terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Esta semana

Semana de achincalhamento gratuito de sogros.
Divirtam-se. Ou então não.

91 comentários:

  1. Uma labrega essa. Sem tino nem decência.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, isto nao é um insulto.

      Eliminar
    2. Fui eu que escrevi isso? Ora não me aborreça.

      Eliminar
  2. Pipocante Irrelevante Delirante20 de janeiro de 2015 às 09:37

    Gratuito? Não publicidade encapotada associada?

    ResponderEliminar
  3. Seria incapaz, a minha sogra foi, até hoje, a melhor pessoa que conheci. O meu sogro, depois da morte dela entrou na fase dos 18 mas não deixa de ser boa pessoa. Um rapazola mas boa pessoa.

    ResponderEliminar
  4. Tal como já ontem escrevi lá no cantinho... Mas alguém acredita naquilo? A sério??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A brincar ou a sério, eu passava-me se o meu marido escrevesse aquilo sobre os meus pais. Punha-lhe as malas à porta no minuto seguinte.

      Eliminar
    2. bem o marido lê. É tão mau inventado como contado. Acho eu.

      Eliminar
    3. É isto que me incomoda.
      Para além de achar que metade são mentiras ou exageros, há o marido que, ou pactua com estas tangas, ou permite que se fale assim da família... São os pais dele...

      Eliminar
    4. Mas não será aquilo tudo combinado? Eles podem ter um acordo, em que ela inventa tudo o que quer, e ele, sabendo que aquilo é inventado, não se importa e vive a vidinha descansado, sentindo-se a ajudar a mulher a fazer crescer o blog.

      Eliminar
    5. Aquele deve ser outro que é pau mandado. Deve aceitar tudo com promessas de fins de semana e refeições à borla que a dita vai angariar com as visitas do blogue.

      Eliminar
    6. Olhe picante, esse foi o meu primeiro pensamento: o marido e o que ele acha daquilo... Depois também pensei na eventualidade dos sogros lerem o blog, mas ainda que não leiam, há conterrâneos que lêem, que conhecem os sogros e a nora e, sinceramente o que me faz mais confusão é ir pra casa dos sogros, conviver com eles, disfrutar da hospitalidade e por trás...tumbas!
      Eu até gosto de algumas facetas da pessoa em questão, acho que é uma pessoa que se sabe mexer quando são precisos " mundos e fundos", mas realmente esta forma de estar e de atuar face aos pais do marido e avós da filha que tanto diz amar, não me parece a mais correta... ( desculpe o testamento, sim?!)

      Eliminar
    7. É feio, seja a brincar ou a sério é muito feio, é mesmo a única coisa que me ocorre.

      Eliminar
    8. Ela já disse no FB que se alguém contar aos sogros ela apaga os posts onde se refere a eles. Se fossem posts inocentes ou verdadeiros não tinha motivos para o fazer. Isto mostra bem a falta de caracter daquela tipa.

      Eliminar
    9. Hum... Como apagou aqueles em que gozava a mãe?

      Eliminar
    10. Ela apaga os posts quando souber que eles sabem. Antes disso terão eles lido tudo. Por outro lado, se alguém os quiser informar pode ser esperto o suficiente para fazer print screan ou até mesmo imprimir. E o senho tem até um restaurante na ilha, não deve ser assim tão desconhecido para o resto da população..

      Eliminar
    11. Eu acho é que esta gente se esquece que um dia também vão ser sogras de alguém.

      Eliminar
    12. Vale tudo, até inventar histórias rocambolescas para escrever uns posts e receber atenção. É disso que se trata. Atenção, atenção, atenção e validação externa.

      Eliminar
  5. Mas... mas...... eu gosto dos meus sogros.... nunca vou ser ninguém nisto dos blogs, estou condenada ao anonimato

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não gosto particularmente dos meus sogros. Várias foram as situações que me levaram a tal em que até chegou a um ponto em que o próprio filho deles ficou bastante magoado pelas suas atitudes. Nem todos temos sogros que são uns santos e uns anjos. Eu própria tenho perfeita consciência que o meu marido tem muitas razões de queixa da minha mãe, tal como eu tenho dos pais dele. Daí a expo-los ao ridículo publicamente? Jamais.

