quinta-feira, 5 de junho de 2014

Desonestidade Intelectual

Afirmar que onde está escrito:
 "em não tendo segurança para sustentar os olhares provocados por um bom decote é tapar as mamas" 
se lê:
"elas estavam a pedi-las, foram agarradas porque estavam a pedi-las"

Afirmar que:
"Se uma pessoa tiver um blog, e nesse blog publicar um texto ostensiva e propositadamente ofensivo contra alguém, mas depois disser que "não fui eu", então assim já não faz mal"

omitindo que a pessoa lhe disse por, pelo menos, cinco vezes:
"se o post a aborrece ou causa qualquer tipo de angustia ou ansiedade eu retiro o post, basta uma palavra sua"

(E não, a palavra não foi proferida. Mas ainda vai a tempo, em pedindo para retirar eu retiro, isto serve para nos divertirmos, não para nos aborrecermos)

104 comentários:

  1. Aqui, aqui, aqui!

    E se for um porco a andar de bicilceta?
    https://www.google.pt/search?q=pig+bicycle&client=firefox-a&hs=rME&rls=org.mozilla:pt-PT:official&channel=sb&tbm=isch&imgil=hzYZkHzWYn-BDM%253A%253Bhttps%253A%252F%252Fencrypted-tbn1.gstatic.com%252Fimages%253Fq%253Dtbn%253AANd9GcT05nRT5flo0W51buc3jAyFsw5PmjFuS0-9LbzFcjXjvRDz3j3nfQ%253B280%253B480%253B8VjbDyqFwG_BvM%253Bhttp%25253A%25252F%25252Fwww.animateit.net%25252Fcategories.php%25253Fcat_id%2525253D18&source=iu&usg=__x_dJgevZ3Zh51TslYa78Gnbxg20%3D&sa=X&ei=ImqQU-WQHsP20gXX4YDABQ&ved=0CEMQ9QEwBg&biw=1280&bih=677#facrc=_&imgdii=_&imgrc=hzYZkHzWYn-BDM%253A%3B6nAQen-7yOxMXM%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.crazywebsite.com%252FWebsite-Clipart-Pictures-Videos%252FFunny-Pets-Animals%252FPig-Riding-Bicycle-Animation-1.gif%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.crazywebsite.com%252Fpg-Funny-Pictures%252FPig-Bike-Ride-1.html%3B280%3B480

    ResponderEliminar
  2. Oh melher já chega desta m...! Voltamos ao antigo registo? Please?

    A gorda pá? E o outro que não tem blog mas é bilf? E a porra do verão? Já chegou ao PN?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que é isso da gorda? Veja lá, sim? Ainda vai preso....

      Eliminar
  3. Sitemeter - "A Pipoca Mais Picante - Today: 2,600 visitas.

    Parabéns, Pipoca! Está no bom caminho para chegar ao top. (E olhe que ainda estamos no começo da tarde, que isto a continuar assim, com outro post dentro deste assunto, ainda chegará às 15,000 visitas diárias).

    ResponderEliminar
  4. E duuuuura e duuuuura e duuuuura e duuuuuura e duuuuura......

    ResponderEliminar
  5. Bem, a outra cada post que escreve é só para a atacar, Picante.

    Irra, é terrível. É bater o pé e fazer birra até lhe darem o bolo

    ResponderEliminar
  6. E duuuuura e duuuuura e duuuuura e duuuuuura e duuuuura......

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enquanto eu me divertir a responder dura. Depois acaba.
      Simples, não é?

      Eliminar
    2. Sim, claro, e o sitemeter até agradece, assim como a Picante. Mesmo que o assunto já tresande e ninguém mais aguente ouvir falar (ler) no assunto. (Jura que se está a divertir com tudo isto? Duvido. A Picante não quer é ficar atrás, admita lá.)

      Eliminar
    3. Eu não gosto de perder que não gosto
      (e a tenacidade é uma característica que eu admiro na Luna)

      Eliminar
  7. Vá, Picante, já se divertiu muito, agora é a nossa vez. Estamos à espera dos seus sapatos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esperai que o dia ainda não acabou, tenho de ir à sapataria pedir uns Miu Miu emprestados, assim a Izzie sempre pode mudar a conversa dos Prada que já me enjoa, até parece que a pessoa só tem um par de sapatos....

      Eliminar
  8. "Se uma pessoa tiver um blog, e nesse blog publicar um texto ostensiva e propositadamente ofensivo contra alguém, mas depois disser que "não fui eu", então assim já não faz mal"

    Vamos lá ser um bocadinho sérias, Picante. Durante toda a discussão sobre o post em questão, a Picante disse sempre não se sentir responsável por não ter sido a Picante a escrever o post. Sempre. Repetidamente.

    Quanto a pedir-lhe para retirar o post, já lhe respondi várias vezes que não tenho de lhe pedir nada, porque não irei tomar para mim uma responsabilidade que é somente sua: agir conforme o que a sua consciencia lhe disser ser mais correcto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Honestamente, acha que seria justo da Picante retirar um post da Filipa quando foi a mesma que convidou a Filipa (e outras) a escrever? Ou seria melhor a Picante apagar todo os posts escritos por quem convidou?

      Se lhe tiver a incomodar (que está caramba, se está!) e a mim também me incomodaria porque sinceramente foi muito mal conseguido. Então diga-o. Ou mande um e-mail à Picante que ela já disse que o tira.
      Mas, se gosta dessa postura de vitima, de ameaças, etc... fica-lhe mesmo bem. Aliás tão bem que, entretanto, conseguiu perder toda a razão quando a mesma era só sua. Isso é um grande feito.

