sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Ah! O que eu gosto de matemática...

Novas vacinas da hepatite meningite, estirpe B, que não constam do plano de vacinação: quatrocentos euros.
Dose suplementar de Prevenar 13 (há uns anos era dada a Prevenar 7, parece que esta é mais completa) e que, surpreendentemente, não consta do plano nacional de vacinas: cem euros.
Multa por excesso de velocidade (não me lixem, era uma espécie de uma porra de uma via rápida, com separadores centrais e tudo, ia só a noventa e um): trezentos euros.

Acho que vou comprar uma garrafa de D. Perignon para celebrar o final de Setembro, sempre arredonda a conta. E depois vou dedicar-me às letras.

45 comentários:

  1. Há uma dose extra de Prevenar, além das 3 que levaram em bebés?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me lembro se levaram duas, se três. Em chegando à casa logo lhe digo. O que lhe posso assegurar é que têm de levar uma dose suplementar, acho que Prevenar 13.

      Eliminar
    2. Há uma dose suplementar por volta dos 18 meses, além das outras 3

      Eliminar
    3. 18 meses? Até pode ser...
      (Não neste caso...)

      Eliminar
    4. Não vi este comentário e não precisa de me responder Pipoca. A minha filha levou 3, 75+75+75 euros +-, e agora mais 100???

      Eliminar
    5. A dos cem não é de Prevenar. É outra porcaria qualquer, consiste em duas doses a cem euros cada. Todos os pediatras a estão a receitar.
      A do Prevenar é baratinha... Só quarenta e nove euros...

      Eliminar
    6. Mirone, Prevenar 13. Antigamente era dada a Prevenar 7, esta abrange mais uns nãoseiquêcocos.
      São dadas 4 doses, supostamente até aos 5 anos. Não estou a perceber a conversa da pediatra...

      Eliminar
    7. Se fez a prevenar 7, tem indicação para fazer uma dose da 13 mesmo se tem acima de 5 anos.

      Eliminar
    8. A Mironinho levou 3 doses de Prevenar 13 quando era bebé. Suponho então que na próxima consulta, a dos 5 anos, seja receitada a 4.ª dose.
      (O pediatra dela receita as vacinas todas, mais houvesse e mais ele prescreveria. E a verdade é que tirando a varicela, em dois anos seguidos, um caso raríssimo, a miúda é super saudável)

      Eliminar
    9. Rezavam os anos 80... Tomei as vacinad da época, tirando amigdalite e otites não tive mais nada, portanto pode-se dizer que fui uma criança saudável.

      Isso não será excesso de vacinas? Não sou mãe e como tal não me comparo com vocês, se calhar qdo for faço o mesmo e ainda os coloco numa redoma de vidro

      Eliminar
    10. Saresca, obrigada pelo esclarecimento.
      Mirone, em tendo feito a 13 não sei se ainda fará uma quarta dose, pode ser que tenha sorte.

      Anónima, não sendo médica e tendo absoluta confiança no pediatra que escolhi, limito-me a fazer exactamente aquilo que me dizem para fazer. Estas vacinas evitam muitas mortes e sequelas, não me parece que vacinar crianças seja põ-las numa redoma...

      Eliminar
    11. Picante, não estava a ironizar. Estava mesmo a dizer que em sendo mãe possivelmente farei as mesmas decisões que têm tomado. Até termos filhos nunca sabemos o tipo de mãe que vamos ser, dai ter falado da redoma e estava a falar de mim ;)

      Eliminar
    12. Eu percebi, não achei que estivesse a fazê-lo.
      No que toca a decisões médicas, acho que há pouco onde uma mãe possa inovar, a menos que seja, ela própria, médica. Quando muito poderia trocar de pediatra. Eu gosto de crianças autónomas e confiantes, que se habituem a fazer pela vida desde cedo, gosto de lhes dar liberdade e responsabilidade controlada. Mas no que toca a decisões médicas não há liberdade a não ser a dos pais, na escolha do médico.

      Eliminar
    13. Quanto às "inovações e as desnecessidades" - verdade é que a filha de uns amigos dos meus pais morreu naquilo que foi chamado de "meningite galopante" ou algo do género teria eu uns 7/8 anos e a rapariga exatamente a mesma idade. Morreu. A mim não me aconteceu nada mas ela morreu e nós andávamos pelos mesmos locais, frequentávamos os mesmos espaços. Ela morreu, eu não - por azar e por sorte.

