terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Que me dizem?

Talvez este seja o tempo de retirar a moderação de comentários aqui do blog. Acho sempre que quando confrontadas com a liberdade total as pessoas tendem a cumprir regras e portar-se ordeiramente.

56 comentários:

  1. Respostas
    1. Acho que sim, Mirone. Cá fora, em dando liberdade às pessoas, elas tendem a respeitá-la e usá-la regradamente. A maior parte das pessoas.
      (o problema é a menor parte...)

      Eliminar
    2. Infelizmente basta uma laranja podre para estragar um jarro de sumo, como se costuma dizer.

      Eliminar
  2. Força! Ando mesmo a precisar de me rir a valer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha, olha. Então e os teus post-sanita?

      Eliminar
    2. Eu acredito nas pessoas, Pipinha. Acho que não seria para rir.

      Eliminar
  3. Está muito confiante na espécie humana...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acredito nas pessoas, I. E espero nunca perder isso.

      Eliminar
  4. WOW! Boa!
    Força nisso! É para já ou para agora?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Alguma", Picante? Essa agora! Então faz uma promessa destas e acha que isso só me causa "alguma" excitação? Estou em pulgas, estou aqui que nem posso! Vá lá, é para já ou para agora?

      Eliminar
    2. É para quando eu tiver tempo de acompanhar o blog e me pôr à porta, feita policia.

      Eliminar
  5. Um blogue sem moderação de comentários é como foder sem protecção com alguém que pouco ou mal conhecemos. E nunca vale a pena correr o risco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu diria que não vale a pena correr o risco de ter sexo com quem mal conhecemos. Com ou sem protecção.

      Eliminar
    2. A questão não é ter sexo com quem mal conhecemos, mas o que nos leva a ir por esse caminho. Neste caso, pergunto eu, sobe-lhe a adrenalina fazer do seu espaço um bate-boca?

      Eliminar
  6. Garganta! Faltam-te os tomates, pá!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pipocante Irrelevante Delirante3 de fevereiro de 2015 às 19:29

      Faltam tomates, é beber um c...l. Contem a dose mínima recomendada de fruta.

      Eliminar
    2. Realmente faltam... Em compensação tem dois ovários.

      Eliminar
    3. Tenho ali uns cherry no frigorífico. Servem? Ou prefere de salada?

      Eliminar
  7. Tendo em conta as últimas semanas, eu diria que é uma péssima escolha. É mentira que sem regras as pessoas tendem a comportar-se melhor, muito menos neste espaço. As caixas de comentários passarão a ser, mais do que nunca, um imenso post sanita e tenho para mim que originarão bate-bocas muito feios.

    A Picante não sabe a pena que tenho em ter visto uma certa blogosfera a descambar nos últimos tempos. Divertia-me onde e quando tinha de me divertir, aprendia qualquer coisa quase sempre. Agora não.

    Venho aqui e a outros blogs sempre com medo de encontrar um novo desastre, um acidente que me obrigam a ver. Já não gosto disto e posso sempre não voltar, eu sei. Mas tenho pena.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nao leve a vida tao a serio... Palavras levas-as o vento, como diz o povo.

      Eliminar
    2. É pena que as coisas tenham acabado assim.

      Eu acabei de escrever algo parecido num outro blog... já foi divertido. É pena que estejam a vedar o acesso aos anónimos mas até entendo.

      Eliminar
    3. Acha que eu deixaria que isto se tornasse no mercado da Ribeira?
      (também tenho pena, muito me ri lá, não percebi porque não cortou o mal pela raiz, estava a ver-se como é que a coisa ia acabar, mas pode ser que seja temporário)

      Eliminar
  8. Este é um comentário de teste (para ver se os comentários são moderados ou não)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda estão, sim. Estão todos muito pessimistas relativamente ao sucesso da coisa.
      (estava ali um anónimo algo excitado, mas isso parece-me mais mau que bom...)

      Eliminar
    2. Esse comentário é meu mas, não sei porquê, o tlm não assumiu o registo e veio anónimo...
      Quanto ao assunto do post, eu estou com os pessimistas...enquanto algumas pessoas não perceberem que isto são só blogs e que devemos usá-los de forma recreativa, acho que é melhor manter a moderação.

      Eliminar
  9. Se fosse desde inicio talvez resultasse, agora iria cair em abusos sem piada. Acho eu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez eu goste de correr riscos, a ver... terá de ser num dia em que tenha tempo.

      Eliminar
  10. Se a Picante fosse a única afectada, tudo bem.. mas já vimos que os anónimos vêm para aqui contar histórias sobre este mundo e o outro... não me parece bem associar-se a tal merda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. S com asterisco, eu só me associo a coisas em bom, como é que isso lhe foi passar pela cabeça?

      Eliminar
  11. Olha, PIcante, eu diria que, dados os ultimos acontecimentos da bloga, o teu post foi ultrapassada pela direita...

    ResponderEliminar
  12. E logo a seguir despedes-te do blog, pois tens vida aí fora. Mas antes, apagas todos os comentários que te "picaram".
    Deixa como está. Assim tem mais graça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acha? Enquanto eu me divertir com isto, a coisa mantém-se. E hei-de ser eu a decidir quando é que isto deixará de me divertir.

