segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Não deixa de ter a sua piada...

A facilidade (ou deverei dizer leviandade?) com que se diz gosto de ti.

36 comentários:

  1. Olhe, não sei. Gostar, gosto de muitas coisas, gosto de muitas pessoas, de formas, em graus e por motivos diferentes. Já amar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É cá uma impressão que tenho. Mas isto sou eu que ando em modo esquisitinho. Às tantas é isso.
      (Ou então nao...)

      Eliminar
  2. Demasiado. E então o "amo-te"... desde que passou a ser moda importada do States... Claro que as pessoas podem e devem dizer que se amam. Mas terminar cada frase e despachar conversa com essa expressão vulgariza-a.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso acho que isso continua a ser resguardado e a dizer-se sentido. Diz-se é publicamente...

      Eliminar
    2. Resguardado? Nas pessoas mais jovens, aí até aos 30.não vejo resguado nenhum.

      Eliminar
  3. Serei leviana se disser que gosto de si? Vá do seu blog...!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho normal que as pessoas se identifiquem com determinados escritos, que cheguem a sentir algum carinho por quem escreve, ou com quem vão trocando impressões. Mas isso não é gostar, ou é? Talvez seja...

      Eliminar
    2. Empatia, proximidade com quem nos identificamos. Gostar de quem não se conhece é estranho, assustador.

      Eliminar
  4. Não sou de comentar, mas desta vez não me contenho. Tem toda a razão Picante. E o mesmo se pode aplicar a outras palavras como ao "adoro-te", "és maravilhosa"... Já para não falar do "és tudo para mim" ou "sem ti não sei viver". A mim, levam-me a crer que as pessoas não sabem o que dizem, a verdadeira dimensão e significado das palavras e não é tanto para nos agradarem, iludirem ou até enganarem. Mas, talvez deva ser problema meu que sou demasiado picuinhas com as palavras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho que tenha mais a ver com superficialidade que com qualquer outra coisa.

      Eliminar
  5. "Gosto de ti" ou "gosto tanto de ti" ?
    Parecendo que não, há entre elas muita diferença....ou não ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida. Referia-me à primeira.

      Eliminar
    2. Essa é a íntima, a que não se pode andar a dizer por aí fora.
      Concordo consigo, facilidade, leviandade. Pirosidade ? "modernices" ?

      Eliminar
  6. Amiga Picante gosto deste blog disso pode estar certa!

    ResponderEliminar
  7. Gosto de ti porra!
    Beija-me na boca e chama-me tarzan!
    Ai, se calhar foi demais...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eheheheh!!!!! isso dizia-se "dantes, nos tempos do curso da praia !!!!".
      Que nostalgia, Uva Passa.

      Eliminar
    2. Só faltou dizer "puxa-me os pelos do peito"

      Eliminar
    3. ehehehehehe ! pois é.

      Eliminar
    4. Uva Passa,
      ia escrever isso mesmo! Gostar é gostar simplesmente. Acho que este um post que podia ter ficado na gaveta.

      Eliminar
  8. Pipocante Azevedo Delirante22 de setembro de 2014 às 19:40

    E a facilidade com que se escreve?

    ResponderEliminar
  9. Agora a sério!
    Então?! Não se fala na "Casa dos Segredos?"
    Ah! Pois é! Ninguém viu, claro.
    Ninguém viu nem ninguém está neste momento vidrado à frente da televisão.
    Corvo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pipocante Azevedo Delirante22 de setembro de 2014 às 23:18

      eu estou à espera dos Tubarões.

      Quando chegarem a Portugal vou lá apresentar a minha empresa de promoção de bloggers

      Eliminar
    2. Corvo, isso é coisa que não vejo mesmo. Pouca televisão vejo, um noticiário aqui, uma série ou outra ali, e pouco mais.
      Acho que o último reality show que vi foi a Quinta das Celebridades, ainda com a Cinha Jardim...

      Eliminar
  10. Por exemploS... Daqui de onde me encontro gosto ali do teu novo cliente... (Daqui de onde me encontro, repito e sublinho, que até tenho medo de ir lá mexer para ver de perto...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já tinha reparado nisso, também não fui indagar mais. Está muito bem assim...

      Eliminar
    2. Já fui investigar.......o esperado.
      Deixá-lo assim, de acordo.

      Eliminar
  11. E se for beijocar, o delito será tão censurável?
    Eu por exemplo gosto de gelados de menta com pedaços de chocolate, gosto de gatos, gosto de toda a gente em geral, embora com algumas reservas em particular para os políticos e comentadores de fim de semana.

    Penso que era o Pedro Paixão que sabiamente escrevia Cala a tua boca com a minha (ou a minha com a tua, que é quase a mesma coisa excepto na identificação do chato da conversa).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto de cães e cavalos, gosto de pessoas em geral, cada vez mais céptica, todavia, coisas da vida...

      Eliminar
  12. Não te ponhas com veias poéticas a dar para o sensível que estragas a casa. Fala mal dos outros e ponto final, é nisso que te sais bem.

    ResponderEliminar
  13. No caso do amor romântico, quando é a sério, custa muito a dizer, parece que se nos congelam as palavras na boca...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez hoje em dia não se atribua peso às palavras, sempre preferi calar a falar só para agradar.

      Eliminar
  14. Todos deveríamos dizer mais "gosto de ti". Na mesma medida em que devíamos gostar mais, preocupar-nos menos e sermos mais gentis.
    Da mesma maneira que os "não gosto de ti" deveriam mostrar mais sinceridade e frontalidade, diminuir a hipocrisia e aceitar que, tal como os que não gostamos tanto, nós também temos as nossas falhas e certamente iremos irritar alguém pelo caminho.
    Os amo-te, esses sim, deverão ser um segredo melhor guardado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na verdade é isso. Mais sinceridade. Era tão simples, não era? E tão melhor...

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.