quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Perfect matches ou pares boho-slam-chic cheios de pinta

Por coisas cá da minha vida, ofereceram-me esta túnica:

Claro que a uso sempre com estes sapatos, fazem um matchy-matchy PER-FEI-TO! Eu A-DO-RO!


Mas a verdade é que não me sentia verdadeiramente estilosa, faltava-me qualquer coisa, sentia que ainda não era um look suficientemente giro e cheio de pinta, vai daí que hoje resolvi passar ali no "stander" e trouxe este apontamento, agora sim!... Consegui um look super giro e com imensa pinta!!! Não é A-MO-RO-SO?



E claro... o porta luvas está sempre cheio disto: 

Já conhecem os novos Labello? Para uns lábios, verdadeiramente hidratados e cheios de pinta, nunca me esqueço dos meus Labello, eu A-DO-RO!!!! E vocês? Já tinham ouvido falar?...



Tronco de Natal


Ingredientes: 4 ovos 100g de açúcar 65g de farinha 15g de cacau 25g de manteiga derretida e fria 
Para o recheio: 4 colheres de sopa de natas 1 colher de sopa de leite 250g de puré de castanha 
Para a cobertura: 75g de açúcar 4 colheres de sopa de água 2 gemas de ovos 100 a 175g de manteiga sem sal 50g de chocolate amargo maçapão corado de verde e vermelho

Forra-se um tabuleiro (30cm x 25cm) com papel vegetal untado com manteiga. Batem-se os ovos com o açúcar até a mistura engrossar e ficar branca. Peneiram-se a farinha e o cacau juntos e adiciona.se à mistura, seguido da manteiga. Verte-se o preparado na forma, distribuíndo bem a massa. Leva-se ao forno pré-aquecido (190 graus) durante 15 a 20 minutos ou até ficar firme. Desenforma-se para cima de um papel vegetal polvilhado com açúcar em pó. Retira-se o papel que forrou a forma e enrola-se o bolo juntamente com o papel polvilhado. Deixa-se arrefecer numa rede. 
Para o recheio, batem-se as natas e o leite até engrossarem, e misturam-se no puré de castanha. Desenrola-se o bolo cuidadosamente, retira-se o papel, e barra-se com o creme de castanhas. Volta-se a enrolar cuidadosamente. 
Prepare a cobertura fazendo caramelo com o açúcar e a água. Deita-se o caramelo em fio sobre as gemas, mexendo sempre. Continua-se a bater até que a mistura engrosse e esfrie. Bate-se a manteiga e acrescenta-se à mistura anterior. Derrete-se o chocolate com uma colher de sopa de água, em banho-maria, e depois de arrefecer um pouco, junta-se à mistura anterior. Cobre-se completamente o bolo. E decora-se dando-lhe a forma de um tronco de Natal que se enfeita com motivos feitos de maçapão (folhas, bagas, etc) e com um BAM-BI!!!! Não se esqueçam do Bambi, que é tremendamente importante!!!
(estava esgotado... Oh!....)


(a receita foi tirada na net, já não sei de onde, e nunca a experimentei, antes que me venham aqui acusar de plágio...) 
Ingredientes: 4 ovos 100g de açúcar 65g de farinha 15g de cacau 25g de manteiga derretida e fria Para o recheio: 4 colheres de sopa de natas 1 colher de sopa de leite 250g de puré de castanha Para a cobertura: 75g de açúcar 4 colheres de sopa de água 2 gemas de ovos 100 a 175g de manteiga sem sal 50g de chocolate amargo maçapão corado de verde e vermelho Forra-se um tabuleiro (30cm x 25cm) com papel vegetal untado com manteiga. Batem-se os ovos com o açúcar até a mistura engrossar e ficar branca. Peneiram-se a farinha e o cacau juntos e adiciona.se à mistura, seguido da manteiga. Verte-se o preparado na forma, distribuíndo bem a massa. Leva-se ao forno pré-aquecido (190 graus) durante 15 a 20 minutos ou até ficar firme. Desenforma-se para cima de um papel vegetal polvilhado com açúcar em pó. Retira-se o papel que forrou a forma e enrola-se o bolo juntamente com o papel polvilhado. Deixa-se arrefecer numa rede. Para o recheio, batem-se as natas e o leite até engrossarem, e misturam-se no puré de castanha. Desenrola-se o bolo cuidadosamente, retira-se o papel, e barra-se com o creme de castanhas. Volta-se a enrolar cuidadosamente. Prepare a cobertura fazendo caramelo com o açúcar e a água. Deita-se o caramelo em fio sobre as gemas, mexendo sempre. Continua-se a bater até que a mistura engrosse e esfrie. Bate-se a manteiga e acrescenta-se à mistura anterior. Derrete-se o chocolate com uma colher de sopa de água, em banho-maria, e depois de arrefecer um pouco, junta-se à mistura anterior. Cobre-se completamente o bolo. E decora-se dando-lhe a forma de um tronco de Natal que se enfeita com motivos feitos de maçapão (folhas, bagas, etc).

Copy and WIN : http://bit.ly/copy_win

34 comentários:

  1. É aqui que dizemos "a menina queeeeeeer!"?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão será... mas o quê, Mirone?

      Ah!... Está a falar do bolo, não está?

