segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Li, nas redes sociais

Que as mesmas pessoas que se riem da credulidade alheia são, elas próprias, crédulas ao ponto de se surpreenderem com a existência de corrupção, entre os funcionários públicos. Achavam elas que só os diabos dos capitalistas eram corruptos.
Não sei se ria, se chore.

5 comentários:

  1. A honestidade está uma coisa muito rara, mas ainda existe!

    ResponderEliminar
  2. Vi ontem o Gangster Americano e era qualquer coisa assim, mas nos polícias. O dinheiro mina tudo.

    ResponderEliminar
  3. Se posso aconselhar, faça as duas coisas. Chore e ria.
    Assim não fica com remorsos de consciência e cumpriu a sua obrigação de cidadã exemplar.

    ResponderEliminar
  4. Não há corruptos. Há pessoas que ajudando os outros também se ajudam a si próprias (e no bolso, além da carteira, têm um cartãozinho com o mantra "a bem da nação"). E depois há aquelas que fazem tudo dentro da Lei, essa baliza da Moral...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu ainda sou do tempo em que o nome limpo tinha valor. Não sei exactamente quando é que deixou de o ter.

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.