segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Curtas do fim de semana IV

Sou mesmo corajosa caramba, ainda não mexi nos depósitos que tenho no Novo Banco. 

(é tão engraçado isto no novo e do velho, não é?)
(assim como assim, tenho cá para mim a estranha sensação de que vou ser chamada a pagar isto, de uma forma ou de outra...)

18 comentários:

  1. Hoje tive que efectuar um pagamento por transferência e o NIB que me forneceram é do Novo Banco....

    ResponderEliminar
  2. Eu cá sou uma cobardola que ao mínimo sinal fui lá e trouxe tudo e mai nada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. He eh... E muito bem!
      Vale mais um cobarde vivo que um valente morto!

      Eliminar
    2. Filipa, mulher prevenida vale por duas.

      Eliminar
  3. Isso equilibra a questão. Vale mais um cobarde vivo do que mil valentes mortos.

    ResponderEliminar
  4. Eu já mexi. Levantei 20 euros no multibanco para pagar o lanche.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fogo! Alimenta-se bem! [piscadela de olho]

      Eliminar
    2. Lá está! è por estas e por outras qu os bancos se descapitalizam. Vinte euros da Mirone aqui, vinte euros de outra ali e l´´a está o Salgado na rua da miséria.

      Eliminar
    3. Ah pois, Melissa! Deu para gelados para a criançada e respectivas mães e ainda trouxe troco. Uma fartura! (sorriso rasgado)

      Eliminar
  5. O meu continua lá. E tenho uma mensagem do presidente, outra na ministra das finanças e outra do BdP. Um luxo. Quase fiquei emocionada.
    (e a nova imagem é muito dinâmica, vê-se que aquilo é trabalho de especialistas...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah sim e o investimento em raspadinhas como corre??

      Eliminar
    2. Oh sim, aquilo deve ter sido feito pelo filho de algum empregado que está num curso tecnico-profissional de informática e sabe fazer umas coisas. Troca-se o fundo por uma fotografia do banco (vá lá, o nome do banco não está numa font manhosa) e está feito. O rapaz ganha curriculum, pode dizer que é o responsável pela nova imagem do banco, e o banco poupa uns trocos.

      Eliminar
    3. É na contenção que está o ganho, não lhes dê ideias Mirone. Olhe que ainda se armam aos Salgados e depois? Como é?

      Eliminar
    4. Ahahahah Anónimo, o único jogo de azar que jogo tem cartas. Nunca fiz uma raspadinha, há anos que não jogo no Euromilhões. Nunca me sai nada...

      Eliminar
    5. Começo a achar Picante que é provavel perder-mos menos nos jogos de azar do que a depositar dinheiro nos bancos.

      Não é o meu banco mas se fosse queria o dinheiro do meu lado (sim eu sei o que isso significa para o banco caso todas as pessoas façam o mesmo e patati, patata) mas se querem ajudar a capitalizá-lo que obriguem os Salgados a meter lá os bónus, o dinheiro das off-shores e afins e depois, talvez, tivesse a confiança para lá depositar 1€ que fosse. Assim sendo, é um não obrigada e espero não vir a contribuir para as mordomias, benesses e prescrições de crimes que adivinho (só não me sai o Euromilhões!!) que em "breve" nos esperam.

      Eliminar
    6. *perdermos

      (nem sei como me esqueci de referir os 1.5 mil milhões que "desapareceram" entretanto)

      Eliminar
  6. Uma boa análise aqui:
    http://leitor.expresso.pt/#library/expressodiario/04-08-2014/caderno-1/opiniao/04_pedro-santos-guerreiro_altosbaixos

    E a história para leigos aqui:
    http://www.sol.pt/noticia/111845

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Outro excelente artigo aqui:
      http://expresso.sapo.pt/a-queda-de-um-santo-por-pedro-santos-guerreiro=f882869

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.