quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

No fundo acho que poupei quinhentos euros

Os tipos lá daquele sítio onde faço a revisão ao automóvel disseram-me que a coisa haveria de ficar pelos quatrocentos e trinta euros. Mais coisa menos coisa. Fiquei satisfeita, fico sempre satisfeita quando, no mesmo mês conjugo revisão, dois pneus novos e iuc. Acontece que, duas horas depois de lá ter deixado a viatura, recebo um telefonema que eram precisas pastilhas e calços e não sei quê, que a coisa ficaria por mais oitenta euros. Disse que sim, pois se é preciso, é preciso, que poderia eu fazer? Às quatro da tarde recebo um sms que me informa estar o automóvel pronto a ser levantado, mediante o pagamento da módica quantia de novecentos e oitenta e cinco euros. Depois de recuperar da apoplexia, lá me pus a caminho, uma boa meia hora a pensar na descompostura que lhes ia dar, se haveria de exigir o pagamento em suaves prestações, que haveria de lhes chamar de incompetentes e irresponsáveis para cima. Paguei quatrocentos e vinte e quatro euros. Sofresse eu do coração e ainda lhes enviava a conta do cardiologista.

13 comentários:

  1. Uma vez também fui meter o meu Fiat Punto 6 Speed (granda maquinão) na oficina, e quando lá cheguei e me apresentaram a conta tive de meter os olhos para dentro! 480,00€! O quê??? Estão malucos ó quê? Isso não vale o carro! Ai vale vale, o que o carro está muito bonzinho, minha senhora, isto ainda vale uns 3 000,00€ mas se quiser deixe cá ficar que nós tiramos outra vez as peças... não, então não, deixe estar, se tiraram as peças o carro não anda e ainda me estragam alguma coisa.
    Dois meses depois, consegui vendê-lo por 500,00€ porque as peças novas nunca lá foram postas. Era tudo mentira.
    Gatunos pah! E fecharam a oficina e nunca mais os vi...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto passou-se na marca, acredito que não digam que põem peças que não põem. Mas a verdade é que não percebo nada de mecânica, bem que me podem dizer o que quiserem, estou sempre em inferioridade.

      Eliminar
  2. Isso sim é que foi uma verdadeira porrada na carteira...
    Com essa malta, peça sempre factura... e certificado de garantia das peças, não vá comprar gato por lebre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo que não quisesse fatura eles não iam nisso. Estava lá um senhor tentar fazer o choradinho, pagou o iva que se lixou.

      Eliminar
  3. Ui, isso é que foi uma maneira de te fazer ver que, afinal, os 430 não eram tão maus assim...

    ResponderEliminar
  4. Isso é como aquela história do médico que se vira para paciente...
    - Olhe, tenho uma má notícia para lhe dar.. Vamos ter de lhe amputar as duas pernas.
    - Oh nãaaaaaoooo... Oh Meu Deus!
    - Ai não desculpe, afinal enganei-me... Estou aqui a ver melhor e afinal só vamos ter de lhe amputar uma.
    - Ah ufa, graças a Deus...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É aquilo de ver as janelas quando as portas se fecham, menos mal.

      Eliminar
  5. Então? Mas tanta mesa de madeira, tanta reunião com gente supé importante e nem direito a viatura de serviço tem??? Não se percebe. Aqui a fulana da Amadora, ou lá onde isso é, limita-se a entregar a chave da viatura e recebe-a de volta ao fim do dia sem mais... carro lavado, cheiroso e com a revisão feita...e não, não faço ideia quanto custa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu conduzo o desportivo. As empresas não deixam as pessoas comprar descapotáveis. Vai daí tive de o comprar e suporto todos os custos do automóvel. Ainda bem que posso.

      Eliminar
  6. Ah conheço quem foi a marca por uma corrente de distribuição nova e uns meses depois foi a outra oficina com o mesmo problema e disseram que a correia posta de certeza não era nova... ou seja na marca tb enganam...

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.