terça-feira, 19 de agosto de 2014

Perfect matches ou pares boho-slam-chic cheios de pinta #10



57 comentários:

  1. ahahahahahahahaahahahahahaahahahaahahahaahahahaahahahaah
    perfeito

    ResponderEliminar
  2. ahahahahahahahahahahahahah (não estará a odender a senhora da foto de cima?) ahahahahahahahahahahahahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso ela parece bem simpática.. Haveria de ter escolhida uma de trombas.

      Eliminar
    2. Concordo plenamente com a comparação! Apenas colocaria uma senhora com umas trombas mal dispostas de meter medo pois é assim que a outra deve ser.

      Eliminar
  3. Bom; Temos de convir que aquela foto na praia da elegantérrima cachopa com aquele corpinho de arrasar, foi um pouco contundente em demasia e poderia ser um pouco mais moderada.
    Assim não há nervos que resistam, nem paciência que se aguente!

    anti..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mude lá o disco, isso assim não tem graça, digo eu.

      Eliminar
    2. Tá bem, vou mudar. A ver se vai publicar.
      Em todo o caso tanto o vosso, (senhoras) quanto o dela, (a bonitona) destino está marcado e é imutável.
      Vocês aproximam-se perigosamente de serem avós e ela caminha, alegre e a cantarolar, para ser mamã e com o filhinho brincar.
      anti.

      Eliminar
    3. Eu só venho aqui dizer que sou mais nova que a moça... Just saying...

      (Mas sim tem razão... Estou mais perto de ser avó.)

      Eliminar
    4. anti uma mulher que diga/escreva coisas daquelas, seja incapaz de ouvir uma critica e faça o que ela faz ao marido não convém que seja mãe. A sério, que fique com o corpo que tem (acha assim tão especial um corpo daqueles numa mulher que nem foi mãe? Eu cá achava espetacular se ela tivesse aquele corpo e fosse mãe de 3,4,5... tipo a SNS ou aquela senhora mãe de 6 adolescentes que parece ela mesma uma adolescente - linda e esbelta). Agora para mulher que nunca teve o corpo extremamente alterado a mim ela parece-me mediana. Nada mau mas nada de especial também, a dita mãe de 6 adolescentes mete-a no bolso, podia também lhe dizer que tenho um filho e não trocava o meu corpo pelo dela mas acredito que o anti ou queira foto ou então vai achar que é inveja. Afinal esse é o supra-sumo da sua capacidade argumentativa, não é?

      Eliminar
    5. E se a minha opinão posso, que não lhe interessa mas dou-a, na historia dos meninos b. arulhentos e incomodativos ela tem toda a razão! Carradas de razão, o peso do Universo de razão.
      Há duas qualidades de crianças; as traquinas e educadas, e as barulhentas e malcriadas.
      As primeiras fazem as delícias de quem lida com elas e orgulham os papás, as segundas são umas incomodativas dos Infernos.
      Nem sempre um jantar num restaurante serve o propósito romântico e muitos assuntos de trabalho e negócios aí se concretizam
      Pessoalmente realizei bastantes. Por acaso ou sorte nunca o barulho de uma criança malcriada me perturbou, mas certamente incomodar-me-ia que isso tivesse acontecido.
      anti.

      Eliminar
    6. Ó anonima das 19:13.
      A minha capacidade argumentativa é a suficiente para espoletar comentário/resposta como o seu, o que me diverte sobremaneira, considerando que isto são só blogs.
      Não senhor! Nem quero foto nem acho que é inveja, Acredito em sim, mas mesmo que não acreditasse nem o mundo ficava mais rico nem menos pobre por isso. O que verdadeiramente interessa é que o seu marido ou namorado, ou o rapaz por quem os seus sentimentos se inclinam, a ache bonita e desejável, mas principalmente que goste de si.
      Acredite que, com toda a sinceridade.
      No que me concerne, isto são so blogs. Mas claro, ainda vai levar uns aninhos que se ria disto tudo.
      Seja e sejam, todas muito bonitas e bonitonas, e que a felicidade seja hóspede permanente no seu Ninho.

      anti

      Eliminar
    7. Pois eu estou deserta que seja mãe, há-de engolir todas as atrocidades que debita. Ainda me lembro da Doce dizer que as criancinhas a aborreciam nas escanadas e daquilo dos embrulhos vazios. Vai ser tão bonito...

