segunda-feira, 14 de julho de 2014

No carrossel como na vida

Por muitas voltas que se dê, por muito que se diga que não, que é apenas ironia, que é só para ter graça, uma mera provocação, por muitas voltas que se lhe dê, dizia eu, uma falta de educação não deixa de ser uma falta de educação, um desrespeito será sempre um desrespeito. Quando é que deixamos de ter graça para nos tornarmos, apenas, nuns parvalhões?
Já agora, vale a pena pensar nisso.

69 comentários:

  1. Depende, cara Picante.
    Parvalhões, ou parvalhões de merda?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De merda ou não, serão parvalhões. No fundo é o relevante. Serem parvalhões.

      Eliminar
    2. Como vocês as duas?

      Eliminar
    3. Não, quem diz é só a Filipa, que parece ser a única pessoa a ter o direito de chamar nomes aos outros neste blog e ofender gratuitamente, como acabei de constatar.

      Eliminar
    4. Acabou de constatar?, que bom. Antes tarde do que nunca.

      Eliminar
    5. Anónima, a Filipa não chamou nome nenhum, fez-me uma pergunta. A Anónima já insinuou que nós éramos umas parvalhonas. Já se divertiu. Agora é a andar e a dar a vez a outra sff, já teve a sua janela de oportunidade, não pode chamar mais nomes. Adeus.

      Eliminar
    6. A memória curta é uma coisa linda. Realmente a falta de espinha dorsal é gritante.

      Eliminar
    7. Também acho que sim. Um peixe sem espinha será o quê? Um molusco?

      Eliminar
    8. Então és, não estas sempre a dizer?

      Eliminar
    9. Gritante? Então não haveria de ser, se me arrancassem a espinha dorsal haveria de gritar até cuspir os pulmões, a não ser que viessem agarrados à espinha. Nesse caso gritaria até cuspir os fígados.

      Eliminar
    10. A filipa (com f pequeno,porque só assim o merece, como pessoa pequenina que é) é a única mal educada que vejo por aqui. A dualidade de critérios que a picante tem é que é gritante. A filipa com f pequeno não tem educação nenhuma, mas ainda está a tempo de aprender a ter. Experimente, não dói nada ;).

      Eliminar
    11. Concordo a 100% com a anónima das 23:01.

      Eliminar
  2. E tiveste essa epifania a ler o teu próprio blog, foi?

    ResponderEliminar
  3. Aqui a sua amiga responde bem à sua pergunta, ou não se referia a si própria e à sua trupe que acha que chamar parva de merda às pessoas é uma sátira e não um desrespeito?
    Realmente a pergunta é pertinente, e talvez devesse reflectir bem sobre ela.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não respondi, perguntei, a confusão que vai nessa cabeça. Quanto à trupe da Picante, não sei, mas eu tenho o hábito de chamar parvas de merdas às pessoas que são, efectivamente, parvas de merda.

      Eliminar
    2. Diz a rota ao nu.

      Eliminar
    3. Como rota? Estou aqui, num conjuntinho Armani, extremamente elegante. É novo, ainda por cima, não está roto.

      Eliminar
    4. O mundo está roto, já diz Manuel Luís Goucha.

      Eliminar
    5. O Manuel Luís Goucha tem muito mais educação do que tu.

      Eliminar
    6. Já vos respondi, a Picante não aprovou que agora anda com a mania que não se vos pode mandar para a p***a que vos pariu.

      Eliminar
  4. A Mais Picante, a dar voz aos oprimidos desde 2012. Que bonito!
    Vá anónimos aproveitem e digam o que vos vai na alma, que a Picante é que ofende e pretexto da ironia, que ela é que é uma parvalhona e desrespeitadora. Aproveitem o tempo de antena, este janela de oportunidade que a Picante vos abriu generosamente. Serão os vossos 5 minutos de fama.
    Façam uma corrente de anónimos justiceiros e defensores da verdade a dizer mal da Picante, de mãos dadas, chamem o Guiness de caminho. vai ser lindo.
    A Picante não vai estar nem aí, vocês ficam com a sensação de dever cumprido e já podem ir comungar descansados. Amanhã voltam cá, porque na verdade é disto que vocês gostam. Cambada de hipócritas, condenam, dizem que é inaceitável, mas estão sempre aqui enfiados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A parvoíce alheia põem-me sempre bem disposta, tenho facilidade em divertir-me com o surreal.
      É deixá-los expandirem-se, darem largas ao seu contentamento..

      Eliminar
    2. Nada é mais surreal que comentar-se a si própria. Numa análise meramente humana, claro!
      Macho latino, sente-se a falta.

      Eliminar
    3. Lamento, Anónima, se sente a falta de macho latino está no sítio errado, isto não é um site de encontros. mas é procurar, é procurar...

