quinta-feira, 10 de outubro de 2013

O factor X e a casa dos gordos ou como a matemática é tudo na vida

Vinde a mim, boa gente, a Tia Picante deslinda-vos o segredo dessas coisas dos rankings, na verdade até é bastante simples, em tendo umas luzinhas de marketing sabereis que qualquer marca tem consumidores heavy, medium e light, ora pois que aqui nos blogs sucede o mesmo, os leitores heavy serão responsáveis por cerca de 85% das vossas visitas. Quer isto dizer que em escrevendo dois posts, os vossos leitores heavy vos visitarão duas vezes, em escrevendo três posts, tereis praticamente o triplo das visitas. E, em calhando, esta equação matemática será bem capaz de explicar a razão de haver quem escreva 5 ou 6 posts por dia. Ou então não e é apenas amor à escrita.

71 comentários:

  1. Sim, é um facto. Agora não tenho tido tanto vagar para a escrita (eu sei que não parece...), e noto perfeitamente o decréscimo nas visitas. Se escrever 3 posts por dia, como já fiz, ultrapasso facilmente as 3.000 visitas diárias. Assim sendo, e como ando na onda do um ou dois posts diários, fico-me pelas 2.000.

    C'est la vie!

    Toda a gente gosta de ser visitada, como é óbvio. Mas escrever descaradamente para ter mais visitas é coisa que me faz alguma confusão. Mas suponho que faça parte da estratégia comercial.

    ResponderEliminar
  2. Mas... mas... 5 ou 6 posts por dia dão muito que fazer, eu tenho de trabalhar, além disso quer-me parecer que quando queremos escrever muito começam a sair posts, digamos, menos bons... de qualquer forma, agradeço-lhe pela explicação Picante, pelo menos agora já sei porque algumas pessoas escrevem mais rápido do que eu consigo ler.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora Vera, até é fácil. vamos fazer um suponhamos: a menina tem vontade de ir à casa de banho e escreve no blog, vou à casa de banho. À hora de almoço fotografa o prato e escreve "nham, nham" e assim por diante. Tudo coisas de elevadíssimo interesse.

      Eliminar
  3. Isso e certo, mas pessoalmente chateia-me ler posts de encher chouriços. A mim o que faz visitar blogs todos os dias e todos os posts são os poucos mas bons. Os outros acabam por me fazer desistir de voltar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não!!!! Encher chouriços??? Mas há quem faça isso? Sério? ah ah ah ah

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Ainda está na escola primária?

      Eliminar
    2. É isso. Estou aqui verde de inveja, roidinha mesmo. Já não me chamavam invejosa há uns tempos, ultimamente têm-se virado mais para as ameaças à entidade patronal, é sempre bom variar.

      Eliminar
    3. hã...? eu ia deixar um comentário mas, de repente, lembrei-me que tenho de ir a correr fazer outro post no meu blog! :DDD

      Eliminar
    4. ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah
      (lóve U)

      Eliminar
    5. Ó menina Pipoca. Verde está-se de ciúmes. De inveja está-se de laranja.
      Começo a cansar-me de dispersar sabedoria.

      Eliminar
    6. Ai, Picante, não me diga que essa implicância das D. Joaquinas com a sua entidade patronal tem alguma coisa a haver com aquela sua mais recente implicância com o escândalo da fuga aos impostos nos negócios blogosfericos?

      Eliminar
  5. Os meus leitores são ultra-light! Tenho posts que não têm sequer leituras para o número de seguidores :)
    Será bom?

    ResponderEliminar
  6. Há pelo menos um blogue que ultimamente escreve posts a cada 15 minutos. Amor à escrita, como é óbvio :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aquela que escreve do pomar, certamente.

      Eliminar
  7. Marketing do bom: eu faço um post em que uso uma peça de roupa que hoje em dia é banal mas que outrora não o era. Depois de três ou quatro comentários positivos, surge o primeiro anónimo que diz que aquela peça de roupa não se adequa a uma mãe. Que oportuno, não? Logo surgem dezenas de comentários a criticar o tal comentário, criando um buzz. Depois, novo comentário anónimo. "O marido deixa-a andar assim na rua?" O que é que acontece? Dezenas de novos comentários. E depois? Acabam todos no cabo a falar sobre mini saias...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ela não precisa desses truques, sejamos honestos.

