sexta-feira, 12 de setembro de 2014

As coisas são como são

Diga eu o que disser, poste o que postar, por mais trivial que seja aquilo que escrevo, há sempre uma alminha que aqui vem acusar-me de plágio a outro blogger, jornalista, ou o que for.. Ao fim de dois anos e alguns meses a escrever neste blog, finalmente apreendo que tudo aquilo que aqui escrever tem de ser absolutamente original, nunca antes dito ou pensado por alguém, totalmente inovador e out of the box. A verdade é.que tenho de ser uma eterna desalinhada, não posso ter opiniões semelhantes a ninguém, não me pode acontecer nada que já tenha acontecido a alguém.

(talvez seja de equacionar a vida de eremita...)

28 comentários:

  1. Eremita? isso não é nada original.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó valha-me Deus! Mas já há um blogger eremita?

      Eliminar
  2. Não dês importância a isso. Temos de ter algum jogo de cintura para aceitar a malta que sofre do mal de inveja. Eles andem aí. Escondidos atrás das moitas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dou a importância de um post. As coisas são mesmo como são.

      Eliminar
  3. Pipocante Azevedo Delirante12 de setembro de 2014 às 15:37

    Guarde os fundamentalismos para a alimentação!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas... Mas... Eu não disse às pessoas para beberem detox e seguirem a dieta da dra não sei quê...

      Eliminar
  4. Compreendo-te muito bem :) Já fui acusada do mesmo. A verdade é que também não me chateio com isso. Se acharem que está mal, o remédio é não voltarem!!!
    Por outro lado, quando vejo algo "meu" partilhado noutro blog ou post , fico orgulhosa :) A pessoa achou que valeu a pena "copiar-me"!!!
    Mas isto sou eu que devo ser bué esquisita!!!!

    ResponderEliminar
  5. eu já li isso num outro blog :P ehehehe
    Continua, tens feito um bom trabalho ;)

    ResponderEliminar
  6. Nem pense! Isso é que nunca!
    Vai agora plagiar Santo Antão do Deserto? É?!

    Corvo.

    ResponderEliminar
  7. Eremita nunca cara Picante! Assustar-nos-ia a todos descendo a montanha! Na pior hipótese faça como eu, junte-se ao lado negro da força, à corja procrastinadora dos blogless carecas, elegantemente barrigudos e bem humorados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em não tendo de me tornar, também eu, careca e barriguda vamos a isso.

      Eliminar
  8. Ó Picante, dear, essa do eterno desalinhad também é muito recente !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há-de enviar a lista das palavras que me é permitido usar.
      Fora do rebanho parece-lhe mais apropriado? Veja lá isso...
      (apropriado estará bem? que arrelia...)

      Eliminar
  9. Isto do *plágio* ainda é eco inconsciente do debate daqueles dois trogloditas candidatos a candidatos a PM?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não os vi. Escapou-se-me. talvez este fim de semana faça rewind.
      (ou então não...)

      Eliminar
  10. Além disso e muito para lá disso, acho que não tem nem deve preocupar-se com acusações desse teor, isto porque o copianço, vulgo plágio , tem muito que se lhe diga, sobretudo porque é problemática que não está bem esclarecida.
    Tirando um texto de uma obra transcrito na íntegra, se um diz, por exemplo: "o que eu já me ri com isto", a Pipoca pode perfeitamente dizer o mesmo porque o autor da frase não tem a exclusividade de achar piada a um dito.
    Mas para evitar acusações torpes proveniente de mentes maldosas, a Picante salvaguarda a sua criatividade e diz, por exemplo: "Com isto o que eu já me ri"
    Tá a ver, não é? Outro exemplo mais contundente, porque com gente desta a denegrir tudo que uma pessoa faz e diz imbuída da melhor sinceridade e virtuosa intenção; suponhamos que alguém discorre sobre um Santo feito de pau, e por acaso, a Picante também acha que deve falar dele, para evitar esses mal-entendidos basta que troque o substantivo pelo adjectivo, coisa perfeitamente aceitável no nosso léxico e em vez de falar num Santo feito de pau, discorre sobre um Santo de pau feito.
    E depois ria-se de quem tiver a veleidade de a acusar de plágio.
    Explicava-lhe mais e melhor, mas tenho de marchar até ao Bonfim apoiar o Glorioso e insultar o árbitro.
    Mas siga as explicações sumárias que lhe dei que já remedeiam para quem a vier acusar de plágio
    Corvo.

    ResponderEliminar
  11. Assim serias uma mulher sem blog.
    Copiona pá, não podes ver nada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rosa, por amor da Santa! Mulher sem blog? Credo...
      (obrigada por teres comentado)

      Eliminar
  12. Olá Picante!
    É a primeira que cá paro (vá, pronto é a segunda. Mas só comecei ontem!) e devo confessar que só estranhei o nome (pipoca) e o facto de haver tantas na blogosfera. Isso, de facto, é um bocadinho, vá, a modos que pouco original, mas pronto deve ter sido um surto, uma epidemia ou algo que vos pegou,
    Adiante, só para lhe dizer que gosto muito - até ver - do seu espaço. Acho-o catita, com uma escrita inteligente e pouco comum. O que é mesmo muito bom.
    Quanto aos temas, bem, não se arrelie, é difícil falar-se de alguma coisa que já não tenham falado. Aliás, considero até normal que se fale de um mesmo assunto em vários sítios, afinal não é isso que fazem os jornais e as televisões?
    Plágio, sinceramente parece-me exagero. Muuuuito exagero. Paletes de exagero. Mas pronto, a malta gosta de inovar e mandar postas de pescada.;-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Caracol, isso do nome é fácil, já aqui o disse umas poucas de vezes, foi para arrebanhar as visitas dos que se enganavam e queriam ir à mais doce, dos que achavam que este blog só dizia mal da mais doce e dos que tinham curiosidade em saber como raio é que as pipocas são picantes.
      (nunca me aborreço com isto dos blogs...)

      Eliminar
    2. Bom, só tenho uma saída. Vou mudar o nome do meu blog para A Uva Mais Picante cor de rosa sem cueca. Achas que arrebanho quantos puns? Ou então para A UVa deu um pum cor de rosa e ficou sem cueca. Não, espera, a Uva Mais picante deu um pum Salgado e ficou com a Cueca cor de Rosa. Não. Isto era plagio e era capaz de ter problemas....

      Eliminar
    3. Pois, isso do gamanço (salvo seja!) de visitas não me passou despercebido. ;-) Numa coisa concordo consigo: os blogues não nada chatos!.... ;-)

      Eliminar
  13. Eu, em tempos, tive uma anônima que, durante semanas, me ia lá dizer que o meu blogue era um plágio descarado deste teu... Isso mesmo que acabaste de ler! :DDD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lembro-me disso. Em calhando é a mesma alminha.

      Eliminar
  14. Deixa lá. Quando adoptei o meu cão disseram que o adoptei por ser parecido (???) com o Manolo da Pipoca original. Mas que o meu era um reles rafeiro, como a dona. :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. S com asterisco isso a mim não me espanta, as pessoas, a si, dizem-lhe coisas verdadeiramente mirabolantes.
      (haja paciência...)

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.