quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Eu tinha aqui um post muito bonito para hoje, a sério que tinha

Mas isto anda tudo com as sensibilidades à flor da pele, diz que há uma blogo-war, não sei, a questão é que o post muito lindo, escrito com tanto amor e carinho, que estava agendado para esta manhã, passou ali para os rascunhos. Aquilo era coisa para dar buzz e, em verdade vos digo que não gosto do buzz recente da blogoesfera. Isto é giro quando nos divertirmos, perde toda a piada quando se instala um mau ambiente geral. Não reconheço gentileza onde sempre a vislumbrei, vejo esquizofrenia onde via graça e sentido de humor, enfim...
Não sei lá bem porquê mas lembrei-me disto.


Está tudo um bocado maluco, não está?...

27 comentários:

  1. Querida Picante, então, que se passa?
    Para tristezas já bastam as do dia a dia. Quero a boa disposição e ironia de volta ao blog.
    Um abracinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é nada comigo querida Pê. Sou eu que não estou a gostar do ambiente, pode ser só uma sensação.
      (já viu? por uma vez que seja nem tenho nada a ver com a questão...)
      Beijinhos

      Eliminar
  2. É do inverno. Isto passa.

    ResponderEliminar
  3. Se não está a gostar do ambiente pare com a porcaria dos posts a visar o mesmo assunto. Fale de outra coisa, caramba.
    Acho piada que passem a vida a dizer que é para se divertirem mas essa tepria só funciona quando é para darem alfinetadas nos outros, pois quando lhes toca (mesmo que ao de leve, e mesmo que por mero vislumbre), já é tudo muito feio, "ai jesus que estou cansada disto".
    Tenham temas próprios, falem sobre coisas que vos interessem. Esta treta de andarmos de blogue em blogue, a tentar perceber o que se passa, só serve para fazerem dos leitores "carneirada".
    Se não são blogues conjuntos, com temas conjuntos, falem cada um do que vos interessa e não ensaiem agasturas desnecessárias (criadas e alimentadas, vezes sem conta até à exaustão, pelas próprias) e chatas.
    Uma pausa nisto. Variem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E fala de quê, exactamente, Tânia? Quais são os posts que eu deverei parar de escrever? Quererá ter a bondade de me dizer?
      E com que bloggers deverei eu falar, para lhes mandar (era isso, não era?) trocar os posts?
      É só dizer, eu obedecerei. No problema.

      Eliminar
    2. Olhe Picante, se é tão inteligente, percebeu exactamente o que lhe escrevi e o que pretendi dizer, ainda que não se reveja na minhas palavras.
      Dispenso as suas ironias, pois a Picante não é mais brilhante a dar-lhes uso como eu, no meu dia a dia.
      Pouco me importa se obedece ou não, não vou andar a monitorizar de o faz ou deixa de fazer. Fui leitora assídua e assim como comecei a ler o seu blogue (e outros), deixo de ler. É simples e eficaz.
      Expressei apenas uma opinião, se quiser aceita, se não quiser aceitar, paciência. Não me aborrecerei com isso. Os leitores, e o mundo em geral, não existem apenas para dar palmadinhas nas costas, digo eu.
      Continuação de muitos sucessos. Sem ironia.

      Eliminar
    3. LOL, ehlá, o "ihihihihihihihih" é meu, kélá andarem a roubar-me as ideias! :-)))))))))))))))

      Eliminar
    4. Hoje não estou nos meus dias.Por razões que nada têm a ver com blogs.
      Não é comigo Tânia. O mau ambiente a que me referia não tem nada que ver comigo. Li um post que achei de um extremo mau gosto, num blog que me habituou ao oposto. Mas que não tinha nada que ver com a minha pessoa (e sim, era uma valente alfinetada)

      Eliminar
    5. Beba um copo de teobar que isso passa.

      Eliminar
    6. Só uso para temperar comida, para beber prefiro outras coisas.
      Mas muito agradecida pela sugestão, fico sempre muito comovida com a vossa preocupação.