      Eliminar
    2. Picante, ela pode não precisar mas o marido aproveitou a deixa e escreveu a resposta. Resultado, muitos comentários e pelo que vi já há bastante tempo que não tinha assim tantos.

      Eliminar
    3. Até para a televisão foi se falar da tal mini saia....

      Eliminar
    4. So tem muitos comentarios quando alguem escreve uma critica negativa. Vejam a lovely pepa (?), tem dezenas de comentarios, sempre simpaticos. Talvez porque a Alexandra eh simpatica para os seus leitores, ao contrario da Ana Martins.

      Eliminar
  8. Gostei do teu blog, duro e puro. Vou passar cá mais vezes quem sabe até me torno um consumidor heavy ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. bem-vindo, quando é que aprende?
      (Não, não sofreu qualquer alteração com o novo AO.)

      Eliminar
    2. Tem razão. Tem toda a razão, falha-me sempre a porcaria do hífen. Já não escrever Benvindo é uma sorte. Um dia isto entrará!
      (obrigada)

      Eliminar
  9. Antes casamento.
    Por que a lua se oculta entre as nuvens, querido?
    Porque tem vergonha da tua beleza, meu amor!
    Depois casamento.
    Por que a lua se oculta entre as nuvens... sabes?
    Não vês que vai chover, estúpida!

    Dá como piropo?

    ResponderEliminar
  10. E logo pela manhã escreveu a Mais Picante sobre contas, percentagens , explicações...e já estão a segui-la !! Há mesmo gente que muito.... posta(a)s de pescada.
    Distúrbios de personalidade, sem dúvida.
    Uma boa tarde, e não se diz que não a outro post picante.

    ResponderEliminar
  11. Entidade patronal? Mas todos nós sabemos que a Picante é uma grande calona, que só vive para dizer mal!

    Uma variação do post do WC é falar dos familiares que estão lá, e das conversas fascinantes que mantêm. Sim, estou a falar da Cocó.

    Nunca tinha pensado nesses cálculos, e, noobie que sou, também não percebia porque escreviam tantos posts seguidos.

    Concordo que a PMD não precisa de truques, mas agitar as águas é sempre bom, mesmo porque distrai as pessoas da aberração que é usar botins com mini-saia.

    Ou seja, em vez de ser ter mais comentários educados, que poderiam ou não gostar do look, mas que não chamavam a atenção, fica-se com uma discussão que não tem que ver com moda, mas que acaba por realçar mais a saia, ou os sapatos, etc.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh! Eu acho piada às histórias de pequena Mada. A miúda tem umas tiradas engraçadas

      Eliminar
  12. Alguém - não interessa quem!10 de outubro de 2013 às 16:36

    O que se passa hoje?!

    Uma escreve porque fica em 1º lugar num ranking estúpido, outra escreve pelas 5mil visitas que teve, outra escreve tantos post´s por dia que nem sei como tem tempo para ir mijar...

    É por tantas tretas destas que deixei de visitar blog´s e agora só o faço de quando em quando. Porque esquecem-se daquilo que devia ser importante e tornam este mundo virtual numa pequena aldeia onde meio mundo conhece meio mundo, frequentam a casa de umas e outras, fazem convívios e esfregam-nos na cara só porque sim e escrevem post´s de merda a agradecer visitas e ranking´s só para se vangloriarem que nem crianças mal amadas.

    Já não se fazem bons blog´s, não passam todas de uma cambada de mulherzinhas fúteis. Nem escrever sabem, algumas! Dizem-se jornalistas, são casadas com o gajo X da revista Y, dizem-se psicólogas, inventam qualquer merdinha para chamarem à atenção.

    Mas, por ventura, essas gajas fazem algo de útil na vida? Trabalham?! Em vez de educarem a filharada, vão para a net encher chouriços com pernas ao léu para provocar as outras, passam o tempo a fazer post´s para as ricas filhas que elas terão vergonha de ler um dia, vão para os blog´s queixarem-se de serem umas pessoas tão ocupadinhas...

    Enfim, sai o desabafo que já não posso com tanta areia que se me tentam enfiar pelo cu acima!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, tem toda a razão. E sempre que estiver zangado com a vida, venha aqui à Picante, que aqui são sempre bem acolhidos desabafos a cascar em tudo o que é blogue.