      Eliminar
    2. Mas eu já disse várias vezes que me incomodou e incomoda, e não, não me estou a fazer de vítima ao constatar um facto: o post foi escrito ostensivamente para me provocar e ofender. Posto isto, não acho que tenha de partir de mim pedir seja o que for, a Picante é maior e vacinada, e saberá no seu íntimo se uma coisa é certa ou errada, e deverá agir em conformidade.
      Quanto aos posts das outras bloggers, que me tenha apercebido, não chamavam parva de merda a ninguém.

      Eliminar
    3. Peça-o ou esqueça o assunto. Só se rebaixa mais e mostra a sua arrogância.

      Eliminar
    4. Se eu convidar alguém para vir a minha casa, e essa pessoa começar a maltratar e ofender gratuitamente outras pessoas, a não ser que aprove o seu comportamento, terei de lhe pedir delicadamente que se retire.

      Eliminar
    5. Luna, a questão é se a incomoda o suficiente para querer que eu retire, caramba.
      (mas eu não vou tornar a ter esta conversa, já a tivemos uns posts abaixo, já lhe expliquei que sou uma pessoa leal e é por isso que o post ficou.. por muito que isso leve as pessoas a pensarem que eu sou uma bruxa mal educada)

      E, se isso servir de algum conforto, aceite as minhas desculpas pelo incómodo que lhe causei. A Luna tem coisas que me irritam solenemente mas eu também lhe reconheço uma série de qualidades.

      Eliminar
    6. Picante, eu já lhe disse isto várias vezes e volto a repetir: a questão não é se me incomoda suficientemente a mim, mas se a incomoda suficientemente a si.
      A casa é sua, a Picante deverá decidir quais os comportamentos qu considera toleráveis dentro dela.

      Eliminar
    7. p.s. e acho melhor parar com isto, que com tanta insistência daqui a nada ainda começam a pensar que somos a mesma pessoa.

      Eliminar
    8. ahahahahahahahahahahahahahahah

      Luna, pelo amor da Santa, isso é que não! Que diriam de si? Que afinal é uma bruxa?

      (eu também me rio de mim...)

      Eliminar
    9. Bruxa acho que já acham, esquizofrénica é que ainda não.

      Eliminar
    10. Não, não acham. A Luna nem se deve dar conta como o seu discurso pode ser arrogante, quando trata estes temas, pelos quais realmente vibra. Isso desagrada as pessoas. E o facto de estarmos em discurso escrito, sem expressão corporal amenizadora, ainda agrava mais as sensações. A mesma coisa escrita ou dita pode ser apreendida de maneira diferente (não o conteúdo mas a forma).

      (dito por outra arrogante... não pode ser ofensa)

      Eliminar
    11. Fónix arroz outra vez?!?! Já paravam de espingardar uma contra a outra. É que ninguém aguenta carai! O post foi escrito pela Filipa e é a única que não pia, nem vem dar cavaco e de certeza que deve estar mortinha de riso à vossa conta. Dasse que são burras!!

      Eliminar
    12. Agora aqui está um óptimo resumo.

      Eliminar
  9. Mirone sempre no seu melhor! (E não estou a ser sarcástica). Gosto de si!

    ResponderEliminar
  10. Pipocante Azevedo Delirante5 de junho de 2014 às 15:09

    "E duuuuura e duuuuura e duuuuura e duuuuuura e duuuuura......"

    (inserir piada de índole sexual aqui)

    ResponderEliminar
  11. Cara Picante, até eu já aderi à moda dos sapatos lá no meu blog, estamos à espera dos seus,o resto é simples!

    ResponderEliminar
  12. E já agora, só para terminar, acho que o maior problema da Picante - e assumo desde já também sofrer do mesmo - é reconhecer que errou, e que o post que escreveu foi infeliz e insultuoso para algumas pessoas que se movem por certas causas, eu incluída, e que o facto de "ser a brincar" não lhe retira o que foi escrito.
    Da mesma forma, e para não me continuar a chamar desonesta e fundamentalista, admito que tenha exagerado ao extrapolar que o que disse implicava um "estar a pedi-las".
    No entanto, o que se passou a seguir não é justificável e nem menos vergonhoso apenas porque "não foi escrito por si".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. este seu....."E já agora, só para terminar, acho que"....ja diz tudo e acaba com tudo, não acha?

      Eliminar
    2. Luna então admite que é intransigente e que desconversa quando as coisas não estão do seu agrado? Admite também que tem que ter sempre razão ou passa a bater nos mesmos pontos repetidamente? Mesmo quando os mesmos são desviados e tirados de contexto? Admite?

      Zip.

      Eliminar
    3. Chiça penico. Não se cansa, Luna?!?

      Eliminar
    4. Admito que sou insistente quando acredito nas ideias que defendo, sim.

      Eliminar
    5. E aquilo da violência doméstica na Filipa, Luna? se aquilo não é desconversar nem sei o k lhe chamar....

      Eliminar
    6. Luna, Luuuuunaaaa, oi, aqui!!! A menina tem uma vida fora da blogo, não tem? Vá vivê-la. Parece um gato com um novelo de lá, só que em mau.

      Eliminar
    7. Obrigada Luna.
      É que eu já li, na Rita Maria, que sou anti-feminista e que o próximo passo será perseguir fisicamente a própria da Rita Maria. Já li coisas extraordinariamente desagradáveis, que só não me incomodam porque na verdade estou-me mesmo nas tintas para a opinião que meros desconhecidos fazem da Picante.
      E, sendo bastante persistente, não tenho problemas em pedir desculpa quando faço asneira, que também a faço, por vezes excedo-me.. e admito que o post inicial possa ter chocado, a intenção não era essa, era simplesmente ridicularizar a visão da mulher como uma "pobre coitadinha", visão essa que me incomoda profundamente e que eu considero ser fonte de discriminação.

