terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Verdades Picantes

Venham as das botas pelo meio da coxa, as que usam vernizes de cores inenarráveis, as das calças de cintura tão descaída que se lhes vê o rego, as maluquinhas da Zara e da H&M. Mandem-me as dos péssimos casacos, as que trocam os copos de vinho, as que gesticulam com os talheres, as que não sabem articular uma frase, as fracas de raciocínio, as falhas de sentido de humor, as que usam calão em jantares com tias idosas, as ratas de sacristia ou as intelectuais de esquerda.
Mas pelo amor de Deus poupem-me às sonsas, não suporto gente sonsa, mas é que nem com molho de tomate.

(e vê-las a falar com eles? hum? aquele arzinho de quem não prate um prato e nós a ver que não?...)

51 comentários:

  1. Mas... mas... durante muito tempo os seus posts eram irónicos precisamente com as do primeiro grupo, essas que agora já podem vir, sendo que este blogue dava cobertura às sonsas.

    Já não percebo nada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não percebeu nada, pois não?!

      Eliminar
    2. Este blog nunca deu cobertura às sonsas. É daquelas características com que tenho dificuldade em lidar...

      Eliminar
  2. Concordo em absoluto. Com as outras toda a gente vê logo ao que vai, mas as sonsas conseguem enganar meio mundo e pôr uns contra os outro. O pior é quando as pessoas lhes descobrem a careca. Sim, por que acabam por descobrir, que as pessoas também não são parvas e a vitimização perde argumentos. E olha que nesses casos elas acabam em maus lençóis, vai por mim que já vi muita coisa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E quando não acreditam em nós, que não, que elas são uma queridas, uns doces... E nós que não, que já lhes vimos as garras de fora. Sinistras as sonsas pá! Absolutamente Maquiavélicas!

      Eliminar
    2. Já quase me destruíam a vida as sonsas, quase. Eu dei a volta por cima passados 2 anos os que se tinham afastado de mim tentaram voltar: "ah tinhas toda a razão". Pois tinha, eu sei mas amigos daqueles também não preciso.

      Eu não sei bem como lidar com elas, tendo a desmascará-las mas as pessoas tendem a não acreditar em mim, depois passado uns tempos vêm atrás, pedem desculpa, dão-me razão. Mas depois, depois, essas pessoas já não me dizem muito, pessoas que se deixam manipular tão facilmente ao ponto de me virar as costas (a uma suposta amiga...) eu não quero esse tipo de gente perto de mim.

      Agora onde estou já conheci outra sonsa, desta vez nem a deixo aproximar-se. Bom dia. Boa tarde e quando ela se tenta meter eu só lhe corto. Estou farta delas, mas elas mais cedo ou mais tarde baixam a máscara e tudo se vê.

      Eliminar
    3. Sou a das 9:40. No emprego tenho um lema: quando chegas a um local novo, a 1º a aproximar-se de ti com delicadezas é a 1º a lixar-te a vida, se permitires. Qunto mais simpáticas, pior.

      Eliminar
    4. ahahahahahahahahahahah
      ahahahahahahahahahahah

      Eliminar
    5. Anónimo das 15.34h olhe eu, por acaso, tenho tido a experiência oposta. As pessoas que me ajudam no inicio costumam ser boa gente.

      Anónima 13.06h

      Eliminar
    6. Anónima das 13:06, francamente acho asneira tentar denunciar uma sonsa. Elas podem ser umas cabras, mas costumam ter a conversa toda. Se tentar denunciá-las, é bem capaz de manchar a sua imagem, dando uma de alcoviteira, quando apenas tenta abrir os olhos aos incautos. Acho que o melhor é sempre bater em retirada, afastar-se dessas pessoas (até porque é difícil estar-se bem ao pé delas), que, mais cedo ou mais tarde, caem no buraco que as próprias cavaram.

      Estou mesmo a falar de sonsas no geral, já agora...

      Eliminar
    7. Melissa tem toda a razão. Aprendi por experiência própria. Mas se na primeira vez foi por ser incauta, ingénua e nova, na última vez que me deparei com uma pessoa assim percebi que ela estava a por em risco o meu filho e outras crianças (bebés). Avisei quem tinha crianças por perto, confrontei-a e ela negou tudo. Na última vez passei por ser uma pessoa maldosa, capaz de inventar algo horrível de uma pessoa que tinha idade para ser minha mãe, que ela nunca mentiria nem faria mal a uma criança e blablabla [diga-se que se eu não tivesse visto com os meus olhos dessa pessoa em questão não sei se teria acreditado ser capaz de tal coisa]... desde então já todos me deram razão, já a apanharam a mentir mas preferem mantê-la nos circuitos pessoais e eu não. Recuso-me.