      Eliminar
  13. Uma pessoa vai trabalhar , volta , liga a internet , vai ao Google , clica mais picante e zás você muda tudo outra vez . A Sara foi embora . Estou triste !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não mudei nada. Por aqui continua tudo igual.
      (não tenho nada a ver com a saída da Sara, caramba.)

      Eliminar
  14. De cada vez que fico fora da bloga por uns meros dias, quando volto não percebo um corno. Ainda não entendi que raio de coisa esta de moderar/não moderar comentários (não posso comentar na Xaxia :( ) Tendo tempo, procuro.. Sou perseverante! :)

    Melissa (juro que é o nome verdadeiro - se fosse para inventar, escolhia um nome mais bonito :P)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que é temporário, Melissa. Só até os ânimos de um ou outro anónimo acalmarem.

      Eliminar
  15. Anónimo, vamos fazer assim: se o Anónimo me conseguir explicar de uma forma racional e sem intrigas ou falsidades, qual foi o meu papel na coisa eu publico-lhe os comentários e respondo-lhe. Pode ser? Ou a sua participação continua ao nível do Bolhão?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dado que apenas pretende peixeirada, olhe... talvez falar para as paredes.
      Fartinha de dizer que aqui não vão montar a cena que montaram no outro lado. Um dia acabarão por perceber...

      Eliminar
  16. Sou a anónima das 17h05. Esta pena que tenho em ver alguma blogosfera a descambar não tem que ver com a Sara. A Sara é apenas uma parte da coisa. Caramba, eu ainda sou do tempo em que a Picante elogiava a Izzie e a Izzie retribuia! Sempre houve sarcasmo e ironia, mas era um gozo saudável. Dá para voltar ao anterior registo? Era tão mais fixe!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só aqui entre nós eu não desgosto completamente do blog da Izzie, embora não tenha a menor paciência para algumas posturas que adopta, ninguém aqui tem idade para levar palmadas no rabo. Não acho que possa haver retorno.

      Mas tem razão, isto deixa de fazer sentido quando as pessoas se zangam em vez de se divertirem.

      Eliminar
    2. Ou quando fazem posts a enxovalhar e chamar parvas de merda a outras bloggers? Ou isso foi divertido?

      Eliminar
    3. Fui agora às estatísicas do blog. Tenho lá 1330 posts. Destes, talvez 10 não tenham sido escritos por mim, ou seja 0.75%. Não deixa de ser engraçado e revelador que escolham sempre o mesmo post, um dos que não foi escrito por mim e que é 0.075% dos posts deste blog, para me atirarem à cara a besta cretina que eu sou, sempre a ofender as pessoas.

      Talvez seja altura de mudar o disco, até porque eu não publicarei nem mais um comentário onde entrem as palavras "parva de merda" seguidas. A coisa aconteceu há mais de 6 meses.Na altura senti-me na obrigação de explicar porque mantive o post (à visada, não a si, obviamente). Se na altura percebi que fosse ofensivo, agora não percebo o que leva alguém a insistir em ligar importância às palavras de um desconhecido, há uma catrefada de tempo. Mas é que não percebo mesmo.
      Dá para passar à frente? Ou vai continuar a insistir nesse assunto que já enjoa toda a gente?

      (e escusa de me responder, a menos que seja a visada e se identifique como tal, a conversa acabou aqui)

      Eliminar
    4. Não sou a visada nem o anónimo anterior, mas é só para dizer que, segundo as suas palavras, nesta coisa dos blogues há uma peixeirada de 6 em 6 meses.

      Enfim, mulheres...

      Eliminar
    5. Tá mal... no EUA basta uma guerra de 10 em 10 anos para manter a industria do armamento viçosa como uma alface.

      Eliminar
    6. As minhas palavras não dizem que há uma peixeirada de seis em seis meses. Dizem que a coisa aconteceu há mais de seis meses. Não parece muito complicado de perceber mas ok.

      Eliminar
  17. Sinceramente, ainda não entendi o que passou nas últimas semanas.
    Fecha-se comentários, dão-se dicas mas nada explícito fecham-se blogs apagam-se comentários antigos, enfim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não foi nada de especial. Até chegou a um ponto que parecia conversa de catraios. Mas o problema está em quem tem ferramentas na mão e não as sabe usar. E não adianta vir fazer depois birrinhas, nestas coisas ou se tem unhas ou não se tem. Há quem não tenha.

      Eliminar
    2. O problema está em quem tira prazer de dar cabo de caixas de comentários. A coisa entrou em crescendo face à ausência de qualquer tipo de controlo. Às tantas parecia a caixa de comentários do Dolce. É normal que as restantes pessoas não vão lá deixar comentários, pois se aquilo era uma agressão pegada...

      Eliminar
  18. Tem toda a razão Picante. TODA. Quando confrontadas com a liberdade total...percebem bem que têm de cumprir regras. Pena que só assim, depois de confrontadas.

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.