terça-feira, 13 de janeiro de 2015

O Islão, essa religião da paz e do amor

Na Arábia Saudita, país que também é Charlie, ok não chegaram a isso, mas isso também não interessa nada porque eu queria mesmo dizer é que Raif Badawi, co-fundador do site Rede Liberal Saudita, foi condenado a dez anos de prisão e 1000 chicotadas. As primeiras 50 foram aplicadas há poucos dias. Porquê? Ora... porque ousou defender, no seu blog, a separação dos poderes religioso e político.
Tudo aqui, tende cuidado, podeis ficar enojados.

7 comentários:

  1. Ah, je suis Sharia...

    As pessoas pegaram no livro e começam a ficar indignadas?

    Então, já começaram a ler algo acerca do possível monumental e criminoso embuste que nos foi servido de bandeja? Criminoso por inacção e encenação...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O livro não mudou, sempre esteve lá. Mas o problema não é o livro, são os olhos e a voz do homem.

      Eliminar
    2. O problema é ler nos livros os suspiros de Deus. Porque se aquilo é A Palavra então que Deus nos salve a todos.

      Eliminar
    3. A Bíblia está cheia de violência. Se fosse interpretada à letra (como também já foi) seria um Deus me acuda. Os livros estão sempre ao serviço dos homens...

      Eliminar
  2. Conheço muita gente, em Portugal, que nao concorda com a separaçao de poderes entre religiao e politica (como se ja nao bastassem os nossos politicos cheios de tradiçoes judaicas-cristas, certo?). Tu es rata de sacristia, mas apenas aos domingos e nos dias de festa, mas sabes muito pouco sobre religiao. Aquilo de que falas do Islao poderas encontrar tambem na biblia, e so um exemplo do novo testamento: "nao vim para trazer a paz, mas a espada, pois vim trazer divisao entre filho pai, etc, etc. Ou "mas quem perde a sua vida por mim, acha-la-a", etc, etc. E no velho testamente ha passagens que Deus me livre, que eu nao vejo filmes de terror. Sendo o Deus deles e o dos cristao o mesmo, sera natural que haja o mesmo tipo de ideias (sabes a historia, a divisao entre m povo e o outro, nao sabes?), so que nos evoluimos (para bem ou para mal) noutro sentido, um dia havera apenas 20 ou 30% de cristaos praticantes.
    Nao confundas religiao (como no binomio Republica da Irlanda-Irlanda do Norte) com a maldade dos homens. A religiao apenas serve de desculpa. Nunca ouviste dizer que Deus tem umas costas largas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei se sei muito ou pouco, sei o que sei. E sim, dei-me ao trabalho de ler a Bíblia, há já muito tempo e, mais recentemente, parte do Corão.
      Mas concordo consigo, a culpa não é dos livros, é do homem. Aliás, se olhar para o meu post anterior, eu digo isso mesmo, que a religião é também aquilo que os seus fiéis fazem dela, i.é. a maneira como a interpretam.
      Os Católicos poderiam ser iguas aos muçulmanos em muita coisa. A Biblia também inferioriza a mulher face ao homem, por exemplo. Acontece que não são, interpretam-na de outro modo.

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.