terça-feira, 31 de março de 2015

Aquele momento

Em que encontras uma pessoa que já teve hum... digamos algum significado na tua vida, fiquemos assim, mas dizia eu, aquele momento em que a tornas a encontrar e te apercebes que todos os gestos e ditos, que anteriormente te fascinavam e faziam rir, agora te fazem bocejar e, pior, arregalar os olhos. 
Pior que achares o tipo ridículo e pequenino é achares-te a ti mesma uma enorme estúpida enquanto deitas as mãos à cabeça e dizes Minha Santa Teresinha me valha, como foi possível?...

20 comentários:

  1. Isso é tão recorrente que devia objecto de estudo cientifico lá para os lados da psicologia ou assim. Deve ser um género de mudança de chip que nós fazemos, ou então abrimos os olhos e ficamos esperta (se calhar é mais esta última opção...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos é muito cegas, em estando apaixonadas, isso sim. Quase tive uma taquicardia.
      (ou então ele mudou muito, é isso, ele mudou muito, alguém o estragou, só pode ter sido isso)

      Eliminar
    2. Eu penso sempre que nunca poderia ser tão cega assim, mas se calhar é mesmo isso: veio alguém depois de nós e desgraçou aquilo tudo! Ou então é o karma a piscar-nos o olho!

      Eliminar
    3. Raio de partidas que o amor nos faz, isto de achar graça a coisas que não têm gracinha nenhuma é um bocado estúpido.

      Eliminar
  2. Cruzou-se com o seu Arlindo Orlando?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sabe quem foi o meu Arlindo Orlando?
      Ora, Arlindo Orlando foi o grande amor da minha vida, foi, sublinho, não é mais.

      Eliminar
    2. O grande amor da minha vida partilha a casa comigo. Logo não pode ser o meu Arlindo Orlando.

      Eliminar
    3. Evidentemente estou muito melhor com Mr Mirone, mas enquanto estive com Arlindo Orlando tive dias em que achei impossível haver alguém tão perfeito quanto ele, veja só, tal era a cegueira.

      Eliminar
    4. Mirone, em algum momento, todos, mas todos sem excepção, os meus ex homens foram perfeitos para mim. No final do dia é só mesmo isso que interessa. Não deveríamos era reencontrar alguns deles.

      Eliminar
  3. Teve sorte!! Mau, mau é quando os encontramos e estão lindos e fantásticos e maravilhosos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso seria mesmo mau, Cuca. Seria sinal de que ainda estaria apaixonada, estar apaixonada por um ex não será de todo conveniente.

      Eliminar
  4. Imagina o que ele sentiu qd te viu... se o arrependimento matasse!! Falou-te ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por incrível que lhe possa parecer os meus melhores amigos foram meus namorados.
      Devo ser uma pessoa mesmo fixe, eu.
      (até porque o poderia ter deixado a falar sozinho e optei por responder. Fixe e caridosa)

      Eliminar
  5. E um conselho para as pequenas que ainda acham que o dito cujo é a única coca-cola do deserto depois de já toda a gente lhes ter dito que o estão a colocar num pedestal demasiado superior?

    ResponderEliminar
  6. Pois que também já aconteceu isso a Ella.
    Catano que Ella devia ter um pau enfiado em cada olho quando namorou com o ex.
    É, devia ser isso!

    ResponderEliminar
  7. Mais que um momento WTF, é um momento cruzes, credo, canhoto... mas como, como, como é que foi possível....
    A pessoa fica sempre a modos que estupidificada com a visão macabra da antiga paixoneta de adolescência....

    ResponderEliminar
  8. o amor e a justiça são cegos (estou a citar não sei bem quem), e ambos prezam demasiado o gume da espada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O amor é cruel? Acho que não concordo com isso.
      (e infelizmente a justiça pouco tem de cega)

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.