quarta-feira, 23 de julho de 2014

Em verdade vos digo

Quem apenas conhece as praias da Trafaria e, num repente, se cruza com a Adraga, achará a Adraga a praia mais bonita deste mundo.

(mas não é por isso que a Adraga será mais bonita que Aberta Nova ou melhor que as Maldivas...)

46 comentários:

  1. Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda! Cova Redonda!

    ResponderEliminar
  2. A Aberta Nova será muito bonita que é, logo ali à saída diz quem aprecia a coisa que tem o melhor arroz de pato do Mundo (blheca!) mas ainda assim prefiro águas mais quentes…
    (primeiras Mirone, primeiras)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem umas ricas tostas mistas. E a enorme vantagem de não se ter de sacudir as pessoas de cima de nós. Mesmo em Agosto.

      Eliminar
  3. Não conheço a Tarfaria. acha que se lá passar uns dias a vou achar a praia mais maravilhosa do mundo?


    (eu costumava dizer a uma amiga que depois de acabar o namoro com um imbecil, e foram vários, achava todos os homens uma maravilha - ainda que fossem só um nadinha menos imbecis que o anterior - que para quem toda a vida bebeu vinagre, até a água sabe a mel).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A ideia é essa?! Vou regressar da Trafaria a dizer que é a melhor praia do mundo?

      Eliminar
    2. Ai mulher tu não faças isso!
      Vai mais lá p´ró fundo!

      Eliminar
    3. Mais para o fundo como?
      Ato uma bigorna à cintura? Mas isso não é coisa para me matar?

      Eliminar
  4. E os leitores do Guardian, costumam todos passar férias na trafaria:
    http://www.theguardian.com/travel/2014/may/12/best-beaches-in-portugal

    A sua necessidade de dizer (allo, allo estou aqui, olhem para mim que sou mesmo engraçadinha) alguma coisa, só a faz dizer asneiras.
    Aprende-se mais ficando calado, Dona Pipoca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. The Guardian. A sério? Não arranjaria outro especialista das praias Portuguesas que o The Guardian? É que não sendo por mais nada, só a menção à Praia da Rocha ou à Oura faria desconfiar.
      Se quiser nomeio-lhe aqui algumas vinte praias bem mais bonitas que a Adraga. E eu gosto da Adraga...

      Eliminar
    2. (mas eu realmente poderia ter escolhido um exemplo melhor que a Adraga, poderia ter posto lá Praia da Rata ou Azarujinha, por exemplo, mas dado que o post nem é sobre praias...)

      Eliminar
    3. a Azarujinha, a Azarujinha!
      Ai que saudades da Azarujinha! De ali morar e ir dar um mergulho antes do trabalho e depois no final do dia; que saudades de ver o meu filho na piscina natural e de falar com o senhor Bino e com o irmão e de comer um peixinho grelhado e de levar um polvo para casa já arranjado… e ao final do dia, quando o sol já não quiema e os forasteiros foram embora, ver as familias - aquelas que sempre foram dali - descerem das suas casas e juntar desde os bisnetos à bivó, todos na areia...ai caramba, Picantissima, por esta onda de saudade é que eu não estava à espera!

      Eliminar
    4. a Azarujinha também me evoca grandes recordações. E a praia de S. Pedro. O que eu me diverti naquelas praias...

      Eliminar
  5. Sem desprimor para a Praia da Aberta Nova, onde vou frequentemente, pelas mesmas razões que aponta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adoro a Aberta Nova. E quanto a mim é bem mais bonita que a Adraga (praia da qual também gosto). E pode-se tomar banho e nadar. Só vantagens.

