quinta-feira, 8 de maio de 2014

A Picante explica por que razão é tão má para as bloggers fofinhas ou... porque escrevo blogs?

Porque, vai-se a ver, e fico aborrecida quando me tentam fazer de otária, as meninas que passam a vida a fazer publicidade a falar de sites de férias extraordinários, dos magníficos hotéis onde vão, dos fantásticos restaurantes que frequentam, das aborrecidas lojas onde comprariam colecções de roupa ou sapatos, assim por inteiro, de leite para intolerantes a lactose, ou de detergentes tão inofensivos que até servem para as crianças brincar... acham o quê? Que o resto do mundo é estúpido que nem um calhau? Até será verdade que há meia dúzia de póneis, dispostos a aparecer de bikini no Cais do Sodré ainda que esteja a nevar, a dizer que as amam, afagando os seus frágeis egos, mas caramba... a maioria de nós não gosta de ser tomado por besta. Não é que tenhamos nada contra, que ganhem dinheiro à custa do que escrevem, mas custaria dizer que dizem que gostam porque alguém lhes ofereceu os produtos ou dinheiro?
Depois, há as outras, as dos baby blogs, que vão expondo a vida e intimidade dos filhos em prol de views que se traduzem no envaidecimento do próprio ego, os bebés são tão giros, não é verdade? Ou no envaidecimento da conta bancária, os views geram publicidade, pois não geram? E a mim, que pouco tenho a ver com isso, aborrece-me que quem tenha o dever de proteger os mais indefesos os exponha desta maneira, perante amigos e desconhecidos.
Uma outra categoria, que me aborrece, são as miss perfeição, as meninas felizes, que têm uma casa que nunca se suja, umas crianças hiper bem educadas, uma carreira profissional maravilhosa, uns hábitos alimentares mega saudáveis, enfim... tudo ali é simplesmente perfeito, tão perfeito que não é real, vai-se a ver e ganham uns cobres à conta de gente que se sente realmente infeliz, gente que está fragilizada porque está desempregada ou porque o amor da sua vida lhe espetou um valente par de cornos. E o que fazem as Miss perfeição? Fácil... vão à internet ou a uns livros de citações, arranjam uns mantras motivadores do tipo "a felicidade está dentro de ti", "o impossível não existe", "tu podes fazer acontecer"... e vá de organizar cursos onde se ensina a felicidade a quem se sente realmente infeliz.
Não me posso esquecer dos wannabe, são os mais inofensivos é verdade, mas caramba, vão andando, de blog em blog, a dizer "bom post" ou "concordo", quer concordem ou não, são bimbos que dói mas acham-se os maiores lá da rua, no fundo não querem mais que lançar livros e fazer publicidade a gravatas ou lá o que é.
Finalmente, a cereja no topo do bolo, muito desprezo, desprezo a rodos, para quem, à conta de supostas iniciativas solidárias se aproveita da onda de generosidade para lançar os negócios que antes criticava, quem agora faz o que sempre criticou porque agora já pode. Fica a ideia de que, se não fazia antes, era apenas porque não podia. Agora que pode mostra outra faceta, bem menos agradável ou desinteressada.

E por isso, caras donas Joaquinas, aqui a vossa Picante goza. Goza sem qualquer tipo de pudor ou comiseração pelo que sentem estas gentes que me são antipáticas. Porque isto é quase um dever e serviço público. E porque, parafraseando o grande Rhett Butler, frankly, my dear, I don't give a damn.

58 comentários:

  1. O horror! A tragédia! O drama!
    Algo de muito terrível aconteceu, quanto a mim capaz de alterar a rotação do mundo.
    Um post agindungado publicado às nove horas e ja são nove e quinze minutos e a Mirone sem aparecer.
    Que mal terrificante teria sucedido a rapariga?
    Só espero mais dois minutos e se não der sinais de vida vou já telefonar à polícia.
    Em calhando não terá sido, (voluntariamente) raptada pelo Pedro Almeida?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. bravo Picante, tambem odeio que me façam de otária, já para não falar de pessoas mal formadas que usam os blogues para fins que nem vos passam pela cabeça

      Eliminar
  2. Oh pá, eu sou tão desgrenhada, dia sim dia sim e o meu filho foi um bocado criado a pontapé. Ainda hoje, depois de me desafiar, quebrando uma regra que eu tinha imposto há uns dias. NÃO QUERO A TV LIGADA DE MANHÃ NOS DIAS QUE SAIS COMIGO ÀS 8. Pois que eu estava a escovar este longo e maravilhoso cabelo... ai, distraí-me, já ia toda lançada armada em boa, pois que há dias que ainda me venho a arranjar no elevador e mesmo assim, desgrenhada que até dói... pois dizia eu que dei com a escova no braço do miúdo e com ganas mesmo e dei um berro para desligar imediatamente a porra da tv. Cá beijinhos e abracinhos e acordar devagar o quê?... Nunca serei uma pessoa bem sucedida, bem sei...

