mal-amada, que tem um casamento infeliz.

      A PMD comenta as fatiotas das famosas nas galas com o humor sarcástico que tem e toda a gente adora e implora por mais. E tenho a certeza que se viessem esses mesmo famosos para a caixa de comentários dizer "Tu és é uma invejosa! És infeliz no casamento!" logo haveria milhares de seguidores a defender a pipoca e a sua liberdade de expressão.
      A Picante faz a mesma coisa (trocando a roupa por post escritos, e as famosas por bloggers) e cai o carmo e a trindade.

      Eu cá sou muito feliz (é o meu único objectivo de vida, não há nada a fazer) e só não tenho um blogue como o da Picante porque não tenho jeito para a coisa. Acho piada a este tipo de blogs, pronto. Mas também gosto de alguns textos da PMD, da MDE, da Cócó, e não faço a mais pequena ideia de quem é que tem casamentos felizes ou não (era suposto saber?).

      Maria

      Eliminar
    5. É incrivel a perspicácia de algumas pessoas, que conseguem determinar a partir de umas quantas fotografias a felicidade alheia. Parabéns pelos seus poderes de dedução Xana.
      Se bem que me dá que pensar. Eu que concordo com a maioria dos posts da Mais Picante, e acho que muitas vezes as bloggers referenciadas muitas vezesperdem a noção do ridículo e do bom senso, terei também um casamento infeliz? Ou serei ressabiada, invejosa, e infeliz assim no geral?
      Gosto muito de passar por aqui, faz-me lembrar um blog que segui durante alguns anos, o Shame on you blogueira, que se dedicava a expôr as bloggers "in" do Brasil.
      Vale o que vale, mas continue Mais Picante, que eu cá gosto de a ler.

      Conceição

      Eliminar
    6. Conceição, e agora think out of te box. Poderá a Picante, a Conceição e outras pessoas determinar sobre a Maçã, a PN, a Pipoca e todas as mais conhecidas, determinar o quer que seja com rigor e exactidão?

      Se tudo aquilo que estes blogues escrevem não for fiel à realidade, quem são os mais ridículos, os que falam com certezas absolutas sobre figuras que nunca conheceram ou os que têm uma página onde escrevem o que querem e que é escolhido e pensado?

      Também gosto de passar por aqui e ver ao que as pessoas chegam, até onde vão por vidas que não conhecem. Ao trabalho que se dão, como falam mais mal que bem sobre seios familiares que nunca visitaram ou conheceram de perto. Acho-as ridículas, mais ridículas do que as outras que têm o seu mundinho, as suas páginas e estão na vida delas onde nem tudo deve ser real.

      Eliminar
    7. Anónimo, só para eu não lhe chamar já mentiroso, assim com todas as letras, explique lá onde é que me viu a construir hipóteses sobre vidas alheias.
      É que isso é completamente diferente de criticar o que é tornado público, que é o que eu faço. Não querem críticas? Não partilhem a vida com o resto do mundo.

      Eliminar
    8. Anónimo

      Mas lá está. Nunca vi a Picante dizer que determinado casamento é feliz ou não, que em determinado seio familiar se passa isto ou aquilo. A única coisa que faz é comentar aquilo que as próprias bloggers escrevem e que se esforçam por fazer passar como verdades. Se uma blogger diz que é o marido que faz todos os dias o jantar e a Picante brincar com isso não está a inventar factos nenhuns. Se a blogger estiver a mentir...bem, nesse caso, para mim, a triste continuaria a ser a blogger que precisa de inventar coisas para ser mais interessante para os outros.

      Maria

      Eliminar
    9. No fundo tudo vai ter à falta de.... (coiso)? carinho? paixão? atenção?

      A sério, dai-me dicas como chegam à brilhante conclusão sobre felicidade da vida alheia porque é algo que não conheço ninguém que seja capaz...
      Talvez sejam todas tão felizes que nem caibam em si de contentamento... ou talvez sejam tão felizes como esta: http://www.huffingtonpost.com/2015/07/08/domestic-violence-video-emma-murphy_n_7746452.html

      [Uma blogger de lifestyle, que apregoava a "boa vida" e afinal...]

      Vejam se entendem por uma vez: não é um sorriso amarelo bem dado que invalida a infelicidade de uma vida e não é a aparência de perfeição que demonstra a realidade de um casal. Aliás se fossemos a ver pelos blogs, tal como na vida, eu diria que quem mais parece perfeito, mais terá a esconder.