      Eliminar
  6. Eu sei que não tem nada a ver, mas já alguém reparou nesta pérola:

    A Mais Doce fez um post sobre a festa do filho, onde surgiam várias fotos que não eram do filho mas que não permitiam a devida identificação do/a(s) visado/a(s).
    Ora logo veio a sua amiga Cocó fazer também o seu postezinho para que ninguém deixasse de saber:
    - que ela também tinha lá estado;
    - que a miúda das bolas de sabão é a sua filha;
    - que a foto da mãozinha pintalgada é a mão da sua menina;
    - que também a sua filhinha se sentou no cesto onde esteve o filho da outra;
    - que é tão sua amiga que também tem fotos onde estão as duas e mais o filho da outra.

    Francamente, esta coisa de andar a medir pilinhas entre blogues/bloguers ultrapassa-me...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso não acho. Elas são amigas e a Sónia não precisa desse tipo de publicidade. Além de que é um post típico da Sónia, i.é. sobre o que faz com os filhos...

      Eliminar
    2. Pois, é precisamente por isso. Ela não precisa daquele tipo de publicidade. E sim, os posts típicos dela são a descrição da vidinha dela e de toda a família.
      Por isso mesmo é que estranhei aquele, que foge à norma e não é mais que um gritar bem alto "alto lá que ela não publica aquelas fotos sem que mundo saiba que aquilo é a minha menina. Ela não vai servir-se da minha menina para promover a festa do filho dela sem que o mundo o saiba."
      Aquele post é uma competição clara com a Mais Doce.
      E isso é que não se percebe, porque nem é o estilo dela, nem ela precisa.

      Eliminar
    3. Picante, pronto, vamos concordar que a SMS é uma figura simpática. É, sem dúvida. Gera consenso, não se mete em grandes polémicas e é uma mulher inteligente (bons tempos, os do DNA). Ainda assim, continuo a ter uma grande dificuldade em respeitá-la como blogger principalmente por dois motivos: (1) a sobreexposição da vida privada/familiar e (2) o facto de não assumir que é paga para fazer publicidade e, sendo jornalista, as questões éticas que deveriam estar acima de tudo. Posso bem com gente antipática, já com falta de honestidade...

      Ah, continue a divertir-nos e a «desconstruir» estes enormes egos. Precisamos de nos rir!

      Ana Clara

      Eliminar
    4. Anónima das 15.49h. Concordamos plenamente.

      Eliminar
    5. Acho a Cocó uma sonsa. Só aqueles posts que fez a tentar escolher nomes para a criança que aí vem e depois a fazer piada com o nome Mateus. Ficava-lhe melhor estar calada. Não que eu ache a amiga melhor, nada disso.

      Eliminar
    6. Vais acabar por me dar razão, ó Picante, olá se vais!, por mais que gostes de defender a figurinha, ainda não percebi muito bem porquê...

      http://coconafralda.clix.pt/2014/07/os-meus-pes-estao-contentes.html

      Eliminar
    7. Anónimo, vamos parar de pôr links para outros blogs, ok? Nem é por nada, mas não têm rigorosamente nada que ver com o post.
      Mas vou responder. As sandálias podem ter sido oferecidas, acredito que sim, nesse caso falta aí o deram-me este horror e eu gostei, assim como assim estou temporariamente transformada em Fiona.

      No segundo caso, que eu não publiquei, eu explico porque não é a rapariga alvo da minha ironia... Apesar de ser pedagogicamente incorrecto, ela assume ligo que o é. Além disso não tenta dar lições às outras pessoas, nunca vi a Sonia tentar dar lições seja a quem for. Parecendo que não, faz toda a diferença.

      Eliminar
    8. Por acaso concordo com o anónimo das 21:53. Aqueles posts a fazer a colagem ao nome Mateus mostram bem como ela gosta de se pôr em bicos de pés para ficar à altura da outra. E, como também ficou dito aí em cima, nem faz muito sentido, por que não tem necessidade disso.

      Ou se calhar tem e é por isso que passa a vida a mostrar a linda, maravilhosa e feliz família que mora lá em casa. Como se diz aqui pela bloga, necessidade de validação externa.