      Eliminar
    8. Eu não me queria meter, mas como é comigo e me avisaram queria só explicar que não foi isso que eu quis dizer. Fui ver e a frase realmente não é clara - o que eu disse primeiro foi que achava que não ia passar a escrever mal de mim todos os dias porque sou demasiado irrelevante para isso ter interesse para os seus leitores, por um lado, e que por outro achava que o facto de correr o risco de escrever em meu nome (e portanto de alguém poder ir falar de mim aos meus colegas de trabalho ou aos vizinhos do lado por ser fácil encontrar-me, bater-me era só um exemplo limite) tornava menos interessante e eficaz gozar comigo do que com pessoas famosas da blogosfera.

      Digo isto porque acho que as pessoas às vezes dizem coisas acerca de bonecos ou de figuras públicas que não dizem acerca de pessoas comuns, porque as consequências de prejudicar pessoas "como elas" lhes parecem mais "reais".

      Juro que era só isto que queria dizer, que não tenho nenhum receio de que se tente vingar de mim, blogosfericamente ou na vida real, não porque não conseguisse mas porque não acho que tivesse nenhum interesse nisso.

      Eliminar
    9. Oh Rita, tu és adorável, mas...passaste-te? Ou como diria a Olá, passas-te-te?

      Eliminar
    10. Rita Maria, acho que lhe posso assegurar que não a satirizarei, aliás como nunca o fiz. E posso, com toda a certeza, afiançar-lhe que a sua segurança física está 200% intocável pela parte que me toca.
      (já me tinham dito muita coisa, mas isto foi realmente uma estreia...)

      Eliminar
  13. Picante, picantezinha, fuja dessas tolices, que a menina tem outra linha editorial.
    Believe me...

    ResponderEliminar
  14. "E duuuuura e duuuuura e duuuuura e duuuuuura e duuuuura......"

    ResponderEliminar
  15. Sou anónimo 15,35, só para esclarecer que me referia à tolice dos sapatos, e não ao caso lunar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, não podem ser ambos os temas? Por favorzinho... É que eu até costumo gostar disto (do blog entenda-se...).

      Eliminar
  16. Desonestidade intelectual é o comentário da Luna aqui:

    http://duvidascorderosa.blogspot.pt/2014/06/em-modo-zen.html#comment-form

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, mas então toda a gente pode ser irónica menos eu?

      Acho curioso que, depois de um post ofensivo pegando num meu sobre violência de género, a ta senhora tenha escolhido precisamente o Charlie Sheen, uma figura com um historial de mais de 20 anos de violência doméstica, para nos mandar para certa parte. O timing foi certamente perfeito.

      (a parte de se relevar a cena por causa do alcoolismo acho que não vi mal, ou vi?)

      "But when the allegations are compiled, it's impossible to believe that all of these women are just out to get Sheen or his money. Here's a rundown of Sheen's violent relationships:

      1990
      After a year of engagement, Sheen "accidentally" shot actress Kelly Preston with a .22 inside their Malibu home. She sustained injuries to her wrist and ankle and immediately ended the relationship after the incident.

      1994
      Just two months after marrying model Donna Peele, Sheen was sued by an unnamed UCLA student who alleged he had struck her in the head when she refused to have sex. The case was settled out of court. Sheen divorced Peele later that year, blaming the demise of their relationship on her, saying, "You buy a bad car, it breaks down."

      Charlie Sheen's History Of Violence Toward Women
      1996
      Sheen was arrested for beating girlfriend Brittany Ashland, an adult film star. Ashland claimed he knocked her out and threatened to kill her. She received seven stitches in her lip. At the time of his arrest, one of his friends spoke to the media saying the scuffle was Ashland's fault. In June 1997, Sheen pleaded no contest to battery charges and got two years' probation and a $2800 fine.

      2006
      After a relatively long streak of sobriety following a 1998 rehab stint, Sheen's then-wife Denise Richards filed for divorce making allegations in court documents about his transgressions (including child porn, obsessive gambling, drug use, and prostitutes), and his abusive behavior (throwing chairs at her and threatening numerous times to kill her). Richards obtained a restraining order and Sheen went on the attack saying, "This is a most obvious immature and transparent smear campaign designed to hurt, embarrass and ultimately extort me."

      2009
      Sheen was arrested on Christmas Day on charges of felony second-degree assault, felony menacing and a misdemeanor charge of criminal mischief after allegedly strangling, holding a knife to the throat of, and threatening to kill then-wife Brooke Mueller. In August 2010 he pleaded guilty to third-degree domestic violence in the case, but instead of jail, he returned to work and an out-patient rehab program in Malibu that focused on "behavior modification."

      2010
      Sheen was taken to a hospital in NYC after trashing his Plaza Hotel room in a reported fit of rage. Adult film star Capri Anderson—Sheen's paid companion—claimed that the actor put his hands around her neck and threatened to kill her. She locked herself in the bathroom to hide from him. Sheen referred to her allegations as a result of her own "emotional stupidity."

      2011
      Just this week, ex-wife Brooke Mueller has filed a temporary restraining order against Sheen alleging several "specific, descriptive threats." Sheen's response is that he is considering getting a restraining order of his own against Mueller.

      http://jezebel.com/5774374/charlie-sheens-history-of-violence-toward-women

      Eliminar
    2. Aqui acho que a Luna foi irónica.
      Por outro lado Luna, parabéns, finalmente com argumentos e sem distorcer as palavras. A sério. No final, talvez o post da Filipa tenha sido excelente para a sua auto-análise.

      Eliminar
    3. Até o Charlie já entra na discussão?!?!?
      Ó Cristo, vem cá baixo ver isto!

      Não há cu que aguente, não há não... Livra!

      Eliminar
    4. E o Charlie é uma pessoa tão adorável...