      Eliminar
    10. Caro anónimo das 22:26, não percebo porque acha que estoua pensar inside the box quando digo que não é por meia dúzia de fotografias que se pode avaliar se um casamento é ou não feliz. Nem tão pouco pelos posts das referidas bloggers se pode aferir o grau de felicidade das mesmas. Eu nunca li um post em que a Mais Picante afirmasse o que quer que fosse com exatidão acerca das bloggers. O que li, no comentário acima, foi alguém a afirmar que o casamento das ditas era feliz e o da Mais Picante não.
      O que se faz neste blog, é comentar posts alheios (tanto quanto eu sei), não se fala de vidas, nem de felicidade ou falta dela. E sim, quem expõe a vida da forma que elas o fazem, habilita-se a que as pessoas a comentem.
      Se quiser fazer uma comparação, eu se sair à rua com determinados sapatos e alguém me abordar do nada a dizer que não me ficam bem ou que não gostam dos sapatos, tenho o direito de me sentir ofendida.
      Agora, se eu perguntar a opinião a alguém (que no fundo é o que elas fazem quando publicam os outfits e posts e permitem comentários), não posso chamar à pessoa que me diz que não gosta do que eu trago, infeliz , invesoja, ressabiada e acéfala e outras preciosidades.
      Não querem ser comentadas, não se exponham e não, não estou a dizer que vale tudo, mas há que saber aceitar opiniões contrárias e isso é algo que falta às bloggerzinhas lindas que toda a gente defende...
      Conceição

      Eliminar
  20. O teu "rasgo de genialidade" a 22 de Junho de 2015:

    "Os problemas dos homens
    Não fodem, nem saem de cima".

    Tremenda maturidade também a tua, não fiques de fora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pena não se ter dado ao trabalho de copiar (ou ler) o resto do post. Ficaria a saber que até tem um alvo restrito.
      Mas sempre a vou ajudar e informar que essa rubrica é intencionalmente generalista e abusiva.

      Eliminar
  21. Xana, ó doce Xana...não é que tem razao?
    Anónimo, ó doce Anónimo (das 13:15), não é que também tem razão?

    Picante, ó amarga Picante...são dias e dias consecutivos de azedume.De olhar para o vizinho do lado, e esmiuçar e analisar tudo e criar ruído nas mensagens que lê na blogesfera.
    Nem sempre a culpa é do emissor... ó amarga picante. O ruído que provoca nas mensagens que lê, tem claramente o efeito nocivo que lhe quer dar.
    Se me tivessem apetecido blogs nas férias #9999999 ... o seu nao teria sido certamente, porque por aqui, nada mas nada se aprende (ficou bonito agora não foi?)

    Palavra de Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apoio a Picante!
      Acabada a Epopeia do Caminho do Salamargo, vai-se prá outra que parar é morrer!
      :)

      Eliminar
    2. Mas diverte, o que é muito melhor.
      Para aprender...o que andaste a fazer na escola?

      Maria te Calavas

      Eliminar
    3. A "palavra de Maria" gosta mesmo disto, tanto ou mais que nós! Continue que adoramos estas discussõezinhas, afinal quem não gosta dum bom lavar de roupa, até a Maria gosta!

      Eliminar
    4. Este "Palavra de Maria" não tem noção de que a conversa do contra só por ser já é mais velha do que ele. Um dia não lhe fizeram as vontadinhas e ele amuou. Bem diz o povo que depois de velhos viramos crianças outra vez.

      Eliminar
  22. Desta vez soube logo de quem falavamos! Deve ser triste ser-se conhecida na blogosfera por isto!

    ResponderEliminar
  23. Foi difícil perceber a que se referia o texto, mas lá encontrei na Apple. Já era antigo! Faço 50 anos este ano, o meu marido tem mais dez que eu. É curioso, achava que a Picante teria mais ou menos a minha idade e por isso achei que seria mais madura, não pela idade, mas pelo somatório de experiência de vida (sem críticas destrutivas quanto a isto, apenas uma observação!). Ao ler o texto, tenho de concordar e dar razão ao que ela escreveu. Não é imatura ao contrário do que opina. Com quase 30 anos de casamento e da minha experiência de vida, posso afirmar que os homens têm sempre os seus rasgos de imaturidade, criancices, está-lhes no sangue. Até à morte já velho, o meu pai teve os seus momentos de criança e para mim foi e será sempre um homem, um senhor para mim, uma referência de homem. O meu marido, não trocava por nenhum outro, foi o que escolhi e amo, mas não sou cega e sei ver quando tem os seus momentos. É uma luta de sexos, eles imaturos, nós sempre chatas. E isto é uma realidade eterna, para desconfiar são os casamentos perfeitos, o "agarrei o último homem bom", as que têm casamentos e homens perfeitos. Aquele texto é todo ele uma verdade, com algum ou outro exagero quanto a mim, mas nada de mais. E as verdades são incómodas, todos sabemos.