      Eliminar
    9. Curiosamente não a vi ser tão benevolente com a outra quando ela veio no seu habitual tom de bazofia dizer que dava massa à filha às 05:00 da manhã. Chegou a dizer ser inadmissível ie àquela hora cozer massa para a criancinha, que era anti-pedagógico, quando no post ficava mais que evidente que aquilo era uma qualquer sobra de massada de peixe (sim, estava lá massada de peixe, não acha que eles foram fazer massada de peixe àquela hora, pois não? Mas eu compreendo, era preciso implicar, deitar abaixo, qualquer argumento servia, sobretudo o da anti-pedagogia...)

      Enfim, como de costume, dois pesos e duas medidas...

      Eliminar
    10. Anónimo, a explicação para a minha benevolência, ou falta dela, está no seu comentário. "Ar de bazófia" diz tudo. A Sónia não se arma. Pode não se gostar do blog, pode não se gostar da exposição das crianças (não gosto), pode não se gostar da publicidade (também não gosto embora não seja das piores), mas não anda armada aos cágados, em biquinhos de pés.
      Quanto à crítica não tem nada a ver com o facto de ter cozinhado a massa ou não. Qualquer idiota perceberá que gozei uma pseudo psicóloga, que passa a vida a falar sobre educação e parentalidade, ter cedido assim a caprichos de pirete mimado.

      Eliminar
    11. Não anda em biquinhos de pés é só a sua opinião, que como diz o outro, vale o que vale. Talvez aqui, porque o blogue é seu, valha muito, mas para mim vale zero. E como para mim, eu valho muito...

      E o que qualquer idiota percebe é que a Picante não perde uma para acertar em certos alvos, tenha ou não razões para sustentar a farpa que atirou. Quando não tem argumentos para sustentar esses ataques, isso é só...parvo, e faz figuras de... parva. Isso qualquer idiota percebe. Até eu.

      Eliminar
  7. E estavam à espera que a Sónia se antecipasse e falasse da festa do Mateus antes de a Pipoca o fazer?
    É claro que a sónia só falou agora porque seria uma enorme falta de chá fazê-lo antes. Toda a gente sabe que a Sónia e a Ana são amigas e a Sónia está farta de mostrar fotos da filha no blog, não precisava da festa do Mateus para o fazer.
    É preciso complicar assim tanto?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que concordo consigo. A Sónia seria incapaz de anunciar o livro da Mais Doce, antes da própria falar nisso, por exemplo. Uma questão de educação, diria eu.

      Eliminar
    2. Heloooooooo??????? Está aí alguém? Eu disse isso, por acaso?
      Aquele selo ali no header sobre os burros é para vocês, não é?
      Acaso sabem ler português?

      Eliminar
    3. Isso é para mim? É que se é, é escusado. Limitei-me a responder à Mirone com uma ponta de ironia subliminar. A si, respondi-lhe em cima.

      Eliminar
    4. O meu comentário vem no seguimento do comentário do anónimo das 13:49, que apontava como pérola da blogosfera os posts da Cocó e da Pipoca sobre a festa do Mateus, e dizia que aquilo era um medir de pilinhas desnecessário.
      Sem qualquer ironia ou sarcasmo, discordei. Não vi ali nenhum medir de pilinhas ou gabarolice por parte da Sónia.

      Eliminar
  8. Pipocante Azevedo Delirante23 de julho de 2014 às 14:28

    Eu não estive lá. Foi pena. Mas mesmo que tivesse estado, não me deixaria fotografar. Ou ao meu texugo/cria/rebento/descendente.

    Mas preferia concentrar-me sobre enormes textos a descascar em comentadores... isso sim tem conteúdo. Ou o direito ao contraditório. Tem muito que se lhe diga...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem? Ando arredada, não sei de nada, sou como o corno.
      (que desassossego...)