      Eliminar
    5. Luna, dizeres que aquilo que o anónimo disse sobre a adição ser uma atenuante em casos de violência doméstica (comentário esse que eu nem percebi ser uma opinião ou um facto jurídico) para um "Viva a violência doméstica!" é tão razoável (ia escrever "honesto" mas não quero que pares de te surpreender com a capacidade do ser humano se reinventar) como aquela tua extrapolação do "tapar o decote" para o "estava a pedi-las"... É a mesmíssima coisa e é sintomático da tua forma de argumentar desvirtuando aquilo que te estão a dizer. (E sente-te à vontade para pegar nisto, escrever uma frase curta que não tenha nada a ver com o fulcro daquilo que eu disse, e espetá-la em tua casa em jeito de recado ao mundo: "Vejam o que eu tenho de aturar...".)

      Eliminar
    6. NM

      parece-me que já me expliquei lá em cima, sobre achar curioso a escolha precisa dum homem com um enorme historial de violência doméstica para me mandar para o caralho, depois de, curiosamente, o texto a ofender-me ter pegado exactamente num texto em que eu conto dois episódios particularmente marcantes.
      E dados os comentários a relativizar esse historial de violência por causa do alcoolismo, depois de alguém ter comentado esse facto, mandei uma boca irónica - e sim, mandei uma boca, assumo perfeitamente.
      Quanto à razoabilidade dos meus argumentos (ou de ter mandado essa boca), não sei se também quer discutir a razoabilidade daquele texto onde a sua amiga me chama parva de merda, a honestidade dos argumentos apresentados nele, e o conteudo que se pretendia discutir com seriedade através da sua publicação.

      Eliminar
    7. Luna, eu vou explicar devagarinho (é lixado, não é?). O meu comentário nada tem a ver com o teres usado ironia e teres dito "Viva, uma coisa abominável". Só tem a ver com o teu hábito de extrapolares o que as pessoas dizem, ou mostram, para situações limite e embandeirares isso em arco como se fosse uma verdade. Isso inibe qualquer discussão e só dá vontade de te mandar a um sítio que eu agora não digo, para não pegares já nisso e te vitimizares com a falta de argumentos alheia, sem ler o resto. E não, assim não há discussão possível.
      E mais te digo que nada disto tem a ver com a minha incapacidade ou intransigência em perceber as coisas. Tem mesmo a ver com a tua forma de estar numa discussão. A Maria Rita que eu não conhecia, por exemplo, argumenta e discute como deve ser. Era pessoa com quem eu conseguiria discutir e eventualmente dar razão, fazendo-me mudar de ideias.

      Relativamente à "razoabilidade do texto da minha amiga" (que não conheço de lado nenhum, mas lá está se queres fazer passar a ideia que sou amiga de uma vida da Filipa be my guest) já me fartei de escrever sobre isso. Se não tiveste tempo ou não te apeteceu ler, o problema não é meu. Já disse mais uma vez que tens todo o direito de te sentir ofendida (eu também sentiria), mas também te digo que a tua forma de estar numa troca de ideias pouco menos é que ofensiva. Já o disse anteriormente, eu prefiro que me chamem parva diretamente que me atirem às trombas verdades universais como se eu fosse uma atrasada mental.

      Eliminar
    8. Luna, eu não sou a Filipa, não a conheço nem a represento, mas o que eu vi ali foi um tipo a fazer piretes enquanto meditava. Aquilo é, a meu ver, a Filipa a dar piretes a quem a chateia. Por acaso a fotografia é de um gajo com problemas de adições várias e violência doméstica (não sei se há relação entre eles, qual deles é a causa e qual deles é o efeito). è que não deve haver assim tantas fotografias de pessoas a meditar e a dar piretes ao mesmo tempo. Tu é que estás fula com ela (e tens as tuas razões) e já vês maldade em tudo. Relaxa, pá. faz como o Charlie sheen, fecha os olhos, abstraia-te de tudo o que te chateia, dá-lhe uns grandes piretes e move on!
      Porra para as mulheres, devem andar todas com a tpm (e agora não me venhas dizer que isto é ofensivo para a tua condição de mulher, que os homens não têm culpa nenhuma das vossas oscilações hormonais).

      Eliminar
    9. Outra coisa, não conhecendo a Filipa, mas seguindo o blogue dela há muito tempo, te digo que punha um dedo da minha mão esquerda num cepo em como o homem da foto ser um agressor foi pura coincidência. A única coisa que a Filipa quis foi mandar para o caralho todos quantos se sentiram visados... Calhou de ser o Charlie Sheen, como poderia ter sido o Rato Mickey.

      Eliminar
    10. Bem, quanto ao de cima já estou demasiado cansada porque é mais do mesmo (a Luna é arrogante e não sabe discutir), mas olhe, se não foi de propósito, então foi uma pontaria do caraças.

      (tal como foi pontaria de todos os textos em que podia ter pegado para me enxovalhar - não me estou a vitimizar, estou a constatar um facto - ter pegado exactamente naquele em que mais me expus)

      Eliminar
    11. Era o último post Luna... A Filipa também é mulher... Que tipo de mulher gozaria com um post daqueles?

      (E outra coisa Luna. Eu só troquei ideias contigo uma vez. Aquilo foi num post antigo e ficou entre nós as duas. Não fiquei com esta ideia de tamanha intransigência da tua parte, o que me leva a achar que este teu comportamento (desculpa se estou a extrapolar erroneamente mas lá está, isto são vícios que se ganham) de não olhar a meios nem a argumentos (sim, foste maltratada, sim tens todo o direito de te teres sentido ofendido, NÃO É A ISSO QUE ME REFIRO, refiro-me ao fundamentalismo feminino ai-jesus-se-me-olham-para-as-mamas) só teve a ver com as proporções que isto tomou, nada mais! Decidiste que havias de sair disto como vítima e deixaste de olhar a meios de argumentação. Pelo caminho distorceste coisas e isso foi muito triste. (NÃO ESTOU A DESCULPABILIZAR A FILIPA... Mas lá está, chama-se idiota ao homem sem blogue a torto e a direito e toda a gente bate palminhas...)

