sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

E em breve...

...pulularão sugestões de prendas para ele e para ela, não desesperai, tudo coisas em bom, pois está claro, nada daqueles ursinhos com dizeres ai love iu, uns dirão que é tão bom, que o amor é para se celebrar, passearão pelos jardins de massamá norte, mão na mão, enquanto suspiram audivelmente, numa felicidade sem fim, outras dirão que não, que aproveitam o dia para ficar em casa, é um desassossego jantar fora nesse dia,  restaurantes cheios apesar da crise, as pessoas queixam-se mas é de barriga cheia, afinal a Bica do Sapato já não aceita reservas, do Casanova nem falar, impossível pensar em aparecer depois das vinte, só se formos ao afrodisíaco do Seixal de cima, sempre é uma quebra na rotina, outras ainda dirão que aquilo é um apelo ao consumismo, uma verdadeira fantochada, serão as ressabiadas, ora pois claro, aquelas que não têm homem que as complete, de maneiras que ficamos assim, torno a aparecer por cá lá para dia 15...

(e assim se faz um admirável post de encher chouriços, ficai em paz e que o Senhor vos acompanhe)

10 comentários:

  1. Pipocante Azevedo Delirante31 de janeiro de 2014 às 12:10

    Que tal oferecerem uns cupões à cara metade? Isto é, se o ###### ainda não licenciou a ideia genial e totalmente inovadora que teve.

    ResponderEliminar
  2. E declarações de amor? Lindas, a mostrar que a paixão ainda não acabou ao fim de tanto tempo a lavar-lhes as peugas e a aturar o mau hálito matinal, que isso do amor eterno ainda existe e foram elas que o encontraram...

    ResponderEliminar
  3. Nada contra a data mas é dia que nunca celebrei nem vejo o interesse em celebrar. Há uns anos, um ex namorado resolveu levar-me a jantar fora nessa noite e foi traumatizante. Traumatizante a dobrar, pois levou-me a um restaurante chinês e ainda tive de ficar entalada no meio de casais apaixonados.

    ResponderEliminar
  4. Eu até acho piada ao dia em si (à ideia da celebração do amor) mas depois sou confrontada com aquelas publicidades, as montras e afins e dá-me uma neura de primeira.
    Os meus jantares de "dia dos namorados" eram umas semanas antes, ou depois (para garantir que não apanho confusões) ou então eram feitos em casa... mas actualmente esse dia cada vez me diz menos. Quando quero um jantar especial mando o rebanho para os avós e aproveitámos, quando lhe apetece faz-me ele a mim uma surpresa... e honestamente prefiro isso que um dia imposto.
    Mas só de pensar nas confusões...CREDO... se eu já fujo das lojas em dezembro então no dia 14 de fevereiro é para esquecer...

    ResponderEliminar
  5. o ano passado tentei um motel e parecia o metro em hora de ponta... 2 em 2 horas era o abrir das cancelas... fugi!

    ResponderEliminar
  6. O amor esse sentimento que nos faz sentir tão bem!

    ResponderEliminar
  7. A nova tendência é esconder sugestões por entre um post aparentemente normal, por isso já podemos ter sido bombardeadas e não notámos :/!

    Não tenho nada contra a data e irrita-me um pouco ler aqueles posts muito profundos em que se amaldiçoam os que celebram o s.Valentim.

    Por outro lado, declarações em blogs cujos autores já conhecemos de alguma maneira, também me faz espécie.

    ResponderEliminar
  8. 'as ressabiadas, ora pois claro, aquelas que não têm homem que as complete'

    uau

    ResponderEliminar
  9. Picante nao há post a falar dos parabéns grunguinha?

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.