terça-feira, 25 de novembro de 2014

Dúvidas, a minha vida é isto...

Os aquecedores a gás são extremamente seguros, não são? Não há qualquer perigo de, e isto somos nós a supor, uma criancinha de ano e meio se queimar naquilo, pois não?

(estava para aqui na dúvida, eu não digo que a minha vida é só dúvidas? mas dizia eu que estava para aqui na dúvida se deveria dar, ao post, o título "isto não é um post sobre árvores de Natal", acrescentaria uma tirada verdadeiramente deliciosa. uma verdadeira pérola de humor, qualquer coisa sobre as árvores costumarem disparar bolas, quais torpedos, nem sei bem, era o que saísse na altura, mas achei melhor não, afinal queremos paz e harmonia, pois queremos?...)

55 comentários:

  1. Se me der exemplos de outros aquecimentos em que uma criancinha não se possa queimar dou-lhe um prémio. Mais ainda se me der exemplos de aquecimentos tão atraentes como árvores de natal cheios de enfeites brilhantes aos olhos de uma criança.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chaminés de etanol

      Eliminar
    2. O problema não será bem o aquecimento ou a árvore. Mas está certo.

      Eliminar
    3. Ar condicionado...

      Eliminar
    4. Exactamente. O mais seguro de todos. Ar condicionado, com a vantagem que dá para quente e frio e o consumo não tem nada a ver. E também dá para ter com várias cores e desenhos. Onde está o meu prémio?

      Eliminar
    5. O ar condicionado não se pode chamar de aquecimento. Ponha a bombar, desligue e veja o que acontece passado 5 minutos: tem a divisão gelada outra vez! O mesmo para o frio em dias de calor. Eu tenho ar condicionado em todas as divisões, sai mais barato se quiser aquecer uns minutos, aí serve. Mas se a ideia é manter a casa quente no inverno, então é para esquecer.

      Eliminar
    6. O ar condicionado não é aquecimento? Bem, peço desculpa mas um bom ar condicionado é o melhor que há, a minha casa que é de pedra com ar condicionado está sempre quentinha. Não o desligo, ligo por exemplo nos 20 graus e ele só liga quando a temperatura começa a baixar, mantém sempre a mesma temperatura. Além de que é um calor muito mais saudável, detesto aquecedores, fico logo com dores de cabeça. No verão é raríssimo ligar porque além da casa ser muito fresca, eu gosto é do calor.

      Eliminar
    7. Lareiras de etanol produzem chama, e como tudo o que produz chama, é passível de queimar.

      Eliminar
    8. O meu AC liga-se uns a uma temperatura baixa e constante de forma a manter a temperatura constante mas já experimentei ligá-lo 1 hora à noite e ele aqueceu-me a casa toda num espaço de 15 minutos (assim como a arrefece) e eu vivo num V3, com uns aninhos onde o isolamento não é o melhor. Desligo-o antes de ir para a cama e quando acordo o quarto e a casa estão a uma temperatura média. [e só o desligo porque o barulho me incomoda]

      O AC está instalado num local alto e de forma a que o ar circule pela casa... não há ali possibilidade nenhuma de se queimarem ou magoarem seja como for.

      Eliminar
    9. Exactamente. As pessoas esquecem-se que existem ac para muitos preços e as diferenças existem por alguma coisa. Um bom ac é caro mas com o tempo poupa dinheiro.

      Eliminar
  2. Mas aquilo é só publicidade, ela diz que sim, que é fantástico, mas não vai comprar. Aquilo é só porque é o seu trabalho e tem contas para pagar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não vai comprar mas até pode ter recebido um lá para casa. Mais a comissão da publicidade, claro.
      É tudo fantástico por ali - os iogurtes, os sites de compras online, os dentes, as lojas - nunca se criticam produtos, só pessoas.

      Eliminar
    2. Se a minha fonte de rendimento fosse o meu blog e, como tal, tivesse de fazer publicidade se calhar também lá punha uns anúncios de Tena Lady, mesmo sem ser incontinente. `a vida, e a publicidade é uma forma de a ganhar como as outras.

      Eliminar
    3. Ora Mirone, lá a publicidade nós percebemos... Mas, segundo percebo, a Mirone está a dizer que ela não vai comprar, apesar de a rapariga afirmar o contrário, efectivamente aquilo é perigoso com crianças à solta.
      Ela não mentiria, pois não? Isso seria descredibilizar o emissor, pois sim? Poria em causa os próximos posts publicitários, pois poria?

      Eliminar
    4. Se as marcas se preocupassem com isso... Importará saber o que valorizam mais, se uma mensagem credível, se uma exposição "massiva" ( porque é o blog mais lido) do produto.