      Na altura não havia vacinas para isso mas agora há. Será que só porque "nós" não morremos, só porque "a nós" não nos aconteceu nada é válido não lhes darmos o melhor que possamos dar? Pagar uns 300/400€ é muito, sim, mas prefiro tirar a outras coisas do que passar pelo sufoco de perder um filho ou de ele ficar com sequelas permanentes por eu achar que "eu fui saudável então isto não deverá ser preciso".
      Mas isso sou eu, enquanto puder nem que tenha que passar alguns sacrifícios prefiro isso a passar uma vida inteira a questionar-me "porque não o fiz". Não acontece só aos outros.

      Eliminar
  2. Só não percebi o que é uma "via rápida". Deve ser a mesma coisa que uma "estrada principal". Heheheh
    Afinal de contas, qual era a velocidade permitida: 40, 50km/h ou já não é a primeira?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 50 e não, não é a primeira, ele há sítios onde não se consegue andar a 50. Um emaranhado de túneis, três faixas, separadores centrais e a PSP atrás de uns arbustos. Só podem estar a gozar.

      Eliminar
    2. E se não é a primeira vez, de bónus, ainda ficas sem carta...

      E não, não são eles que estão a gozar. Tu é que não cumpres as regras. Não sabes ler o Código da Estrada?

      Eliminar
  3. Pipocante Azevedo Delirante26 de setembro de 2014 às 16:42

    #primeiros#

    ó 'miga, tudo tem um preço.
    Dizem que há para aí uma nova droga que pode salvar a vida a quem tem hepatite C... mas custa... é isso, a vida humana tem um preço, 100 mil euros, 150, não sei quanto o SNS estará disposto a pagar para safar (talvez) o senhor joaquim da mercearia. É isto.
    Por isso é que o pessoal das matemáticas domina esta coisa... faz as contas, bem feitinhas, e são sempre de somar... ou de sumir, conforme. Já a malta das letras... dediquem-se aos blogues.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É desta que adiro à publicidade. Caramba...

      Eliminar
    2. PAD, venha cá à mãma que de VHC (Hepatite C) percebo eu.
      O valor do novo tratamento era de 48.000,00€, preço da farmacêutica que inventou a coisa.
      Houve países que não aceitaram e reuniram-se por estes dias para tentar convencer essa mula a baixar o preço. Enquanto não temos a resposta da mula, o Estado português paga o tratamento a quem está em risco de vida. Os outros continuam a fazer o tratamento de 6 meses e 1 ano com o interferão e a ribavirina e que também custa muito dinheiro ao estado mas nada comparado ao novo tratamento. Já foram aprovados 150 casos com o preço de 48 000,00€, não sei se o joaquim das mercearias está lá incluido, mas espero que sim.

      Eliminar
    3. Pipocante Azevedo Delirante26 de setembro de 2014 às 21:28

      É to valor do tratamento. Há um medicamento que salva vidas, devia ser disponibilizado. As farmaceuticas ganham demasiado para andar a negociar vidas. Também ouvi essa do gratuito... pelo que ouvi, a farmaceutica oferece os ditos. A cento e tal pessoas... nãao sei se vão ser sorteadas, ou é por ordem de probabilidade de irem desta pra melhor... mas isso acho ainda mais triste. O negócio das farmaceuticas tem muito que se lhe diga...

      Eliminar
    4. Pois, mas acho que para ser gratuito a empresa não o tinha inventado. Geralmente são 15 anos ( mas por exemplo nesta vacina foram mais de vinte anos) a fazer pesquisa, milhares de moléculas para o lixo porque afinal não servem, equipas inteiras de investigadores para pagar ordenados, material e máquinas...

      Eliminar
    5. Não me estou a lembrar do ultimo farmaco inventado por uma equipa paga com dinheirosos públicos, nem ca nem noutro pais...