    ResponderEliminar
  3. Estou aqui!
    Atrasei-me. Estive a rabiscar um post à pressa, para não deixar aquilo vazio, que uma coisa é ter um blog sobre nada, outra é não ter nada sobre o blog.
    Depois fui deliciar-me com um Palnier. Eita, senhora para escrever bem!
    Amanhã começo pela Picante, não quero deixá-lo em cuidados, anónimo. Eu bem sei o que sofro quando não o vejo por aqui. Começo logo a imaginar coisas feias, que já não gosta de mim, que tem outra. Ciúmes tontos, é o que é.
    Bom dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anda na ronha, é o que é.

      Também, este blogue já não é o que era, a Picante anda chata como o raio, repetitiva até mais não, já se fazia qualquer coisinha para mudar esta treta de blogue, bem faz a menina em refugiar-se ali para os lados da Palmier ou mesmo para outras. Mal por mal...

      Tente a S*, sempre é mais refrescante!

      Eliminar
    2. Pois se a bloga insiste em dar-nos sempre mais do mesmo, o que quer o anónimo que um blog de sátira e ironia lhe ofereça?

      Eliminar
  4. Concordo com alguns (muitos) pontos desta tua opinião. Acho, no entanto, que a certa altura já há uma necessidade extrema de arranjar defeitos e coisas a apontar, então tudo serve, mesmo coisas que se fosse um amigo nosso ou nós próprios a fazer, não sentiríamos ser errado.

    Eu descobri esta coisa dos blogs há 1 ano, à conta daquela polémica sobre o comentário de uma roupa nos óscares (que, também nessa situação, achei um completo exagero, um falso moralismo e necessidade de pegar por algo de quem criticou, mas adiante).

    Talvez por ter dois filhos bebés, também me faz confusão sobretudo os baby-blogs. Até encontro coisas interessantes, mas valerá e será legitimo tudo o que isso implica? Eu não seria capaz de o fazer aos meus filhos...não quer dizer que eu esteja certa, mas pelas minhas dúvidas, não. Porque caramba, muitas mulheres encontraram naquilo uma forma (dinheiro à parte) de ter mais força de vontade em tudo. Toda a gente gosta que lhe masturbem o ego, eu também gosto de elogios e teria mais força de vontade, por exemplo, para fazer exercício se houvesse um feedback, alguém a quem provar, etc....é parvo, todos gostamos, mas o que se põe em causa (privacidade) à conta disso...não seria capaz. Não hoje..que as convicções mudam...mas creio que no amanhã também não.

    Quem te incomoda sobretudo (a tua parcialmente homónima), a mim confesso, não incomoda. Essa pessoa começou e manteve-se muitos anos com aquilo como passatempo. Mas hoje o seu trabalho é aquilo. Além disso acho essa pessoa inteligente e não sinto que muita gente pudesse fazer igual ou melhor (que é coisa que sinto com a grande maioria de todos os outros, e quando assim é, não é nada de especial).

    Descobri-te há 2 semanas, à conta da história em torno de não se conseguir entender onde está o limite entre o que são fotografias da pessoa, inspirações, etc. (esta, lá está, já concordo mais contigo...e a "venda de felicidade" faz-me comichão)

    Às vezes deixas o teu "odiozinho" de estimação comandar demasiado a opinião, a imparcialidade é ténue...mas não deixas de ter a tua piada e, muitas vezes, a razão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, o problema deve ser precisamente esse, ela é inteligente e pensa que os outros são todos estúpidos. Dizer que vai o fim-de-semana para ali ou para acolá, porque é óptimo, é o céu, a loucura e depois, vai-se a ver, ela foi porque lhe pagaram a estadia ou/e lhe pagaram para dizer bem; coisa que não o faria, se não houvesse dinheiro envolvido. Isto é ou não, fazer dos outros parvos? É. Fazer-nos pensar que tudo é espontâneo e desinteressado e, afinal das contas, já estava tudo muito bem planeado. E é disso que eu não gosto, e que critico, "sem dó, nem piedade".
      Apenas se pede honestidade e transparência, é fácil e não custa nada. Há outros blogs que assim o fazem, mas, muito provavelmente, não se acham tão inteligentes ou, simplesmente, pensam que não devem desrespeitar os seus leitores, não sei...