      Em contexto laboral sei como lidar com elas, a nível pessoal é que nem sempre é fácil. Até porque me custa ver crianças ser postas em risco porque os pais estão cegos (como eu mesma estive durante algum tempo).

      Anónima 13.06h

      Eliminar
  3. Ah, eu já sou perita em lidar com elas...

    ResponderEliminar
  4. Picante, percebi a quem se destina este post.
    Ficava-lhe melhor ser directa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Destina-se a toda a gente sonsa. Não tenho a menor paciência para gente sonsa, não sei se já disse.

      Eliminar
  5. Pipocante Irrelevante Delirante10 de fevereiro de 2015 às 10:29

    Falando de coisas sérias: quantos blogs de "sucesso" saíram dos cursos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um montão, de certeza. Tanto assim é que vai haver mais cursos.
      Faz-me lembrar aqueles concursos de talentos. Os candidatos perseguem o sonho de uma vidam, semana após semana, uma pressão tremenda, é agora ou nunca, ali se determina que um deles será a próxima estrela do país. Prometem-se mundos e fundos, até gravam um disco com alguém muito sabedor, mas vai-se ver e quantos desses talentos estão na acenada ribalta? É uma bodega quando o agora se transforma num nunca.

      Eliminar
    2. Pipocante Irrelevante Delirante10 de fevereiro de 2015 às 11:01

      Ainda cheguei a ler os primeiros textos de um suposto spin-off de um curso (workshop? formação?). Se é aquilo que ensinam... porra, bendita a minha quarta classe mal tirada.

      Confesso que aquilo me seduz... é uma espécie de BB (1)... sabemos que é uma poia, mas há aquele mistério... e eu nem sou gajo para abrandar à beira de um acidente, mas aquilo desperta-me a curiosidade. As pessoas que lá vão, os conteúdos... e já agora, a definição do que é um blog de sucesso.
      (sim, porque a P+D não é um blog, é mais que isso. E segundo parece, o de hoje nada tem a ver com o inicial)

      Eliminar
    3. Parece-me que a maioria das pessoas que lá foram não queriam um blog na esperança de ser a próxima mais doce. Acho que tinham negócios, que queriam alavancar vis blog. É um bocadinho deferente...
      A MD já foi um blog de sucesso. E era bem giro. Agora é uma marca de sucesso, não há dúvida que a Ana Garcia fez ali um excelente trabalho de marketing.

      Eliminar
    4. Maioria é singular, Picante. A maioria dos que lá foi

      Eliminar
    5. Se o Ciberdúvidas estiver correcto, pode escrever-se das duas formas: "Nas frases começadas por «A maioria», «A maior parte», o verbo tanto pode ir para o plural como para o singular:

      a) A maioria dos portugueses gosta de…

      b) A maioria dos portugueses gostam de…

      Na frase a), o verbo concorda com a totalidade dos indivíduos que constituem a maior parte. É a chamada concordância lógica ou siléptica. Silepse é uma «figura gramatical em que as palavras concordam segundo o sentido e não conforme as regras gramaticais.»

      Na frase b), o verbo concorda com o colectivo (a maioria). É a concordância gramatical. "

      Eliminar
    6. Anónimo das 11:48, não queria dizer "a maioria dos que lá foram não queria"? Não basta dizer que a maioria é singular, há outros elementos na frase, além do sujeito e verbo.
      A maioria não queria; os lá lá foram. Assim, sim, há a concordância.

      Eliminar
  6. Anónimo, esse assunto está encerrado. O seu comentário é desadequado.

    ResponderEliminar
  7. E dura, dura, dura...irra que já chateia....
    Farto-me de ouvir "isto são só blogs"...e...afinal...não....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade. Salvo erro dura desde Maio de 2012.