      Eliminar
    5. Ter contas para pagar todos têm. Se esse fosse um argumento válido para toda a gente, virávamos trafulhas num instante, não?

      Eliminar
    6. Como assim trafulha? A marca solicita a divulgação de um produto a uma blogger de relevância. A blogger divulga-o como bem entende, referindo que o faz em parceria (suponho que a marca conhecesse o conteúdo do texto antes de ser publicado). Se a marca está satisfeita, porque se tratará de trafulhice?

      Eliminar
    7. Talvez a culpa seja dos marketeers, que não revêm as publicações do que encomendam, afinal têm de se certificar que as bloguers não dizem uma ou outra aldrabice...

      (é isto, não é?)

      Eliminar
  3. Deixe-me adivinhar, e depois faria outra tirada muito inteligente sobre julgamentos abusivos, acusando a outra blogger de dizer isso sobre os perigos das árvores de natal, acertei?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não.
      (mas não desespere, isso em si é normal...)

      Eliminar
    2. Adoro a arrogância, mostra quão estúpida é.

      Eliminar
    3. Típico. Faltam-lhe os argumentos e parte para o insulto, não é? Pois...
      (talvez seja mais avisado desesperar...)

      Eliminar
    4. Por acaso essa é a técnica usada pela picante sempre que alguém discorda de si, o insulto fácil e chamar-lhe burro ou básico. Aliás fê-lo várias vezes no post acima.

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Isto era suposto ter graça (e/ou ser irónico), era isso? Só que não.

      Eliminar
  5. A mim parece-me bem mais fácil ensinar a uma criança de ano e meio a não mexer porque queima (claro que com a devida vigilância) do que não trepar para uma árvore de natal extremamente apelativa.

    Enquanto não "ganhar a causa" vamos ter tema de árvore de natal até ao mês de agosto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Trepar??? Tadito, nao deve ser este ano, mal consegue andar, quanto mais trepar a arvore.

      Eliminar
    2. Trepar? Só se for um macaquinho, nunca vi criança nenhuma a tentar trepar a uma árvore de Natal...
      E, em havendo azar, a árvore sempre será menos danosa para a saúde.
      (isto se estivéssemos a falar de árvores, acontece que não estamos)

      Eliminar
    3. Segundo a picante então tenho um filho que é um macaquinho.

      Eliminar
    4. Ou tem uma árvore com 20 cm...

      Nunca vi crianças a trepar para árvores: já os vi a mexer nelas, a agarrar...
      Aquela coisa do gás é bastante atrativo para qualquer criança e se tem um filho sabe bem que sim - é colorida, é estranha (parece um robot, um brinquedo) chama à atenção e, pessoalmente, parece-me a última coisa que queria perto de uma criança tão pequena como o filho dela porque o vai atrair.
      Eu cá acho mais "fácil" ensinar a uma criança a não mexer numa árvore do que naquilo, porque dá-se o caso da criança não ter muito entendimento [derivado à idade] e, portanto, se acabar por mexer será menos perigoso atirar uma bola de plástico ao chão do que tocar naquilo - afinal foi a dita que quis mudar de árvore para uma coisa alternativa para não andar sempre em cima da criança - ora, dizia eu, se ela não quiser andar sempre a olhar para o filho, tomar conta dele, fazer as coisas que as mães fazem por norma, será melhor não se meter com coisas perigosas porque já quem não se importa de tomar conta dos filhos tem dificuldades em seguir todos os movimentos o que fará uma que se quer demitir de responsabilidades...

      Eliminar
  6. Ò anónimo lá de cima defensor da PMDzinha, então mas não conhece o aquecimento pelo chão!? Parece mentira, só campóneos... Ponha la os putos que quiser a ver quantos saem de lá queimaditos... Pfff

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um tipo de aquecimento muito comum em portugal, sem dúvida. Fica ali logo abaixo da utilização generalizada do aquecimento central, como se sabe muito utilizado no nosso país.

      Eliminar
    2. Pois eu acho que sim, que deveria ser generalizado. Vivo num imóvel construído nos anos 60 no qual todos os apartamentos estão equipados. Não há melhor!

      Eliminar
    3. Também há quem tenha ferraris em portugal.

      Eliminar
    4. E AC diz-lhe alguma coisa? Secalhar comprando menos umas malas e sapatos e o dinheiro para o dito aparecia num instante.

      Eliminar
  7. É essa e a árvore faminta da Fe. Ia morrendo.

    ResponderEliminar
  8. Pipocante Irrelevante Delirante25 de novembro de 2014 às 21:29

    Custa a engolir

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Põe na avent que passa melhor, aquilo tem furinhos...

      Eliminar
    2. Não sei por que razão pensará isso...