    Opiniões há muitas e a minha não tem de ser mais válida que outros que aqui apresentam a sua opinião, mas dos meus 50 anos, quase 30 de casamento, se permitir que a minha experiência de vida valha alguma coisa nestes comentários, é a Apple que está certa. Recomendaria que se fizesse um favor a si mesma e até raparigas mais novas que podem ler a sua página: não desempenhe um papel de Disney, de contos de fadas. Os homens têm os seus momentos, as mulheres também e escrever sobre características masculinas daquela forma significa uma boa relação, um saber ver e aceitar. Tudo o resto, as "perfeições" que muitas ditam, pior do que areia nos olhos dos outros, são areia para os próprios olhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Manuela, ainda bem que há opiniões diferentes, é a diferença que faz mover o mundo.
      Independentemente de não concordar consigo, não consigo aliar a imaturidade ao género, gostaria de lhe perguntar onde é que me vê advogar vidas perfeitas ou contos de fadas. É que eu nem falo da minha vida...
      E, claro que não sou perfeita, tenho inúmeros defeitos. Mas uma coisa lhe asseguro. Sou integra. Muito mais integra que as que crítico. E tenho um enorme orgulho na minha integridade, não abdico dela nem sob ameaça.
      (já fui ameaçada por causa deste blog, sabia? Várias vezes. E de cada vez que me ameaçam sorrio para comigo e mando-as para a quinta pata )

      Eliminar
    2. E se eu tiver 62 anos, 43 anos de casamento (nucpias aos 19 anos) e tiver uma opiniao completamente diferente, levo a bicicleta?

      Um longo bocejoooooooooooooooo...

      Eliminar
    3. Talvez nos seus 50 anos de casamento só tenha conhecido o seu pai e o seu marido. Eu cá, sem 50 anos de casamento mas com um marido há 10 anitos garanto-lhe que não o revejo em absolutamente nada do descrito.

      Mas o anónimo das 23.46h deve ter razão...é a "cena" da bicicleta com certeza e aquilo de acharem que a idade é um posto.

      Já em relação a isto " as mulheres também e escrever sobre características masculinas daquela forma significa uma boa relação, um saber ver e aceitar." não podia discordar mais.
      Acho que se escrevesse tal coisa publicamente significaria que tinha perdido todo o respeito pelo meu marido e que a nossa esfera privada podia ser infantilmente violada para meu bel prazer mas ainda bem que todos temos direito à nossa opinião.

      Eliminar
    4. Manuela

      Eu não tenho a sua experiência de vida (ainda estou na casa dos 30) mas também não consigo aliar a imaturidade ao género nem consigo concordar com o "eles imaturos, nós sempre chatas" (porque quando penso em alguém chato vem-me imediatamente um homem à cabeça que consegue as coisas por insistência e cansaço da mulher. Nunca vi homem tão chato como aquele....).

      É verdade que dizemos muitas vezes que os homens são eternas crianças e o contrário só não é dito porque eles não se lembram. Bastava sentarem em frente a uma loja no primeiro dia de saldos a ver o mulherio quase à pancada por umas botas ou um casaco para abanarem a cabeça e dizerem "Que imaturas....". Em vez disso, sai-lhes antes um "Mulheres....". É a nossa sorte....

      Referindo-nos apenas aos homens em específico, há depois os diferentes graus de imaturidade. Acima assumo que o meu marido sabe ser palhaço nas ocasiões em que isso é permitido e no dia-a-dia arranca-me gargalhadas genuínas e inesperadas, e lá terá os seus momentos de imaturidade (tal como eu, quando faço beicinho para ver se consigo que ele me dê o que eu quero, por exemplo) mas não o considero, nem a mim, uma pessoa imatura. Por outro lado, tem um primo exactamente da mesma idade que nós, já com dois filhos, que apresenta uma constante imaturidade. Ainda precisa que mãe lhe ligue para ele ir trabalhar, precisa que outros o ajudem a gerir o ordenado pois já o vi gastar 800€ em dois dias (e ficar muito espantado por não ter dinheiro para comer durante o resto do mês), a fazer birra com os pais porque se convenceu que os pais lhe deviam oferecer um carro pois ele já não acha bonito aquele que tem (e tantos, tantos exemplos que me fazem rebolar os olhos cada vez que estou com ele.....)..