      Eliminar
    2. Tens toda a razão sobre a MD, é um painel de marketing, mas se sucesso é visitas então será, sem dúvida, um blogue de sucesso.
      Kis :}

      Eliminar
  8. Anónimo (a), tem razão, não vou publicar embora não pelos motivos que pensa. Prometi a alguém que não tornaria a falar sobre esse assunto aqui.
    Deixe lá ver se lhe consigo responder... Quanto a mim o assunto ficou encerrado ontem, com aquele comentário. Parece que a resposta que dei aqui não tinha ficado muito clara, agora parece-me que não há qualquer margem para dúvidas que sim, que a mensagem foi transmitida.
    Quanto ao outro assunto, eu não disse bem isso. Mas efectivamente não posso desenvolver mais a coisa, sem faltar à minha palavra. Se quiser envie mail.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas então se prometeu, não cumpriu e já faltou à sua palavra. Porque este post é sobre esse assunto.

      Eliminar
    2. Este post é sobre sonsas. Nada a ver com o outro assunto.
      (este anónimo é outro, não é? é que essa afirmação não faz sentido, tendo em conta a pergunta que me fizeram e eu não publiquei)

      Eliminar
    3. Dª Picante, este post é sim relativamente ao outro assunto e deixe que lhe diga para quem não gosta de sonsas como diz neste post é exatamente aquilo que está a ser hoje. E sabe, a senhora não gosta que lhe insultem a inteligência, pois eu cá também não. Se tem alguma coisa ainda a esclarecer esclareça e fale com quem deve, agora a continuar com estes recadinhos enjoativos e doentios é que já chega. É que, para quem gosta de visitar este blog começa a cansar-se..
      Uma anónima que gostava do antigo registo.

      Eliminar
    4. Cara leitora. Este post é sobre eu não gostar de sonsas. Parece-me claro. E até lhe digo mais.... É a segunda vez que o faço, na verdade isto até é um repost.
      Já estou cansada de dizer que declino qualquer responsabilidade sobre segundos e terceiros sentidos que os leitores teimam em dar ao que escrevo.
      E até lhe digo que já esclareci esse assunto de que fala, às tantas achei melhor pôr os pontos nos is.
      Portanto, sim... Isto é um post sobre sonsas, o original foi feito há um ano, mais coisa, menos coisa.

      Eliminar
    5. É impressão minha ou está a ser... sonsa?
      Claro que é impressão minha. Ora.

      Eliminar
    6. Eu só sou mesmo responsável pelo que escrevo. A responsabilidade das suas conclusões e associações é exclusivamente sua.

      Eliminar
  9. Sonsa é pouco. Depois de tudo e de, inclusivamente, ter vindo aqui justificar-se ("ai, sou tão inocente, não percebi que estava a ser usada para publicidade"), vir agora com um passatempo do serviço é, mais do que sonsice, pura falta de vergonha. Bom, a verdade é que nem sei se te estás a referir à sms mas, para mim, é a que se encaixa melhor na descrição. Rita.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem? A SMS, aquela a cujo blogue ela ainda ontem foi lá para elogiar o header? Ná........ Ela não era capaz, pois não?

      Eliminar
  10. porra, oh picante, tu tens quantos anos? ainda andas na primária? que seca este registo azedo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem sido hilariante ver este blog transformar-se de picante em azedo. Hilariante. E nós a ver. E ela a achar que não. Hilariante.

      Eliminar
    2. Ainda bem que gosta. Isso é que é preciso. Que os anónimos fofinhos gostem.

      Eliminar
  11. É a sms pelo passatempo dos de vir aqui dizer o que disse? Ou a que vive no norte que só hoje li dois post que me cheiram a publipost mais que encapotada?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No Norte? O que vi por lá hoje foi uma coisa muito gira sobre amigas que eram e deixaram de o ser. Parece que eram misses ou assim.

      Eliminar
    2. O vosso conceito de amizade é um bocado estranho. Sem ponta de ironia lhe digo que não enfiei o barrete. Nem na parte das amigas, nem na parte do afinal não.

      Eliminar
    3. Pois, acredito. Amigas é coisa que vocês todas não eram e continuam a não ser.

      Eliminar
    4. Sou bem capaz de escrever sobre isso, dos amigos.

      Eliminar
  12. Não lhe chega aos calcanhares,nem que volte ao ventre de sua mãe e volte a nascer...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lúcia, Lúcio, Lucião... há quanto tempo, hum?...

      Eliminar
  13. Caros comentadores, este post é sobre sonsas. Ninguém em particular, sonsas no geral, os caros comentadores acharão sonsos quem os caros comentadores acharão sonsos, eu acharei sonso, quem eu achar sonso. Está claro assim? Óptimo. Tende uma boa noite...

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.