terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Leva-me ao colo

Mostra-me os clássicos que faltam, não... Eça já li, os russos também... Ensina-me os cê dês, Bach e Vivaldi não são todos iguais, sabias? Escolhe o vinho, sabes que prefiro cabernet a touriga, verdade? Marca fins de semana surpresa, reservei o de Berkeley Street, gostas não gostas? Vai à minha frente e escolhe as pistas, sem problemas eu abrando... Mas leva-me ao colo, levas-me sempre ao colo...

15 comentários:

  1. Agora vou fazer um omentário como os que leio por aí.
    "Uau, é mesmo isso que sinto".

    (verdade, ontem acabei o diana Bond a pensar que me daria muito jeito ter alguém que me levasse ao colo :D )

    ResponderEliminar
  2. Tem de ser mesmo ao colo? Se for às cavalitas, não?

    ResponderEliminar
  3. Enfim, um post cagão, só para afagar o ego.

    ResponderEliminar
  4. Para o bom vamos sempre pelo nosso pé...não? :))

    ResponderEliminar
  5. Espero que depois não se importe de pagar a conta do quiroprático, just saying...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cinquenta e cinco kilos, Pedrinho, não é assim tanto, qualquer homem que é homem aguentará um pouco mais..

      Eliminar
    2. 55 kilos??? Ora, ora, isso até sem mãos.

      Eliminar
  6. Este blog já não faz jus ao seu nome...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo em absoluto. Os últimos post têm sido chatérrimos..

      Eliminar
    2. E já os anteriores também eram...

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.