      No meu caso, não acho que tenha apanhado o último homem decente e maduro à face da terra. Mas tive a sorte de (saber escolher) um que não apresenta uma imaturidade maior do que aquela mínima que acho que existe em todos nós. Depois tem outros defeitos (que eu também não sou cega e já estou com ele há mais de dez anos), mas realmente não posso acusá-lo de imaturidade.

      Maria

      Eliminar
  24. A ME sempre escreveu posts em que ridicularizava o companheiro. Uma vez, escreveu que ele lhe pediu que olhasse para o seu ânus, a fim de verificar se ele tinha lombrigas.

    Outras vezes, descreveu a intimidade sexual de ambos, outra, que ele era um anormal na cozinha, precisando da ajuda da Deusa para cortar lombos de frango.

    Não foi só este posto que a Picante apanhou, são todos os outros. Aqueles em que chamou putas a mulheres que têm relações sexuais no primeiro encontro, a mulheres que se manifestaram contra a política de amamentação num hotel.

    Utilizando o companheiro e o facto deste gostar de jogar, chamou atrasados mentais a todos os gamers, irracionais às crianças - que nunca teria filhos não por não querer, mas pelo facto de as crianças serem bestas.

    Ofendeu os funcionários da alfândega e todos aqueles que não concordam com ela.

    Só pode dizer que a Maçã nunca Ofendeu ninguém quem for hipócrita .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu confesso que fui verificar a veracidade do que dizia, não conhecia todos os posts.
      Eia senão quando me deparo com a pérola que é o total despudor do post das lombrigas. Ainda estou meio abananada com a falta de noção e de recato desta gente. Que idiotas caramba, escrevem estas merdas, pardon my French mas não há outra forma de dizer isto, e depois não querem que se goze com o que escrevem.
      Ahahahahahah
      Ahahahahahah
      Ahahahahahah

      Eliminar
    2. Tal como a anónima dizia ali em cima não vê que isso significa que: "Os homens têm os seus momentos, as mulheres também e escrever sobre características masculinas daquela forma significa uma boa relação, um saber ver e aceitar." - a anónima com 50 anos de experiência é que sabe.

      Eliminar
    3. Ó Anónimo poupe-me. O recato é bonito e não alardear ao resto do mundo pormenores íntimos, que deveriam ficar apenas entre quatro paredes, apenas revela bom senso e educação.

      Eliminar
    4. "escrever sobre características masculinas daquela forma significa uma boa relação", não não significa. Eu aceito bem as coisas do meu marido, peidos, coco, xixi, arrotos, chulé, mas não ando a contar aos 4 ventos quantas bufas ele dá por dia! Isso cabe a cada casal e deve ficar na intimidade de cada, daí se chamar intimidade!
      A outra, a ex do Pinto da Costa, também disse quantas bufas ele dava por dia e isso não significava que eles tinham uma boa relação. Mas significou que ela tinha pouco carácter por revelar algo íntimo, lá está.

      Eliminar
    5. Eu, anónima das 07.47h, estava a ser sarcástica.
      É pena não conseguirmos dar sempre a "entoação" devida através das palavras... foi das coisas menos coerentes que já li e custa-me a acreditar que vem de alguém com 50 anos de casamento (por vários motivos que não vou enumerar) creio que se tratou de alguém bem menos maduro e experiente, alguém que achou de idade seria sinónimo de estatuto.

      Eliminar
    6. A senhora tem 50 anos de idade, não de casamento. Mas esta gente lê com olhos de ler????
      De casamento, a senhora diz que tem 30 anos. Mas esta gente lê com olhos de ler???

      Eliminar
    7. Tem razão, foi um lapso meu. Mesmo assim, em nada altera a minha opinião.

      Eliminar
  25. (lamento, insultos só à minha pessoa e quando me apetece)

    ResponderEliminar
  26. E eis que volta em grande! Um post sobre apalpanços e elásticos das cuecas...a sério que ela acha que é coisa que interesse a alguém? Quantas mais coisas humilhantes aquela criatura vai contar sobre o homem?

    ResponderEliminar
  27. a Picante foi nadar no lago da tubaroa e ela arrancou-lhe a parte das figadeiras e vesículas,que ajudam muito a aliviar a azia.Mas é como digo,Picante é mulher de cojones.

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.