      Eliminar
  5. Estás a falar do Rui Reininho? Parece Picante. É que se não estiveres, aplica-se na perfeição.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já ouvi dizer que sim, que são uns comentários dignos de serem ouvidos. Nunca gostei dele, embora já tenha havido um tempo em que gostava bastante de GNR

      Eliminar
    2. Vá ver picante, a sério que é material do bom: https://www.youtube.com/watch?v=lN5K1HAh5uY

      E é ver os apresentadores a tentarem salvar as intervenções do homem que, aqui entre nós, deve ter misturado umas coisas e toda a gente sabe que não se deve misturar!

      Eliminar
  6. A picante tem as melhores D.Joaquinas defensoras dos fracos e oprimidos, rainhas da moralidade e bons costumes!!

    ResponderEliminar
  7. Há uma linha que separa os engraçados____________________dos que têm graça. Já os parvalhões e os parvalhões de merda, a única linha que existe é aquela que muitas vezes me apetece colocar-lhes à volta do pescoço. Nem é para os matar, que eu sou do bem, é só porque sei que o cérebro sem oxigénio durante uns minutos, transforma ideias parvas em criatividade. E pronto, foi o pensamento possível sobre o tema.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uva passa é aquela a quem não foi esprimido o sumo, não e?

      Eliminar
    2. Ora, Uva... que seria de nós sem os parvalhões? Já viu? Nem a internet seria a mesma coisa...

      Eliminar
    3. Uva Passa. Não te percas pela picada. Até davas todo o ar de boa rapariga...
      Pondera o que queres e arrepia caminho.
      Ainda não sabes, a pipoca não sabe, a filipa de letra pequenina não sabe também, a Melissa ignora, a S*... A S´* não conta porque nada sabe" até da Salto para a Lua ja se esqueceu", mas este blog já era.
      Pensou que era brincadeira quando foi educadamente avisada, mas este blog tem a vida contada.
      Esqueceu-se, a triste coitada, que até o Diabo tem amigos.

      Eliminar
  8. Acho que a Pipoca mais picante nunca teve de preencher fichas de auto-avaliação na escola, só assim escreveria este texto sem se aperceber que lhe assenta que nem uma luva.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem muito fala acaba a falar de si. Esta já pirou e já foi chão que deu uvas.
      Mas não reparas que já ninguém te liga peva, criatura?

      Eliminar
  9. Cada vez mais convencida que esta gente das duas uma : ou bebem ou drogam-se.

    Joaquina Silva ( indo ali ao tanque enxaguar uns naperons de cor crua )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ouvir dona Joaquina a roupa a enxaguar
      Foi um batuquinho dos mais belos sons
      E agora por certo vai por a corar
      Os seus delicados e lindos naperons

      Que o carrossel da lida da casa
      É sempre a rodar, é sempre a girar
      A gente tolinha em tudo se atrasa
      E bebida e droga não têm lugar

      (singelo trovador de dona Joaquina)



      Eliminar
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

      Eliminar
  10. Se é uma janela de oportunidade, também a vou usar, que eu quero ser famoso à conta dos blogs!

    Acho que este texto, escrito pela autora deste blog, está de acordo com o que se passa normalmente aqui. Alguma vezes até tem alguma piada, mas na grande maioria das vezes, os posts mais não são que escárnio e mal-dizer mesquinho. Quanto às pessoas que comentam, se sabem que ela o faz, a autora, é porque o leem e isso indica que vêm cá muitas vezes, se não mesmo todos os dias. Sempre ouvi dizer que quem está mal que se mude, quando quem nos incomoda não quer sair, por isso, vir aqui comentar é anónimo que não concordam com o teor deste blog, é pura parvoice.

    PS: não esquecer de comentar isto em anónimo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este blog goza com situações ridículas. Normalmente associadas a gente com um ego enorme. Nunca fiz segredo disso. É assim mesmo. Quem vem cá já sabe ao que vem.
      ( e tem graça a maior parte das vezes, eu sou uma pessoa extraordinariamente engraçada..)

      Eliminar
    2. I'm just trying to get some haters!

      Eliminar
    3. Situações ridículas? Como aquela em que uma blogger descreveu episódios traumáticos que serviram de motivo de escárnio? Ah, tá.

      Eliminar
    4. Não diga tolices. Nem fui eu quem escreveu o malfadado post, nem o post visava as situações traumáticas, mas sim a pessoa, como muito bem sabe. E aviso já que não torno a discutir esse assunto, tudo o que havia a dizer já foi dito e redito.

      Eliminar
    5. Tsc, tsc...acho que se consegue melhor...vá anónimos desta tascosfera, aqui dão-vos um tempo de antena nunca visto! :-)

      Eliminar
    6. Ah bom, serviu para ridicularizar a pessoa com base na sua educação e chamar-lhe parva de merda só porque sim. Ok, assim já melhorou imenso.