      Eliminar
  9. Pipocante Azevedo Delirante23 de julho de 2014 às 14:52

    Está na listinha do lado... último post de um dos muso/as... piripipipipi...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ah... acredita que não o leio? Caso o lesse estaria sempre a dar-lhe atenção, ainda se habituaria mal, só o leio quando me lembro de lhe fazer uma festinha.
      (e escolher uma das pérolas? parecendo que não, é um trabalhão...)

      Eliminar
    2. Pipocante Azevedo Delirante23 de julho de 2014 às 15:18

      O título saltou à vista. Verdade seja dita, li na diagonal (tenho um défice de atenção elevado), mas a ideia básica está lá, e os comentários são um must

      Eliminar
    3. Ah.. achei que estava a falar de outra pessoa. A rapariga escreve bem e é inteligente. Não gosto dos conteúdos mas não posso negar o resto.

      Eliminar
    4. Pipocante Azevedo Delirante23 de julho de 2014 às 16:55

      Por acaso discordo... se ela se sente ofendida (nem sei qual era o cenário) pode responder nos comentários. Aquilo soa um bocado a discurso para o aplauso fácil.

      E desconfio sempre de quem só responde a "insultos".

      Eliminar
    5. E está coberta de razão. O comentário que esteve na origem do post é imbecil antes de os haver...

      Eliminar
    6. Ela antigamente tinha essa rúbrica. Depois deixou cair.
      Percebo o que diz mas com os comentários que tem, dificilmente lhes poderia responder, sem passar o dia nisso. Além de que a maior parte deles, nas raras ocasiões em que os leio, parecem-me não ter resposta... só gente a dizer que gosta dela, ou do look, ou o que seja...

      Eliminar
    7. Pipocante Azevedo Delirante23 de julho de 2014 às 17:29

      Bem sei que não pode responder a todos. Mas em cada conversa há-de haver um que, pela sua imbecilidade ou grandiosidade, mereçam atenção especial.
      Aparentemente este seria um deles.
      Daí a "perder" tempo a dar atenção a isto... enfim...

      Anyways... quem ganha a vida a dar conselhos (porque é isso que ela faz), sujeita-se a ouvir bitaites indesejados.

      Eliminar
    8. Bom, em primeiro lugar, estou com o PAD (salvo seja, que em verdado vos digo, nem sei onde habita).
      Mais de resto, Querida Picante, aquilo das Musas que criaste é como abrires a porta a coisas como o TLC, não sei se m'entendes. Uma pessoa tenta resistir enquanto pode mas...há sempre o raio do mas, não se é de ferro. E, como aparece parte dos postes criados, percebendo-se que aquilo é para além de mau, vai-de espreitar "o acidente" (sim, uma fraca, é o que sou).
      Vai daí, explico porque estou com o PAD (lá está, não estou), o caramelo tocou no ponto fulcral: o comentário foi completamente descabido e parvo. Mas havia o espaço para ser respondido no lugar próprio. Quando se transforma um escrito idiota em poste quer-se atenção. Quando se cria um texto daqueleeeee tamanho (céus, saltei um 3 parágrafos, e juro) para responder a algo tão "coisinho", quer-se "miminho" e o tal "estoua aqui, aqui, aq..."
      E não há saco...mesmo!

      Eliminar
    9. E digo-te mais: o "Eu cá é só ar...", que te culpo por passar a conhecer, é das coisa mais TLC's que há...assim igual àquele programa da vidente das unhacas, mas em vez de ver os mortos é ele que já morreu e ninguém lhe disse (hoje foi por um triz que não o mandei às fezes lá no sítio, com aquilo do poste do amôre tão lindo). Vómito!

      Eliminar
    10. E não fez ela senão bem! É mesmo reles alguém "atacar" um bebé para atingir a mãe, só porque se implica ou não se gosta dela ou, simplesmente, se é naturalmente reles e sem nível (e podia continuar, mas não vale o tempo que se perderia).

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.