quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Uma espécie de mantra

A próxima vez que me vestir às escuras e praticamente de madrugada, lembrar que tenho de me ver ao espelho, principalmente se tiver uma reunião de trabalho.
A próxima vez que me vestir às escuras e praticamente de madrugada, lembrar que tenho de me ver ao espelho, principalmente se tiver uma reunião de trabalho.
A próxima vez que me vestir às escuras e praticamente de madrugada, lembrar que tenho de me ver ao espelho, principalmente se tiver uma reunião de trabalho.
A próxima vez que me vestir às escuras e praticamente de madrugada, lembrar que tenho de me ver ao espelho, principalmente se tiver uma reunião de trabalho.
A próxima vez que me vestir às escuras e praticamente de madrugada, lembrar que tenho de me ver ao espelho, principalmente se tiver uma reunião de trabalho.
A próxima vez que me vestir às escuras e praticamente de madrugada, lembrar que tenho de me ver ao espelho, principalmente se tiver uma reunião de trabalho.
A próxima vez que me vestir às escuras e praticamente de madrugada, lembrar que tenho de me ver ao espelho, principalmente se tiver uma reunião de trabalho.
A próxima vez que me vestir às escuras e praticamente de madrugada, lembrar que tenho de me ver ao espelho, principalmente se tiver uma reunião de trabalho.

34 comentários:

  1. Respostas
    1. Um To Do obrigatório. É simplesmente patético uma pessoa sentir-se grata por outra a olhar nos olhos enquanto pensa que ela teria todas as razões para a olhar nas mamas.

      Eliminar
    2. Not buying it. Como é que em nenhum momento do processo de se arranjar para sair de casa não se viu uma única vez ao espelho? E como é que em nenhum momento se lhe ocorreu olhar para baixo? Tem assim o nariz tão empinado que não se consegue aperceber que leva o peito mais arejado? E também tinha o frio para a levar a perceber que algo podia estar errado.

      Eliminar
    3. A pessoa viu-se ao espelho antes de se vestir. Até se pintou e tudo. E penteou. E lavou os dentes.E pôs creme. Tudo à frente do espelho. No fim, saiu da casa de banho iluminada e entrou num quarto onde se vestiu às escuras. E pôs um casaco. E não sentiu frio. Até porque a pessoa tem garagem.
      Mas alguma coisa que queira saber? Veja lá, não quero que lhe falte nada.

      Eliminar
    4. Outra desiludão! Ficamos a saber que vive num prédio e agora ficamos a saber que não tem um closet luminoso cheio de roupa e espelhos?
      Tem que se vestir às escuras no quarto de dormir? Inconcebível

      O boneco começa a escapar-lhe ;)

      Eliminar
    5. Bolas! Como é que não me lembrei disso? haveria de ter dito que fiquei sem luz no closet, ou assim...
      (bah... logo apareceria alguém a dizer que não tinha era pago a conta da luz...)

      Eliminar
    6. (não gosto de closets, acho que a roupa se enche de pó, a menos que esteja dentro de plásticos. Muito bonito mas pouco higiénico, digo eu)

      Eliminar
    7. Também não gosto nada de closets, daqueles grandes e luminosos, com caradas de arrumação e espaço, sobretudo porque estão na casa dos outros e lá é sabido não me dão jeito nenhum. Ainde se estivessem em minha casa, aí o caso mudava de figura, oh se mudava.

      Eliminar
    8. Eu tenho uns roupeiros grandes e com arrumação, Mirone. E mandei iluminá-los por dentro. Uma espécie de closet com portas.
      Precisava era de ter o dobro dos roupeiros mas isso agora não interessa nada.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Isto não é um blog daqueles para adultos, Lulu...

      Eliminar
  3. Olhe, é acreditar que o que não nos mata nos torna mais fortes, que não faz mal quando temos de aprender com as quedas e com as janelas que se fecham, porque há algures uma porta á espera de se abrir para nós. E que podemos empre recomeçar, com esperança renovada, que é bom errar, porque depois de errar podemos sempre recomeçar. E que podemos errar vezes sem conta porque cada erro é uma oportunidade para um recomeço.
    Ou então é acreditar que no fim vai ficar tudo bem e se não está tudo bem é porque ainda não é o fim.
    :DDDDDDDDDDD

    (Picante, nem parecem coisas suas, nem uma última olhadela no espelho do hall, do elevador? Se tivesse um daqueles blogs com fotos no elevador nada disso teria acontecido. É pensar nisso com carinho)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma vergonha, quando acordei o suficiente e dei pela coisa já não podia fazer nada, aquilo ainda por cima era fora de mão, não havia uma única loja ao pé, de modos que passei duas horas alternando entre puxar o vestido para cima e pôr a mão à frente do decote, simulando ter um tique no queixo. Uma vergonha.

      (uso as escadas, Mirone, faz melhor às pernas e glúteos)

      Eliminar
    2. (que blogs anda a ler, Mirone? Céus...)

      Eliminar
    3. Mirone, quando é que começa o coaching?

      Eliminar
    4. Picante, agora chocou-me. Vive num apartamento? Num prédio?
      O mundo está perdido...

      Eliminar
    5. Que blogs ando a ler? Os melhores, que pergunta!
      Coaching? É já a seguir, éque é já a seguir.

      Eliminar
    6. Mas... mas... tenho uma casita de férias ali para Cascais. Conta?

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Mamas. Ou esquecimento de um top por baixo de um vestido. Mamas.

      Eliminar
  5. A única pergunta que me apraz: Com este frio ???????
    Eu, gola alta, camisa e termoteb. Calças, botas, luvas e cachecol.
    Vestido não uso há.... 3 meses.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro há dois dias estavam 30 graus assim na loucura.

      Eliminar
    2. Folgo vê-lo tão preocupado com eu poder passar frio. Mas sabe? Em comprando realmente bons casacos, consegue-se passar bem o Inverno.

      Eliminar
  6. Eu penso que é mais "uma espécie de manta"...da próxima vez não esquecer a manta.
    Kis :>}

    ResponderEliminar
  7. ou de um poncho da Lanidor. E já agora uma cestinha com flores para compor o ramalhete. Fazia de mala. Ah, Ah, Ah, vocês são demais.

    ResponderEliminar
  8. Um decote para uma reunião pode não ser boa ideia. Mas sabe onde fazia sucesso? Na vila do Luso com gás! O André sardet ficava de queixo caído!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito, mas muito bom! Na Vila do Luso com Gás.

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.