      Eliminar
    2. Eu por acaso até gosto da MD, não do que ela escreve, mas acho que sabe escrever escorreito, tem piada quando quer ter piada e fez um excelente trabalho com o blog, o qual não é mais que um negócio assumido. E ela não é das piores que ultimamente até assinala grande parte da publicidade que faz...

      Eliminar
    3. (e muitos dos posts, fogem a estes assuntos, nesse caso não são mais que brincadeiras, mas é verdade que tendo a meter-me sempre com os mesmos, até porque tenho a preocupação de não ironizar blogs pequenos, gosto de forças equilibradas...)

      Eliminar
  5. E claro que o Pedro Almeida não me raptou. Da última vez, que curiosamente também foi a primeira, que quis ser voluntariamente raptada por um colega a coisa correu mal - ainda bem, penso eu agora.

    ResponderEliminar
  6. Apetece-me escrever: "concordo".

    ResponderEliminar
  7. Ó Picante já lhe disse que a ADORO! E nem precisava dar tanta explicação! Cá beijinho! .. um dia a casa vem abaixo ;)
    MS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora, MS, na verdade até acho que já escrevi isto, este blog está a tornar-se preguiçoso..

      Eliminar
    2. Preguiçoso, não. Repetitivo.

      Eliminar
    3. Minha Picante linda! Preguiçoso?! No way, isto dos blogs é giro e ainda bem que existe o seu! Escreveu a pura da verdade, mais uma vez.. lá está a honestidade.. ao contrário de "outros seres blogosféricos" que um dia "verão a casa ir abaixo" (olha verão do verbo ver e verão estação do ano, estou aqui estou a fazer um blog "Ao Norte".. "ao Sul" não posso fazer senão sou acusada de plágio) ! A essência, não perca a essência "aqui a vossa Picante goza" e continue, para tristes bastam os outros! Cá beijinho!
      MS

      Eliminar
  8. Pois que concordo em grau, género e número. E não percebo como existem tantas pessoas a bajular esses gurus de todo o saber. A sério, às vezes penso que só lá andam a dar lustro ao cágado para gozarem um pouco com a situação, não quero acreditar que exista tanta burrice no mundo. Mas aquilo que mais me incomoda é exactamente quando se trata de doenças. Aí sim, a manipulação a que as pessoas se sujeitam passa muito pela falsa sensação de que estão a contribuir, esquecendo que poderiam dirigir as suas sinergias de uma forma muito mais produtiva, sem passar pelo crivo de alguém que as instrumentaliza para obtenção de satisfação pessoal.

    ResponderEliminar
  9. "Bom post" e acrescento mais "amiga" Ahahahahahahahahahha...

    ResponderEliminar
  10. Acho que não me convidam para os fins de semana de luxo porque tenho a casa cheia de pó, se me dessem um daqueles sumos de hortaliça, muito provavelmente vomitava-o, não sei andar de saltos altos e não corro (só para apanhar o autocarro quando já estou muuuuito atrasada). Enfim, a minha vida não dava um bom negócio, mas sou uma menina feliz, com uma filha hiper bem educada.

    ResponderEliminar
  11. Pipocante Azevedo Delirante8 de maio de 2014 às 10:51

    Honestamente, esse pessoal não me preocupa. Se calhar devia.
    Quando olho para alguns blogs só me vem à cabeça a série dos Seguidores. É gente que acima de tudo pretende ter uma legião de seguidores atrás de si. Por dinheiro, por vaidade, o que for. Em princípio, não são perigosos. mais perigosos são quem os segue, pois quem segue uma pipoca segue alguém com outras intenções.
    O que os bloggers deviam ter era maior poder de encaixe. Querem ser figuras públicas? Sujeitam-se. Colocam fotos dos filhotes? Têm de aguentar com comentários de como feios ou imbecis eles são. É assim o jogo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em tempos disse algo como "e ao vivo ainda são mais feinhos.." referindo-me a uma criança que passava a vida a ser exposta. Nunca ninguém soube a quem me referia, porque eu assim o quis. Foi um Deus me acuda entre os fieis de várias bloggers, pouco faltou para dizerem que comia criancinhas ao pequeno almoço..
      Os póneis são de uma estupidez atroz, faz-me uma imensa confusão.
      (mal comparando, que não tem comparação, assim suniu Hitler ao poder e foi aclamado...)

