terça-feira, 30 de setembro de 2014

Dúvidas que me assolam frequentemente

Qual é exactamente o problema de descrever alguém como "gordo"? Se uma pessoa é gorda, e se isso a caracteriza, por que raio é que é socialmente condenável dizê-lo? Mas então não é mais facilmente identificável "aquela morena, de cabelo encaracolado curto, gorda que anda sempre com umas calças de cintura descaída que mostram o rego e umas carteiras leopardo que parecem ter sido compradas na loja do chinês" que "aquela mulher morena e bem educada, super prestável mas com um gosto para além de duvidoso"?
Só dificultam, é o que é....

Às vezes, mas só às vezes...

Em abrindo um ou outro blog lembro-me disto.

(na verdade o raciocínio até é ao contrário, a culpa é da Mirone, lembrou-me da fotografia e a associação foi feita na sequência da lembrança, nada a ver com a Mirone, evidentemente)

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

De como o 11 de Setembro continua a ser sinónimo de desgraça

 
Pegar numa das melhores obras, algum dia escritas por um Português, improvisar cenários a partir de umas pinturas para lá de mazinhas, ir buscar um elenco que bem poderia desempenhar papéis em qualquer reality show da TVI.
Raramente vejo filmes, depois de ter lido o livro, são, regra geral, uma decepção. De um livro com um enredo delicioso, mordaz e trágico, aproveitou-se a côdea e rejeitou-se todo o miolo, tudo aquilo que o faz uma das melhores obras escritas em Português. Como diria o Ega, uma valente merda.

Os problemas dos homens #41

Uma espécie de síndrome D. Quixote.
(que desnorteio, senhores, que desnorteio...)

(a coisa é, afinal, feminina, diabo dos homens vão buscar o que de pior tem o lado feminino...)

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Chego sempre a horas e ainda consigo ir às compras...


Ah! O que eu gosto de matemática...

Novas vacinas da hepatite meningite, estirpe B, que não constam do plano de vacinação: quatrocentos euros.
Dose suplementar de Prevenar 13 (há uns anos era dada a Prevenar 7, parece que esta é mais completa) e que, surpreendentemente, não consta do plano nacional de vacinas: cem euros.
Multa por excesso de velocidade (não me lixem, era uma espécie de uma porra de uma via rápida, com separadores centrais e tudo, ia só a noventa e um): trezentos euros.

Acho que vou comprar uma garrafa de D. Perignon para celebrar o final de Setembro, sempre arredonda a conta. E depois vou dedicar-me às letras.

Os problemas dos homens #40

A deselegância com que reagem a um "não".

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Como Picante prova que isto dos blogs não tem ciência nenhuma

Em nos faltando a criatividade, mas tendo de fazer sair posts, esse blogómetro é um safado, não se compadece da nossa falta de arte para a escrita, os leitores são uns ingratos e querem posts novos todos os dias, de preferência várias vezes ao dia, não se percebe por que não se contentam em ler várias vezes os mesmos escritos, mas dizia eu que, em tendo de manter as visitas lá em cima, a publicidade assim o obriga, basta que façam reposts. E, entre os reposts, vão pondo posts de outras pessoas, obviamente que sempre com as devidas referências. Simples, não é?

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Que Estás a fazer, Picante?

Perfect matches ou pares boho-slam-chic (literalmente) cheios de pinta


E ainda têm o desplante de dizer que não sou uma trend setter, caramba, é pôr os olhos neste magnífico pijama conjunto de sair à rua, extremamente estiloso e confortável.

Combina com a pochete à prova de ladroagem, é só bater-lhes com a zona dos picos...
E pode escolher entre o confortável chinelo de quarto sapato desportivo ou os pumps look "correr para apanhar o autocarro que me deixa na Duque de Loulé para o turno da noite"

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Não deixa de ter a sua piada...

A facilidade (ou deverei dizer leviandade?) com que se diz gosto de ti.

Coisas que aprendo em lendo blogs

Que uma pessoa, em tendo nome feito nisto dos escritos, pode dizer os maiores disparates, até pode falar em tom arrogantemente incomodativo, ainda assim não há-de faltar quem lhe elogie a prosa, que aquilo são momentos de raro valor literário, uma verdadeira preciosidade, coisa realmente sublime. E eu, que até costumo gostar de prosa bem escrita e humor refinado, encolho os ombros e fico para aqui a pensar que é melhor não se lhes chegar um alfinete e que, na realidade, só estiveram bem os danos colaterais.
(que ironia, não é?)

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Já a mim...

