quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Picante, a vidente

Os livros da Munro irão ascender aos tops, aquilo do Rodrigues dos Santos e do Sparks, em jeito de livro, será finalmente destronado. Outubro acabará bem.

32 comentários:

  1. Não é autora que me encha as medidas.
    Contudo, espero que os Josés Rodrigues, Svevas qualquer coisa, Sparks e semelhantes desapareçam dos tops.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sveva não é mau de todo, aparte as histórias de amor de perdição, tem a vantagem de falar de outros tempos e costumes, dar um cheirinho de história Italiana, gosto disso.
      Sparks é muito mau e Rodrigues dos Santos faz-me alergias graves.

      Eliminar
    2. Eu até gosto da Sveva numa de literatura light e tem a vantagem de fazer com que a minha mãe de 73 anos, com a 3ª classe, continue a ler, só por isso já vale a pena a mulher existir. Do Rodrigues nunca li nada, do Sparks gosto muito do filme O diário da nossa paixão, mas nunca li o livro. Já li outros mas são demasiado sentimentalistas para o meu gosto.

      Eliminar
    3. Picante, mas para falar de outros tempos e costumes, história etc existem bons escritores. Ênfase em escritores e não autores ;)

      Estes para mim são apenas um desperdício de árvores.
      Cada um tem os seus gostos e exigências, como é óbvio.

      Eliminar
    4. Dentro do género "literatura light, não quero pensar mas apetece-me ler qualquer coisa que acaba sempre bem", não desgostei dos 2 ou 3 livros que li. Não é nenhuma referência, não constrói personagens fortes, mas dentro do género não é mau de todo.
      Não a recomendo mas leio-a se não tiver mais nada à mão.

      Eliminar
  2. Admito a minha ignorância, nem sei de que autora falas. Raramente escolho os livros pelos autores - a não ser a Philippa Gregory, que adoro de paixão. De resto, entro na livraria ou na biblioteca e leio o resumo da obra. Se me parecer interessante, pego e leio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Falo de Alice Munro, vencedora do Nobel de literatura...

      Eliminar
    2. A sério? Compra-se um livro pela capa? Speachless!

      Eliminar
    3. É a S* trabalha como jornalista???

      Eliminar
    4. Não, anónimo das 16:16. Compra-se um livro pela história, mas só depois de o ter lido todo (sem o pagar, claro, não vá não valer a pena) para ter a certeza que é em condições.
      Isto de decidir só a partir do resumo que vem nas abas é coisa recente, de gente que não tem tempo para decidir com tempo.

      Eliminar
    5. Anónimo das 16:34, e?? Isso faz de mim uma pessoa que lê tudo e sabe de tudo? Não.

      A mais Picante, eu sei que é a nobel, mas não a conheço como autora. Nunca li um livro dela e, honestamente, até receber a nomeação, nunca tinha ouvido falar. Admito!

      Eliminar
    6. Anónimo das 16:06, antes de ler o livro, não conheço a história. Quer que compre o livro porquê? Pelo poder da adivinhação? Apenas tenho 3 ou 4 autores que realmente adoro - mas não leio apenas esses.

      Eliminar
    7. Não querida, que ideia. Nem vale a pena explicar. E não e resumo é sinopse, é diferente. O resumo é a história toda... resumida.

      Eliminar
    8. Philippa Gregory,??!!! a sério? Nem eu, Joaquina Silva leio tal, credo!

      Eliminar
    9. Philippa Gregory, vê-se logo que não sabe do que fala. ;)

      Anónimo das 11:32, a sinopse é um resumo, caso não conheça o significado da palavra.

      Eliminar
    10. S* no teu primeiro comentário querias nitidamente dizer que não conhecias a autora. "Admito a minha ignorância, nem sei de que autora falas."
      Agora para não ficares mal dizes que sabes que é Nobel mas que nunca leste nada da escritora.

      Iludeste ao pensar que os outros são burros. Enfim

      Eliminar
    11. Sei pois S com estrela.Uma vez num Natal, alguém teve a infeliz ideia de me oferecer um livrinho dessa autora.Mais valia era ter-me dado meia dúzia de panos de cozinha.
      Joaquina Silva

      Eliminar
    12. ah ah ah ah ah ah ah Dona Joaquina, agora fez-me soltar uma valente gargalhada
      (e não faço ideia de quem falam, nunca li nada dessa senhora)

      Eliminar
    13. Bolas, uma jornalista, seja em que órgão de comunicação social seja, que não sabe quem ganhou o prémio Nobel...sem comentários.

      Eliminar
    14. É jornalista de uma rádio local do norte. Ela já disse que tira as noticias de um site.

      Muita falta de cultura para quem devia estar bem informada, mas enfim

      Eliminar
    15. Joaquina, deve saber porque não soube ler o livro, de certeza. Ou então explique-se e diga o que viu de mal nos livros de uma historiadora. É que os livros têm uma precisão histórica impressionante e ainda por cima estão bem romanceados. Mas se prefere os paninhos, boa. Eu prefiro toalhas!

      Eliminar
    16. Anónimo das 16:18, iludeste. É. E a burra sou eu. Já sei. Graças deus, não sou uma pessoa que se julga super sábia, admito bem as minhas lacunas. Mas essa aí não vou admitir.

      Eliminar
    17. mas admitiste, no comentário - "Admito a minha ignorância, nem sei de que autora falas." :P (anónima que veio só aqui trollar um bocadinho, mil perdões picante, estejam à vontade para me ignorar)

      Eliminar
    18. Precisamente, S com estrela, o mal deve ser em mim que sou Joaquina Silva. Cá na minha terra usamos um ditado que diz "Não vá o sapateiro além da chinela".Como se diz aí por uma rádio nacional, vale a pena pensar nisso.Aproveite que o conselho é de borla :)
      Joaquina a Silva.

      Eliminar
    19. Joaquina, agradeço o conselho, ainda por cima sendo de borla. Nunca se sabe quando começam a cobrá-los. Beijoca para si.

      Eliminar
    20. Valha-me Deus, S*... "iludeste"??
      Isso é o quê? Um novo ponto cardeal? "iludeste"

      Eliminar
    21. Deve ser o contrário de iludis-te. Há pessoal que precisa de aulas da quarta classe....

      Eliminar
  3. Eu sei que há toda uma arte na síntese e contenção de emoções através da escrita, mas é um género que me lembra a minha filha. Uma vez, num restaurante de tapas, a criança, na sua ingenuidade, ao final do quinto prato, exclama: - Gosto muito disto, mas quando chega o jantar?
    Eu com os contos (ou short stories, para parecer mais adulto) sou assim. Fico sempre com aquela sensação de que falta qualquer coisa. Prefiro sonhar dias a fio com Thackeray (nem considero o Sparks literatura, é que até os filmes são uma seca).

    Joana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há contos excelentes, sabem-me a pouco por serem tão bons, não por serem curtos.

      Eliminar
  4. qualquer coisa que atire o sparks para o obscurantismo vil merecido, eu bato palmas.

    ResponderEliminar

  5. "Ó menina, cuidado que prendeu-se-lhe a parte de baixo da saia no manípulo da betoneira."
    Da série: "Um Piropo Por Dia Nem Sabe O Bem Que Lhe Fazia" #26

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.