      Eliminar
    2. Ah, lembro-me tão bem. Umas vieram logo dizer que eram os filhos de A e outras juravam que eram os filhos de B ou C, aqui d'El Rei, que a Picante é uma cobra, quando foram as primeiras a partir do princípio que se eram feios, é porque eram os filhos de A, B ou C.

      Eliminar
    3. O que eu perdi, "possa".

      Eliminar
  12. Eu concordo com tudo, mas fico a pensar... porque que será que a picante defende tanto uma blogger que não faz mais do que utilixar blogs alheios para choramingar visitas ao dela? Humm... intriga-me!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está a dizer que ao Picante tem dois pesos e duas medidas?

      Eliminar
    2. Que não é nada do que está ali acima, é mesmo uma questão de vingança pessoal?

      Eliminar
    3. Não defendo. Apenas não deixo que gozem com ela, é diferente...
      (e enquanto não me incomodar por aí além que se use este espaço para divulgação, eu deixo...)

      Eliminar
    4. Estou com a Miquelina ....em duas bloggers, espero que (pelo menos uma !) seja a mesma.

      Eliminar
    5. Só estou a ver um blogger que se encaixe nessa descrição.. duas?

      Eliminar
    6. Eu também só me refiro a uma. Precisamente por achar que não tem dois pesos e duas medidas é que intriga esta defesa em particular. A picante diz que não defende, apenas não deixem que gozem com ela... então eu pergunto porquê? Se ela se põe a jeito? É o que eu digo... intriga-me




      Eliminar
    7. Porque é pequenina....
      (Não me dá para bater, dá para brincar e eu às vezes brinco!)

      Eliminar
    8. É pequenina e não tem sorte nenhuma na angariação de clientela para o blogue.

      Eliminar
  13. Sempre achei o Butler um canastrão, mas, tirando isso, este post resume tudo de forma magnífica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto muito dele.
      (dos meus filmes favoritos, de sempre...)

      Eliminar
    2. Butler canastrão? acabei de perceber o que significa heresia :)

      Eliminar
  14. Esta Picante topa-as a todas, pá, gaja mai linda!
    (ahahahahahahaha, não resisti, desculpa lá)

    ResponderEliminar
  15. Já que foi tudo dito, resta-me assinalar que já não há homens que saibam usar bigode como sabia Mr Butler.

    ResponderEliminar
  16. E faz muito bem. É de facto quase uma obrigação dar a voz para lutar contra essa tirania do mau gosto e da boçalidade.

    Por isso, intrépida e primorosa bloguer, espero que Deus lhe dê muita saudinha para que possa continuar a gozar por muitos e bons anos.

    Mas tenha cuidado e mantenha-se vigilante; não vá também o vento levá-la.

    ResponderEliminar
  17. Epá, bom post! (e não, não tenho blogue, deixa lá a graxa para outro dia;))
    É que é isto mesmo, sem tirar nem pôr.

    ResponderEliminar
  18. Pipocante Azevedo Delirante8 de maio de 2014 às 13:11

    "E por isso, caras donas Joaquinas, aqui a vossa Picante goza. Goza sem qualquer tipo de pudor ou comiseração (...)"

    cuidado com o público brasileiro ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah

      (eu digo ali em cima que ninguém, me pega...)

      Eliminar
  19. O remate final ficou perfeito. É uma frase que uso amiúde cá em casa. E há gente nesta blogosfera que apenas merece ser ignorada, por mais tretas que invente para dar nas vistas.

    ResponderEliminar
  20. Quanto altruísmo.
    Parece-me mais dor de cotovelo, que é uma dor tramada.
    ahahahahahahahhahaha
    Helena Barbosa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é altruísmo, querida Helena, sabe? É que eu divirto-me com isto da ironia e dos blogs...

      Eliminar
    2. Espanta-me sempre como é que ainda há anormais que usam a dor de cotovelo, inveja e afins como argumento para alguma coisa...é tão recreio da escola que mete dó.

      Eliminar
  21. Concordo parcialmente com tudo a cara PMP escreve. Excepto na parte da sua homónima mais doce.
    Teve olho para o negócio e faz vida daquilo, não o esconde de ninguém.

    Outras há que "balham-me" todos os santinhos do céu.
    Já reparou que há até quem seja hiper feliz, hiper realizada profissionalmente, tem um hiper marido, tem um hiper metabolismo e até tem uma hiper filha. Mas deus a livre de mostrar a cara da cachopa do FB ou no blog que tem de proteger a identidade da filha. Ah...pois, já me esquecia, no instagram já se pode mostrar tudo. E isto cara Pipoca, isto eu não acho normal.
    AB

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não esconde agora, já escondeu. De todas as formas acho que ela fez um excelente trabalho com o blog, comercialmente falando.
      E, se formos a ver, eu pouco me meto com ela, não é nem de perto nem de longe das piores.