... falta a paciência, para isto dos blogs, o tempo passa, as das roupas pindéricas continuam a falar de roupas pindéricas, as que vendem vidas felizes e sonhos cor de rosa, continuam a fazer crer que as suas vidas são perfeitas, as escatológicas, bem é melhor nem falar das escatológicas, as feministas continuam as suas lutas inglórias contra esse ser desprezível que as oprime e lhes impede a felicidade, as dos bebés continuam a dar pastilhas de lavar a louça aos seus bebés, os intelectuais continuam a debitar intelectualidades e a usar termos improváveis, os impossíveis continuam cheios de ar. Enfim... tudo na mesma.
(E não é tão bom? Uma pessoa abrir um blog e já saber o que vai ler? Ah! O conforto da previsibilidade...)

Verdades Picantes #44

Digam o que disserem, justifiquem como justificarem, inventem as desculpas que inventarem, não responder às pessoas é, no mínimo, deselegante. Seja lá em que situação for.

terça-feira, 16 de setembro de 2014

E então?

Ainda há vagas para o curso de bloggers. De que estão vocês à espera para se inscreverem? Aquilo começa 5ª feira e está vazio! Sinceramente...

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Nunca serei uma blogger de sucesso

Não costumo ir a "brunchs", acho que a última vez que fui o conceito não era moda, nunca tiro algumas quinze fotografias, só assim por acaso, à comida ou à decoração dos sítios, o meu homem jamais usaria calças cor-de rosa.

(Eu cá não sou de intrigas mas a ultima vez que fui ao Ritz paguei cinco euros por um café, que tive de pedir algumas três vezes, ia com uma amiga, estava com um buraquinho no estômago, além do café resolveu pedir uma coca cola e uma tosta, pagou alguns trinta euros...Um sítio realmente agradável para se ir em família, agradável e em conta)
(just saying...)

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

As coisas são como são

Diga eu o que disser, poste o que postar, por mais trivial que seja aquilo que escrevo, há sempre uma alminha que aqui vem acusar-me de plágio a outro blogger, jornalista, ou o que for.. Ao fim de dois anos e alguns meses a escrever neste blog, finalmente apreendo que tudo aquilo que aqui escrever tem de ser absolutamente original, nunca antes dito ou pensado por alguém, totalmente inovador e out of the box. A verdade é.que tenho de ser uma eterna desalinhada, não posso ter opiniões semelhantes a ninguém, não me pode acontecer nada que já tenha acontecido a alguém.

(talvez seja de equacionar a vida de eremita...)

Nêeeeeeeeeeeeeeee! Oh Nêeeeeeeeeeeeeeeeee

Serve o presente post para dizer que já sei a cor do pai das "minhas" crias. Pois que os gatinhos foram vistos pelo veterinário, que confirmou a minha suspeita, aqueles altinhos minúsculos serão, um dia, uns garbosos símbolos de virilidade, são todos machos. Vai daí que afinal não sei a cor do pai, ele pode ser qualquer um...

(Não sei se a minha avó Gracinha iria gostar disto, de eu não saber a cor do pai...)

(Ah! Já me esquecia, os bichinhos poderão ser separados da mãe daqui a quatro semanas, estão óptimos e recomendam-se, foram desparasitados e tomaram uma porcaria qualquer para as pulgas)

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Disso, do vídeo do ice bucket challenge

Pois que eu prometi que alinhava no desafio. Já tinha andado para aqui a pensar como faria, pôr a minha imagem no blog está completamente fora de questão, vocês ficariam a saber que me visto numa dessas lojas low cost, que tenho alguns sessenta anos e duzentos e quarenta quilos, veriam a verruga do nariz, o cabelo louro platinado com raízes pretas, as alças transparentes do soutien, nunca mais as coisas seriam como têm de ser, lá se ia todo o mistério de não se saber quem está do outro lado. Mas eu sou uma pessoa que cumpre as suas promessas, vai daí que ia mesmo fazer um vídeo, com um piri-piri, pois está claro. Faria uma introdução escrita, contando que a Isa do Eça é que é essa me desafiou, diria que fiz o donativo à APELA, mostraria o nib, enquanto largava uma graçola sobre caridadezinha, tudo isto ao som do "we are the world" ou do "heal the world", ainda não tinha decidido e mostraria um piri-piri, em grande plano, a ser literalmente afogado por partículas de gelo. Nessa altura pararia a música e pediria aos mais pequenos que gritassem com ganas, e se eles sabem gritar senhores... Finalmente, a música retomaria, enquanto passava o desafio (Pipinha, vais-te ficar? A Nê e a Palmier já responderam, como é?).
Acontece que ontem, ia eu muito descansada cá na minha vidinha e tive um furo. E chovia torrencialmente. E tive de sair do carro. E não dá jeito estar de guarda-chuva na mão enquanto se tira o que se tem de tirar do porta bagagem, até porque não tinha guarda-chuva. Imaginam como fiquei, não imaginam? Aquilo não foi um balde, foi uma piscina pequena, no mínimo uma banheira inteira. Não estava gelado, é certo, mas as roupas molhadas gelaram-me. E fiquei constipada. Parece que Nosso Senhor resolveu a coisa por mim, não há é vídeo, acho que ninguém filmou a coisa...

