sexta-feira, 21 de março de 2014

A magia nas palavras

É factual, ela acontece, que acontece, as palavras encantam-nos, ainda assim não justificam que haja quem desenvolva paixonetas por quem nunca viu, baseado apenas em estórias contadas, bonitas e divertidas estórias, é verdade, ainda assim estórias. Uma pessoa, ou várias, vá... passa a vida a dizer que isto são só blogues, que por aqui é possível estar-se na primeira fila quando Deus Nosso Senhor distribuiu as qualidades, bem escondido, atrás da moita, na altura dos defeitos e, ainda assim, elas não querem saber. As leitoras põem.-se para ali a suspirar, a imaginar tipos espadaúdos, com os abdominais bem definidos, sonham que os tipos vão tomar conta delas, as levam de surpresa a Veneza, estadia no Danieli, está claro, mas que digo eu? Elas nem sabem o que é o Danieli, pensam que é outro tipo, parecido ao Clooney, que escreve bem e as levará a Veneza, ou à Quinta do Lago, vá... afinal nunca passaram dos apartamentos de terceira categoria na Quarteira.
Mas eu, que sou eu, e já levo uns anos disto daqui dos blogues, digo-vos, em consciência, que isso de uma pessoa se
apaixonar ou desenvolver teorias a respeito de um bloguer, por mais glamour que tenha, é tão ridículo como alguém apaixonar-se por Eça ou Pessoa. São só palavras, porra!.. Nada mais que palavras.
Era só isto, ide em paz e que o Senhor vos acompanhe. Não agradeçam, a sério. 

(dizem-me que não, que na verdade as leitoras se apaixonam por Carlos da Maia, que isso é que é verdadeiramente ridículo, em boa verdade acredito que elas se apaixonam por Eça, achando que ele é Carlos da Maia. O que ainda é mais ridículo)

44 comentários:

  1. O problema nem seria apaixonar-se por Eça, mas pelo Carlos da Maia, afinal não dizem que isto dos blogues são só personagens criadas por alguém muito diferente atrás de um ecrã qualquer por aí?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem toda a razão Vera, como é que isso me foi escapar?
      (na verdade o verdadeiro problema é as pessoas imaginarem que Carlos da Maia e Eça são a mesma pessoa, apaixonam-se por Eça, pensando que ele é Carlos)

      Eliminar
    2. Não, não... o Eça não é o Carlos, mas sim o Ega! ;)

      Eliminar
  2. Grande parte dessas paixonites são, também elas, encenadas. Há paixões genuínas, mas há outras que não passam de construções, "olha, vamos lá alinhar no jogo o galã".
    Mas fico muito triste que venha abrir os olhos aos meus dois ou três leitores do sexo masculino que neste momento poderiam estar a suspirar por mim, fosse dar-se a feliz coincidência de eu ter uma escrita apaixonante e eles uma imaginação fértil (ou nem por isso, penso que é mais nem por isso) e agora já não estão. A Mais Picante, a destruir blogo-sonhos desde 2012.
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mirone, oh.. Eu não pretendia, a sério que não...

      Eliminar
  3. Bom dia Picante, com um tema tão apaixonante ! A menina é do tempo em que as vozes da rádio despertavam as ditas paixões ? (na antena dois houve um programa em que os coraçõezinhos mais desprotegidos se apaixonavam às dezenas...sendo um programa cultural, é obra !!!). Achei pertinente o comentário da Vera, é mais Carlos da Maia que Eça. Seja como for, é um post adequado ao despertar da Primavera !!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda me lembro da desilusão que tive quando conheci o Pedro Tojal. Aquela voz, quente e sexy... Vai-se a ver e.. É isso.
      Uma excelente analogia. Anónima.

