segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Mais Picante, O Giveaway

Ora pois então vamos ao que interessa, eu não faço promessas em vão, as poucas que faço, são para cumprir. Tenho estas coisas mais lindas, riqueza de sua mãe para oferecer. Não têm de fazer likes no FB, não têm de rimar, nem têm de me dizer o quão fantástica, inteligente e divertida eu sou. Apenas têm de me prometer que os vão tratar bem.
Têm quinze dias, não consigo perceber se são machos se fêmeas, suponho que sejam machos, só lhes consigo descortinar uns altinhos minúsculos, ali onde era suposto terem a sua masculinidade bem saliente. 
Estão em Lisboa e vão ser vistos esta semana pelo veterinário. Alguém interessado? É enviar mail.


46 comentários:

  1. Já tenho dois gatos, não me importava de ter mais mas o marido era capaz de não apreciar, mas os gatinhos são lindos !
    Com 15 dias ainda não se vê muito bem se são machos ou fêmeas.Um dos meus gatos, quando o fui buscar era uma fêmea,passados 15 dias era macho ....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana, são lindos de morrer. Digo eu, que nem sequer gosto muito de gatos, eu sou uma pessoa de cães.

      Eliminar
  2. São lindos mesmo. Eu adorava, Essa cor é aminha favorita em gatos e se fosse fêmea era ouro sobre azul

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É chegar-se à frente, Lulu, é chegar-se à frente...

      Eliminar
  3. A mãe é laranjinha, certo?
    Ainda estou para perceber como foi possível ela dar à luz...
    Normalmente gatos de pêlo laranja são machos e caso algum seja fêmea, essa é infértil.
    Espero não estar a dizer nenhum disparate, mas penso que seja mesmo assim.
    Sendo assim, tens aí um fenómeno :)

    Adoro gatos desta cor! Mas adotei uma amorosa bolinha de pêlo branco e olho azul há 2 semanas.

    O melhor que fazes é esterilizar a gatinha para a proteger de possíveis doenças. Informa-te melhor com o veterinário :)
    Boa sorte para toda essa gentinha e que apareçam uns adotantes à altura para todos eles.

    MariA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ela vai ser esterilizada.
      Quanto a isso de os ruivos serem sempre machos não faço ideia, não percebo nada de gatos.
      (Mas não faz grande sentido, pois não?)

      Eliminar
    2. Uma das gatas cá de casa é laranjinha e tigrada e pela quantidade de cios que tem, duvido que seja estéril. Se fosse, sempre poupava na esterilização.

      Eliminar
    3. É um assunto complexo esse das cores relacionadas com o sexo. Mas sim é verdade que os laranjas são quase sempre machos, tal como os gatos tricolores são quase sempre fêmeas ;)

      Mas pronto isso não interessa nada, o importante é cuidarmos bem dos nossos amiguinhos de 4 patas.

      Eliminar
    4. Maria, por cada cio que a sua gata tem, é mais um passo que dá na direção de doenças graves. Sem falar no mau estar que os cios provocam nas gatas.
      Se gosta dela, esterilize-a!

      Eliminar
    5. Espectacular... A minha tia tem uma gata laranja, e eu tenho um gato tricolor.
      Pelos vistos a disfuncionalidade familiar também atinge os gatos! :D

      Eliminar
  4. Tivesse eu um espacinho que fosse a mais, que não estivesse ocupado por um dos meus, e era gaja para abarbatar todos.
    Lindos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Epá, não posso, a sério. Acho que até já estou em infracção com aquilo de só se ter não sei quantos animais.

      Eliminar
  5. Eu também sou uma pessoa de cães, mas sem dar por isso, uma gatinha resolveu aparecer e instalar-se no meu quintal, com uma cria, põe-se a olhar para mim com aquele ar de acolhe-me lá e vai daí o que é que uma pessoa vai fazer, fica com mais duas "encomendas" em casa é o que é e lá vou ver se trato disso de esterilizar a gata e por aí fora, portanto, não quero nem ver mais gatinho nenhum :)
    E já agora Picante, permita-me que diga que tenho visto pessoas, a trazerem gatos dentro daquelas transportadoras próprias e a largarem animais em quintais alheios, creio que terá sido o que se passou com esta gata, acho repugnante este abandono dos animais à sua sorte, os gatos ainda têm alguma capacidade de sobrevivência, os cães... é uma dor vê-los numa aflição a andar sem destino e com aquele olhar a pedir dono e nós não os podemos acolher a todos não é, pelo menos tenham a decência de deixar os animais num sítio que os possa acolher e tratar deles e tentarem arranjar-lhes quem fique com eles e esterilizem as gatas para não andarem por aí carradas de animais com fome e sem rumo a lutar por sobreviver. Desculpe Picante, sei que não é o tema, mas há muita gente a lê-la e isto do abandono dos animais é aflitivo e acontece agora, talvez mais que nunca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A crise não tem sido muito amiga dos animais, não. Até cavalos, aparecem abandonados. Acho incrível as pessoas não se preocuparem em ir a uma associação que os recolha.

      (eu não sei se a gata não teve já dono, ela é muito mansa e meiga, deixa que lhe façam festas, mesmo quando está a amamentar, ou que lhe peguem nos filhotes, por exemplo...)

      Eliminar
  6. Já mandei o link ao meu marido (alérgico a gatos até ontem). Vamos ver o que ele diz de termos um Caramelo. A miúda quer um Yorkshire anão, mas eu sou uma pessoa de gatos. Parece que vou ter uns dias muito complicados lá em casa por causa do resultado dos testes da (ex)alergia do rapaz ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sou mais de cães mas estes gatos são mesmo giros. Em querendo é enviar mail.