Eu ainda não...

...mudei um pneu, não é que nunca tenha tido um furo, muito pelo contrário, houve uma altura da minha vida em que isso me sucedia com uma frequência irritante, não me esquece aquela aziaga noite, chovia como se o mundo fosse acabar, passei por cima de um buraco tão grande que consegui dar cabo de duas jantes, o automóvel já nem saiu dali, ninguém acreditou que eu não vi o buraco por este estar repleto de água, aliás a estrada parecia um rio. Mas dizia eu que, independentemente dos "PAAAAASSSSS" que ouço, nunca mudei um pneu, eu até sei fazer a coisa, aquilo é simples que dói, tenho luvinhas no carro e tudo, nem a desculpa das unhas há. Acontece que, estando eu a preparar-me para iniciar o trabalho físico, aparece sempre um gentilhomme que acaba por fazer o trabalho todo. Ontem também.

(e ainda dizem mal dos taxistas...)
(viu-me com o macaco na mão, disse-me que aquilo não era a chave de fendas, tirou-mo da mão e ajoelhou...)
(claro que eu fiz o sorriso mais parvo que consegui, enquanto lhe agradecia, que aquilo era uma enorme confusão, que nem tinha força para desapertar as porcas...)

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Há uma linha...

...que separa os blogs de sátira e ironia, por mais dura que ela seja, por mais mauzinho que possa parecer o sarcasmo, dos outros. Os que se limitam a dizer "és feia e pareces uma macaca". Isso não é ironia, nem tão pouco humor, é só dizer mal porque apetece. É bem verdade que quem se expõe sujeita-se, mas também não é menos verdade que dizer a alguém "pareces um austrolopiteco" é poucochinho. Bastante poucochinho.

Ice bucket challenge

Cara Isa, a coisa tardou mas já está feita. A transferência foi feita e isso realmente é que importa. O vídeo? Ora bem, o vídeo demorará mais tempo, talvez no fim de semana, mas não prometo nada que isto, a minha vida, anda extraordinariamente preenchida.

Os interessados em ajudar a APELA poderão saber mais aqui, está lá tudo muito bem explicadinho sobre as várias possibilidades de ajuda, em bens ou monetárias.

E agora vamos ao que interessa, as nomeações. Dizem as Escrituras que deverei passar o desafio a três bloggers, eu perguntei quais, vocês amavelmente sugeriram, fiquei para aqui na dúvida se deveria nomear algumas das minhas musas, ou bloggers de quem eu realmente gosto, decidi-me pela segunda, afinal toda a gente sabe que as musas não me leem, não é verdade?* Ainda corríamos o risco de a coisa parar, pois não é? Vai daí que resolvi nomear a minha rica afilhada , que sabe tudo e mais umas botas sobre genética, a sempre divertida e impagável Palmier, vamos ter aqui um vídeo de ir às lágrimas e eu não perco uma oportunidade de dar uma gargalhada e a Pipinha, que tem os caracóis louros mais bonitos da blogolândia.
Vamos a isso, meninas? Vamos!...


(estive quase a nomear o Guedes mas tive pena do bicho... ou a cobra...)
(*se bem que uma das musas está mortinha por ser nomeada, mortinha....)

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Mais Picante, O Giveaway

Ora pois então vamos ao que interessa, eu não faço promessas em vão, as poucas que faço, são para cumprir. Tenho estas coisas mais lindas, riqueza de sua mãe para oferecer. Não têm de fazer likes no FB, não têm de rimar, nem têm de me dizer o quão fantástica, inteligente e divertida eu sou. Apenas têm de me prometer que os vão tratar bem.
Têm quinze dias, não consigo perceber se são machos se fêmeas, suponho que sejam machos, só lhes consigo descortinar uns altinhos minúsculos, ali onde era suposto terem a sua masculinidade bem saliente. 
Estão em Lisboa e vão ser vistos esta semana pelo veterinário. Alguém interessado? É enviar mail.


Nunca digas nunca

Parece que este blog vai ter um give away.... Não é tão bom?