      Eliminar
  4. Pois Picante, se quer a opinião de uma mulher sem blogue, mas que gosta de ler alguns e aproveita bocados de tempo para vos visitar, também acho, digo-lhe mais, achei ridícula a guerrilha do take away , uns de um lado a dizerem que era uma maravilha e outros do outro a dizerem como tudo era uma porcaria e alguns a mostrarem fotos acompanhadas dos respectivos blhecs e afins, como se tivessem seis anos de idade. Os blhecs manifestados em relação a comida sempre me irritaram, mas isso é problema meu, agora como leitora apeteceu-me manifestar contra esta coisa que se passou nos últimos dias, da qual poucos ficaram isentos e a Picante também não, foi um exagero. Pareceu mesmo que afinal isto não eram só blogues, nunca achei que isto fossem só blogues, mas por boas razões, não pelas que se leram nos últimos dias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claúdia, os meus posts, foram dois, eram correctos e não atacavam ninguém em particular. E se for ver as caixas de comentários, também elas estão "limpas". As pessoas falaram seriamente sobre um assunto do qual não gostaram.
      Eu não tive nada que ver com essa espécie de picardia que houve entretanto, embora tenha aproveitado o título para fazer um post, depois de ter tentado explicar ao hsb que o post dele era honesto. Acontece que o que vi nesse post me revolveu o estômago.
      Mas nem era a essa picardia que eu me referia, foi um post que li, pouca gente o percebeu. Não gostei, apesar de nem ser para mim.

      Eliminar
    2. Eu tenho a noção disso Picante, do mal, sei que foi mesmo o menos e disso do hsb até a li em respostas antes desse seu post a dizer que tinha sido o mais honesto, (encanitou-me a sua insistência com a "bela merda" dos croquetes, foi mais isso). Acabou por servir como veículo do meu desabafo, sei que consigo posso, porque não tem os mínimos sintomas de diva que não aguenta uma opinião menos boa, a não ser que venha com duas pedras na mão ou só para chatear.

      Eliminar
    3. Porque é que os seus posts foram correctos e os das outras não? De que post é que fala?

      Eliminar
    4. Cláudia, aquilo não valia um caracol. E acho que só o referi uma vez, não me lembro de ter insistido nisso, até porque o ponto nem era bem esse.
      E sabe que está à vontade para dizer o que quiser. Desabafe para aí, dizem que eu tenho jeito para a coisa.

      Eliminar
    5. Anónimo, eu não disse que os outros não eram, embora até tenha uma opinião sobre a coisa.
      Disse que os meus eram correctos. Posts limpos que falavam sobre quem gosta de fazer os leitores de parvos. Sem alvos específicos, a não ser quem achou que aldrabar as pessoas e ganhar uns tostões era capaz de ser giro.

      Eliminar
    6. Sobre os croquetes falou pelo menos 3 vezes. Aqui e noutros blogues. E a palavra foi "trampa". Nem caracol nem merda. Trampa.
      E falou de outros alimentos, para além dos croquetes, sim. Entre outros, do leitão e do frango, para além do mau aspecto do arroz de pato.

      Eliminar
    7. Eventualmente. Não sei precisar nem me apetece ir à procura. Lembro-me de ter dito aqui que tinha lá comprado uns croquetes que eram uma trampa e, noutro blog, que tinha provado os tais dos croquetes, frango e leitão. Tudo em resposta a perguntas directas ou a comentários, sei que o último caso foi uma pergunta directa.
      Não quer que diga que sim, que é bom quando, na realidade, prefiro ir ao McD, pois não? É que não me pagam para isso, mesmo que pagassem não o faria.

      Eliminar
  5. Eu também não gosto disto. A esquizofrenia esquizofrénica assusta-me. Prefiro a loucura saudável e sem travões, mas coerente. Isto assim não é nada.

    ResponderEliminar
  6. Ó Picante, o problema é que a troça é um feitiço que muitas vezes se torna contra os feiticeiros, e é o que tenho visto acontecer. Chamem-lhe ironia ou o que quiserem, a questão aqui é que há quem use dois pesos e duas medidas, e quando é para "brincar" à custa dos outros é muito engraçado e tal, mas quando alguém devolve a brincadeira, naturalmente nos termos que lhe são próprios, aí já começam as porcas todas a torcer os rabos e que ah e tal que não era essa a ideia! Pois não, a ideia era EU ser o humorista e não o "humorizado"... sabe que ainda há quem tenha capacidade para se rir de si próprio, mas nem todos. Enfim, sem querer dar uma de moralista, talvez não fosse mau repensar esta história de "dizer mal", não lhe parece? Ou então, criar um grupo privado, não sei.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho nada a ver com o assunto, a coisa não foi comigo. Se fosse era capaz de não me ter aborrecido tanto.
      E olhe que eu sempre me consegui rir de mim própria, é uma excelente coisa que tenho.
      (uma das muitas, obviamente...)

      Eliminar
  7. Tirando a saga do PD não sei do que falam e até gostava de saber.
    No blog da Palmier também se fala disso.
    Alguém que me aponte a luz?

    ResponderEliminar
  8. Então e a imagem? Também é da net? Mas da net de onde? Ou os direitos de autor, à semelhança do código deontológico jornalistico, só lhe interessa assim de vez em quando, quando lhe convém?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não. É da pata que o pôs...
      E agora é a andar, vá com Deus, xô.

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.