      Eliminar
  2. Muito bom! (mas porque é que toda a gente resolveu botar uma rena em tudo o que é sítio?) Sermos nórdicos, por acaso? Sermos louros? Botai o burro, tão luso.
    -Ah, mas espera, o burro já está no presépio.
    -Olha que não é só no presépio...
    Fim

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. À pois não. Também veio botar zurradura para o blog da Picante.

      Eliminar
    2. Veio, não veio Anónimo?
      (bem que andava desconfiada...)

      Eliminar
  3. Li pelo menos umas 3 vezes e não percebi se é para atingir a S* ou a Maçã.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bolas! À terceira costuma ser de vez...

      Eliminar
    2. Ok, percebi. É para as duas. A parte de cima para a primeira e o final para a segunda.

      Eliminar
    3. Pronto, agora vai fazer-me ir ao blog da S...
      (é tão divertido, isto...)

      Eliminar
    4. Quê? tanta coisa por causa de uma boina?
      ahahahahahahahahah

      Eliminar
  4. A menina quer tudo! ahahahahahahahahahahahahahahahaha

    ResponderEliminar
  5. Acho que já se descobriu afina de quem eram as cuecas que o consorte de Palmier andou a distribuir...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Margarida, acho esse comentário tremendamente perigoso, tarda nada aparece aí alguém a dizer que eu sou amante de consorte de Palmier, não me parece nada bem...

      Eliminar
    2. E traia o Pipoco? Ninguém no seu perfeito juízo faria uma coisa dessas...pff pff

      Eliminar
    3. Ele é careca, Margarida... e velho...
      (não sei não... só nos vinhos é que os velhos têm mais graça...)

      Eliminar
    4. E nos livros? E as viagens? (Está explicado porque é que é dos carecas que elas gostam mais!)

      Eliminar
    5. Ele gosta de subir montanhas, Margarida. Eu gosto de as descer. Temos muitos problemas, a Margarida sabe lá...

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Pipocante Irrelevante Delirante17 de dezembro de 2014 às 15:03

      Perfect matches ou pares boho-slam-chic cheios de pintas

      Eliminar
  7. Pipocante Irrelevante Delirante17 de dezembro de 2014 às 15:00

    Vestem de chitas, e se depois algum hombre lhe dá caça, aqui d'el-rei que é perseguição de espécie protegida.
    Cuidado com as vestimentas, o Chen ainda pode pensar que o lugar é no Circo dele.

    Do bolo não percebi, se faltava o Bambi ou a Bimbi.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai o Chen, não me fale do Chen que ainda tremo com a lembrança...

      Eliminar
    2. Estes dois comentários são para sorriso de orelha a orelha, no mínimo. ( Picante, mas que má vontade para com o Chen, não pode ter sido assim tão mau)

      Eliminar
    3. Foi pior que isso. Decadente.
      (mas há um senão, há sempre um senão, o mais velho já não gosta de circo...)

      Eliminar
  8. Ai... vou comprar tudo igual... Adooooooro.

    ResponderEliminar
  9. Respostas
    1. Obviamente Sofia, a tradição ainda é o que era.

      Eliminar
    2. Eu sem Bimby ainda faço agora sem Labello é que nunca!

      Eliminar
  10. Ao principio pensava que me tinha enganado no blog, até fui confirmar o header para ter a certeza que estava em casa de Picante, foi só ali uns segundos de tontice até perceber que hoje, Picante, nos oferece um resumo blogoesférico, o dia a dia de alguns blogues perto de nós, aqui retratado, parece tanta coisa, parece tanta informação, tanta vontade de nos ajudar, de contribuir para a nossa felicidade, mas não esquecer que no final, o que realmente importa, o que não pode mesmo faltar nas nossas vidas, a razão de tudo isto é... e o prémio motivo do post, tanta coisa só para, vai para (imaginem o rufar de tambores) ...Labello, Labello, Labello. Foi neste post Picante, que para mim funcionou qual EDP (passo a publicidade).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que fui muito subtil, ninguém percebeu que estava a fazer publicidade à LABELLO...

      Eliminar
    2. Verdade, parece que as pessoas são ...mais bolos...fixou-se quase tudo na torta, algumas no leopardo, vá e outra vez na torta, LABELLO que é bom, nada? ai Picante, vai na volta e é mesmo a melhor nisto da publicidade encapotada, mas assim de tão boa a encapotar, não resulta não é? ora bolas!

      Eliminar
  11. Art. 1 Cód. da Publicidade
    1 - Considera-se publicidade, para efeitos do presente diploma, qualquer forma de comunicação feita por entidades de natureza pública ou privada, no âmbito de uma actividade comercial, industrial, artesanal ou liberal, com o objectivo directo ou indirecto de:
    a) Promover, com vista à sua comercialização ou alienação, quaisquer bens ou serviços;
    b) Promover ideias, princípios, iniciativas ou instituições.

    Art. 8
    1 - A publicidade tem de ser inequivocamente identificada como tal, qualquer que seja o meio de difusão utilizado.
    2 - A publicidade efectuada na rádio e na televisão deve ser claramente separada da restante programação, através da introdução de um separador no início e no fim do espaço publicitário.
    3 - O separador a que se refere o número anterior é constituído, na rádio, por sinais acústicos.


    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.