      Eliminar
    2. A roupa suja lava-se em casa. Mas, às tantas, também não me ocorreria falar sobre idas à casa de banho no blog. São maneiras diferentes de estar na vida.

      Eliminar
  6. Aquilo de tomar banho com shampoo de gato! Se foi isso que lhe deram, também deve ter sido com isso que os próprios sogros se lavam, por isso nenhuma maldade... ou então foi tão má nora que leva com tudo (mas paté de comida de gato, really?) Alguém acredita?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. essa não acredito

      Eliminar
    2. Sinceramente não me admirava que as pessoas se tivessem enganado. Por exemplo, uma vez a minha sogra comprou umas camisolas interiores para o meu filho e, sabendo que eu só lhes visto de 100% algodão pediu isso à vendedora (no mercado municipal). A senhora garantiu-lhe que era algodão e blablabla e claro que ela foi enganada, aquilo era poliester.
      Eu só a alertei porque essas pessoas nesse mercado, para além de venderem as coisas extremamente caras, tendem a enganar muito os mais idosos (como o caso da minha sogra que é muito crente). E sei que ela não o fez para me chatear ou para me contrariar mas sim que aconteceu porque foi enganada.

      A sogra pode ter-se enganado ou ter sido enganada, é legitimo pensar nisso. Sendo como sou, caso ocorresse realmente, eu brincaria com a situação mas porque sei que a minha sogra não entenderia a brincadeira como gozo e sei que ela sabe que eu não lhe levaria a mal.

      Eliminar
    3. A do shampoo sim... mas ela servir, como vingança, paté de comida de gato aos sogros?

      Eliminar
    4. Mais do que deixar os pais expor ao ridículo, é deixar que ela servisse comida de gato aos pais

      Eliminar
    5. Anon das 10.24h a menos que ela tenha pirado de vez... essa da comida de gato não acredito.

      Eliminar
    6. Eu também acho extremamente duvidoso que tenha sido real. Deve ser para lhe acharem graça.
      (os comentários do FB até me revolveram as entranhas)

      Eliminar
    7. Eu também acho extremamente duvidoso que tenha sido real. Deve ser para lhe acharem graça.
      (os comentários do FB até me revolveram as entranhas)

      Eliminar
    8. ...e se estiver a gozar connosco, e a provocar sururu para encher um post, e todos lá por casa estão dentro do jogo ? a minha sogra não se importaria nada, por exemplo.

      Eliminar
    9. Se repararem na embalagem de champô, ela estava ao contrário. O autocolante é apenas da parte da frente e dá para perceber pela abertura que ela simplesmente o virou e tirou a foto... Deve ser uma desesperada por atenção.

      Eliminar
  7. Liberdade de expressão...............

    ResponderEliminar
  8. Não era a Sarah Jessica Parker que lavava o cabelo com champô para crina de cavalo?

    ResponderEliminar
  9. Muito mau. Eu acredito que aquilo da comida de gato é brincadeira porque se não foi, já nem sei o que diga. E também já me cortaram lá o pio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje em dia só os pequenos ursos é que têm direito a expressar concordância. Coisas da vida.

      Eliminar
    2. Agora ou se concorda ou se concorda. Fez-me perder a consideração que ainda tinha por ela. E depois ainda diz que têm todos um sentido de humor muito próprio. Já poder de encaixe..

      Eliminar
  10. A sogra, neste momento, deve estar a cantar o refrão da música "jajão". Eu não mereço.... e....sou bala de canhão.
    Kis :}

    ResponderEliminar
  11. Não sei do que estão a falar, mas confesso que fiquei roída de curiosidade... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ruma a norte e vai ver os ursos polares :)

      Eliminar
  12. Isto vindo da pessoa que tem um blog de achincalhar os outros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Achincalhar é uma coisa completamente diferente. Aqui fala-se, sarcasticamente, sobre comportamentos.
      (já o que a pequena diz dos sogros...)

      Eliminar
    2. Lamento. Ide insultar a maezinha, sim?

      Eliminar
    3. Portanto, quando se criticam comportamentos dos sogros é achincalhar, quando é a bloggers é satirizar. Somos todos Charlie, desde que concordemos com o objecto do humor. Lógica da batata.

