segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Querido Zé Sá

Não te importas que te trate por Zé, verdade? Afinal, lá naquela tua ideologia é tudo muito informal, até aboliram a gravata e tudo, vocês fazem questão de brincar aos maltrapilhos, toda a gente se trata por tu, qual amiguinhos de liceu, mas o que eu queria mesmo dizer é que achei uma excelente ideia, essa que tiveste, de acabar com buxos por serem símbolos do colonialismo, essa coisa negra da nossa história, e aproveito para te deixar mais uma ou outra sugestão, coisa pouca mas que envergonha todos os Portugueses, sobremaneira. Seria de louvar, nessa tua demanda pelo santo Graal do popularismo mudar o nome à Praça do Império, substituir a estátua de D. José I por uma de Mário Soares, detonar os Jerónimos e o Padrão dos Descobrimentos, assim como todo e qualquer castelo, ou palácio, que remeta à monarquia, talvez a ponte sobre o Tejo também seja de sair, tu vê lá isso, olha que foi mandada construir por um ditador. E, já que estás com a mão da massa, ajudavas o Crato a rever o programa de história, que isso dos Descobrimentos ou das Cruzadas foi a boa da pouca vergonha. 
Agora a sério, Zé... Qual é a tua droga? Não te bastou já o túnel do Marquês? Valha-nos as eleições para o PS, e o outro popularista se ter dado por "surpreendido"...

19 comentários:

  1. Só filhos da puta com ideias de merda, e o povo paga.

    ResponderEliminar
  2. Apagar a História, será? Nos bancos da escola diziam-me que deviamos aprender com ela.
    Talvez seja aquilo do ditado popular, "longe da vista...".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo errado Mirone, tudo errado. Vamos apagar tudo o que não é politicamente aceitável e democrático.

      Eliminar
  3. Bravo, Picante! Bravo! :D

    ResponderEliminar
  4. Pipocante Azevedo Delirante1 de setembro de 2014 às 10:17

    O Sa é daqueles que gosta de Photoshop, já o camarada Estaline foi o precursor dessa arte, só que em vez de rugas e estrias apagava corpos inteiros.
    O Sa era o que não vendia a cidade ao Capital, mas trocar por mecenato de mercearias já é bom. O Sá não tem palavra, e não tem ideias.


    Pelo menos sabemos quem será o Ministro do Ambiente do Governo Costa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que ele é só ideias. Tristes. Ainda assim ideias.

      Eliminar
  5. É uma caça aos buxos,... primeiro os colonialistas e depois os outros,... isto é coisa, para daqui a uns anos, toda a Praça do Império (que é um símbolo colonialistas) ir a concuros público e ficar o projecto de "requalificação e revitalização" para uns dos irmãos camaradas dele. Irrrrrraaaaaaaaaaa

    ResponderEliminar
  6. e de repente ficamos todos atados outra vez

    ResponderEliminar
  7. Inspirou-se no artigo da Helena Matos, Picante, ou foi pura coincidência ?

    ResponderEliminar
  8. E quem é essa senhora? Tenho obrigação de saber?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora, Picante, eu bem lhe disse em tempos que se devia criar um portal de pré-registo de posts. Evidenetemente o anónimo é da mesma opinião. Que é lá isso agora de haver vários textos sobre uma determinada temática, ainda por cima se as opiniões forem coincidentes? Devia valer para tudo, blogs, jornais, revistas, livros, trabalhos académicos...

      Eliminar
    2. http://observador.pt/topico/jose-sa-fernandes/

      Eliminar
    3. Por acaso tem alguma obrigação de saber, sim, dado que é sobejamente conhecida no meio em que a pipoquita se movimenta, a bloga, mas prontes, ninguém tem de ser culto e saber quem são as personalidades dos blogues dos crescidos quando só se brinca com os pessoais.
      E já agora, a comparação não é elogio. (embora creia que para si será, que é tal e qual)

      Eliminar
  9. O artigo é este, de ontem. http://observador.pt/opiniao/misterios-da-fe-os-zes-que-fazem-falta/

    Quanto à senhora, é uma questão de googlar, caso não a conheça.

    Mas apenas fiz uma pergunta, Picante, porque realmente encontrei semelhanças entre os dois textos. Mas coincidências acontecem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Peço desculpa se soei brusca mas por cada vez que escrevo sobre alguma coisa remotamente parecida com algo que alguém tenha dito sou acusada de plágio. Já cansa.
      (eu sei que não foi o caso...)

      Mas respondendo à sua pergunta, só li o post depois de ter visto o seu link. É bom saber que não estou sozinha.

      Eliminar
  10. Ora, ora Picante... então não vai assumir que na verdade é a Helena Matos???

    ResponderEliminar
  11. O Túnel do Marquês foi obra do Santana Lopes. Tu não batas mais no ceguinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E quem embargou a obra? Quem foi?...Ah pois é...

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.