      Eliminar
    8. Pois eu concordo consigo Picante. A educação fica sempre bem o mal é que ela se esquece disso com muita frequência também. Afinal que moral tem ela para falar da educação de crianças?
      Para o anti é normal que uma criança mal-educada seja incomodativa mas não podemos dizer que todas as crianças são mal-educadas ou que todas deveriam ser trancadas na cave para que a outra dita "adulta" possa ter tudo à sua maneira (não lhe parece uma birra esta atitude? A mim parece-me). Os mais pequenos podem chorar por vários motivos, os mais velhos falam (tal como adultos), as crianças são crianças e cabe-nos a nós adultos educá-las mas também dar-lhes alguma liberdade. Não trancá-las e isolá-las do mundo. Provavelmente tornar-se-ão adultos como a dita "adulta" incapaz de lidar com a frustração, opiniões opostas e com a noção de "outros".
      Eu evito estar várias horas com o meu filho em restaurantes porque sei que ele fica desconfortável e, portanto, eu evito-o para bem dele, procuro opções que sejam "amigas" de crianças mas jamais deixaria de o levar a restaurantes, praias, lojas ou de férias. Não faltam soluções "romanticas" para casais apaixonados, para negócios, entre outros afazeres, que são "children free". É só optar agora querer mandar na vida e nas crianças dos outros parece-me uma barbaridade só proferida por quem nem gente sabe ser, quanto mais adulta ou humana.

      Eliminar
    9. Ó NM, ó NM. Eu não disse nada; disse?
      Quer dizer, disse mas não era bem isso que queria dizer, ou por outra, disse mas queria dizer outra coisa, melhor; faça de conta que não disse nada.
      A propósito; deixou a carabina em casa, não deixou?
      Deixou?! Óptimo! Posso falar sem receio, posso? Então antes de ser avó, não acha que devia ir treinando a fogosidade a fim de começar por ser uma excelente sogra, amiga da nora?
      Imagine, só mesmo hipoteticamente conjecturando, imagine pois que lhe calha uma nora perseguida pela fatalidade como a Maçã? E depois se não for uma sogra compreensiva onde vai a infeliz rapariga apoiar-se? Hã?!

      anti

      Eliminar
    10. Esplanadas.... Eu queria dizer esplanadas...

      Eliminar
    11. "...faça o que ela faz ao marido não convém que seja mãe..."

      Custa-me a acreditar que alguém leve (realmente) tão a sério uma brincadeira entre um casal. Claro que me podem dizer que não tem piada nenhuma. Mas isso não é o que normalmente acontece quando as pessoas têm muita cumplicidade entre si? Seja numa relação amorosa, seja na amizade? E a sério que as brincadeiras entre o casal definem a capacidade de uma mulher ser mãe? Um bocadinho de por favor. Ora também me lembro (muito) bem de ler a Mais Doce a dizer que um dia, na eventualidade de vir a ser mãe, a única criança à qual iria achar piada era ao filho dela... Lá está, ainda não a vi a dizer o contrário...

      Eliminar
    12. Acho que enquanto achar tudo o que ela faz como "normal" teremos problemas em nos entendermos. Ela para ser mãe precisa de crescer. Muito pois falta-lhe muita maturidade. Se para si brincar é roçar a humilhação, bater (se fosse o contrário teria sido violência doméstica, não era?) entre outras coisas eu não acho normal. Não só porque aconteceu mas pela sua necessidade extrema de partilhar algo tão supostamente "íntimo" - enquanto intimidade for aquilo suponho que a pessoa ainda não é mentalmente adulta, portanto, não a consideraria capaz como mãe.

