terça-feira, 4 de novembro de 2014

Post exemplificativo de binómio interesse nulo e utilidade imensa

Este produtinho tira os pontinhos de bolor e humidade que se alojam entre os azulejos das casas de banho, que é uma maravilha. A sério, já tinha mandado a minha dona Joaquina esfregar aquilo com lixívia, vezes sem conta, só tinha melhorado ligeiramente. Agora estão como novos. 
Escusam de agradecer, quer vocês, quer os senhores da UHU que nem tiveram a amabilidade de me enviar isto cá para casa, tive mesmo de desembolsar a fortuna de 3.69€, que foi quanto a dona Joaquina disse que tinha custado. Vale cada cêntimo.
Ah!... Já me esquecia, aquilo deve ser altamente corrosivo, não só a julgar pelo resultado final como. pelo aroma com que fica a casa toda. Se ficarem cegos, ou assim, escusam de cá vir.

34 comentários:

  1. Respostas
    1. No Pingo Doce, diz ela, eu cá não sei, ela vai sempre com o Anastácio fazer as compras da casa.

      Eliminar
  2. Confirmo a teoria do corrosivo...
    Aqui o Je já conhece esse produto há anos, mas evito usar, já que aquando da minha ultima utilização, jovem verdinho nas andanças das lides domésticas, me pus a aplicar essa maravilha sem luvas...
    Resultado: 2 mãos praticamente sem pele de tão queimadas pelo produto...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha dona Joaquina não usou luvas. Mas diz ela que aplicou, esperou e passou um pano, quase nem teve de esfregar.
      (confesso que estava com algum receio, estava em casa quando ela aplicou aquilo, instalou-se um cheiro a desinfectante, imediatamente, fui lá dizer que tivesse cuidado e abrisse as janelas, fui completamente enxotada, que ela é que sabe e não sei quê)

      Eliminar
  3. Pipocante Azevedo Delirante4 de novembro de 2014 às 16:33

    Essa coisa é um must
    Recomendo
    A minha casa foi construída por uns senhores de boa índole e enorme competência, e juntamente com o beneplácito da CM_ fizeram com que viva agora num apartamento em que o bolor só compete com a salitre. Obrigado fiscais camarários por detectarem tantas falhas de construção antes do je ter pago um balúrdio (mais o imposto de selo... ah, o imposto de selo...) pela cabana. Eu disse antes? Ah, queria dizer... whatever...
    Essa cousa funcemina. É baseado em lixívia, por isso não convém deixar ao pé das pastilhas da louça com as criancinhas brincam, e sim, convém aplicar e ventilar as divisões.
    Não convém atirar para os olhos ou mãos, mas lá está, aquilo é para aplicar na parede...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem me fale do imposto de selo, Essa prenda chegou cá o ano passado, já nem me lembrava que ainda estava para pagar...
      (talvez seja melhor arrumar ao lado dos peluches, elas substituíram os ursos pelas pastilhas da máquina de louça)

      Eliminar
  4. Pode servir de arma química portanto....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hum... embora aí enviar aquilo a uns bloggers que eu cá sei? Pode ser que lhes queime as pontas dos dedos...

      Eliminar
    2. Pode servir de arma anti piropo...

      Eliminar
    3. hum... damos então isso às... às....olha, a elas?

      Eliminar
    4. Eu própria vou começar a andar com uma coisa dessas na carteira... "Ai quem me dera meter a minha pen na tua porta USB"... Sacava da minha arma e... Tungas... Esguichadela UHU nos olhos do anormal...

      Eliminar
    5. meter a minha pen na tua USB???
      (és tão nerd, afilhada...)

      ahahahahahahahahaha

      Eliminar
  5. Ó Picante, isto não tem nada a ver e eu sei que a menina anda enxofrada da malta andar aqui a comentar assuntos out of the post, mas esta não resisto mesmo: afinal a tão proclamada viagem do "menino" a Braga não passou de um favorzinho ao Íbis? Ao Íbis? Mas não se arranjava nada piorzito? Ainda por cima a gama económica da cadeia já de si fraquita? Oh God!

    Um must estes wannabe!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só publiquei porque sei de fonte segura que o hotel foi todo desinfectado com este produtinho milagroso...