      Eliminar
    12. NM
      dado que durante o debate - e eu tentei debater, tentei mesmo - a NM se recusou a ler vários comentários meus por achar que começavam de forma arrogante (tipo "vou explicar..."), não foi possível debater nada consigo, pelo que não percebo exactamente onde é que eu fui intransigente. Simplesmente, quando me perguntou se era a unica pessoa a pensar de certa forma, ou se tinha o direito a pensar diferente, respondi-lhe que sim. Eu não sou fundamentalista, e se tivesse tentado de facto conversar comigo sobre o assunto - que não fez - talvez pudéssemos ter feito algo produtivo, porque sim, o debate pode ser produtivo. A partir do momento em que o texto daquela senhora foi publicado, esse debate deixou de ser possível, simplesmente.
      Quanto a distorcer coisas pelo meio, discordo totalmente. Embora já tenha dito à Picante que possa ter exagerado no meu texto inicial com o estar a pedi-las (e a frase da Picante no seu primeiro texto é de facto passível dessa interpretação), nao sei onde é que distorci seja o que for.

      Por fim, eu não quero sair como vítima, não é o meu estilo, e se fosse não tinha vindo aqui dias a fio dar o peito às balas. É muito fácil dizer "relaxa pá" quando as coisas não são connosco. Há pessoas que têm essa capacidade, de não se ralar com o que dizem delas, mesmo que achem injusto, de realmente deixar passar. Eu não sou uma dessas pessoas - e repare, às vezes penso que as pessoas se esquecem que eu sou uma pessoa e não um boneco - e estas coisas afectam-me. Afectam-me mesmo, ao ponto de nos últimos três dias as pessoas que me rodeiam ficarem preocupadas e notarem que não estou bem. Portanto, para grande pena minha, não consigo relaxar, nem "cagar na cena", porque não há uma vez que abra o caralho do mail e não estejam lá mais não sei quantos comentários ora a insultarem-me, ora a gozar comigo, ora a dizer que sou isto ou aquilo, porque aquele texto pretendia isso mesmo e o que fez foi abrir a caixa de pandora a tudo o que é gente a querer sangue. E não, não me estou a vitimizar, estou apenas a dizer como me sinto no meio desta merda toda.

      Eliminar
    13. Ah, e só mesmo para acabar, tenho mesmo muita pena, mas mesmo muita, que depois de umas semanas em que o Palito, que mata duas mulheres e fere outras duas é aplaudido, em que seis mulheres foram mortas por um tipo chateado por ser rejeitado sexualmente (o que originou o movimento "YesAllWomen", em que uma miuda teve de ser abusada pela segunda vez para se fazer alguma coisa, o debate na blogosfera sobre a temática se tenha resumido a "quem não gosta da Luna ponha o dedo no ar". Muita pena mesmo.

      Eliminar
    14. Ai Luna, pronto. vamos acabar com isto ok?

      Mas querendo acabar por um lado não vou deixar nem por um momento que me passes um atestado de estupidez, por outro. Quando te alertei para a tua sobranceria não foi num comentário em que começaste com "vou explicar...", foi porque começaste com, "vou explicar O BÁSiCO"... A sério, não faças de mim estúpida que eu não o sou! (E obviamente que li todos os teus comentários sobre o assunto. Não tens de facto de saber isso, mas eu não sou mulher de comentar sem ler. Sou na bloga aquilo que sou na vida, sabes?) E obviamente que a sobranceria de que falei não foi por causa daquele comentário em particular mas sim a propósito de tudo o que tinha lido até ali, não me venhas atirar areia para os olhinhos, não?

      De resto, há uma coisa em que tens toda a razão. A intransigência de que falo não me foi dirigida. Tens toda a razão nisso. Mas vi o que respondeste a outras pessoas que pensavam o mesmo que eu. Se tivesse sido eu ("amiga" da Filipa ainda por cima) a questionar-te (com questões já batidas) a tua atitude teria sido diferente só porque era eu? Não não teria... Sabes bem que não teria.

      De resto, acredita que lamento se alguma coisa que eu tenha dito te causou ansiedade ou stress. Acredita que não foi a minha intenção. A mim só me custou o teres usado o truque mais velho do mundo para ganhar uma discussão... Descontextualizar e distorcer. (E não me digas que não o fizeste que ainda neste comentário acabaste de o fazer quando dizes que, coitadinha, só disseste "vou explicar" e eu, coitadinha, me senti ofendida e por isso me recusei a ler os teus comentários; se bem que esta última parte até dou de barato que tenhas interpretado dessa forma, custa-me o achares isso mas pronto ...). Como com o comentário na Filipa que a conclusão que tiraste daquele post foi um "Viva a violência doméstica..." Não é razoável Luna, não é!

      De resto, acredito que estejas muito cansada desta história e que te tenhas sentido. Eu também teria. Aliás, eu não teria tido a disponibilidade para andar a responder a este aquele e ao outro como tu tiveste. Não teria.

      O único que eu quis salientar foi que a dada altura estavas tão "cega" com a discussão (e não eras só tu mas bom...) que já nem lias o que te escreviam... Ia tudo a eito, ridicularizando tudo quanto fosse opinião contrária. Isso não se faz.

      E o teu último comentário é paradigmático da tua atitude nesta história toda. Não não se resumiu tudo a "quem não gosta da Luna ponha o dedo no ar", não tenhas essa presunção. É que à parte da trampa, li muito bons posts por aí, tal como muito bons comentários, com opiniões muito válidas (algumas fazendo-me pensar em pontos de vista que nunca me tinham ocorrido)... Achares isso é só egocêntrico, nada mais que isso!