      Eliminar
    13. As pessoas, em sendo mães, crescem. A natureza está por demais bem feita.

      Eliminar
    14. Interpretamos as coisas de forma diferente, pelo menos é assim que justifico a disparidade entre os nossos comentários, sendo que não temos que nos entender (necessariamente).
      Num blog sabemos perfeitamente que "vemos" parte da pessoa. Isto porque não convivemos com ela, não a conhecemos; afirmar peremptoriamente que lhe falta muita maturidade é por si só exagerado.
      Por acaso não acho piada aos textos que publica sobre as brincadeiras com o marido. Haverá quem ache, eu não. À parte disso, o único a poder rotular as situações como humilhantes sabemos que é o próprio marido, pessoa que não conhecemos de todo. Brincar publicamente com situações como o marido não saber descascar uma batata para a mim não é humilhante, certamente se riem os dois à custa disso (lá está temos conceitos diferentes do que é humilhante).
      O nosso conceito de agressões doméstica é também diferente, mas digo isso talvez porque tive um caso de violência doméstica na família (física e psicológica).
      Partilhar estas historinhas com o marido para mim não é íntimo. Há uma partilha de cumplicidade do casal sim, mas não chamaria intimidade.

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Diz que está para breve, não perdes pela demora.

      Eliminar
    2. Ora essa... Não estou a ver porquê... É que não estou mesmo...

      Eliminar
  5. E não é que é tal e qual!!

    ResponderEliminar
  6. Ahahahahahahahahah

    Joaquina Silva (que confessa ter umas chinelas muito mais giras)

    ResponderEliminar
  7. Ó Picante, esclarece-me lá aqui uma coisa que não consigo perceber:
    A senhora tem pêlo na axila?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha... Agora que a menina realça o pormenor, estou em crer que sim.

      Eliminar
  8. A mim parece-me injusta, a comparação. Ainda hoje andei pelo Bolhão e não encontrei nas bancas do peixe alguém que lhe fizesse justiça. Coitadas das peixeiras, levam a fama e as meninas de bem é que ficam com p proveito.

    ResponderEliminar
  9. Bem bem picante! Dá uma comichão especial, eu diria, uma inveja pessoal.
    Irritam te todos os lugares que não consegues atingir.
    Meio dedo de testa não dá para mais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido Anónimo, eu escolhi este formato de blog. Assim mesmo, sem publicidade e ronhonhós. Inveja de quê? De falar de puns e oferecer cremes de bronzear? Ora poupe-me.

      Eliminar
    2. Vejo que é uma fã tímida e muito atenta!

      Aqui no teu formato de blog falas, mas nunca lhe farás frente em qualidade. Não tens capacidade e nem ela permite o teu nível de sub cave no seu cantinho, e faz ela muito bem.
      Não conheces a pessoa que ela é, limitas a picar com tudo o que escreve. Mas é tudo o que sabes.
      Está menina maçã tem uma capacidade de trabalho espetacular, uma generosidade rara, um sentido de humor que não é para todos.
      Picante, experimenta conhecer o lado bom de cada um. O que descreves é apenas reflexo da tua imagem.

      Eliminar
    3. Anónimo das 23h30

      Ahahahahahahah

      Tem tanta piada você!

      Vá lá afagar o ego à maçazinha que ela anda necessitada!!

      A maça tem tanta qualidade como uma carcaça junto a um belo pão alentejano!

      Eliminar
    4. Eu vou ter de dar razão ao anónimo. Não coheço a maçã, temos uma conhecida em comum que me sugeriu que a contactasse a propósito de um projecto que quero começar. Enviei uma mensagem á espera de nunca ter resposta. Respondeu, deu ideias, deu contactos, disponibilizou-se muito além do que poderia esperar a troco de nada. As referências que tinha é que ela é uma máquina de trabalho e generosa e confirmei. Acho que preferias que ela fosse uma blogger horrível, mas não é mesmo, ela é impecável. E os sapatos com que passam a vida a gozar, esgotou quase tudo em menos de 2 meses e fez o negócio crescer mais do que muitos fariam. Pode ter os seus defeitos como todos, mas não está isenta de qualidades como preferiam.