      Eliminar
    2. Ah Ah Ah Ah Ah Ah Ah Ah

      Eliminar
    3. Mas é para mostrarmos a que hotéis vamos? Isso facilita-me muitíssimo a vida. Estava aqui a inventar inspiração para agendar posts, assim, tiro umas fotos e tenho post. Nice!

      Eliminar
  6. Remove fungos? Isso quer dizer que se aplicar pelas narinas lava-me o cérebro e sai pelas orelhas?!
    Publicidade, cara Picante?!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se aplicar isso nas narinas acho que lhe saem as próprias das narinas.
      Serviço público. Aquilo é mesmo bom, resolvi partilhar, andava há uns três anos a mandar a desgraçada da empregada esfregar os azulejos, sem sucesso. Pela minha rica saúde que não recebi um tostão por isto, é que nem o produto foi oferta.

      Eliminar
  7. :DDDDD

    (os produtos recentes são realmente fascinantes)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ali o Timido diz que não énovo, que já conhece há uns anos. Eu nunca tinha dado pela coisa mas deve ser porque é a dona Joaquina que vai ao supermercado...

      Eliminar
  8. Estás a goza, mas eu vou comprar uma coisa dessas! Graças a Deus este apartamento não tem problemas com humidade mas os azulejos da banheira precisam de um esfreganço...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não estou nada a gozar. Fiquei mesmo satisfeita com os meus azulejos, parecem novinhos.

      Eliminar
  9. Obrigada querida Picante pela informação tão útil. Vou experimentar.
    (só com lixívia não dá).
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  10. Oh Picante desculpa mas não consegui não reparar no frasco da Margão ali atrás, é que, pelas minhas contas, que trabalhei na marca, isso já deve ter passado de validade aí há uns 10 anos! Cuidado, a sério. Sem ponta de gozo ou ironia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahahahaahahahahahahahahah

      Realmente... nunca uso canela em pó. Aquilo está ali há uns dez anos, desde que vim para esta casa. Mas é tempero, não faz mal à saúde, o pior que poderia acontecer seria não temperar.
      (depois de ler o comentário fui lá cheirar, não tem qualquer alteração, cheira a canela, como se quer)

      Eliminar
  11. Eu tenho um truque pessoal (nem todos podemos ter donas Joaquinhas, não é?) mas, dizia eu, o truque cá em casa é colocar um bocado de lixivia daquela que cheira bem [marca branca Auchan], junto-lhe meio pacote de bicarbonato de sódio e acrescento um bocado de vinagre em cima.
    Enquanto se dá a reacção quimica (aquilo fervilha) é passar com uma esponja (e luvas) nas zonas mais afectadas... quase nem é preciso esfregar.
    Outro truque que já sai um pouco mais caro mas que também resulta quer nas manchas de bolor, que no amarelado da banheira é colocar Ajax para casa de banho e lixivia em cima, é deixar aplicado uns 10 minutos e depois tira-se tudo com água quente.

    Voilá... [sinto-me estranha ao saber isto tudo com 25 anos - logo eu que sempre disse que jamais daria para estas coisas]

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu fiquei foi siderada nisso dos vinte e cinco anos. Caramba, ninguém tem vinte e cinco anos...
      (sempre bom saber, obrigada)

      Eliminar
    2. Muito bem, senhora dos vinte e cinco anos.
      Tantos e ternurentos predicados no zelo do seu lar merecm um elogio do Saraiva como exemplo a seguir da verdadeira mulher portuguesa.

      Eliminar
  12. É MARAVILHOSO esse produto, é que resulta mesmo, tomei conhecimento dele por um anuncio há um tempo atrás, remove tudo sem esforço, é só esperar que actue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É singular. Exactamente como eu, sem o esforço.
      É só deixar que o tempo actue que as coisas boas acontecem.
      É bem verdade. Nada falta a quem Deus tem.

      Eliminar
    2. :DDDDDDDD (eu sei que isto não é comentário que se apresente, mas recorrendo a outro terrível lugar comum, fiquei sem palavras)

      Eliminar
    3. Não, estimado Quiescente.
      Podiam todas serem minha netas.
      São só blogs. Pelo menos para os meus 74

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.