      Eliminar
    2. Ha muito tempo nao lia nada tao assertivo! Sobretudo "que elas um dia terao vergonha de ler um dia"!

      Eliminar
    3. Alguém - não interessa quem!10 de outubro de 2013 às 23:44

      Ó meu idiota, eu casco é nos bloggers da treta que aqui andam. Gente ridícula que escreve mal e porcamente e tem leitores ainda mais ridículos que tornam a sociedade portuguesa mais pobre!

      Eliminar
    4. Corre-lhe mal a vidinha? Tome um alka-seltzer que é bom para a azia e isso passa-lhe...

      Eliminar
    5. Cheira-me que o anónimo das 12.54 é alguma das ditas bloggers nomeadas ou alguém próximo das ditas,...just saying.
      Isto porque não é porque se critica que se tem inveja (nestes casos, muito pelo contrário) e nem todos temos que gostar de ler porcaria nonsense, sem conteúdo e ainda gostar muito do que se lê.

      Já disse por aí algures que era leitora assídua da PN mas entretanto deixei de ser. Não gosto. Acho que algo mudou (e não foi para melhor). Inveja? Não dela de certeza.

      Quando as pessoas não têm bom senso ou, já agora, bom conteúdo para partilhar, estavam melhor quietinhas.

      Eliminar
    6. Refere-se à Picante, anónimo das 01:41? Também concorda comigo que ela estava melhor quietinha, já que não tem bom conteúdo para partilhar? É isso?

      Eliminar
    7. Não me refiro à Picante porque considero a sua escrita uma boa sátira, uma "comédia" irónica e mordaz àquilo que mais merdoso existe na sociedade e, portanto, também no mundo dos blogues.
      Como a "revista à portuguesa" é preciso sentido e humor, cultura geral e visão critica para entender o que a blogger aqui faz.
      Quanto às outras bloggers não encontro qualquer vontade de ser como elas, aquilo que me transmitem não tem conteúdo, nem beleza, nem nada... e como não gosto deixo de as ler. Se não gosta da Picante pode fazer o mesmo.

      Eliminar
  13. "Queres ir ao céu? Sobe os andaimes que o resto do caminho é por minha conta."
    Da série: "Um Piropo Por Dia Nem Sabe O Bem Que Lhe Fazia" #22

    ResponderEliminar
  14. "Queres ir ao céu? Sobe os andaimes que o resto do caminho é por minha conta."
    Da série: "Um Piropo Por Dia Nem Sabe O Bem Que Lhe Fazia" #22

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dois piropos num dia? Hum, deve ser pela elegância da Picante, expressa (gritada, melhor dizendo) uns posts mais abaixo...

      Eliminar
  15. E a Ana R.? Onde é que anda a Ana R.? Tenho saudades da Ana R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também já tinha saudades suas!

      Eliminar
    2. Voltou! Voltou! Voltou de lá! Ainda ontem estava sabe-se lá onde e agora já está cá.
      Ai que alegria! Que felicidade! Agora sim, o fim de semana até me vai saber melhor.

      Eliminar
  16. Tivesse eu tempo, para além de escrever meia dúzia de posts, faria um estudo sociológico sobre a blogosfera. Material não me faltava e bons resultados também não.
    Mesmo sem os resultados do estudo, quase que me atrevo a comparar a blogosfera à casa dos Segredos. Fico sem saber o que é pior: se aqueles que lá estão a falar das suas vidas, se os que ligam a televisão para ver, se ainda os que comentam no café da rua. O objetivo é o mesmo: uns querem ser vistos, outros querem ver e os restantes gozam o prato.

    ResponderEliminar
  17. Ainda não vi blogs que façam mais que um post por dia (salvo excepções, um dia até podem escrever 2 posts) que digam alguma coisa de jeito. Ou falam de uma parvoice em casa que é para lá de vulgar, ou queixam-se do consorte, ou postam uma foto das unhas. Não têm textos originais, não nos fazem pensar.... nada dali se aproveita. Vulgaridade e incompetência, o que em muitas, e dado as profissões que dizem ter, até seria de morrerem de vergonha (se a tivessem).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caramba, agora está a deixar-me ficar mal, este blog também não faz as pessoas pensar.