      Eliminar
    5. Acho que ninguém está a dizer isso.... Ninguém estará isento de qualidades ou de características menos boas. É mesmo assim..
      (e ainda bem que a sua experiência foi positiva)

      Eliminar
  10. Não é por mal, mas tens noção que és tu no lugar da peixeira? É que nunca vi a maçã dedicar-te um texto. Persegues a mulher e esperas que te aceite os comentários? Eu gosto do teu blogue, mas desta vez estás a fazer as birras que dizes que ela faz e com chinelo na mão que tanto apregoas ser mau. Se calhar estás como ela, precisas de visitas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, estamos mesmo a ver que a Picante tem sapatos para vender, não é?

      Eliminar
    2. Não sei do que fala. Mas é que não sei mesmo.

      Eliminar
    3. Sapatos para vender não terá, penso.
      Agora, um fato de banho que sirva a uma jeitosa, isso tem!

      anti

      Eliminar
    4. Não seja viperino anti. Hão-de passar-se muitos anos antes de o fato de banho deixar de me servir. Isto, em chegando a Lisboa, vai tudo ao lugar. Era mais o que faltava.

      Eliminar
  11. Foda-se, ó picante! Faz lá uma coisa como deve ser! Quer queiras quer não, é gira e boazuda, todos sabemos que não tem nada a ver com a peixeira. Assim pareces uma invejosa. Neste estiveste mal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, veja lá isso, sim? Haveria de evitar esse tipo de linguagem por aqui...
      Muito agradecida.

      Eliminar
  12. Acho que é mais isto

    http://weheartit.com/tag/skinny%20apple

    ResponderEliminar
  13. Ui Picante, não consegue virar a cara a uma boa luta, é o que é...
    Se quer que lhe diga, mesmo que não queira, eu digo-lhe na mesma :), acho uma injustiça ter posto a fotografia de uma senhora tão simpática para fazer tal comparação...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já me passou isso pela cabeça. A senhora parece uma bem disposta...

      Eliminar
    2. (e daí.... A maçã também parece apetitosa...)

      Eliminar
  14. Pipocante Azevedo Delirante20 de agosto de 2014 às 01:04

    A de baixo é a que bate no marido? Só para me orientar.
    Vende/oferece/troca sapatos?
    Trendy? Vende a sua imagem?
    Publica alguns comentários mas nem todos?
    Top 10 no blogometro (ainda tem muito que pedalar)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu cá não sei de nada, eu só acho que onde se vende peixe também há maçãs...

      Eliminar
  15. Desde que li um comentário dela num blog (penso que era o da mais doce) a dizer que não via a hora do cão do namorado se finar porque detestava animais...não gosta de animais, não gosta de crianças, gosta dela própria já não é mau.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pipinha, a mim só incomoda o egocentrismo de os outros terem de se moldar a algo ou alguém. De resto.. Cada um gosta do que gosta, é-me indiferente.
      (mas claro que isso diz muito de uma pessoa...)

      Eliminar
    2. Obviamente que ninguém é obrigado a gostar de animais ou crianças. O que eu não acho normal é a falta de sensibilidade dela ao dizer que não via a hora do bicho morrer sabendo o quanto ele gostava do cão.

      Eliminar
    3. Aliás, ainda há pouco tempo referiu-se ao gato a dizer que já durava muito ou qualquer coisa do género...

      Eliminar
  16. Anónimo, desculpe... Agressivo demais... Não há necessidade.
    Não leve a mal...

    ResponderEliminar
  17. e diz você que não é hater, se não é a bater nos blogers mais fofos da blogosfera é fotos de livros, pode admitir que nós não nos chateamos e irá continuar com os seus 10000 views diários que tanto lhe afagam o ego...

    ResponderEliminar
  18. E os créditos das imagens? Onde estão? E a senhora do mercado, acha bem ser aqui mencionada a despropósito e sem autorização da própria?

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.