quarta-feira, 14 de maio de 2014

Sobre aquilo do BILF

Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahshahahahahahahahahahahahshahahahahah

(peço desculpa, sim? Isto não costuma acontecer-me...)

Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahshahahahahahahahahahahahshahahahahah

(vou ali respirar fundo...)

Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahshahahahahahahahahahahahshahahahahah

(só mais um minuto que já me recomponho, eu consigo! eu acredito!)

Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahshahahahahahahahahahahahshahahahahahahahah 

(pronto, é escusado.... pode ser que amanhã a coisa tenha passado...)

Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahshahahahahahahahahahahahahahahhahah

43 comentários:

  1. "A gratidão é o ato de reconhecimento de uma pessoa por alguem que lhe prestou um benefício, um auxílio, um favor etc.

    Em um sentido mais amplo, pode ser explicada também como recognição abrangente pelas situações e dádivas que a vida lhe proporcionou e ainda proporciona."

    Fonte: wikipedia.org

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A gratidão é devida. O reconhecimento de toda uma carreira. O prémio mais elevado que alguma vez receberá.

      Eliminar
    2. Gosto de si e do seu blog por permitir estas trocas de ideias elevadíssimas. Ando a ler Proust, sei que mais tarde ou mais cedo vou usar o que aprendi neste espaço.

      Eliminar
    3. Pipocante Azevedo Delirante15 de maio de 2014 às 15:21

      Mirone gosta de Proust, eu prefiro o Senna.

      Eliminar
    4. Ahahahahah. É Prost, Alain Prost.

      Eliminar
    5. Caro PAD, andei em negação mas rendi-me ao esteta.

      Eliminar
    6. Pipocante Azevedo Delirante15 de maio de 2014 às 15:34

      Ah, desculpe este pobre ponei ignorante. Sem o sÓtaque é difícil diferenciar...

      Eliminar
    7. Está desculpado.
      Só com sÓtaque dá para diferenciar. Eu é que sou da idade do Prost e é só por isso que sei o nome correcto.

      Eliminar
  2. Cara Picante, li atentamente a sua pastagem, por a achar de leitura imprescindível. Tenho que confessar que fiquei tentatada por plagiá-lo, mas não seria plágio total...
    Depois de contar todos os pontos de interrogação, exclamação e reticências com que pretendia intercalar os parágrafos do seu post, coclui não serem os do meu teclado suficientes para o efeito.
    Limito-me portanto a acenar afirmativamente com a cabeça e a deixar-me levar palas gargalhadas, porque, acredite, são inspiradoras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pOstagem, porra ( desculpe), pOstagem !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Eliminar
    2. Mas pastagem estava tão bom!

      Eliminar
    3. Ahahahahahahahahahahahahahahahah
      (eu percebi Maria, eu percebi mas ainda assim…pastagem ahahahahahahahahahahahahah)

      Eliminar
    4. e o coclui também não está mal de todo. Coclusõs faz todo o sentido. Like pastagens...

      Eliminar
    5. Pipocante Azevedo Delirante15 de maio de 2014 às 15:10

      (MAIS uma Pub Encapotada)

      Eliminar
    6. E ainda há o tentatada !!!!! Ai Roque onde param os óculos ? Mas a verdade /verdadinha é que as três gralhas são muito aproveitáveis. Até podia não terem sido gralhas. Vou adoptar a coclui e o tentatada.
      Thanks, Roque

      Eliminar
    7. A única ilação que se tira do meu post, é que os iPads ( publicicidade, claro) são uma merda,( perdão, mais uma vez), e que a visão não fica a trás. Já agora, os Anónimo veja lá os tempos verbais, que fazerem-me lembrar-me de pinârs

      Eliminar
    8. Maria, acredite que só publiquei a segunda correcção porque sabia que iria responder assim.
      (Os tempos não enganam...)