      Eliminar
    4. Caríssima Anónima... olhe vá com Deus.

      Eliminar
  13. O marido é um choninhas e um mau filho por permitir aquele achincalhamento diário. E ela não tem mesmo brio nenhum. É recebida na casa dos sogros e ainda os humilha? Mas que tipo de pessoa é ela?
    Parece impossivel que os senhores não acabem por vir a saber.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como é que disse mesmo a picante, aqui nao há insultos directos? Só quando é para as amigas do peito, para os outros é sempre a aprovar.

      Eliminar
    2. Nem isto é um insulto, nem foi proferido por mim. É um mero juízo de valor, face a um comportamento.
      Eu também acho que um filho que não se importa que os seus pais sejam achincalhados, em benefício de um blog, não é assim muito bom filho. Ou gostaria de ser gozada pela mulher do seu filho e ele a rir?

      Eliminar
  14. Ela cai no ridiculo com uma facilidade! So quer é chamar à atenção!

    ResponderEliminar
  15. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faça o favor de dizer imediatamente onde é que eu disse isso ou apago-lhe o comentário.

      Eliminar
    2. o "gorda" não é dificil. post sim post não fala da "gorda" e das bagas... Sou tão santinha, AI JESUS!

      Eliminar
    3. Parece que estamos conversados. Passar bem.

      Eliminar
    4. Anónimo, olhe que mentir é feio. Eu fiz um post onde disse que a felicidade engordava, vocês é que passam a vida a chamar gorda à rapariga, veja lá isso, a insultar assim as pesoas...

      Eliminar
    5. É feio sim, a picante deveria saber disso mais que ninguém, porque mente com quantos dentes tem na boca. Ora aqui está a picante a dizer que a senhora se confunde com um cachalote:

      http://pipocamaispicante.blogspot.pt/2014/11/estava-aqui-pontos-de-escrever-um-post.html?showComment=1416499632660#c3283492379867281034

      Eliminar
    6. Às tantas a anónima a quem eu respondi até é a senhora, não? Limitei-me a confirmar um facto. Disseram-me que a mulher era gorda por comer em demasia, eu respondi que sim, que era gorda e para o pensar bastava ter olhos na cara.
      Além de não ter feito um único post a dizer isso mesmo, que é gorda, o gorda para mim é tão normal como o alta, baixa, magra, loura ou morena. Digo-o exactamente com a mesma naturalidade.
      E mais... mentirosa é a Anónima, eu devo ter uns quatro ou cinco posts sobre a miss hapiness, se tanto.

      E sugiro que tenha tento na língua se quer continuar a ter palavra aqui. Foi o último comentário que eu aprovei a chamar-me mentirosa. Se é para continuar a largar verborreia, vá procurar outro poiso, som? Agora vá pela sombra e não me aborreça.

      Eliminar
    7. N, quem mentiu foi a picante a negar ter dito o que disse, quando comparou alguém a um cachalote como se aqui vê. Eu limitei-me a mostrar-lhe prova de que estava a fugir à verdade enquanto acusava outrém de mentir. Nada de novo, por sinal, não é a primeira nem décima vez que constato lidar de forma livre com a verdade.

      Eliminar
    8. Percebeu o que eu disse, ou vai continuar a desconversar? Eu não faço posts a insultar as pessoas, coisa que vocês passam a vida a acusar-me. O único post que pode entrar dentro dessa categoria não foi escrito por mim. Não é o meu género.
      Nos comentários posso ser mais liberal, esse especificamente, tratou-se de uma constatação de facto. Não só não vejo mal nenhum em dizer que alguém é gordo ou magro, como acho rídiculo uma pessoa passar a vida a falar em mirtilos e dietas e depois apresentar-se como se apresenta.
      E a conversa encerra aqui, estou cansada dessa ladaínha.