(estou só aqui com uma dúvida, se crio um FB do blog e se peço para fazerem like, se vos peço uma rima ou uma frase em que constem as palavras "A Picante é a blogger mais linda, divertida e inteligente que conheço", assim mesmo, com este sentido e por esta ordem, apesar de isso, do conhecer, ser entre aspas, na verdade não me conhecem mesmo a sério, ou se peço para dizerem a frase, fazerem like no FB do blog e tirarem uma fotografia em roupa interior com os dizeres "I love Pic"...)

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Oh.. não!

Parece que me desafiaram para aquilo do Ice Bucket. E agora? Vou ter de postar aqui um video? Posso usar água quente em vez de fria se der o dobro do donativo? Como é que eu sei se aquela gente toda usa mesmo água gelada? Cá para mim há uns espertalhaços que se banham em água tépida enquanto gritam como se não houvesse amanhã. 
 Cara Isa,  desafio aceite (ainda que tardiamente), eu sou lá pessoa de recusar desafios? Ainda hoje transferirei a massaroca, que é o que realmente importa. Já o vídeo é coisa para demorar mais algum tempo...
Voltaremos ao tema, brevemente, depois da transferência feita, com temidas nomeações. Aliás... Não me querem ajudar? Quem deverei eu nomear?

(Já toda a gente sabe que isto é para ajudar a melhorar as condições de vida dos doentes de esclerose lateral amiotrófica, não sabe? Não é preciso explicar que aquilo afecta o sistema nervoso e as pessoas vão perdendo força muscular até não conseguirem falar, comer ou respirar, pois não? Que depois de detectada a doença, a esperança de vida é de dois a cinco anos? Sabem isso tudo, pois sabem?)

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Isto anda tudo ligado...

A propósito de uma conversa, coisas cá da minha vida, nada que vos interesse especialmente, contei uma anedota antiga que passo já a transcrever:

Perguntava uma professora, que faziam os meninos, nos serões familiares.
E dizia o menino António: - a mãe toca piano, nós sentamos-nos a ouvir, por vezes cantamos, falamos sobre os livros que lemos e jogamos xadrez.
E o menino Jorginho: - nós vemos televisão e por vezes ouvimos música.
E o menino joãozinho: - lá em casa não há televisão, nem rádio... o meu pai peida-se e a gente ri-se.

E, de repente, lembrei-me de um blog....

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Porque leio blogs?

Porque, em lendo blogs, fico a saber a cor da roupa interior de cada um, que o ano novo, afinal, não se inicia em Janeiro, que isso do piropo é tema que não morre, que há uma espécie de competição para entediar as pessoas e claro, que nos blogs, como na vida, poucas coisas mudam, acabaram as conversas sobre dietas, começam as dos reparadores de tudo e mais uma bota, em quinze dias será aquilo da Vogue night out.

Lembrei-me de Darwin

Sempre que dou por mim a crer em demasia nas capacidades humanas vou ao facebook, ler os comentários às notícias do DN.
(e, invariavelmente, dou comigo a perguntar de que buraco terá saído aquela gente, que raio farão na vida, como será que sobrevivem...)

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

E então?

Já está tudo a trabalhar? Tudo bem apertadinho dentro da roupa que, como por magia, encolheu? Bem dispostos? E cheios de saudades disto dos blogs?

Querido Zé Sá

Não te importas que te trate por Zé, verdade? Afinal, lá naquela tua ideologia é tudo muito informal, até aboliram a gravata e tudo, vocês fazem questão de brincar aos maltrapilhos, toda a gente se trata por tu, qual amiguinhos de liceu, mas o que eu queria mesmo dizer é que achei uma excelente ideia, essa que tiveste, de acabar com buxos por serem símbolos do colonialismo, essa coisa negra da nossa história, e aproveito para te deixar mais uma ou outra sugestão, coisa pouca mas que envergonha todos os Portugueses, sobremaneira. Seria de louvar, nessa tua demanda pelo santo Graal do popularismo mudar o nome à Praça do Império, substituir a estátua de D. José I por uma de Mário Soares, detonar os Jerónimos e o Padrão dos Descobrimentos, assim como todo e qualquer castelo, ou palácio, que remeta à monarquia, talvez a ponte sobre o Tejo também seja de sair, tu vê lá isso, olha que foi mandada construir por um ditador. E, já que estás com a mão da massa, ajudavas o Crato a rever o programa de história, que isso dos Descobrimentos ou das Cruzadas foi a boa da pouca vergonha. 
Agora a sério, Zé... Qual é a tua droga? Não te bastou já o túnel do Marquês? Valha-nos as eleições para o PS, e o outro popularista se ter dado por "surpreendido"...