      Eliminar
  18. "A casa dos gordos"... É triste ver a "gordofobia" que existe. Espero, sinceramente, que você (ou uma pessoa que ame) nunca passe pela doença que é a obesidade. Muitas das vezes, a questão vai muito para além do "gostar de comer", são problemas psicólogicos (e, por vezes, genéticos) que acabam por passar despercebidos...
    Pessoas que integram a "casa dos gordos", como você diz, e outros programas do género, não deixam de ser pessoas, iguais a si, aos que comentam o seu blog e a todos os outros. É bom que as pessoas percebam isso e deixem de ser tão preconceituosas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estava quase a desesperar, ainda não tinha vindo aqui ninguém falar em defesa dos oprimidos. Lamento contradizê-lo(a?) mas os gordos não são iguais a mim, são muito mais pesados. E 95% das pessoas gordas que conheço são gordas porque só comem merdas e passam a vida sem mexer o rabo. Os casos de doença que refere (física ou psicológica) são uma perfeita minoria. A maior parte dos gordos, são-no por puro desleixo. E gente desleixada não merece a minha simpatia, por mais duro que isso possa parecer.

      Eliminar
    2. "Os gordos não são iguais a mim, são muito mais pesados" - Acha-se superior só porque tem um peso mais saudável (e leve) que os tais "gordos"? É assim tão fútil?
      Supondo que, tal como você afirma, "95% das pessoas que " conhece "são gordas porque só comem merdas e passam a vida sem mexer o rabo" - Há muita gente que tem um metabolismo acelerado, que come exactamente as mesmas porcarias que os tais "gordos", que leva a mesma vida sedentária que eles e não engorda. Sendo assim, porque é que não os critica também? Têm a sorte de não engordar, mas os "gordos" é que são a chacota, é que são "menos" que a Picante e muitos outros... por causa do peso. É preciso ter-se uma mente muito pequenina para se ser assim, deixe-me que lhe diga.

      Eliminar
    3. Cara Anónima, não tenho a menor paciência para esse seu politicamente correcto.
      Não disse que me achava superior, foi a senhora que o depreendeu, disse que era mais leve e é verdade. Isso não faz de mim superior mas sim diferente.
      Essa do metabolismo acelerado é gritante. A maior parte das pessoas, eu incluída, não tem metabolismo acelerado e para manter um peso saudável come maçãs em vez de folhados de salsicha, vai ao ginásio em vez de dar voltas no centro comercial.
      Lastimo imenso quem é obeso por ter problemas glandulares mas esses são uma clara minoria. Não é à toa que se veem famílias de gordos todos no McD ou de bolos na mão, não é à toa que se for a um refeitório são os gordos que têm os pratos mais cheios e comem as sobremesas.
      Ser magro exige esforço e sacrifício. Não me peça que lastime os gordos, que coitadinhos são doentes. Até porque essa dos coitadinhos é a pior forma de discriminação.

      Eliminar
    4. Caramba pá há gentinha irritante.

      Sim há aqueles que são magrinhos (como amigos meus) e que comem que nem bois (sem ofensa aos animais) e depois há as pessoas como eu que têm tendência a engordar, que comem menos que pessoas magras (sem metabolismos hiper-trabalhadores) e que se vêm lixados (com F) para manter um peso minimamente saudável.

      Portanto, caro colega das 00.44h lamento informá-lo mas sim, a maioria dos gordos é-o por opção. Porque não se quer esforçar, porque não quer trocar os 30min em frente à TV por um belo passeio na rua, não troca a sobremesa e a substitui por nada, não troca o pão normal, não retira açúcar e sal da alimentação, não deixa os fritos, não deixa os doces... Caro colega eu já fui pré-obesa porquê?! Sim o meu metabolismo é lento (como o c*******) mas sabe, o problema é que eu não adequei a minha alimentação ao meu organismo.

      Agora que o fiz, sou uma pessoa com peso saudável (e também não quero virar miuda estilo palito, pré-anorética e super na moda) mas sou saudável. Por isso, em vez de culpar os outros, de atribuir aos outros preconceitos que, provavelmente, estão na sua cabecinha faça algo por mudar. A culpa de o(a) sr.(a) ter excesso de peso não é minha, nem da picante, nem de nada - é sua. Vá ao seu médico, peça ajuda e esforce-se que vai ver que, quando der por isso, está com um peso saudável.