      Eliminar
    15. Parafraseando a Picante, se a NM não tem arcaboiço para numa discussão acharem que não tem razão, correndo o risco de lhe chamarem totó, não usava decote, p+erdão, não se metia na discussão.
      (desde quando é que dizer que se vai explicar o básico é passar atestados de estupidez? explicar o básico é isso mesmo, explicar os fundamentos básicos de uma opinião. stupid is who stupid does, e se não tem segurança da sua inteligência, como já disse, não a leve à rua destapada)

      Eliminar
    16. Pronto, pronto... Já passou!

      (Qual foi a parte do "não me referia aquele comentário em particular", que não percebeu? E o atestado de estupidez tinha a ver com a Luna nesta resposta ter omitido, precisamente, a parte ("o básico") que me fez comentar naquele caso em particular,referindo apenas o "vou explicar")...

      E quem se mostrou sem arcaboiço para aguentar um "és um totó", não fui eu...

      Eliminar
    17. "Que tipo de mulher gozaria com um post daqueles?"

      A pergunta responde-se a si própria.

      Eliminar
    18. A Luna tende a descontextualizar, sim. É pena que não reveja os posts - quem o quiser fazer no blog dela, no da Izzie e no da Rita Maria nem precisa de andar muito tempo para trás para entender isso. Basta uma opinião contrária e, caso lhe falhem argumentos, lá vai ela vitimizar-se.

      Luna o texto original (seu) não foi o alvo da Filipa (ou pelo menos não interpretei dessa forma), acho que foi a sua forma de ser e não as situações pelas que passou. O facto do Palito ter sido aplaudido ou terem deixado a outra rapariga ser violada outra vez (parem de falar o nome dela se puder ser porque a miúda se for reconhecida nacionalmente não vos vai agradecer, garanto-vos) não é culpa da Filipa. Se o post foi mal conseguido? Sem dúvida alguma mas o mesmo poderá ser dito de muitos outros fundamentalistas.
      Pegar em 2 acontecimentos e extrapolá-los para o fundamentalismo nunca fez bem a ninguém.

      Eliminar
    19. Mas descontextualizei exactamente o quê? Toda esta celeuma começou com um texto da Leididi na sequência da notícia sobre a menina vítima de abusos, texto esse que foi seguido de um da Picante publicado no blog da Filipa, a chamar de fundamentalistas as feministas e a mandar-nos para a puta que pariu. A esse texto seguiram-se reacções negativas da minha parte, Izzie e Rita Maria, bem como um texto do Pipoco, muito condescendente a explicar à Leididi que os homens não são todos iguais - o argumento #NotAllMen que deu origem ao #YesAllWomen - e que foi a causa do meu post com o mesmo título. Ora, depois de um texto que resumidamente manda as feministas para a puta que pariu no seu blog, pegar no meu texto sobre situações que me fragilizaram e publicá-lo aqui, parece-me no mínimo infeliz em termos de timing - e lamento, mas a justificação "não li" é inválida - e dá azo a que sim, se contextualize esse texto na discussão da temática, dado o que lhe antecedeu. (E especialmente dado que nunca troquei comentários com essa senhora antes, pelo que ignorava a sua animosidade relativamente à minha pessoa).

      Quanto ao meu/nosso hipotético fundamentalismo - por defendermos que o "piropo", ou melhor, o assédio verbal deveria ser legislado e esse tipo de ofensas puníveis por lei - não deixa de ser irónico que a Picante, que tão insistentemente defendeu ser "apenas um aborrecimento" e tenha feito posts e posts sobre o nosso perigoso fundamentalismo, e sobre a minha suposta desonestidade intelectual por achar que não devo pedir para retirar uma ofensa, isso cabe a quem ofendeu, tenha depois afirmado já ter feito queixa na polícia relativamente a assédio verbal. Mas claro, a desonesta aqui sou eu.

      (E sim, se forem ver tudo o que foi dito até agora nos nossos blogs e caixas de comentários, poderão ficar deveras elucidados sobre as discussões que realmente ocorreram e quem distorceu o quê - isto se conseguirem ser imparciais e ultrapassar as possíveis embirrações pessoais)

      E pronto, este é mesmo o meu último comentário sobre o assunto, que não devo nada a ninguém, e qualquer pessoa com um mínimo de honestidade intelectual e que tenha seguido esta história, será capaz de tirar as suas conclusões por si mesma.

      Adeusinho, passem bem, e pensem nestes assuntos, que não são de brincar.

      Eliminar
    20. "pegar no meu texto sobre situações que me fragilizaram e publicá-lo aqui" - não foi o seu texto.

      Ofensa verbal já existe. A questão das fundamentalistas é que ia bem até que, quem as defendia publicamente, começou a englobar tudo no mesmo saco e por isso é que foi o fiasco que foi.

      Pois não são de brincar, nesse ponto concordámos.
      As "embirrações pessoais" de muitas pessoas, parece-me. Afinal há muitos a criticá-la precisamente pelo mesmo ponto mas isso não vê, de estranhar seria se visse. Afinal a Luna terá sempre toda a razão do mundo e mais alguma.

      Eliminar
    21. Sim, foi o meu texto, porque inclusivamente foi imitado na sua forma. E eu não tenho de adivinhar uma embirração de alguém que não conheço e com quem nunca tive contacto.

      Existe injúria, mas o assédio verbal não é contemplado pela lei, e não há forma de nos defendermos legalmente dele. (ler os comentários jurídicos da Izzie sobre o assunto no meu post "You can't always get what you want")

      As embirrações pessoais são de muitas pessoas, concordo. Mas apresente-me um blog antigo e lido q.b. que não colecte o mesmo número de embirrações pessoais: e não é preciso ir muito longe, blogs cor-de-rosa-happy-feeling-touchy-feely colectam tantas ou mais embirrações que o meu. Sim, o meu discurso pode ser arrogante - sim, concordo, a minha forma de comunicação escrita pode dar essa ideia, sim, há nove anos que o oiço (ou leio) - mas além da acusação de arrogância - ou seja, pessoal - quem é que realmente contra-argumentou o conteúdo dos posts e seu putativo fundamentalismo (sem ser a Picante, e eventualmente a NM)? Pois.
      Nem sempre tenho razão, e debates sérios sobre certos assuntos já me fizeram mudar de opinião ao ler e pensar sobre certos pontos de vista. Não foi o que aconteceu.