      Eliminar
    3. Pipocante Irrelevante Delirante26 de novembro de 2014 às 08:22

      Um gajo tenta usar uma referencia mais rebuscada, e prontos...
      Bebam um yoggi q'uisso passa

      Eliminar
  9. Anónimo, vai desculpar. Estamos a falar de um recém-nascido. E que não tem nada a ver com o post, já agora.
    Esse comentário deixou-me enjoada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A picante que me desculpe, não sera essa a minha intenção... Mas era tão fácil que me saiu pelo "keyboard" (a língua inglesa fica sempre bem)

      Eliminar
    2. Eu percebi. E tem razão, estou farta de pensar nisso. Acho só demasiado violento dizê-lo.

      Eliminar
    3. mais alguém a ter visto o que eu vi. quantos mais "alguéns" haverá? Que Deus proteja aquela criança

      Eliminar
  10. Tudo representa perigo para crianças: os aquecimentos, as lareiras, as janelas, as escadas, a gaveta de talheres aberta, os detergentes, não faltam exemplos. No entanto, todos continuamos a precisar de nos aquecer, a ter janelas em casa, os prédios têm escadas, continuamos a usar talheres e a comprar detergentes. Até um simples copo de vidro pode fazer estragos.

    Em suma, este post é um exagero, vontade de dizer mal. Perigos há em todo o lado, não são exclusivo de um aquecimento que para seu horror, a marca fez publicidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente. O mundo é perigoso, ainda bem que conseguiu lá chegar. Cabe a nós, adultos, ensinarmos as crianças a sobreviver, correndo riscos calculados. Não é impedindo que as crianças caiam que elas aprenderão a levantar-se, é amparando as quedas. Assim, os danos serão mínimos e elas aprenderam, quer a erguer-se, quer a evitar futuras quedas, quem sabe, mais danosas.
      E é isto.

      Eliminar
    2. O mundo é tão perigoso que começa...em casa, muitas vezes pelos próprios pais.

      Eliminar
    3. Olhe, eu mãe inconsciente e que mudou muito pouca coisa em casa, lembro-me de ter protegido as tomadas e de ter trancado medicamentos e detergentes, já tive de lidar com várias cabeças partidas. Todas fora de casa e fora da minha vigilância. Coisas da vida...

      Eliminar
    4. Sempre houve mas desde que os pais começaram a ter mais cuidado com isso tudo (antever consequências) a mortalidade infantil desceu a pique... só aquela coisa de que morrem muito menos crianças actualmente que há 10/20 anos atrás... é que depois é o "Deus me acuda".

      Imaginemos que aquilo está na casa, que a criança - que já caminha - cai por cima daquilo e tem o azar de queimar a cara toda... depois como é? Pois "ai meu Deus" "foi sem intenção", blablabla... outras coisas que tal é o cozinhar com as crianças à nossa volta e por aí fora...
      Se há coisas que podem acontecer porque não precaver? Se eles podem cair? Sim e devem. Cabe-nos a nós tirar as coisas que lhes podem causar danos irreparáveis do seu alcance.

      Eliminar
  11. mas este blog resume-se a criticar o movimento dos outros blogs,ou seja,o trabalho dos outros,e a dissertar sobre aquilo que acham que pode acontecer???No que é que isso contribui pra felicidade da Picante?Não tem mais nada para dizer? A sua capacidade de gestão no seu blog baseia-se em ver os assuntos comentados nos restantes e daí destilar a sua opinião,que vale o que vale,e mostrar,mais uma vez que a malta odiosa até tem razão? deixe-se de andar a reboque do sucesso alheio,que tanto lhe azeda a alma e a mente....e mentalize-se que,eventualmente,se vão fartar de si.Já reparou que tem a pele a ficar verde e as unhas cada vez mais curtas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já no século xiii haviam cantigas de escárnio e maldizer que hoje em dia se estudam no secundário. Porque é que a Picante não pode adoptar esse estilo?
      Olhe eu cá gosto =)

      Eliminar
    2. Não seja assim Lúcia, que injustiça.
      (às vezes também critico comentadores, calças de cintura descaída, soutiens com alças transparentes, gente da outra banda...)

      Eliminar
    3. Ou seja nada de jeito. Nem com sarcasmo misturado consegue ser original. Longe de mim ser a advogada de defesa da outra Pipoca,que nem precisa de mim para nada,mas o que podia até ser engraçado tornou-se uma obsessão,senhora! Cheguei a pensar que,sordidamente,podiam ser a mesma mas....nnnaaaa!!!!! Era impossível,foi só um delírio meu. Se bem que....não a chateio mais,era mesmo impossível.

      Eliminar
  12. Gostavas muito, não gostavas?! Pede de presente de Natal!!!

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.