quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Verdades Picantes #39

Mamãs blogoesféricas, por muito que vos custe acreditar, é de coração aberto que vos digo que as mulheres têm filhos desde os primórdios da humanidade, que já tinham filhos no tempo das invasões romanas, da reconquista cristã, da revolução industrial e até durante a 2ª grande guerra. Pode parecer-vos inacreditável mas no pós 25 de Abril continuou a acontecer essa coisa que é a maravilha da maternidade, nos anos 80 idem e com a mudança de século a situação manteve-se inalterável.
Ainda que mal vos pergunte, que raio vos passará pela cabeça para achar que ninguém agora é capaz de parir, vestir ou educar crianças sem os vossos conselhos de mães experientes de bebés de quê? 6 meses? 1 ano? Minhas queridas, não levareis a mal, mas lembram-se como se sentiam quando estavam grávidas e toda a gente vos dava palpites? Conseguem recordar? Pois é mais ou menos isso. 
Escusam de agradecer.

27 comentários:

  1. Parece que inventaram a roda.

    http://mirone.blogspot.pt/2013/10/agora-e-minha-vez.html

    ResponderEliminar
  2. E quando se irritavam por ver outras a falar do mesmo assunto, disso também já não se lembram. Também não querem publicidade nos blogues de outros blogues, mas passam o dia a sugerir páginas...enfim. Se Jesus Cristo não vem cá abaixo ver isto, não sei não...

    ResponderEliminar
  3. Tal e qual, não mudava uma virgula neste texto.

    SB

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu mudava. Já tinham antes da 1ª guerra mundial.

      Eliminar
  4. Muito bem, o que sinto quando leio as pérolas...

    ResponderEliminar
  5. Vou ter de concordar. Não gosto nada do tom paternalista (ou maternalista, no caso) com que dão sábios conselhos, como se o resto da malta fosse toda totó.

    ResponderEliminar
  6. Até entendo e concordo em parte mas há um pequeno "senão" que é naquelas situações em que há pessoas que nos alertam para as realidades menos sofisticadas... eu, por exemplo, tive uma pessoa próxima de mim que me alertou para uma questão de parto que ninguém avisou (nem os enfermeiros que preparavam para o parto). E, se ela não mo tivesse dito eu teria-me retraído imenso ao aperceber-me do que estava a acontecer e sentiria-me muito desconfortável com a dita situação no momento do parto.
    Claro que uma coisa é dar uma dica, partilhar uma experiência outra é impingir-se serviços ou opiniões e não somente informar sobre a hipotese A ou B. No entanto, ainda não vi nenhum blog virado para a maternidade a falar de assuntos realmente importantes, diferentes ou sérios.
    Aliás são as que menos são "babyblogers" que me parecem as mais eficazes a transmitir estas pequenas dicas e a informar sobre as coisas mais importantes, daquelas que também não se ouvem falar nos meios mais fofinhos - porque afinal, nem tudo à volta da gravidez são coisas fofinhas e nem tudo o que são pormenores queridos e amorosos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sério que não sabia que as mulheres fazem coco durante o parto?

      Eliminar
    2. Eles bem tentam limpar a tripa com clisteres mas nem sempre sai tudo. Eu foi xixi até mais não :)

      Eliminar
    3. Se lhe deram uns clisteres antes está cheia de sorte, a mim não me deram nada. E sim é constrangedor, mas para a equipa médica é o pão nosso de cada dia. Mas isto veio a propósito de que? Alguém se atreveu a falar disto naquele blog tão fofinho? Quem? Também quero ler.

      Ana Maria

      Eliminar
    4. Eu não li - por acaso estou mesmo a falar de coco e ninguém me disse, nem me deram clisters, nem o diabo a quatro... foi uma amiga minha que me avisou uns dias antes do parto que isso podia acontecer e que ela também não sabia. E ajudou-me a preparar mentalmente para as possibilidades.
      Ainda não li ninguém a falar disso, nem a alertar para coisas sérias. A única coisa mais séria relativamente a isso foi uma critica bem-feita a uma nova "moda" que é o guardar o feto ligado à placenta durante semanas ( ou meses, já não me lembro) guardando a dita num bacia ( é cada moda de meter medo ao susto) - mas sobre esse tipo de assuntos nunca li. É sempre sobre as maravilhas e ninguém fala sequer da "maravilha" que é a privação de sono, quanto mais de outras coisas (aliás pelo que leio ou todas têm amas ou não sei como as crianças sairam tão prendadas, todas dormem a noite toda, só falta nascerem a falar e a saber cumprir todas as normas de etiqueta)