      Eliminar
    5. Ó 01h53, veja lá se aprenda a ser mais educadinho/a e não manda a bela da posta de pescada sem saber do que é que fala. Já fui bem obesa, perdi mais de 50kg, portanto, se fiz o comentário que fiz, é porque sei do que falo! Quer um exemplo? Quando era mais nova, tinha uma colega que, nos intervalos, só comia bolos/bolachas/barras de chocolate, quase todos os dias comia aquelas sobremesas decadentes, repletas de natas, chocolate e etc etc. Já para não falar que eram mais as vezes em que comia em restaurantes do que as que comia em casa, e não fazia nenhum tipo de exercício (nem as aulas de educação física). Já eu, quando comecei a emagrecer, tinha muito cuidado com o que comia, até que cheguei a um ponto em que o meu organismo não queria perder mais peso e tive de passar a ingerir somente 100-200kcal por dia (passei muita fominha), tudo isto para chegar a um peso saudável para a minha altura (durante todo o processo de emagrecimento, sempre me exercitei!). Cheguei até a ter problemas de saúde por causa disto.

      Assim que voltei a comer normalmente (e quando digo "normalmente", não me refiro a junk food, refiro-me a legumes, carne, arroz integral e outras coisas do género), engordei. Era porque comia mal? Não, isto tudo por causa do meu metabolismo, que era -e ficou ainda mais- lixado.

      Por isso, não venham armadas em moralistas e dar-me lições de moral, com a conversa da treta que todo o magro é assim porque come de forma saudável e se exercita, que isso é conversa para boi dormir!

      Eliminar
    6. Experimente fazer desporto. Acelera o metabolismo.

      Eliminar
    7. Picante, eu disse que, durante o processo, sempre me exercitei, ainda hoje o faço. Não venho para aqui chorar as pitangas para depois levar o dia todo de papo para o ar, os meus comentários sobre o assunto perderiam todo o sentido se assim fosse.

      Eliminar
    8. Provavelmente é daquelas que tem azar e que engorda só por respirar (sem ironia, ok?). Mas para que o exercício aumente o metabolismo é necessário que o faça P elo menos umas 3 a 4 horas por semana. Além de que isso só se nota a prazo, vai demorar pelo menos 1 a 2 anos até sentir o efeito. Não é fácil mas é um hábito que se torna essencial (mas que custa, custa)

      Eliminar
    9. Eu sei bem que é um processo que custa, Picante, mas a verdade é que, quer queiramos admitir ou não, a verdade é que há pessoas que são abençoadas com um metabolismo melhor que o meu e o de muitas outras. Não estou a dizer que todas as pessoas que têm essa sorte se encostam à sombra da bananeira, mas que a grande maioria o faz, lá isso faz.

      Enquanto que eu (e variadíssimas outras pessoas, quiçá a Picante também se inclua no lote), temos de suar as estopinhas É tão simples quanto isso.

      Eliminar
    10. Dou-lhe razão. Claro que há quem seja magro sem que faça uma palha por isso. Tal como há quem tenha natural tendência para engordar e leve a vida toda cheio de cautelas. Eu nem me posso queixar muito, o meu peso não oscila mais que 2 ou 3 kgs, desde que faça exercício e compense as asneiras, que também as faço.
      Mas a maior parte das pessoas com excesso de peso não têm este tipo de cuidados ou preocupações. O meu ponto é que há pouca gente obesa, que faça uma alimentação saudável e exercício e, ainda assim não consiga emagrecer porque é doente. Claro que também os há, mas são uma perfeita minoria.

      Eliminar
    11. Sou a anónima das 01.53h. Sim posso ter sido rude mas irritam-me certos comentários porque aquilo que disse que fez eu também fiz (e faço), consegui inserir exercicio fisico entre um trabalho de 10 horas diarias (sim isto da exploração é tramado), um filho e muitas coisas para fazer.
      Sim eu também tenho tendência para engordar do ar, também passei fome (ou pelo menos sentia como tal apesar de ter comido o "suficiente" para o meu metabolismo). Conseguir perder peso foi uma "tarefa e pêras" mas consegui e pelos vistos também conseguiu - logo pode ver que não é impossível e muito menos é sorte.