      Eliminar
  7. Oh Picante. :') Eu queria, queria mesmo, mas sou de longe e já tenho um zoológico cá em casa.

    Mas vou divulgar o teu giveaway!

    ResponderEliminar
  8. Bem amiga picante amanhã já tenho um post que vou colocar no blog, mas na quarta-feira vou fazer um post deste giveaway para ajudar a divulgar, já tenho cães e gatos para cuidar senão até ficava com um , são muito engraçados!

    ResponderEliminar
  9. Não sei se é verdade ou brincadeira sua, mas a Picante tem uma página no Facebook?
    Vi lá uma página mas fiquei na dúvida se era sua ou outra coisa qualquer. Gostaria de a seguir lá!
    Obrigada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho, não Kathy. Aquilo é plágio de nome e imagem, mesmo. Já denunciei mas os tipos do FB foram uns queridos e não fizeram nada. Em indo ao computador ponho aqui o link do post onde falo nisso.

      Eliminar
    2. Já falou nisso, e tinha print screen se não me engano, e até foi muito interessante apreciarmos essa falsificação.

      Eliminar
  10. Podes colocar anúncio aqui:

    http://www.arcadenoe.pt/forum/viewforum.php?f=128

    E aqui:

    http://www.adopta-me.org/

    ResponderEliminar
  11. Picante, ando a resistir ter um gato, mas estes são de facto lindos. A minha dúvida é , não será ainda cedo para deixarem a mãe?
    Mesmo tentada, tenho imenso receio de não saber cuidar destes bichinhos tão pequenos.
    Queres dá los já ou realmente vais deixar passar mais tempo? Para ficarem mais autônomos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os gatinhos ainda são muito pequenos para serem separados da mãe, o veterinário é que vai dizer quando poderão ser dados, provavelmente mais umas três ou quatro semanas...

      Eliminar
    2. Amanhã mando mail para falar melhor consigo! Ok?

      Eliminar
    3. Se se pretende ter gatinhos equilibrados no futuro,no mínimo dos mínimos, nunca devem ser separados da mãe antes dos 2 meses. Sendo o ideal 3 meses. Para além do desmame alimentar, é muito importante fazerem também o desmame afetivo, para a mãe ensinar os filhotes a não morderem e a não arranharem.

      Eliminar
    4. mail enviado picante!

      Eliminar
    5. Já vi. Respondo à noite, isto não anda fácil.

      Eliminar
  12. A Picante Permite?
    Não tem nada a ver mas como este é um post sobre vida e amor, gostaria de dizer que:
    Antes de mais lamento profundamente a morte da Nôno e a dor dos seus pais.
    Como me solidarizo com o desgosto inultrapassável de todos os pais em todo o mundo que vêem os seus filhos morrer. Lamento por todas as crianças abusadas, violadas, exploradas, espancadas e mortas pela violência de quem tinha, por obrigação natural da vida e das coisas, protegê-los.
    Ah, quase esquecia as crianças da minha terra, África onde uma criança morre a cada dez segundos vitimada por todas as doenças que flagelam o planeta, mas sobretudo pela fome.
    A todas as correntes de solidariedade que se formam por um caso específico, gostaria de pensar que esse nobre sentimento se estende a todas estas crianças, a quaisquer crianças.

    África, meu amor
    Quanta beleza
    cantando a dor
    teu pranto encerra
    Oh minha terra
    ouço o teu canto
    o mesmo manto
    cobre-te o pranto
    duma criança
    que não alcança

    África, terra MÃE!
    Oh ironia
    da nossa era
    que da mesma EVA
    nos corra o sangue
    na nossa veia.

    Era só isto. Muito obrigado.

    Corvo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não consigo imaginar dor maior que a provocada pela perda de um filho.
      E tem toda a razão. As crianças deviam ser felizes.

      Eliminar
  13. São lindos de morrer, quem me dera convencer Bomboco a ter mais um... Mas duvido :(
    Ainda assim, vou divulgar!
    Boa sorte. Obrigada por estar a tratar deles.

    ResponderEliminar
  14. Se eu não fosse brutalmente alérgica...

    ResponderEliminar
  15. São mesmo fofinhos! :)))

    (acho que em breve terei um give-away de cães... é que o Canis - à revelia de Cutxi- amantizou-se com uma rafeira que assentou arraiais em casa dos meus pais...:)))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É avisar, Palnier, é avisar...
      (ando à procura de um cão grande...)

      Eliminar
    2. Tenho de explicar melhor... o Canis está, digamos assim, impedido de procriar... acontece que esta cadelinha (que é queridíssima, novinha e acho -acho!- que não tem dono - seria seguramente um excelente cão...) vai todos os dias lá para casa namorá-lo... mesmo nos dias em que estava com o cio e levava um séquito atrás (e praticava o sexy com um dos pretendentes entre os dois coqueiros junto à piscina, numa espécie de National Geographic extremamente gráfico...) ou seja, tendo em conta a constante presença, quase aposto que os cachorros vão nascer lá em casa, mas o Canis não será o pai... ainda assim -pelo tamanho da mãe e do pai - acredito que sejam cães grandes... :)

      Eliminar
  16. Adoro gatos, sempre tive gatos. Calhou-me ter um filho mega alérgico aos mesmos :(

    ResponderEliminar
  17. Bem.. tanta gente alérgica a gatos...
    Uma pena, os bichinhos são mesmo giros.

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.