      Eliminar
  4. Não será nova vacina da meningite? E a prevenar são 60-70 euros (e sim já se dava há uns anos, mas se calhar os seus fizeram a prevenar 7 e agora há a 13 que cobre mais pneumococos...).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que é hepatite mas realmente não tenho a certeza. Custa cem euros por dose, não é comparticipada e é nova, isso eu sei.
      A Prevenar 7 custava setenta euros, esta custa quarenta e nove e sim, acho que é a 13z

      Eliminar
    2. a nova é contra a meningite também tipo B julgo eu... dependendo da idade e das doses pode chegar mesmo aos 400€. É um tipo raro da doença, mas o mais perigoso, quem pode paga, quem não pode, coitados!!!

      Eliminar
    3. É o Bexsero.Previne a meningite de tipo B., tem razão e já emendei. Obrigada.

      Eliminar
  5. Não será nova vacina da meningite? E a prevenar custa 60-70 euros (e já se dava há uns anos mas se calhar os seus fizeram a prevenar 7 e agora há a 13 que cobre mais pneumococos).

    ResponderEliminar
  6. E sim, deviam ambas entrar para o plano!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que é que uma pessoa faz? Dizem que é para dar, descrevem-nós as sequelas, nem se pode hesitar. Mas caramba....

      Eliminar
    2. Se se pode, da-se. Já vi morrer miúdos com esta meningite... E já fiz a nova a minha filha. A meningite c entrou para o plano nacional de vacinação em 2005-2006 e salvou muitas vidas. Agora, já se sabe, o pais está em crise e e difícil convence-los a por mais vacinas no plano, mas em meu entender tinha uma boa relação custo-benefício. E que um miúdo nos intensivos custa muito dinheiro, uma criança com sequelas precisa de muitos apoios, consultas, reabilitação... Para além do óbvio, claro, do sofrimento ( mas a tentar falar a linguagem dos gestores e cingindo-me aos custos).

      Eliminar
  7. Dose suplementar da Prevenar? Quem tomou as três , leva mais uma? OMG Em que idade Pipoca, pode-me ajudar?

    ResponderEliminar
  8. São posts e posts a gabar-se da vida de classe A superior, o carro alemão, as férias na neve, as compras na Avenida da Liberdade e em Londres, o champanhe Veuve Clicquot e outras balelas de gente oca e futil, e um dia, lá lhe estala o verniz, mostra a pelintra que é e deixa cair a personagem.

    Tão triste.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De facto é uma pelintrice, isto de uma pessoa gastar mil euros, que não tinha previsto gastar, em dois ou três dias. A ver se no próximo mês arranjo percalços no valor de três ou quatro mil euros, já a coisa fica mais de acordo com o padrão do blog.

      Eliminar
  9. Pois o pediatra do meu não receitou mais nada (o meu filho tem 7 anos)
    Na altura fez a rotarix e prevenar fora do plano nacional de vacinação. Nunca mais receitou nenhuma dose extra ou algo do género.... Acho que cada pediatra sua sentença!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso será certo. Mas esta nova vacina está a ser receitada por imensos pediatras. Toda a gente com quem tenho falado está a ir ao castigo...

      Eliminar
  10. Então mas a Picante tem filhos? Por alguma razão sempre achei que não. Oh well... :)

    ResponderEliminar
  11. Esclarecimentos por favor: o meu piqueno terá que tomar a prevenar 13 e 7? Ainda não nasceu e será seguido no SNS. E a outra? A que custa quase um salário mínimo nacional? Aquilo é logo assim 400€ ou também é por doses? Pedia que esclarecessem com calma e de-va-ga-ri-nho, sincopes cardíacas não davam jeito nenhum nesta altura....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, hoje em dia dá-se a Prevenar 13, não sei se três, se quatro doses.
      Quanto à vacina da Meningite B, ela é dada em duas ou três doses, não sei a partir de que idade e cada dose custa cem euros. Mas diz-se que irá entrar para o plano de vacinação obrigatória, os pediatras estão a receitá-la em peso. Pode ser que tenha sorte...

      Eliminar
    2. Picante tem andado a ser roubada, olhe que a Prevenar não custa mais de 70€ (podem ser 3 ou 4 doses, conforme o esquema).
      A MenB não sei o preço, mas são 2 doses.

      Eliminar
    3. As farmácias não roubam as pessoas. Só as farmacêuticas. Eu sei bem o preço de cada dose, agora multiplique por dois...

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.