      Eliminar
  16. Eu como açoreana fico incomodada com o tipo de publicidade e com o auto-título de embaixadora dos Açores. Mas quem é que ela julga que é? Faz tudo por conseguir passagens da SATA oferecidas (inclusive para o baptizado da filha se não estou em erro). Eu fui estudante no Porto e pagava a módica quantia de 249€ (já com desconto estudante) para ir a casa. Ia no natal, páscoa e verão e quando dava ia mais uma vez. Contava com visitas dos meus pais e avós quando conciliavam consultas médicas ou viagens em trabalho e já ia com sorte.
    É tudo mau, desde ao achincalhamento dos sogros, à auto-promoção e ao fazer crer que os açoreanos são tipo umas criaturinhas engraçadas, muito ingénuas diria até que quase mágicas. No-jo. Fico até maldisposta sempre que apregoa qualquer coisa dos Açores...tem o dom de fazer tudo soar a falso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo-a cara anónima. Sou do continente e sinto vergolha alheia pelo que ela transmite sobre os açoreanos. E como conheço muitissimo bem o lugar de onde ela é, só posso dizer que mais valia estar calada. Aquilo não é Cascais, como ela faz supor a quem não sabe. Aquilo é uma terriola periférica, nada de mal nisso, mas que se deixe de armar.

      Eliminar
    2. Eu também sou açoriana e sinto repúdio ao que aquela mulher diz sobre os Açores. É uma injúria todas aquelas histórias inventadas, que indirectamente arrastam uma péssima imagem sobre aquele lugar mágico. É absolutamente revoltante aquela auto-promoção a honorária dos Açores, mas quem é que ela julga que é? Infelizmente, é por este tipo de turistas com este tipo de comportamentos que, sinceramente, prefiro que não haja qualquer tipo de publicidade aos Açores.
      Citando a minha conterrânea "Fico até maldisposta sempre que apregoa qualquer coisa dos Açores...tem o dom de fazer tudo soar a falso."

      Um bem haja.

      Eliminar
    3. É bom saber que não estou sozinha! Eu um dia ainda envio um email à açoriana honorária a alertar para alguns dos exageros que diz.

      Eliminar
  17. Para a sujeita em questão mentir, então que minta em condições. Vim agora de lá, para ver o que lá se passava e reparei naquela parte do supostamente ter lavado o cabelo com shampô de gato.

    Nota: na primeira foto, vê-se o shampô virado ao contrário, supostamente aquele que não tinha rótulo algum quando ela lavou o cabelo, mas na terceira foto do mesmo, milagrosamente, aparece virado com a tampa para a frente e... tcharannnn... aparece o mesmo shampô com rótulo. É ver, para concordarem ou não com a minha opinião.
    Que tristeza. Que necessidade de se armar aos pingarelhos. Mentirosa, é o que é!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahahah, já tinha reparado nesse "pormenor".

      Eliminar
    2. Muito bem apanhado!!!

      Eliminar
    3. Ela diz que o do rótulo era um shampô de reserva. O sem rótulo foi o que usou. Se ficou com o cabelo lindo, e à gata, não percebo a confusão.

      Eliminar
    4. A fotografia foi tirada em casa da própria e o champô é o da própria gata que ela agora tem. A sogra tem o cabelo curto, não usa aquele reparador pantene. Para tirar fotografias do champô não teve problemas, mas para mostrar o patê ou os ténis da sobrinha (que tem 8 ou 9 anos) com que diz que andou o dia inteiro já não há fotografias. Mentirosa!

      Eliminar
    5. Não abordando a temática do é ou não verdade, ou correcto, não me apetece agora mas, lendo o post, creio que as fotos são explicada. Um estava sem "rotulo" à vista, o segundo (da terceira foto) encontrou, acidentalmente, dentro de um armário (de resto, local ode a foto foi tirada), mas isto tudo alegadamente (que eu n estava lá e por isso não sei).
      (Sublinho isto não é uma defesa ao post, apenas uma constatação!)

      Eliminar
    6. O segundo frasco era um suplente que estava no armário. Vá,não sejam tão mázinhas.

      Eliminar
    7. Eu não vi nada de estranho nas fotografias. E o frasco deveria ter rótulo atrás e à frente. Se repararem, o da frente não tem código de barras, listagem de ingredientes, capacidade... Tudo obrigatório por lei.

      Eliminar
    8. Eu não conheço os sogros dela. Mas pelo que ela conta ficamos com a ideia de que são pessoas humildes. Pessoas da terra. Não os estou a ver a darem banho aos gatos.
      Posto isto concordo com a teoria de a foto do champô é em casa dela.