      Eliminar
    9. Sou a anónima caça gralhas, e o destino, na sua justiça, vingou-se aplicando ao comentário uma construção gramatical medonha. Lamento. É a primeira vez que tal acontece.
      Ou esses infelizes tempos verbais não quiseram "ficar a trás" ? Veja lá isso também, que às tantas ....é outra Némesis.
      Picante, peço-lhe que publique, pois os tempos neste caso enganaram mesmo.Obrigada.

      Eliminar
    10. Oh Anónima caça gralhas, que trabalheira deve ter caramba! É puro hobby, defeito profissional ou simplesmente errata da natureza humana?
      Acredite que admiro o seu sentido de integridade e lhe desejo as maiores felicidades no seu percurso, que prevejo hercúleo... Todas as gralhas de todos os blogs não é pêra doce... Como a creio isenta, ficarei atenta ao seu dedo de mestre por essa Blogosfera fora.
      Boa sorte. Um abraço.

      Eliminar
    11. Anónima, confesso que me faz alguma comichão isso de andar sempre a apontar gralhas de textos.
      (mas, por outro lado, não aponto eu outro tipo de gralhas?)
      (Obrigada pelas gentis palavras. Boa noite)

      Eliminar
  3. Se a Conchita ganhou a Eurovisão o homem pode ganhar o BILF. É ela por ela.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Conchita teve de cantar, não estava a ser avaliada por atributos físicos....
      (acho que foi aquilo da discriminação positiva...)

      Eliminar
  4. Bolas, não consigo parar de rir.
    Vá, mas convenhamos, o F de BILF pode ter muitas conotações. Podemos querer atirá-lo para debaixo do comboio e ele fica F.... - podemos querer que ele se atire da ponte quando vai para casa, e ele fica F... and so on, and so on.
    (Como é que alguém pode querer fazer alguma coisa com aquilo? Ainda para mais agora que já lhe viram a cara?)

    ResponderEliminar
  5. "O reconhecimento de toda uma carreira"
    Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah

    (tenho que ir beber um copo d´água senão fico cheinha de soluços)

    Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah

    ResponderEliminar
  6. Pipocante Azevedo Delirante15 de maio de 2014 às 12:14

    Eu gostava de ficar assim bem nas fotos, de perfil, fato e gravata, shades, a olhar pensativo para o infinito.
    Sou um invejoso.

    Por isso contento-me estas postagens, pois não sou digno de partilhar pastagens com poneis garbosos e de porte nobre.

    ResponderEliminar
  7. Ela que se fique pelo post crossing ;)

    ResponderEliminar
  8. Ó Picantezinha, vamos imaginar que a troupe fixe cá da casa, os divertidos, gente boa, boa gente, etc nos tínhamos lembrado de "Jogar ao Bilfas" . Era assim numa espécie de momento louco, talvez com uns copos e umas gargalhadas, e.....em quem é que a gente bilfava ??? Tem dúvidas ?
    ahahahahahahaahah.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só para ler aquele discurso postado antes de tempo e depois retirado, valeu a pena.

      Eliminar
    2. Eu não li :( mas agr deve ser publicado no blog anfitrião da iniciativa, não?

      Não entendo o mulherio que votou naquilo...a sério que não. Anda aí muito sapo de certeza na vida delas para acharem que o dito é merecedor da distinção.

      Eliminar
  9. Lá está, aquele discurso soa-me a passarão amarelo...

    ResponderEliminar
  10. Lá ando eu às aranhas. Sou nova nestas andanças. Pistas por favor, só para eu me situar.

    ResponderEliminar
  11. Tou com PL.
    Sou nova aqui.
    Percebi nada.
    Contem tudo.

    ResponderEliminar
  12. f***-se, este gajo (e tudo o que ele escreve) é tão ridículo. f***-se!

    ResponderEliminar
  13. Mas ainda dão importância ao blogue daquela alminha gorda com necessidade de validação externa para lhe encher o ego? Ai poupem-me...

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.