quinta-feira, 27 de março de 2014

Verdades Picantes #42 ou regras de educação, módulo para principiantes

Não anunciarás, redes sociais fora, o tamanho das tuas mamas ou a medida dos teus soutiens. Como é que hei-de dizer isto de uma maneira simpática? É revelador de uma enorme falta de savoir faire. Além do mais, a vida é como é, e ninguém se interessa. Aqui entre nós, que ninguém nos ouve, está mais ou menos ao nível de seres a bicicleta da aldeia e anunciares isso, orgulhosamente, ele há coisas que só interessam a quem interessam e será conveniente manter assim... entre os interessados. Ainda por cima, pode ser que um dia tenhas filhos, uma vez na internet, para sempre na internet, não será conveniente que os nossos filhos saibam tudo, mas mesmo tudo, a nosso respeito. Em querendo que, mais tarde, eles nos ouçam e respeitem, claro está... É um bocado aquilo do walk the talk, em calhando convém que as acções sejam tão bonitas quanto as palavras.

30 comentários:

  1. Isso é o que pensa a Mais Picante, que é uma bota de elástico. Se fosse uma mãe modernaça e "pra frentex" (será que ainda se usa esta expressão ou também sou bota de elástico?) contaria isso tudo e muito mais e ainda faria planos para o dia em que possa partilhar namorados com ela.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho de ver se me vejo livre deste meu convencionalismo. A vida é tão mais interessante quando somos modernos... todo um leque de novas oportunidades...

      Eliminar
    2. As novas oportunidades fazem-se por capitalizaveis... cuidado! :P

      Eliminar
  2. Eu também partilhei que minha mamoca desceu ao nível da cintura, vulgo pneuzinho de merda, fruto de ter acolhido durante oito meses o meu criaturo.
    Ainda tenho salvação?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei, Filipa, não sei... vou atribuir isso às hormonas da gravidez, mas faça o favor de não repetir, sim? Veja lá isso...

      Eliminar
  3. Pipocante Azevedo Delirante27 de março de 2014 às 10:57

    Partilhar detalhes da vida privada- fixe
    Criticar detalhes da vida privada partihada- não fixe

    e mais não digo... not a good day, today...

    Também podia anunciar aqui o tamanho do zezinho, divulgar o tamanho de boxers/trousses, mas prontos, aplicava-se o refrão da música da Shania, e ainda fcava com o ego mais reduzido...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pipocante, no que diz respeito à vida intima e medidas de cada um, lembro-me sempre de Rod Stewart: "I don´t want talk about it"
      Escrever esse tipo de coisas na internet é simplesmente estúpido, um dia pode virar-se contra nós. É que nem que seja em termos profissionais... os empregadores, hoje em dia, ão ao FB e ao Tweeter, para conhecerem mais sobre os candidatos.

      Eliminar
    2. Acho que já o disse há uns tempos, num comentário a um outro post. Para mim, por exemplo, falar de sexo é tão natural como fazê-lo. Acontece que, da mesma forma que não o faço com toda a gente, também não tenho a menor vontade de falar sobre as minhas proezas sexuais com toda a gente. Tão natural quanto isto.

      Eliminar
    3. Um empregador meu, que vá ao meu FB para me conhecer melhor está tramado... só vê o nome e nem a foto é minha, ehehehehe

      Eliminar
  4. Partindo da permissa que cada um sabe de si e Deus sabe de todos, eu não preciso de ser Deus e saber tudo. "Ah, mas não sabes tudo da minha vida, só algumas partes". Sendo assim, ainda bem, ainda bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O conceito de "parte" é uma coisa tão lata...
      Algumas pessoas haveriam de se gerir pelo "need to know"

      Eliminar
    2. Pipocante Azevedo Delirante27 de março de 2014 às 11:39

      Há a vida pública, e a vida privada. A diferença está no "publicar".

      Se a ______ (nem sei quem foi) publica o tamanho da peitaça, esta passa a domínio público.
      Passa-me o pessoal que se expõe a 100%, e quando a coisa corre mal pedem respeito pela privacidade...

      Eliminar
    3. Acho que tem mais a ver com "que parte" do que com o conceito de parte propriamente dito. :)

      Eliminar
  5. Tenho para mim que é necessidade de divulgação do artigo. Procurar novos mercados, alargar o círculo de interessados...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não... é só mesmo pelo engraçado da coisa, onde quer que esteja a graça.

      Eliminar
  6. O que mais estranho é outras "supé bloggers" vangloriarem-na tanto... A boa educação e discernimento não ficaram naquela cabecinha. E pensar que são estes os valores que vai passar à filha...

    ResponderEliminar
  7. Este post assenta em praticamente 90% da blogosfera. Não é só o tamanho do soutien que é oversharing...é quase tudo. A blogo está pejada de gente que simplesmente não tem noção! E de facto não há cu para depois se fazerem de virgens ofendidas quando alguém critica o que elas próprias escolheram partilhar...acredito que a maioria dos leitores de blogs o faça para gozar um bocado o prato mesmo, porque a poneizada não pode ser assim tão acéfala.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda assim, vou dizer Picantetes propositadamente, que é ceguinha e se atira ao rio só porque lho dizem, é simplesmente confrangedora.

      Eliminar
    2. As pessoas andam desesperadamente à procura de role models, ou de justificação para viverem uma vidinha melhor que a que teriam sem blogs...n sei. É o fim dos tempos

      Eliminar
    3. Faltaram-me ali palavras. Queria dizer "a quantidade" de Picantetes que se atiram ao rio....

      Eliminar
  8. Mas porque é que os filhos não podem saber o tamanho do soutien da mãe?
    É por estas e por outras, que continuamos naquela de que os filhos acham que os pais não "fazem" sexo" e só de pensar ficam todos agoniadozinhos, tadinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os filhos até podem. Já os amigos e conhecidos dos filhos... é capaz de ser desagradável para os próprios filhos, digo eu que não gostaria de ver a minha mãe a discutir o tamanho das suas mamas na internet. Ou onde pina.

      Eliminar
    2. Os filhos sabem o tamanho do soutien da mãe, ver isso exposto em público é que não é minimamente "atraente"... E mesmo que a educação seja totalmente aberta e falem de sexo como quem muda de meias, para a maioria dos filhos saber que os pais fazem sexo é "too much information", assim como para os pais saberem que os filhos andam a fazer sexo a torto e a direito, é informação que dispensam

      Eliminar
  9. "bicicleta da aldeia e anunciares isso, orgulhosamente" - grande nível!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bicicleta da aldeia é má expressão maravilhosa, não é? Quase ao nível do bad clothing day, everyday.

      Eliminar
  10. Isto são apenas, simples, blogs e neste é sempre uma animação garantida!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A menina não tem nada de mais interessante para dizer? É que vem sempre aqui com umas frases que não lembram a ninguém, só para se promover...

      Eliminar
    2. Não implique, anónima. Eu acho fofinho. Além do mais posso sempre abrir um negócio, futuramente. Quem sabe?

      Eliminar
  11. Eu era incapaz de divulgar num blog o gamanho da minha roupa interior... penso não existir sequer um blog com tamanho para tal. Posso somente adiantar que se tivessem a cruz de Cristo, seriam seguramente disputados por muito capitão de caravela

    ResponderEliminar
  12. 34B... podem oferecer-me o que quiserem... :)

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.