      (e sim, foi um fiasco aquilo que poderia ter sido um debate interessante sobre um assunto importante num meio que cada vez tem mais importância, debate esse boicotado por ataques pessoais)

      Eliminar
    22. (E aceito que me acusem de arrogância, ja de me gabar da minha experiência no estrangeiro ou formação académica, é simplesmente mentira, e nada mais reles que gente mentirosa)

      Eliminar
  17. Ahahahahahahah perfect timing no meio desta história toda!

    https://www.youtube.com/watch?v=_S92oZVf8w4&feature=youtu.be

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Joana, melhor comentário de sempre!

      Eliminar
    2. ahahahahahahahahahahahahahahah

      (maravilhoso...)

      Eliminar
  18. Estou com a Mirone.

    Tá a circular pessoal que já rebocaram os carros, não há feridos e isto é chão que já deu Uvas.

    ResponderEliminar
  19. Essa do ter que pedir para tirar o post é algo mesquinho.
    Se é mais do que óbvio que o post foi considerado ofensivo pela pessoa em causa é preciso ainda assim ela o pedir expressamente?
    Desculpe, mas é a minha opinião.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É óbvio que a Picante quer um pedido expresso porque é incapaz de perceber o que é decente fazer na situação, e quer uma humilhaçãozinha da Luna, a pedir-lhe isso, como cereja no topo do bolo.

      Eliminar
    2. Nem acho que seja por aí, perceber o que é decente ou indecente. A Picante já disse que nunca teria escrito aquele post mas que nem o acha um escândalo por aí além. Já disse que convidou pessoas para escrever no seu blog e lhes deu total liberdade para escrever e não acha justo retirar um post por iniciativa própria, depois de ter dito "escrevam à vontade". Assim desresponsabiliza-se, se eventualmente tirar o post foi porque a visada lhe pediu. É só isso.

      Eliminar
    3. Ou seja, nesse caso o meu post "Se uma pessoa tiver um blog, e nesse blog publicar um texto ostensiva e propositadamente ofensivo contra alguém, mas depois disser que "não fui eu", então assim já não faz mal" não será o melhor exemplo para comprovar a minha suposta desonestidade intelectual, ou será?

      Eliminar
    4. Não sou a Picante, não lhe posso responder a isso nem sei se o que escrevi (16:54) é verdade. É só a minha opinião.

      Eliminar
    5. O que escreveu é verdade (16.54) e eu já o afirmei.

      Eliminar
  20. Já agora, se querem que eu faça de Ban Ki-moon, eu não me importo de mediar esta querela.
    Podemos combinar um jantar a três ou coisa assim.
    Fica a ideia... paz e amor no Mundo é o que me move.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No T....? Fiquei na dúvida.......ainda olhei para trás.

      Eliminar
    2. Pareceu-me, de relance, fica a confirmação.

      Eliminar
  21. Entretanto vou continuar a meditar:

    E disse-me: Olha, não faças tal; porque eu sou conservo teu e de teus irmãos, os profetas, e dos que guardam as palavras deste livro. Adora a Deus.

    Apocalipse 22:9

    E disse-me: Não seles as palavras da profecia deste livro; porque próximo está o tempo.

    Apocalipse 22:10

    ResponderEliminar
  22. Respostas
    1. For reals. Chatas chatas chatas. Não terão genitalia para manusear?

      Eliminar
  23. Mas por acaso alguém espera que a Picante faça posts fofi-fofis? Já não há paciência para a virgem ofendida, porra! Picante e/ou Filipa, façam mas é outro pior que já se mudava de assunto.

    ResponderEliminar
  24. Numa palavra, Luna.:Vai-da-baho-ao-cão!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Argumento do século este. Vou registar no meu livrinho.

      Eliminar
  25. o cunhado do acutilante.6 de junho de 2014 às 01:59

    Dos amigos da Lu(n)a e seus derivados.

    Uma vez uma bruxinha
    sem prestar grande atenção
    cavalgando a vassourinha
    voava rasando o chão

    Não reparou, não via
    numa malvada coruja que ria
    pois já com ela fisgada
    por cima dela voava

    Tomou altitude e direcção
    mediu ventos e marés
    afinou a projecção
    e com tal mestria o fez
    que... disparou e não errou

    Mas que kar@lho de phoda é esta
    Sou tão boa e educada
    Para mais estou tão calada
    E da Lu(n)a cai-me esta cagada

    ResponderEliminar
  26. De facto, foi da Luna que caiu a cagada, foi ela que errou no meio disto tudo, a ofender toda a gente gratuitamente, ao defender que miudas de 15 anos não tenham de levar na rua com bocas como "comia-te toda bebé", uma coisa obviamente normal e aceitável para a maioria das pessoas que aqui comentam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o cunhado do acutilante.6 de junho de 2014 às 03:51

      Perdão! Obviamente poesia não é o seu forte. Aconselho vivamente maior empenho em leituras parnasianas a fim de uma maior elevação civilizacional-cultural de sua parte.
      "Disparou e não errou"

      Eliminar
    2. Para além de ter interpretado mal o poeta também interpretou mal todo o conteúdo dos últimos posts. É, a escola faz falta a muitos.

      Eliminar
  27. o cunhado do acutilante.6 de junho de 2014 às 03:33

    Romance ao Lu(n)ar.