      Eliminar
    2. :D
      Céus, o que eu me "apaixonei" em tempos pelo CVM do Pessoal e Transmissível.
      AnaB

      Eliminar
  4. Pipocante Azevedo Delirante21 de março de 2014 às 12:00

    Isto é uma questão de mercado... oferta e procura.
    Há quem pretenda ter uma legião de fãs. Há quem queira ser legionário. Estamos todos bem uns para os outros. Desde que a malta saiba estar e se porte como deve ser...

    ResponderEliminar
  5. Isso quer dizer que já não posso pedir a sua mão em casamento?
    Ora bolas!

    ResponderEliminar
  6. ... Elas nem sabem o que é o Danieli, pensam que é outro tipo, parecido ao Clooney, que escreve bem e as levará a Veneza, ou à Quinta do Lago, vá... afinal nunca passaram dos apartamentos de terceira categoria na Quarteira.

    Sério?! És mesmo ESTÚPIDA!
    Não é giro, não é culto, não dá estilo, não tem piada, não faz sentido. Na verdade é tonto e SNOB, no verdadeiro sentido da palavra.

    SNOB=do latim "sine nobilitate" = sans noblesse= sem nobreza.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que, ou quem, não é giro, não é culto, não tem piada e não faz sentido?

      Eliminar
    2. Não é do Lago. É do Lado! Vá, não se deixe enganar, mesmo se ela foi a correr emendar.

      Eliminar
    3. Ó pessoa que se auto intitula de Pipoca mais Picante (bem, só o nome...) SNOB não é chic, SNOB não é bom. Sério que ainda não percebeu?!
      Vá lá ler umas coisas, e não estou a falar dos blogues que lê e da visão, da sábado, nem mesmo das selecções reader's digest (tem que se deixar disso!). Engula o orgulho e faça um favor a si própria, estude, aprenda qualquer coisa para a além do cliché e das parangonas das revistas.

      Anónimo, que é Anónima, das 13h52

      Eliminar
    4. Claro que snob não é chiq. É por isso que se diz snob-chiq
      (tem que se explicar tudo... uma maçada)

      Eliminar
    5. Picante não é sob nem chic. O verdadeiro jet-set não precisa de tais rótulos. Em pertencendo, picante é de uma casta que estes anónimos nem sonham existir.

      Eliminar
    6. Ora, Rita... São só blogs... Nem com isto do Carlos da Maia e do Eça as pessoas se convencem, nada a fazer.

      Eliminar
  7. A Quinta do LaDo

    AH AH AH AH AH AH AH AH

    Picante, a saírem-lhe os tiros ao lado desde Mil Novecentos e Troca o Passo...

    Vá lá andando para a Quarteira que eu já a apanho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É tudo o que tem para dizer? Pobre dona Joaquina... a apontar erros, depois de eles já estarem corrigidos...

      Eliminar
    2. Tenho muito mais para lhe dizer. E tenho-o dito ao longo dos tempos. Nem sempre tem gostado de ouvir. Azarinho.
      Continuarei a dizer, não perde pela demora.

      Eliminar
    3. Uma maçada. A gralha foi corrigida pelas dez da manhã. Ainda poderia ser um erro ortográfico, mas nem isso era. Uma mera gralha... Seja feliz, sim?

      Eliminar
    4. As gralhas são o menor dos seus problemas, corrigem-se rápida e facilmente, já a sua estupidez...
      E a resposta à questão - que, ou quem, não é giro, não é culto, não tem piada e não faz sentido? -é simples. A menina n tem piada, este tipo de post não é giro, não tem estilo, não é culto - e o facto de evocar hoteis supostamente chic's em itália e partir do pressuposto que as pessoas só conhecem a quarteira é só bacoco, provinciano e snob.
      Sabe, a menina é uma pessoa muito mediocre, ainda que isso lhe pareça estranho, o que também é normal e se enquadra no perfil.

      Anónimo, que é Anónima, das 13:52

      Eliminar
    5. Está muito certo. Aqui a Picante é arrogante, medíocre, bacoca e estúpida.
      (o que será alguém que não passa sem ouvir o que uma pessoa medíocre, arrogante, bacoca e estúpida tem a dizer? Só dúvidas...)

