terça-feira, 14 de outubro de 2014

Os tipos da meteorologia voltaram a não avisar o Costa



Aquilo que eu gostava mesmo de saber é como é que um tipo que nem consegue limpar a cidade convenientemente, nunca, em ano algum, vi cheias como as de ontem, será capaz de limpar o país. Isso é que eu gostava de saber.

(imagens do Publico online)

34 comentários:

  1. Tenho para mim que isto não é uma questão de limpeza... nunca mais me esqueci, aquando das obras de alteração do trânsito na avenida, de ter visto, no telejornal, um senhor, muito indignado, a dizer que parecia impossível que tivessem tapado as sarjetas na Rotunda do Marquês, e como é que ia ser quando chovesse.

    Agora já sabemos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este ano superou toda e qualquer cheia de que me lembre. Uma vergonha.

      Eliminar
    2. Mas assim anda tudo para a frente,... o importante é se construir, construir... para a frente, para os lados, para cima, requalificar com coisas giras, recuperar com cores que não lembra ao diabo. É só para se dizer que fez e depois é esta vergonha, já que estão com tanto cuidadinho com os turistas ( que são eles que contam, não é verdadae?) querem começar a vender isto como a nova Veneza, que caturreira!

      Eliminar
  2. Nem o Costa nem ninguém consegue resolver o problema das cheias em Lisboa. Deixo aqui o link de um artigo sobre inundações na capital durante o século XX, publicado em 2002 numa revista de geografia: http://www.ceg.ul.pt/finisterra/numeros/2002-74/74_02.pdf

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom eu vi, na televisão, comerciantes a desentupir as sarjetas. Pode não resolver, mas ajuda estarem limpas.

      Eliminar
    2. Essas imagens dos senhores a limpar é quando a chuva pára e as sarjetas ficam cheias de lixo da enchente. Não estavam entupidas antes. Claro que ajuda ter sarjetas limpas, mas o problema é muitíssimo mais complexo que isso!

      Eliminar
    3. Não vou teimar, não as fui verificar. Mas que ouvi vários comerciantes a dizer que aquilo nunca era limpo, que estava sempre entupido, ouvi. Às tantas pode ser mentira, eu tomei a coisa como boa.

      Eliminar
  3. Picante, Picante... e a Paula Teixeira da Cruz ou o Nuno Crato também não?
    Não retirando a culpa do cartório do António Costa, cheias sempre as houve (claro que este ano é o exagero nos estragos) mas já desde os anos 60/70 que o Gonçalo Ribeiro Telles alertava para este problema e até hoje ninguém o resolveu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade mas as sargetas não estavam limpas. Se houver escoamento sempre facilita a coisa.

      Eliminar
    2. Ó Anónima, não chateie, que coisa, a culpa tem à força que ser do Costa porque a Picante assim o determinou e assim fez o post, ou ainda não percebeu?


      Quem sabe, sabe, e a Picante é que sabe!

      Eliminar
    3. Claro que sim Picante.

      Caro anónimo, ao contrário de si eu não estava numa de "embirrar" com a Picante, acho que ela percebeu isso, já você... Por isso não me aborreça com esses seus pequenos desatinos.

      Eliminar
    4. E antes que alguém venha aqui dizer que não sabe escrever, que é secretária, tira fotocópias, ou lava as escadas, é sarjeta :)

      Não vale a pena publicar este comentário

      Eliminar
    5. Não teria por que não publicar. Passou.-me. Obrigada pela correcçã

      (claro que percebi, que não era embirração, e tem toda a razão, chuvadas destas conjugadas com maré cheia darão sempre problemas, mas aquilo foi uma vergonha, não me lembro de ter visto Lisboa assim, além de que o problema não foi circunspecto à Baixa Lisboeta, a própria da Expo alagou)

      Eliminar
  4. Ena, boa, finalmente! A publicar os créditos das imagens, muito bem!

    Afinal quem anda aqui a fazer serviço público são as suas anónimas...

    ResponderEliminar
  5. Tantas vírgulas!

    Não é de letras, pois não?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tanta embirração!
      Não é de bom feitio, pois não?

      Eliminar
    2. Nada disso. Tenho excelente feitio, sou apenas irónica. Ironia, sabe o que é?

      Eliminar
    3. Não, realmente não faço ideia. Quer ajudar-me?

      Eliminar
    4. Ela só (re)conhece a dela própria. A ironia, quando usada por terceiros, passa-lhe ao lado.

      Eliminar
  6. Levem o Albert Johnny Garden para aí,. Ele havia de fazer um paredão e encurtar as ribeiras, ou rios , sim que por aí há rios, por aqui ribeiras. Ele havia dew amar...
    Kis::=)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As cheias que ocorreram em Lisboa foram nas ribeiras existentes que estão canalizadas, ou seja, condicionadas, a limpeza é crucial nestas situações. Acha que tem dedinho do (como chama) Albert Johnny Garden?

      Eliminar
    2. Eu detesto esse homem. Mas a verdade é que o Funchal está um brinquinho (também nunca lá fui em pleno Inverno, ainda assim um brinquinho)

      Eliminar
    3. Pipicante,ainda hoje uns míseros 26 graus , um calor infernal, perna ao léu, top curto calção tipo cueca...é assim o clima do funchal, nao no inverno, mas no outono, mas no inverno é também assim.
      Um brinquinho
      Kis:=) isso mesmo um brinquinho

      Eliminar
    4. Bom, eu já vi aí neve, em pleno Abril, é verdade que passado umas horas fui à piscina mas isso agora não vem ao caso.

      Eliminar
  7. E eu a pensar que era difícil superar as de setembro e eis que...enfim. Desta vez, vejo só fotos porque estou em Paris, mas ai. Não percebo como é que não se limpam as sarjetas. Não percebo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Provavelmente o Costa estava com saudades da Índia. Por lá é quer costumam ver-se cheias a valer...
      (não resisti à piada fácil...)

      Eliminar
    2. Fácil, não. Baixa.

      Eliminar
  8. As sargetas de Lisboa estão mais limpas q a sua boca

    ResponderEliminar
  9. Então cara Picante?! O Costa é o homem certo. O que a política deste país necessita com urgência é mesmo uma enxurrada. Com sorte é apanhado pelo vendaval, ele e os dinossauros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se assim fosse.... Já agora levavam a Assembleia da Republica inteira, em bloco deve ser mais em conta...

      Eliminar
  10. E já disse que não tem solução... que lutador!!

    ResponderEliminar
  11. Pipocante Azevedo Delirante15 de outubro de 2014 às 11:30

    Um tipo que no Governo defendeu o limite ao endividamento das autarquias, e que quando foi eleito presidente da câmara a primeira coisa que fez foi mandar essa lei pr'as malvas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O tipo é um demagogo do pior. Não me inspira a menor confiança.

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.