      Eliminar
    5. Ahahahahahahahahahahah... O que eu me ri agora!!...
      Ah e tal... Ò Picante, com a mania que és fina e vai-se a ver e discutem-se cocós e xixis e clisteres na tua caixa de comentários.... Ahahahahah!! E tu... Qual madame caladinha que nem um rato!!.... :DDDD

      Eliminar
    6. Ah ah Ah ah ah ah ah
      NM sua malvada! Estava aqui caladinha a ver se a coisa passava. Ah ah ah ah ah ah

      Eliminar
    7. Qual o problema? Mas afinal nem aqui se pode falar da verdade dos partos? Eu pensava que este era um blog diferente dos rosinhas?

      Ana Maria

      Eliminar
  7. E são todos muito super-inteligentes e com tiradas que mais nenhum filho no mundo tem.

    ResponderEliminar
  8. Podes crer! Mania que são mais entendidas no assunto que as outras e têm os filhos mais engraçados. Quando leio as baboseiras que os piquenos dizem penso logo, "que criancinha mais querida, (not)".

    ResponderEliminar
  9. Durante uns anitos e até há uns meses lia ursas, sapatos and so on, mas apanhei-lhes um enjoo que nem eu consigo explicar. Acho, sinceramente, que a única que diz umas coisas toleráveis acerca de maternidade é a Pipoca, coisa que muito me surpreendeu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso até concordo, ela escreve sobre a criança, lá aparecem uns posts patrocinados, mas vai contando as experiências que tem sem tentar impingir nada e com alguma graça.

      Eliminar
    2. Por acaso a +doce também me surpreendeu pela positiva, é bastante assertiva no que escreve e não transborda aquela baba manhosa das outras blogomamas. E escreve com graça mesmo quando o assunto não tem graça nenhuma, como quando escreveu sobre os choros intermináveis do seu bebe, ou sobre a privação de sono que foi, e muito bem, partilhada com o pai.

      Ana Maria

      Eliminar
  10. Tenho cá para mim que a picante não tem filhos mas gosta de mandar postas de pescada. Eu não tenho mas abstenho me de criticar quem sabe mais que eu é tenta aconselhar quem nada sabe. E .., só lê quem quer!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónima, não seja assim que é Natal, caramba eu não tento educar mães, tampouco faço workshops sobre essa maravilha que é a maternidade.Cada mãe procederá conforme melhor souber e puder, cada bebé é um bebé e haverá sempre uma amiga ou familiar para dar as dicas que faltam às mais inexperientes.
      E dificilmente eu arrotaria postas de pescada, que pescada é coisa que não como

      Eliminar
    2. Dizia o Arrumadinho um destes dias lá no cantinho dele que na blogosfera todos os dias há um saco de pancada. Todos os dias um blogger é escolhido como saco de pancada de quem não tem mais nada que fazer do que exercer violência sobre quem nem sequer conhece.

      Este fenómeno devia ser estudado ao nível da avaliação do carácter da espécie humana (ou provavelmente até já o foi, eu é que ando a perder demasiado tempo aqui na Picante e perco as noticias realmente importante).

      Eliminar
  11. Não percebo qual é a diferença entre babyblogs e os outros de moda, culinária, etc......

    Vê quem quer.... deixa-se influenciar quem quer...... aproveita as opiniões delas quem quer..... ou não?

    Quem não gosta, basta não passar lá que a vida continua boa na mesma :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem não gosta não vai lá? E depois como é que diziam mal? Iam para o coreto da aldeia coscuvilhar com as alcoviteiras lá do sitio, queres lá ver?

      Anónimo, não faças confusões: isto é um blogue de alcoviteiras, sendo a Picante a alcoviteira-mor. Serve o único propósito de morder na vida das (bloggers) vizinhas.

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.