      Eliminar
    6. Devolvo-lhe a questão: se as acha tão fúteis, se tantos lhe critica a exposição e o lado comercial (já nem vou falar Daquele que Não Tem Blogue), porque não passa sem elas? Porque anda lá sempre enfiada e, pior, não lhes larga as canelas? (e note que a pergunta nem se refere Àquele Que Não Tem Blogue)

      Eliminar
    7. Já respondi a essa questão, em post. Mas repito a resposta, sem qualquer problema. Desprezo que faz publicidade encapotada, usa os filhos gratuitamente para ter mais visualizações, expõe crianças apenas para alimentar o ego, lança eventos de solidariedade que vai-se a ver e tinham objectivos comerciais por trás. São comportamentos que desprezo e não tenho qualquer pudor em gozar com isso.

      Eliminar
    8. Do ponto de vista meramente semântico... Se desprezasse, não fazia um blog a gozar com esses acontecimentos. É sinal que não lhe são tão indiferentes como gosta de fazer parecer.


      D.Joaquina que gosta das coisas preto no branco.

      Eliminar
    9. Dona Joaquina, eu disse que desprezava, não disse que era indiferente. Não é bem a mesma coisa...

      Eliminar
    10. Exacto Picante, tirou-me as palavras da boca: eu também desprezo pessoas como a Picante, gente mesquinha que se entretém a rebaixar quem nem sequer está presente para se defender e é por isso que aqui venho, tal como a Picante vai aos outros blogues.

      Posto isso, talvez seja hora de parar com esse argumento idiota de arremessar com o que aqui vêm fazer as pessoas que a detestam: vêm confirmar que continua tão aberrante como ontem e anteontem e antes de anteontem e antes de... e...

      Eliminar
    11. Ora, Anónima... encare a coisa como uma espécie de provedoria da blogoesfera. Ou será que, quanto a si, ninguém deveria apontar o que de errado se passa no mundo? Às tantas estava bem era no tempo de Salazar.
      ( em concordando com o regime, claro...)

      Eliminar
  8. Fiz um curso de Revisão, nada de muito especializado, mas desenrasca. Ofereço-me para trabalhar para si se a Picante pagar tão bem como sugere a cagança que demonstra.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónima, teria de pagar e bem, se quiser pôr os dedinhos neste blogue. Afinal ele é chic. E smob

      Eliminar
    2. Hoje não acerta uma, hein?

      Eliminar
    3. A Picante está-lhe a fugir os dedos para as teclas erradas. É o que dá beber demasiados cafés, fica com as mãos a tremer. Arrume lá a Altissima e a Belissima (não sem antes tirar umas fotos), e ponha a sua Maria a usar disto:

      http://static5.custojusto.pt/mi/full/9626433645-cafeteira-vintage.jpg

      Eliminar
    4. Posts e comentários feitos a partir do tm dão, frequentemente, em letras trocadas. Não é particularmente grave.
      (a não ser para as minhas donas Joaquinas, claro)

      Eliminar
  9. Independentemente deste post (até sou fã da MP) pergunto a quem me possa responder :Quem criou ou de onde vem esse conceito do Snob-Chic que encontro em dezenas de blogs ? (é uma pergunta sem arrière pensée, é só mesmo curiosidade). Obrigada.

    ResponderEliminar
  10. Sao uma delicia as caixas de comentarios. Aqui e em qq lado. Ser pequenito é um lugar estranho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas são tão divertidos, os pequenitos.... eu encaro-os assim como uma espécie de bobos da corte, dizem uns disparates para nosso divertimento.

      Eliminar
  11. Só me ocorre dizer depois dos comentários que li por aqui: «AS PESSOAS VÊM DEFEITOS EM TUDO, MENOS NELAS MESMAS»

    É muita arrogância e necessidade de afirmação.

    ResponderEliminar
  12. toda a gente sabe que o Eça é o João da Ega

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.