      Eliminar
    7. Ah, espera, mas então este blog afinal visa as pessoas, ou o que escrevem?

      Eliminar
    8. "Não torno a discutir esse assunto"
      O quê é que não percebeu, exactamente? Eu ajudo, vá..

      Eliminar
    9. O facto de se negar a discutir o assunto não faz nem que as pessoas se esqueçam nem o torna menos infeliz. É um exemplo gritante de dualidade de critérios e incoerência com o que diz ser o objectivo deste blog, i.e. gozar com textos e situações ridículas e não com as pessoas.

      Eliminar
    10. "O post não foi escrito por mim"
      Diga lá... Exactamente o quê é que ainda não percebe? Eu hoje estou bem disposta...

      Eliminar
    11. Mas está publicado no seu blog. Ponto final parágrafo. ter ou não sido escrito por si não interessa nada. (se modera os comentários ofensivos, como não modera os posts ofensivos publicados no seu blog?!!!!)

      Eliminar
    12. Mais, não só não moderou um texto ofensivo, como o defendeu incansavelmente ao longo de umas boas duas semanas, atacando a visada de todas as formas possíveis para o justificar. Muito feio.

      Eliminar
    13. Claro que está no meu blog. Eu cedo o meu espaço e deixei outras pessoas entrar aqui. Não moderei rigorosamente nada.
      (e já lhe dei conversa em demasia, acabou a discussão que não leva a lado nenhum)

      Eliminar
  11. Picante, tem toda a razão, mas a Picante é a dona do espaço e pode muito bem fazer essa triagem, é não publicar alguns comentários, elevar os padrõezinhos, como já alguém brilhante da nossa praça disse. Quem é parvalhão a pensar que tem graça, ou quem vem só destilar ódios, dá cabo do espírito do blog que, segundo a minha opinião que vale o que vale, é precisamente ter graça, sem se ser parvalhão, é a sátira, na volta inspiração nas cantigas de escárnio e maldizer, ácidas sim, mas com nível, teria menos comentários, talvez, mas menos e bons dão muito mais gosto a quem lê e com certeza à própria Picante e na volta iam acabar por adaptar-se ao que se exigia e a coisa disparava só em bom.
    E a propósito do que disse o Mustache e sem hate, que é coisa com a qual não perco tempo, um anónimo comenta porque lhe apetece e só, ninguém que comenta anonimamente quer fama, a fama pressupõe que se saiba quem está a fazer qualquer coisa, senão, nada lhe pode ser atribuído.
    Assina: uma anónima arrogante que sabe que os seus comentários nunca seriam banidos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Profunda verdade! Um anonimo comenta anonimamente!
      Estar vivo é o contrário de estar morto. Estar enterrado é a certeza de estar vivinho da silva

      Eliminar
    2. "Estar enterrado é a certeza de estar vivinho da silva"
      Eu devo ser muito burra, mas esta não percebi.

      Eliminar
    3. Põe-te a jeito que ficas a perceber.
      Só espero que o grafologista não me apanhe na minha linha editorial de sempre. Tento mudar o registo mas burro velho não aprend linguas

      Eliminar
    4. A Grafóloga, se faz favor, você tem tendência para vir cair na minha rede, já foi apanhado, quem é que o mandou ser logo o primeiro a comentar um comentário meu, isso é o que se chama, atracção pelo abismo.

      Eliminar
    5. "Põe-te a jeito que ficas a perceber." Não, ainda não percebi. Não quer ter a gentileza de me explicar?

      Eliminar
  12. Vou dizer o que disse no outro post, anónimo dos mil nomes, que é sempre o mesmo:
    Você não se cansa? Apre! Cale a matraca que já ninguém o aguenta. Ainda não percebeu que ela não vai mudar? Passa a vida a "dizer verdades" e a tentar demover outros de cá virem, faça você isso. Não gosta do que ela escreve, não venha cá.
    Que falta de ter que fazer! Vá jogar às cartas com os amigos, leia coisas boas se estas não lhe agradam, aprenda a dançar, faça puzzles, faça um blog para poder dizer o que lhe apetecer sem ter de ficar sujeito à aprovação de comentários. Sarna!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está a falar de quem? Este infeliz. Seja mais especifico, por favor.
      Na eventualidade de ser eu porque isto é blog a que nõ resisto , você em calhando nem na sua casa manda que é um pau mandado e vem armado em quê para vir mandar na vida dos outros? Deve ter mais cuidado em usurpar decisões porque issso é privilégio da Pipoca

      Eliminar
    2. Este comentário ilustra bem o que eu queria dizer no post. Obrigada.

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.