    Todos eles, estão errados
    A Lu(n)a é, é dos apaixonados.

    Lu(n)a, ó Lu(n)a, querem-te roubar a paz
    Lu(n)a, ó Lu(n)a, querem-te passar p'ra trás
    Lu(n)a que na bloga Flutua
    Lu(n)a que irrita a perua
    Lu(n)a, ó Lu(n)a, não deixa ninguém te pisá

    ResponderEliminar
  28. Para "nos" mandar para certa parte?
    Luna, por quem se toma? Infelizmente não a tenho como o centro de tudo, nem sabia que frequentava o meu blog. Afinal, o palavreado que uso choca-a imenso, maneiras que até prefiro que não o faça.
    Lamento desmontar-lhe os castelos, mas não escolhi a gif com o Charlie Sheen porque este tem um historial longo de violência. Escolhi-o (aproveite que me estou a justificar, não acontece com frequência nem se vai repetir) porque gosto da foto, imagine o meu atrevimento, onde é que já se viu?
    Tendo em conta o seu raciocínio, o comentário da NM no post dos meus chinelos animal print, é mais do que pertinente, certo?
    Pois.
    Depois, e remetendo a conversa ao post que diz que eu satirizei, vou finalmente satisfazer-lhe a curiosidade, para bem da sanidade mental das pessoas que frequentam este blog. Lamento informá-la, mas já não há pachorra para tanto nheconheconheco.
    Eu NÃO satirizei o conteúdo do seu post. Eu não tenho paciência para ler o seu blog. Não consigo, por mais que me esforce, ler mais do que o titulo dos seus posts. Às vezes, confesso, nem os consigo ler na sua totalidade.
    Está, por isso, explicado o motivo pelo qual escolhi o post em questão.
    Satirizei a arrogância da Luna. A forma como a Luna responde a quem a lê. A forma como a Luna evidencia os seus estudos e usa esse facto para se superiorizar a quem ousa discordar das suas convicções. Soubesse eu desta sua faceta e teria, com toda a certeza, satirizado a sua magnifica capacidade de extrapolação no que ao que lê mediante o que é escrito, diz respeito.
    Percebeu agora?
    Finalmente entendeu que, por mais que esgrime argumentos que acha válidos, as coisas são como são e não é por queremos mesmo muito que elas vão tomar outra forma?
    Nunca gozaria com temas que me são tão caros e tocam de forma tão particular e muito me espanta saber que há quem pense que possa existir quem o faça. É retrocido demais para a minha particular compreensão. Só reforça aquilo que penso de si, e eu gosto quando o que penso ganha solidez.
    Para finalizar devo dizer-lhe que também eu sou mulher de fortes convicções e de peito feito lhe digo que o que está em causa, quer-me parecer depois dos minutos que perdi a debruçar-me sobre este assunto que já vai podre, é o facto do post ter sido publicado no blog da Picante, porque de resto tudo me parece tão óbvio que não percebo a celeuma que um mero post deu origem.
    Repare que muito dos que criticaram bateram palminhas ao que escrevi a satirizar o Homem sem Blog. Eu acho que este tipo de atitude dava um excelente objecto de estudo. Mas isso sou eu, não quero influenciar ninguém.
    A diferença foi o facto de ter sido directa? De ter reforçado a ideia de "parva" com o "de merda"? Preferia que a tivesse chamado só de parva?
    Devo dizer-lhe que não a mandei para o caralho (peço desculpa pelo palavrão, limitei-me a citá-la). Mais uma vez assume os seus delírios e dou-lhe os parabéns por fazê-lo em público. Reitero; postei aquela gif em particular porque me apeteceu, estava de acordo com o meu mood, achei por bem. Se dissecar um pouco mais o meu blog ou as coisas que escrevo, ainda chega à conclusão que a mandei pastar, quando postei a girafa, aposto. Ou que a chamei de sopeira, quando me fotografei de chinelos e meias fofinhas.
    E para finalizar devo dizer-lhe que me ofende de cada vez que insinua que ando, de alguma, forma a persegui-la. De cada vez que deturpa o que eu escrevo e leva outrem a pensar o mesmo. De cada vez que me ataca por uma sátira que não fiz. De cada vez que me acusa de ser inconsequente e de não dar valor ao importante. De cada vez que carrego numa tecla e se queixa que a ofendi. De cada vez que incomoda as pessoas com mais uma assumpção do que as minhas virgulas lhe sugerem.
    Conforme disse acima, este assunto está podre e só você não reparou e eu cansei-me, e repare que é o primeira vez que lhe respondo, de explicar o que de mais básico existe.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por uma questão de coerência, a NM agora devia vir aqui insurgir-se contra a Filipa que veio dizer à Luna que lhe está a explicar o básico, não?

      Eliminar
    2. Anónino das 12.59h e não percebeu a referência? A ironia? O well...

      Eliminar
  29. Muito bem Filipa Brás!!!! Já chateia esta Luna com a pretensão a blogo-escritora e quiça dona da verdade e defendora dos desprotegidos. A sério, pessoas assim dão-me nauseas. Ela que levante mas é o rabo do assento e vá salvar a humanidade, que isto de ficar a blogar é muito bonito mas não resulta rigorosamente em NADA. Fartinha de virgens ofendidas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu diria mais, Filipa, a única com arcaboiço para esta salsada toda. Picante, aprenda.

      Eliminar
  30. Desonestidade intelectual: fazer merda e achar que o outro é que tem de lhe pedir que a desfaça.

    ResponderEliminar
  31. A Luna já devia saber que não se deve meter com gente das barracas.

    ResponderEliminar
  32. ahhhhhhhhhhhhhhh ahhhhhhhhhhhhhhhhhh aahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh melhor comentário anónimo das 18:46 h , o resto é tudo shit

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.