terça-feira, 28 de outubro de 2014

Note to self

Convidar o José Avillez, para vir jantar cá a casa, no próximo sábado, dia em que, em calhando, me aparecerão vários amigos de surpresa, aí pelas vinte horas.

(e daí talvez não seja necessário, cá em casa come-se sempre tremendamente bem...)

26 comentários:

  1. Dois pontos e vários d maiúsculos.

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Parola? Como assim, parola? Este blog é tremendamente chic. Vela lá isso, repense o seu comentário, sim?

      Eliminar
  3. A Maria Guedes? Então, Picante? Depois de tantos e tantos posts dedicados a si, agora dá o dito pelo não dito e afinal a Maria Guedes é que tem "melhor ar"? Veja lá isso...

    A propósito, porque é que ela não é uma das que lhe dá raivinha de dentes e a menina passa a vida a bater? Ah, sim, depois desta desfeita que Ele lhe fez, vai passar a ser, não é?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pipocante Azevedo Delirante28 de outubro de 2014 às 22:43

      Quem é essa? Perdoe a minha ignorância, afinal também não conheço o Modiano, mas... às vezes sinto que para me cultivar, só mesmo seguindo a TVI e lendo a Caras/Nova Gente (ou então pegar numa enxada).

      Eliminar
    2. A Guedes é SÓ a melhor delas todas.

      Eliminar
    3. Ó Anónima, pelo amor da Santa!...
      Se eu quisesse passar-lhe um atestado de... Como é que hei-de dizer isto de uma forma simpática? Ah! Já sei, de falta de poder de observação. Mas dizia eu que se quisesse passar-lhe um atestado de falta de poder de observação, que não quero, diria que o meu ar ninguém conhece, já que não o exponho no blog. Parece bastante óbvio, não é?

      (e se quisesse ensinar-lhe coisas da vida, que não quero, diria que aquilo que cativa um homem inteligente não é o ar de uma mulher, que a coisa tem tudo a ver com a cabeça, com o poder de argumentação e com valores comuns)

      Está a tornar-se patética, essa sua fixação com o Salgado. Veja lá isso, sim?

      Eliminar
    4. Quem lhe disse que eu estava a falar do Salgado? Eu falei nele? Mencionei-o, por acaso? Olhe que a tal de fixação patética parece ser antes sua. Veja lá isso, sim?

      Eliminar
    5. Não seja parva, nem queira fazer os outros de parvos. Há um mínimo, abaixo do qual me recuso a dar conversa a gente descompensada que só quer é provocar.
      Reveja lá o seu comentário, a sua falta de argumentação é confrangedora.

      Eliminar
    6. Caiu na minha armadilha e agora tá chateadinha, é?
      Seja lá um bocadinho mais esperta para não fazer figura de parva. Então não viu logo que eu não usei o nome Dele de propósito? Para ver se caía?
      Levou uma abada e agora quem tem argumentação confrangedora sou eu?

      Quanto a essa conversa de gente descompensada que só quer é provocar: está a ver-se ao espelho? Não criou este blogue para isso mesmo, para provocar, musas e não-musas? Este blogue serve algum outro propósito?

      Está, pois, a assumir que é descompensada?

      Eliminar
    7. Confesse lá... Está a fazer de propósito, não está?
      Ninguém é assim tão burro, minha Santa Teresinha me valha.

      Eliminar
    8. Sim, estou a fazer de propósito, claro. Estou a provoca-la de propósito.

      Só agora é que percebeu? Santa Teresinha lhe valha, ninguém é assim tão burro!

      Eliminar
    9. Se me quer mesmo provocar, em rendo a certeza de que quer ir a jogo, arranje uns argumentos de jeito se faz o favor, isto assim é básico demais, não tem a menor graça.

      (a menos que queira que mande uma criança desmontar-lhe a coisa, também se pode arranjar...)

      Eliminar
    10. Kiduxa, estou a provocar, a gozar, vá, não faz qualquer sentido em falar de argumentos de jeito, não acha?

      A menos que queira ficar aqui a jogar Anónimo-ténis comigo eternamente. Por mim, esteja à vontade, tenho todo o tempo do mundo para isto. Já joga tanto blogo-ténis com Ele, mais bola menos bola comigo não deve fazer grande diferença.

      Agora não fale é em argumentos, que isso é só e basicamente...parvo. Isto é um espaço para vossemecê bater nas suas musas e nós batermos em si...

      Eliminar
    11. Tão não? Eu, então, não faço outra coisa. E com muita pinta! Sou top nessa arte, modéstia à parte, claro, que eu não gosto de me gabar.

      Eliminar
    12. (gosto quando me dá razão. Só é pena porque isso significa que desistiu. Também, já não tinha mais argumentos, fazer o quê?)

      Eliminar
    13. (sorriso duplamente condescendente...)

      Eliminar
    14. Tão triste não ter mais nada que dizer, não é? Quando falta a imaginação...

      Eliminar
  4. Pipocante Azevedo Delirante28 de outubro de 2014 às 22:48

    Quem me explica:
    (é o que dá ter tempo livre, só dar me$$a na TV e não ter já cabeça para ler)

    O que aconteceria se no meu CV pusesse algo como "Coach e Make-Believer"? Alguém me daria emprego?

    Desde quando anglicismos servem para credibilizar alguma coisa? Ou seja, o que pénis é "lifestyle"??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Make believer parace-me extremamente eficaz. Sugiro acrescentar um "hapiness builder".
      (não faço ideia do que fala...)

      Eliminar
  5. Alimentação saudável se puder, faz melhor!

    ResponderEliminar
  6. Picante, vá mas é fazer lá um LIKE, vá. ahahahhahahah

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.