      Eliminar
  18. Mentirosa compulsiva, é o que é. Já não é a primeira, nem será com certeza a última, que ela foi apanhada a mentir. Basta relembrar o blogue "Pipi das meias altas" e como ela se escapou, mais ou menos de fininho, de toda aquela situação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. de fininho? Bolas, até apagou o blog. Lembro-me bem, aquilo foi uma barraca, aliás o blog ainda existe.

      Eliminar
    2. Nessa época não frequentava blogs. O que aconteceu?

      Eliminar
    3. Ei agora fiquei ruída de curiosidade! Ela falou em tempos que teve muitos problemas com alguém com quem partilhava o blogue, era esse? o pipi era dela e da mulher certa?

      Eliminar
    4. O Pipi era escrito por quatro ou cinco bloggers. Acho que a PN nunca o escreveu, mas não sei. A única pessoa que sei que lá andou foi a Izzie, as outras não faço ideia quem eram.

      Eliminar
  19. Não desgosto nem gosto particularmente do blogue de que falam nem da sua autora, O Quadripolaridades da Pólo Norte, portanto o que vou dizer não é por simpatia para com esse blogue ou a autora. Li esse post sobre o champô de gato e permito-me vir aqui pedir que leiam bem o que lá está. A história que ela conta é que foi tomar banho e usou um champô sem rótulo. Mais tarde, voltou a entrar na casa de banho e encontrou uma embalagem do mesmo champô, mas esta com rótulo, e daí ter percebido que a primeira embalagem (sendo uma embalagem igualzinha) deveria conter o mesmo produto que a segunda embalagem e que, como o rótulo indicava, era o tal champô para gatos.
    Não há qualquer contradição entre a primeira e a terceira foto. São duas embalagens, uma tinha rótulo e a outra não tinha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não necessariamente assim. Imaginemos. Um único frasco, sem o rótulo de trás. Fotografa-se nessa posição e diz-se que não tem rótulo. Roda-se o frasco, com o rótulo da freste à mosta e tira-se outra foto. Diz-se que é outro frasco. Na verdade sempre foi o mesmo, só que sem o rótulo de trás. Daí podermos reparar na 1º foto a parte da tampa que abre está voltada para lá.

      Eliminar
  20. Picante tem de reformular ali o cantinho das musas . Esta do Norte e mãe de 4 merecem estar no pedestal . Sofia guimaraes

    ResponderEliminar
  21. Minha gente, estao a falar de quem???

    ResponderEliminar
  22. Isto há coisas que não entendo....
    Então quando foi a festa do 1º aniversário da filha houve publicidade por causa da campanha de doação de medula e a sogra nunca soube dessa festa? É que fazia referência ao blog e ela afirma que a sogra não lê blogs nem ninguém das suas relações.........
    É tão estranho.

    ResponderEliminar
  23. Absolutamente nojento. E mentira. Não acredito mesmo na história do champô, nem na história da comida de gato. Não passam de invenções dela. Por alguma razão lá acha que isso deve ter piada, que a torna engraçada, que a vai ajudar a ter visitas... O mais assustador é que depois ainda lá vai a carneirada dizer que sim senhora, ela é a maior e ah ah ah ah que piada. Enfim, Picante. Enfim. (Se eu fosse má pessoa insinuaria aqui que ela deve ser uma daquelas psicólogas que envergonha toda a sua classe profissional... Mas como não sou...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A verdade é que me parece haver cada vez menos ovelhas.

      Eliminar
    2. Olhe que no FB, infelizmente, ainda se vêem muitas...

      Eliminar
  24. O que eu acho é que os sogros devem ser uns sujeitos pacatos, gente humilde. E por vezes estas pessoas têm a ideia de que os da cidade são pessoas snobes e distantes. (preconceitos, enfim). Quando ela lá chega toda popular, a meter-se com toda a gente, eles acham o máximo. As pessoas vêm vê-los lá a casa e ela fica a sentir-se a estrelinha da companhia. E arma o barraco todo e as pessoas acham-lhe imensa piada. Não se apercebem que ela é mentirosa e armada em esperta. (lembra-me um bocado a esquerda caviar mas sem conotações politicas).

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.