      Eliminar
    2. Nisso tem razão cara MP, no antigamente não era assim não.
      Para mim irritam-me solenemente as santinhas de pau oco e essas dão-lhe pano para mangas.
      E eu agradeço, porque uma boa gragalhada faz sempre bem.
      AB

      Eliminar
    3. as piores são as que usam os filhos que não são dela, para promover a felicidade

      Eliminar
  22. gloripi, viste o apontamento sobre o blog das horas, na revista com nome de 'simplesmente'?

    Picante, gosto das suas palavras. Não me acho Wannabe, nem quero fazer publicidade...mas não fico calada quando o assunto é a Heidi. Nada a ver com os seus delírios, tudo a ver com o que implique mentiras

    ResponderEliminar
  23. Com o que é dito neste post eu já concordo, pelo menos com grande parte do que é dito. Gostei, mais simples, mais sincero, menos irónico. :)

    ResponderEliminar
  24. E és assim, a única coisa picante que consigo engolir. Muito bom!
    Vou aqui deixar a minha humilde opinião, pela primeira vez, como dona de um blog que teve aí há poucos dias 6 000 visitas, ou seja, uma miséria indizível, mas eu quero lá saber, eu quero é escrever, e escrevo o que me apetece. Há efetivamente uma espécie de blogs que eu não suporto. Blogs da treta comercial. Daqueles em que te enfiam as marcas pelos olhos adentro como se fossemos todos uma cambada de anormais. A MD faz isso, mas também faz outras coisas e tem gosto. É gira e enfim, aquilo é o trabalho dela. E o trabalhado dela é fazer aquilo assim. Já as que falam sobre os locais que foram e gostaram, despretenciosamente, numa de informar, também gosto. De resto, tenho muito respeito pela vida de toda a gente e até acho que as pessoas que escrevem blogs , escrevem, porque precisam mesmo de purgar aquilo, como fazem os gatos. Acontece que algumas pessoas são mesmo assim, fofinhas. Fazer o quê? Criancinhas na bloga: Não acho mal, desde que não as desnudem, e depois saibam arcar com as consequências. Se o fazem para ganhar dinheiro, o que pensar dos miúdos das novelas? Foram lá parar porquê? Isto dos blogs é um mundo tão, mas tão vasto que eu, que comecei não fazia ideia do que aí vinha. Mas já sei por exemplo que há público para tudo. Até para mim, credo! Posso também dizer que me enerva muito não publicarem os meus comentários (e há aí uma menina que me faz sempre isso) e ainda outra coisa que é a soberba, a característica que mais me enoja nas pessoas.
    De resto, acho que daquilo que vejo, gosto sobretudo de vos ver escrever. Isso sim é uma grande alegria. Aprende-se imenso na bloga, ao contrário do que possa parecer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Escrever é um prazer e um vício. Se, há uns anos, me dissessem que conseguiria escrever posts diariamente, muitas vezes mais que um por dia, não acreditaria.
      No fim, o que interessa é divertirmo-nos. E eu divirto-me.

      Eliminar
  25. Eu encaro os blogs rosinhas assim como uma espécie de anúncios. Daqueles em que a dona de casa passa a mopa pelo chão num lindo vestido justo e de stilletos, ou daqueles em que uma família se abraça feliz como nunca porque uma empresa de crédito ao consumo vai realizar todos os seus sonhos. Tal como esses anúncios televisivos nos querem vender a imagem da perfeição para almejarmos comprar aquele produto e sentir o mesmo, esses blogs fazem o mesmo. Vivem da imagem por isso é preciso mostrar como são felizes, ai tão felizes, como tem maridos, criancinhas e cães perfeitos. Porque caso contrário não seriam apelativos os produtos que publicitam, de forma encapotada ou não. Eu felizmente ainda tenho dois dedos de testa para discernir isto, mas muitas pessoas, que como tão bem referiu que estão desempregadas, fragilizadas podem facilmente engolir certas patranhas e acharem que se comprarem aqueles "produtinhos maravilhosos" ou que é num workshop que se aprende a ser feliz…À PMD não lhe reconheço credibilidade mas reconheço mérito. O de ter transformado o seu blog num negócio hiper rentável.

    ResponderEliminar
  26. Estava a ver que não lhes dava uma valente tareia a todas! Gosto particularmente da ultima parte, é tão ridículo, tão ridículo que dói.

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.