      E, se há pessoas abençoadas nós não fomos mas também não os podemos culpar pelo nosso organismo, nem esperar ficar magrinhos como eles sem mexer-mos uma palha. O que me irrita é a inacção de pessoas que são como eu já fui e que só se sabem queixar mas não procuram soluções reais para o seu problema.
      A maioria das pessoas com excesso de peso que conheço são pessoas sem qualquer vontade para se sacrificarem, que esperam emagrecer, que sonham com isso enquanto enfardam comida como se não houvesse amanhã, que nunca têm tempo para caminhar, que não podem fazer nada, que têm sempre uma desculpa qualquer para adiar a dieta e é por isso que acredito que a maioria é gordo por opção.
      Eu também gostava de poder enfardar o que me apetece sem me preocupar com o peso mas isso não sou eu. Cada um tem que aceitar o seu funcionamento e fazer os possíveis para chegar à condição que pretende ter.

      Eliminar
  19. Joaquina Silva , às vezes...mas só às vezes, concorda com a outrora Pips.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho para mim que a senhora não é uma verdadeira Joaquina...

      Eliminar
  20. Eu não tenho problemas de peso mas acompanho diariamente a vida de uma pessoa que tem e garanto-lhe que a sua visão é muito pequena. Muito.
    O que escreve aqui por vezes é tão ofensivo ou tão limitado como tudo aquilo que critica nos outros. Ou bem pior. A sorte é que ninguém a lê, que mil visitas não é nada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara Anónima, qual é o problema de dizer que uma pessoa gorda é gorda? Ou que um loiro é loiro?
      Quer convencer-me que a maioria das pessoas gordas o são por doença? Sério? A maioria das pessoas gordas são-no porque se alimentam mal, porque não conseguem resistir à tentação do chocolatinho ou da bolachinha, porque não estão para fazer dietas, porque os ignorantes dos pais cedem aos sumos e aos doces. Já viu que cerca de 30% das crianças são obesas? E que há outros 30% ou 40% com excesso de peso? É tudo doente? Pequenino é não assumir que o excesso de peso é um problema de ignorância, desleixo e gula. Os doentes são uma pequeníssima percentagem.
      Claro que a obesidade depois origina todo o tipo de problemas, desde os físicos aos psicológicos e que as pessoas se tornam doentes. Pessoas essas que antes de se deixarem engordar até esses extremos eram perfeitamente saudáveis.
      (e para que saiba eu também tenho um caso de obesidade bem próximo, uma pessoa que diz que é doente e não consegue emagrecer apesar de não comer nada. Estranho é como consegue enfardar 3 pratos de cozido seguido de sobremesa e fruta enquanto eu, a pessoa altamente discriminadora, como 1/5 da dose e passo o doce)

      Eliminar
    2. Mais uma vez concordo com a +picante. Eu tenho uma conhecida com excesso de peso, que fica muito ofendida sempre que se fala no assunto, mesmo não se falando directamente para ela ou sobre ela. Uma vez, tentando ela mais uma dieta disparatada, eu tentei mostrar-lhe o que de errado ela fazia, dizendo-lhe o que fazia eu no meu dia a dia. Resposta dela: "não sabes do que falas, tens a sorte de ser magra..." Portanto, para ela, é uma questão de sorte, e não de auto-controlo! Nunca mais tentei ajuda-la...

      Ana Maria

      Eliminar
    3. Sendo eu a ex-obesa ( ali do tópico de cima) a "sorte" também é algo que me fascina: então eu tenho sorte em ter um metabolismo super-lento, em ter feto uma reeducação alimentar (a mim custou-me imenso precisamente porque sempre comi comida saudável mas tive que aprender a cortar nas doses, na quantidade e depois tive que cortar totalmente em muita coisa que é normal no dia-a-dia da maioria das pessoas mas eu não posso porque o meu metabolismo não digere), tive que encontrar tempo nem-sei-bem-onde para fazer exercicio, fiz isso tudo, tinha uma descida de peso medíocre (já falei do meu querido metabolismo?!) e, portanto a motivação era uma coisa que nem sempre me assistia mas lá ia eu arranjá-la sabe deus onde ..
      E depois de ter passado uns 2-3 anos a passar de pré-obesa a um peso perfeitamente natural e saudável também me dizem que tenho sorte?! Tenho sorte o c***** eu tive foi força de vontade e não me venham com tretas porque custar custa a todos mas ninguém vai fazer a dieta por mim. Nem por quem é gordo!

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.